Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Rio de Janeiro

Santa Sé






segunda-feira, 10 de novembro de 2014

[Novo post] Rotina de censura: “Quem prefere um estado menor deve apoiar que uma publicação não receba verbas estatais”




lucianohenrique publicou: " Essa rotina é verdadeiramente um assombro, pois é proferida tanto por bolivarianos desonestos, como alguns liberais iludidos. O primeiro grupo sabe o que está buscando. O segundo nem sequer conseguiu perceber a realidade. Refutarei a rotina pela pe"



Responda a este post respondendo acima desta linha






Nova publicação em Ceticismo Político








Rotina de censura: “Quem prefere um estado menor deve apoiar que uma publicação não receba verbas estatais”

by lucianohenrique





Essa rotina é verdadeiramente um assombro, pois é proferida tanto por bolivarianos desonestos, como alguns liberais iludidos. O primeiro grupo sabe o que está buscando. O segundo nem sequer conseguiu perceber a realidade.

Refutarei a rotina pela perspectiva do segundo grupo, pois você sempre os verá aparecendo por aí defendendo orgulhosamente que "é até melhor que a revista X não receba verba estatal, pois assim se tornará mais isenta" ou "melhor seria viver sem dependência de verbas estatais". Eles se orgulham de pensar assim! Mas não possuem a noção de que perderam a noção da realidade que os rodeia.

Pela perspectiva mais liberal, é verdade que seria muito bom se o estado não gastasse em anúncios estatais. O problema é que é exatamente o oposto a ocorrer: cada vez mais o estado gasta em anúncios estatais.

Sendo assim, quando uma publicação deixa de receber anúncios estatais por sanção governamental (no caso, por não apoiar o governo), automaticamente esta verba será direcionada para outras publicações apoiando o governo.

O que esse tipo de mente não consegue perceber é que o dinheiro de impostos não pode ser usado pelo governo para privilegiar quem o apoie. Então, vivemos em um mundo onde é imoral usar dinheiro público para direcionar conteúdo a favor do partido que está no governo. Sorte que ainda temos essa percepção. Não os que usam esta rotina e os que nela caem.

Observe que este truque é usado tanto por bolivarianos desonestos, como é aceito por alguns liberais iludidos, como já disse. E neste último caso, mentalidades liberais dizendo "é, pensando bem, é até melhor viver sem essa verba estatal" configuram um problema de percepção seríssimo. Algo beirando a perda de cognição básica. Seria um retardo mental, no mínimo temporário.

Provavelmente, este tipo de mente idealiza um mundo onde não existam mais verbas estatais para anúncios de qualquer forma. O que, aliás, é uma proposta defensável, em termos racionais. Daí, apenas uma publicação (contra o governo) é punida. Nesse lapso cognitivo, esse tipo de mente traz para o momento esse mundo "sem anúncios estatais em qualquer publicação", e sentencia: "pensando bem, é melhor ficar sem verbas estatais". Só que a mente dele editou a informação mais importante: as verbas estatais seguem para outros meios de comunicação, favorecendo o governo, conseguindo fazer o uso de verbas estatais ser ainda mais anti-ético.

Imagine três situações:
Não há verba estatal para qualquer publicação
Há verba estatal para todas as publicações, falem bem do governo ou não
Há verba estatal para as publicações que falem bem do governo

Como esse tipo de mente deformada consegue maquiar a realidade? Ao acreitar que a opção 1 é a melhor, escolhe a opção 3, que consegue ser muito pior que a opção 2.

É claro que no caso desses liberais temos um problema sério de percepção da realidade, afetando gravemente a cognição política. É como ser estuprado e sair agradecendo, por mero problema de incapacidade de perceber a realidade.

No caso dos bolivarianos, a coisa é diferente: eles fazem o seu papel, enganando os outros (inclusive esses iludidos liberais que caíram no truque), pois sabem que a terra prometida para eles é uma na qual o governo tem o poder de usar as verbas estatais apenas para empresas falando bem do governo. Ou seja, a censura sutil.

Algo ambicionado pelos bolivarianos. E que alguns liberais iludidos nem serão capazes de perceber. Temos que usar termos fortes para acordar esses últimos para a realidade.



lucianohenrique | 9 de novembro de 2014 às 10:50 pm | Tags: bolivarianismo, censura, censura sutil, cristina kirchner, guerra política, jogos políticos, revista veja | Categorias: Outros | URL: http://wp.me/pUgsw-9tM




Comentário

Ver todos os comentários







Cancele a assinatura para não receber mais posts de Ceticismo Político.
Altere as configurações do seu e-mail em Gerenciar Assinaturas.

Problemas para clicar? Copie e cole esta URL no seu navegador:
http://lucianoayan.com/2014/11/09/rotina-de-censura-quem-prefere-um-estado-menor-deve-apoiar-que-uma-publicacao-nao-receba-verbas-estatais/







Obrigado por voar com o WordPress.com






Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo