Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Rio de Janeiro

Santa Sé






segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Viver em Deus




Viver em Deus



Quando perdemos a humildade, a confiança em Deus e os bens acabam, nos desesperamos

Posted: 08 Nov 2014 11:55 AM PST








Acampamento de Cura e Libertação












Padre Duarte Lara – Foto: Daniel Mafra/ cancaonova.com









Padre Duarte Lara






A palavra que o Senhor nos dirigiu nesta tarde nos convida a meditar no uso dos bens materiais. Não podeis servir a Deus e ao dinheiro. O desejo imoderado de possuir é uma das maiores escravidões do homem. Por amor exagerado ao dinheiro surge todos os tipos de injustiça na sociedade.






A avareza é uma pandemia, uma espécie de vícios que se espalhou por toda a sociedade. Esta abundância material sufocou a vida espiritual.Existem muitos países ricos em que se tem tudo, mas não tem Deus. A abundancia material gerou um deserto espiritual. Todos temos que vigiar sobre o nosso coração para não cairmos nesta tentação.






O problema não é ter ou não ter de fato, problema é fazer das coisas o nosso Deus.Todos os bens materiais são bons, Deus não quer que odiemos as coisas, Ele não quer, apenas, que as idolatremos. Devemos utilizaros nossos bens sem deixar que nosso coração se apegue a eles de maneira desordenada.






Preciso sempre lembrar que às pessoas devemos amar, e as coisas utilizar e não o contrário. Deus nos convida a usar as coisas que Ele nos dá para amá-lo e amar os nossos irmãos. São Paulo se alegra com a partilha dos irmãos para que ele passasse pela provação.






Existem as parábolas que Jesus exemplifica bem isto, ele faz uma catequese quanto ao uso das riquezas. O filho de Deus confia em seu Pai, não está demasiadamente preocupado com o dia de amanhã. Ficamos preocupados com o dia de amanhã e vamos guardando, muitas vezes, não vemos que o nosso vizinho está passando necessidade.











Peregrinos acompanham a Santa Missa no Acampamento de Cura e Libertação na Canção Nova – Foto: Daniel Mafra/ cancaonova.com






Tenho feito a experiência em que quanto mais dou, mais recebo. Percebo Deus me pedindo na oração que eu ajude este e aquele. Quanto mais generoso sou, mais Deus me dá. Se paro de ser generoso, paro de receber.






Que passagem mais triste é a passagem do jovem rico. Ele vai a Jesus perguntando o que é necessário para entrar na vida eterna, Jesus o pede que observe os mandamentos, ele diz que já observava, mas quando Jesus pede que ele venda os bens ele não tem coragem. Isso é uma tentação séria.






Se Jesus lhe pedir o seu carro, o seu celular você tem a coragem de dar? É preciso se cuidar, porque, as vezes, Ele nos pede.






A avareza gera uma atitude de auto suficiência. Quando você tem muitos bens, você começa a pensar que não precisa de mais ninguém. No mundo Bíblico a pobreza tem quase a mesma conotação que humildade. O pobre é aquele que sabe que em tudo depende de Deus.






Quando perdemos a humildade, a confiança em Deus e os bens acabam, nos desesperamos. O nosso auxilio está no nome do Senhor. A nossa confiança está no Pai do céu, que cuida. Não deixe que os bens materiais tomem o seu coração.






Alguns conselhos práticos que dou a você. Muitas vezes, você tem algo em casa que não usa mais, dê, partilhe. Ame aos irmãos com os dons que Deus lhe dá. Aprendi isto com meu avô, ele dava constantemente coisas boas que não mais usava. Existem pessoas que o primeiro pensamento que vem é: "vou vender", pense bem, reze antes. Existem coisas que precisam ser decididas na oração. Se você puder, dê.











"Pobre é aquele que em tudo sabe que depende de Deus", afirma padre Duarte – Foto: Daniel Mafra/ cancaonova.com






Outro ponto não é só comprar, é preciso cuidar bem daquilo que Deus nos dá. Abusamos da providencia de Deus e dos dons que Ele nos dá. Estragamos o que faz falta a tanta gente, por falta de cuidado, desleixo. Cuidar bem das cosias para amar a Deus e amar aos irmãos.






São Paulo sintetiza a providência de Deus em sua vida com a seguinte frase: "Tudo posso naquele que me dá força". Deus cuida de nós, nos dá forças, provê em todas as nossas necessidades e muitas vezes, de maneira milagrosa.






Há alguns meses encontrei uma mulher, mãe de família que o marido a abandonou, por isto precisa cuidar dos seis filhos sozinha. Ela coloca Deus em primeiro lugar. Passa muito tempo fora de casa, portanto ela pede que Deus eduque os seus filhos por ela. Eles são muito bem educados, há lindos gestos de delicadeza entre eles.






Esta senhora trabalha num imobiliária e recebe por comissão, se trabalhou recebe senão não recebe. Certa vez não tinha dinheiro para pagar o aluguel, sentiu no coração de ir ao banco e pedir o extrato, mesmo sabendo que não tinha dinheiro na conta foi confiante. Chegando lá havia exatamente a quantia que ela precisava até os centavos.






Ajude aos seus irmãos, não só em quantidades materiais, mas no espiritual. Ofereça um terço, um livro, uma bíblia, apresente Jesus a uma pessoa que ainda não O conhece. Use os seus dons para a salvação das almas.






Título Original: Não podeis servir a Deus e ao dinheiro






Link: http://eventos.cancaonova.com/acampamento-de-cura-e-libertacao/pregacoes/nao-podeis-servir-a-deus-e-ao-dinheiro/






Site: Canção Nova Eventos


Editado por Henrique Guilhon





You are subscribed to email updates from Viver em Deus

To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.

Email delivery powered by Google


Google Inc., 1600 Amphitheatre Parkway, Mountain View, CA 94043, United States

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo