Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Rio de Janeiro

Santa Sé






terça-feira, 4 de março de 2014

[Catolicos a Caminho] ARREPENDIMENTO E REGENERAÇÃO Som !













ARREPENDIMENTO E REGENERAÇÃO ! 



***************** 







- «Veio hoje a salvação a esta casa, por este ser também filho de Abraão; pois o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido».(Lc.19,9-10).





Chama-se Arrependimento a um sentimento interior que se manifesta e significa ter pena de ter pecado.

Todavia, na dialéctica da Revelação, este continua a ser o tema das relações de Deus com o Povo de Israel e com todos os homens : Pena ou castigo, penitência e perdão são para todos os homens de todos os tempos.

Todavia, no Antigo e Novo Testamento, o Arrependimento significa conversão, mudança do coração, voltar-se para Deus, retornar para Ele :

- "Convertei-vos, filhos de Israel, Àquele de quem …vos separa... (Is.31,6) .

- "Vinde, voltemos para o Senhor. Ele feriu-nos, Ele nos curará. (Os.6,1).

- "Convertei-vos a Mim de todo o vosso coração, com jejuns. (Joel. 2,12).

O verdadeiro Arrependimento é o trabalho da misericórdia de Deus :

- "Assim está escrito que o Messias havia de sofrer e ressuscitar dentre os mortos ao terceiro dia, que havia de ser pregado, em Seu nome, o Arrependimento"...(Lc.24,46).

- "Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados ; àqueles a quem os retiverdes ser-lhes-ão retidos"... (Jo.20,23).

O Arrependimento é um sentimento interior, mas que se deve manifestar por actos exteriores, para garantir a graça de Deus :

- "Arrependei-vos, portanto, e convertei-vos, para que os vossos pecados sejam apagados".(Act.3,19).

- "Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados"…(1 Jo.1,9).

E é ainda por causa da resposta do homem à graça que há alegria no céu, e se a há no céu, indubitavelmente a haverá também na terra :

- "Haverá mais alegria no céu por um só pecador que se Arrepende do que por noventa e nove justos que não necessitam de Arrependimento".(Lc.15,7).

Foi assim com o Filho Pródigo, com a mulher adúltera, com Maria de Betânia, com Zaqueu, com o ladrão arrependido, e com tantos outros através da história, que, pelo Arrependimento deram início a uma vida nova, uma vida regenerada.

O Arrependimento é uma condição essencial para conversão e regeneração.

O conceito de uma iniciação na Comunidade Cristã como o nascimento para uma nova vida – Regeneração - dificilmente se encontra no Novo Testamento fora de S. João e de S. Pedro.

A natureza da Regeneração nos mistérios do Cristianismo é por demais obscura para se poderem encontrar paralelismos e não se sabe se esses mistérios são pré-Cristãos ou pós-Cristãos na sua origem.

Se o Judaísmo exibe um conceito de Regeneração também não é claro; os prosélitos são considerados como homens novos que começam uma vida inteiramente nova; todas as relações contraídas antes da circuncisão devem ser postas de parte.

Isto é efectivamente um novo nascimento – Regeneração - ainda que o termo não seja usado, e foi assim que foi influenciado o culto do Novo Testamento.

Em S. João (1ª Epístola) :

Aqueles que nasceram de Deus são os que praticam a justiça :

- "Se sabeis que Ele é justo, sabei também que todo aquele que pratica a justiça, nasceu d'Ele".(1 Jo.2,29).

São aqueles que amam o seu próximo :

- "Caríssimos, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus e todo aquele que ama, nasceu de Deus e conhece-O". (Jo.4,7).

São os que crêem que Jesus é o Messias :

- "Todo o que crê que Jesus é o Cristo, nasceu de Deus; e quem ama aquele que gerou, ama também quem d'Ele nasceu". (1 Jo.5,1).

Como fruto da Regeneração todos os que nasceram de Deus, não podem pecar exactamente porque nasceram de Deus :

- "Todo o que é nascido de Deus não comete pecado, porque a Sua semente permanece n'Ele".(l Jo.3,9).

- 'Sabemos que todo aquele que nasceu de Deus não peca, mas Aquele que foi gerado por Deus, guarda-o e o Maligno não o toca". (1 Jo.5,18).

A Regeneração de Deus eleva o homem ao nível de Deus, para quem o pecado é impossível.

Em virtude dessa Regeneração o homem vence o mundo, como Jesus venceu o mundo :

- "Porque todo o que nasce de Deus vence o mundo ; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé".(1 Jo.5/4).(cf.Jo.l6,33).

No Evangelho de João :

Os que são de Deus são os que acreditam no Seu nome; eles não nasceram do sangue, isto é, não se distinguem pela origem da raça humana como os Judeus e os Gentios; não nasceram da carne, isto é, pela geração humana; nem pela vontade do homem, isto é, pelo desejo carnal; mas de Deus :

- "Eles que não nasceram do sangue, nem da vontade carnal, nem da vontade do homem, mas, sim de Deus". (Jo.1,13).

Eles vivem numa nova vida e numa nova natureza de origem divina. Este novo nascimento é o Baptismo.

É um baptismo do espírito :

- "Quem não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus (...) Quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus".(Jo.3,3-5).

Na 1ª Epístola de S. Pedro :

Os cristãos são uns recém-nascidos num leite espiritual :

- "Desejai, como recém-nascidos, o leite espiritual para que ele vos faça crescer para a salvação". (1 Pe.2,2).

O Pai nos Regenerou pela Ressurreição de Jesus Cristo :

- "Bendito seja Deus Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, que na Sua grande misericórdia nos regenerou pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos para uma esperança viva". (1 Pe.1,3).

* A Regeneração para uma vida nova é um cumprimento escatológico, tal como quando Jesus se entregou ao Pai :

- "Ele que, quando O insultavam, não insultava, e sofrendo não ameaçava, mas Se entregava Àquele que julga com justiça". (1 Pe.2,23).

A Regeneração em Mateus refere-se a uma crença escatológica dos Judeus na ressurreição da carne e a renovação material do mundo :

- "Em verdade vos digo : No dia da renovação, quando o Filho do Homem Se sentar no Seu trono de glória, vós, que Me seguistes, sentar-vos-eis em doze tronos para julgardes as doze tribos de Israel". (Mt. 19,28).

Talvez porque o conceito de Regeneração tem algumas relações com os mistérios, tem poucas referências no Novo Testamento; mas está muito em paralelo com a concepção de S. Paulo sobre o Baptismo como morte para o homem velho e ressurreição para uma vida nova que é o homem novo em Cristo :

- "Despojar-vos do homem velho, no que diz respeito ao vosso passado, do homem corrompido pelas paixões enganadoras; a renovar espiritualmente a vossa inteligência e a revestir-vos do homem novo, criado em conformidade com Deus na justiça e na santidade verdadeiras". (Ef.4,22-23).

Diz o Catecismo da Igreja Católica :

1428. - Ora, o apelo de Cristo à conversão continua a fazer-se ouvir na vida dos cristãos. Esta segunda conversão é uma tarefa contínua para toda a Igreja, que "contém pecadores no seu seio" e que é "ao mesmo tempo, santa e necessitada de purificação, prosseguindo constantemente no seu esforço de penitência e renovação" [... ] .

Ao chamamento de Jesus, deu-se em Zaqueu, uma verdadeira Regeneração, porque ele se arrependeu do mal que tinha feito e deu início a uma nova vida, pelo que Jesus podia dizer :

- «Veio hoje a salvação a esta casa, por este ser também filho de Abraão; pois o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido».(Lc.19,9-10).

A Quaresma é o tempo oportuno para a Regeneração, é tempo de arrependimento, tempo de pedir perdão e de perdoar.

O Conceito de Regeneração está perfeitamente integrado na doutrina da Igreja e da Reconciliação e faz parte da História da Salvação. 



John
Nascimento 
























































__._,_.___














Para cancelar sua assinatura deste grupo, envie um e-mail para:

catolicosacaminho-unsubscribe@yahoogroups.com



























.



__,_._,___



-->

Nenhum comentário:




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo