Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Rio de Janeiro

Santa Sé






quinta-feira, 26 de junho de 2014

notalatina "Venceu a trampa", denuncia Uribe






notalatina





"Venceu a trampa", denuncia Uribe


Posted: 26 Jun 2014 02:57 PM PDT


Passados alguns dias depois do choque com a vitória roubada do camarada Juan Manuel Santos, o Notalatina faz nova edição comentando aquele fatídico 15 de junho e denúncias feitas pelo ex-presidente Uribe dois dias antes das eleições em sua conta de Twitter. Entretanto, em vez de escrever um texto, preferi traduzir e publicar dois artigos: o primeiro, que dá nome a esta edição, da lavra do ex-presidente e senador eleito Álvaro Uribe, e o segundo do querido amigo Ricardo Puentes Melo. E o faço porque eles dizem tudo, melhor do que eu poderia fazê-lo, sobre o que aconteceu no segundo turno da eleição presidencial na Colômbia. Leiam com atenção e desfrutem, sobretudo o vídeo no final.









Luto por Colômbia







Venceu a trampa, denuncia Uribe






Comunicado do ex-presidente Uribe.






Nossa gratidão à doutora Marta Lucía Ramírez e aos milhões de colombianos que acompanharam esta luta.






Em nome da paz, o governo Santos impulsionou a maior corrupção da história caracterizada por abuso de Governo, entrega de somas de dinheiro a parlamentares para compra de votos, oferta de dinheiro do Governo a Prefeitos e Governadores para forçá-los a intervir ilegalmente na campanha em favor do presidente-candidato, compra de votos, violação da Lei de Garantias, propaganda ilegal com dinheiro do Estado em pauta publicitária que coincide com a publicidade do candidato-presidente.






Propaganda ilegal com personagens que cumprem funções públicas, pressões do Executivo para intervenções políticas da justiça, ameaças de massacres e intimidação por parte de grupos terroristas como as FARC e os bandos criminosos aos eleitores de Zuluaga.






Omissão do presidente Santos para se opor a essas ameaças, pressão violenta de grupos terroristas sobre os eleitores para que votassem no presidente-candidato, omissão do presidente Santos para desautorizar a ação terrorista em seu favor.






O Centro Democrático continuará sua tarefa, retomar o trabalho para seguir com sua agenda legislativa e ser fiel a seus princípios.






A Colômbia necessita de um sistema eleitoral diferente, responsável e transparência, e que evite os abusos como os cometidos pelo governo Santos. Devemos nos levantar e nos ater à pedagogia do rodo convertida em política que pretende que a compra de voto seja de instituição nacional. Seremos fiéis às nossas convicções de pátria e não à trampa vencedora.






Adiante, compatriotas!






Ganhou o castro-comunismo






Ricardo Puentes Melo






Não quero acrescentar muito. A fraude estava anunciada, e desde estas páginas dissemos que no primeiro turno se permitiria Zuluaga ganhar, mas que no segundo não haveria maneira de frear a monumental trampa. Entretanto, uma pequena luz de esperança nos iluminou pensando que haveria alguma forma de controlar o que Santos e seus cúmplices terroristas vinham forjando desde há muito tempo em Cuba e Venezuela. Porém não, a epígrafe estava muito clara desde o princípio, tanto que o camarada anunciou - como também o dissemos há meses - que não haveria problema porque ganharia as eleições na Registradoria. E assim foi. Não interessou que a maioria dos colombianos preferissem a justiça à impunidade. Nas regiões a corrupção foi grotesca, se designaram registros, veículos, escoltas, postos e promessas de todos os tamanhos para que a classe política usasse sua influência e o dinheiro público para aceitar a contagem de votos, e conjurar o que não se conseguisse fazer com a compra de consciências.






Tampouco interessaram as denúncias que o Centro Democrático realizou sobre a compra de votos e a participação em política de funcionários públicos. Ao melhor estilo chavista, a justiça deste país tapou tudo como fazem os gatos com suas coisas, e a fraude seguiu adiante até obter os resultados que hoje conhecemos. Pobre Colômbia! A maioria ignora o que nos espera. Porém, dentro de uns poucos meses isto será igual à Venezuela. A ordem castrista continua igual: assassinar Uribe Vélez é prioridade. Se não podem, o encarcerarão. E, também como dissemos desde este portal, lamentavelmente vários da bancada uribista cederão às tentações do governo central e trairão os ideais da segurança democrática. Do mesmo modo como aconteceu no Partido de la U. O Ministério Público Geral da Nação, já sem temor de que o uribismo suba à presidência, se dedicará com toda a sanha a perseguir a oposição. Inventarão processos, fabricarão testemunhas, passaram pela faixa a constituição e a lei. O Ramo Judiciário também fará com mais descaramento o que vem fazendo para beneficiar bandidos como Petro, que estão acima da lei.






O G2 cubano será contratado sem restrições nem vergonha e logo veremos cubanos assessorando em ministérios, Forças Armadas, governos de estados. Os cabeças das FARC entrarão na legalidade, lavarão seus dinheiros mal havidos e seus filhos chegarão a formar parte deste governo depois de terminar seus estudos nas melhores universidades da Europa. Certamente, o terrorismo castrista continuará funcionando sob o mesmo parâmetro. Continuarão operando da mesma maneira: seqüestrando, violando, massacrando... E quando se pergunte aos comandantes desmobilizados, eles dirão que essas são facções "rebeldes" que não se acolheram ao processo de paz e decidiram seguir alçados em armas. Assim sucedeu, e assim continuará sucedendo porque a fórmula do engano da paz lhes funcionou sempre.






Deus queira que Oscar Iván Zuluaga ou Martha Lucía Ramírez não aceitem fazer parte deste governo e se mantenham na oposição. O panorama é deprimente e tenebroso. Permitimos que o castro-comunismo se instaure outros quatro anos no poder. E o terrível é que esses outros quatro anos se converterão em 40. Pobre Colômbia! Nosso compromisso desde esta trincheira de decência continua firme. Seguiremos denunciando, seguiremos desmascarando, seguiremos com nosso compromisso que é esta pátria querida.






Se é que antes não nos silenciam.






Uribe reiterou suas denúncias no Twitter






Essa intervenção foi congruente com as inúmeras denúncias que nos últimos meses o Centro Democrático veio realizando, e que Uribe publicou sem cessar no Twitter, de atentados contra sua atividade política. Este periódico publicou rigorosamente a lista completa de tais atropelos, que estão suficientemente documentados para que não se tome agora o altivo protesto de Uribe como um desabafo pela derrota. Para ratificar o dito, como exemplo, reproduzimos os trinos de Uribe dos dois últimos dias (sábado e domingo), antes do encerramento das votações:






14 de Junho:






"Terrorista FARC ameaça votantes en Montelíbano, Córdoba, que têm que votar em Santos. O PteSantos guarda silêncio.


PteSantos guarda silêncio, é omisso frente a ameaças das FARC e bandos criminosos que obrigam a votar nele.


Prefeito de Cereté reparte mercadorias para comprar votos para Santos. Os guardava no asilo pic.twitter.com/htb5ssHfYH


A esta hora o prefeito de Cereté reparte mercadorias em nome de @JuanManuelSantos quem investiga @YoReportoCo @PGN_COL pic.twitter.com/Aruzr75yF6


Fraude: campanha de Santos tem 3 contas: da campanha, do esbanjamento de publicidade oficial, de dinheiro de compra de votos


Prefeito de Cereté manda repartir mercadorias para comprar votos pic.twitter.com/Re4MXBTjZr


FARC intensifica ameaças a votantes de Zuluaga em Urabá. PteSantos guarda silêncio


FARC exige dinheiro de comerciantes de municípios de Nariño para logística eleitoral de Santos".






15 de junho:






"Votei com alegria em Zuluaga e com tristeza pelas ameaças do terrorismo


Em B/quilla Ministério Público demorou 18 horas para uma ordem de invasão em um local de imprensa para fabricar formulários E14


SanOnofre, Sucre, compra de votos para Santos, o comprador é Pablo Valiente


Santos: impunidade para as FARC e "artilharia e munição, grana e fraude" para o segundo turno


Santos desceu Humberto de la Calle do pedestal da ilustração à violação da lei eleitoral".






Fiquem com Deus e até a próxima!






Traduções e comentários: G. Salgueiro









You are subscribed to email updates from notalatina

To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.

Email delivery powered by Google


Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo