Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Da Mihi Animas




Da Mihi Animas


  • FELIZ ANO NOVO! 
  • UMA PORTA QUE SE FECHA? 
  • HOJE, AO MEIO DIA - INDULGÊNCIA PLENÁRIA 
  • ÚLTIMO DIA DO ANO: "OLHA A ESTRELA, INVOCA MARIA!" 




Posted: 31 Dec 2013 06:37 PM PST


















Posted: 31 Dec 2013 06:31 PM PST























Pe. Marcélo Tenorio










Hoje termina o ano que ficará gravado na história da Igreja. 






As gerações futuras, se é que serão muitas, olharão para essa época com singular particularidade.






Logo no início de 2013, a humanidade assistiu, atônita e desconcertada a renúncia de um Papa. Algo inédito, nunca visto em tempos atuais. Bento XVI, grande teólogo de nossa época descia do Trono de S. Pedro para terminar seus dias entre o claustro e silêncio de um Mosteiro. Não mais governaria a Santa Igreja. Não mais ouviríamos as suas preciosas alocuções.Não mais o seu olhar de Pastor nem tão pouco seu zelo ardente pela Verdade Católica que se expandia na ação e no esplendor da Liturgia Sagrada do Vigário de Cristo.






Silencioso, ressoava por vezes como um trovão. A clareza de seus ensinamentos trouxe para si o ódio dos homens do mundo e da Igreja. Quiseram abafar a sua voz, sabotar os seus ensinamentos, macular as suas palavras. Tudo em vão: era servidor da Verdade que mostra o oculto e escondido.






Vestido como um rei, possuía a humildade de um plebeu, revestido da pobreza de quem era Vigário. Pobreza que nele era despojamento e não ausência ideológica de tudo.






Se ser humilde é ter consciência do que se é, Bento XVI sabia o que era. Que era o Papa, o Vigário de Cristo na Terra. Viveu seu pontificado como o Papa, desceu- a descida dos humildes - como papa.






Na quarta-feira de cinzas deste ano, entra solenemente na Basílica de S.Pedro para pontificar sua última missa. Era nítida a emoção dos fiéis, dos prelados, de todos. Em suas palavras nada para si. Nenhum sinal de vangloria, mas apenas o olhar de uma alma pacificada.






Após os agradecimentos do Secretário de Estado, um estrondoso aplauso na basílica, misturado com lágrimas. Bento XVI não reage, está na santa indiferença da qual fala Inácio de Loyola. Dele, nesse momento, apenas umas palavras: " Voltemos à oração", e conclui a Santa Missa, saindo discretamente dos holofotes. 






Muitos dizem que aqui termina uma época eclesiástica para nunca mais voltar.


O fato é que não haverá, jamais, um Bento XVI, como jamais teremos um Pio X. Cada papa constrói em seu pontificado uma história que jamais será apagada.






Quem apagará os grandes feitos de Gregório, chamado depois de Magno ou os desmandos de João XII? Como esquecer o zelo apostólico de Pio X, reconhecido como santo e exemplo para os futuros pontífices? Como não vislumbrar o sorriso de João Paulo I em contraste com o angustiado olhar de Paulo VI?






Mas além dos olhares, das posturas, do zelo, está o ensino, o Magistério que os papas deixaram à Igreja. 






Cada papa será julgado pela Verdade e assim entrará para história em glória ou em sombras.


Somente um papa pode julgar o papa anterior. Mas o faz a partir da Verdade Católica que é a Verdade de Cristo.






Não são os gestos externos de um papa que contam, mas a Verdade ensinada, de forma que não adianta a postura majestática de Pio XII ou o jeito mais campestre de Leão XIII. De nada vale o temporal de Inocêncio III ou as inovações de Paulo VI, despojando-se da tiara e entrando na basílica andando como qualquer outro e não mais na sede gestatória. Como também nada vale os carismas "ad dextra" de João Paulo II ou os mais contidos, "ad intra" do próprio Bento XVI, mas a Verdade, a Verdade Católica por eles ensinada, defendida, exortada...






Um Papa será julgado pela Verdade que ensina. Sua missão é nos confirmar na Verdade perene, imutável. Ele é o Servidor da Verdade; não está acima dela, mas é seu primeiro servidor.






É claro que a Verdade vivida e defendida também expressa-se em atos, símbolos e ritos.






Muitos dizem que com Bento XVI encerra-se uma história. Fecha-se a porta de uma Igreja triunfalista e engessada.






Os piores inimigos da Igreja aplaudem o novo Papa e pedem mudanças.






A maçonaria aplaude o novo papa e pede mudanças.






Os Boffes aplaudem o novo papa e pedem mudanças






Os modernistas, ateus, liberais..aplaudem o novo papa e dizem: 






"tudo mudará. O dogma pela práxis. A lei pela misericórdia, a hierarquia pelo voto, a Verdade pelo talvez..Tudo mudará".






Há quem diga muito mais.






E nós?






Nós também aplaudimos o novo Papa e dizemos:






Tu és Pedro, Francisco!






Confirma-nos na Verdade - Imutável, Perene e sem equívocos!






--------------






às 23h30 min do dia 31 de dezembro - Horário do MS



























Posted: 31 Dec 2013 04:17 AM PST










AO MEIO DIA

MISSA E TE DEUM LAUDAMUS





A Santa Igreja concede hoje Indulgência Plenária a todos que rezarem ou cantarem o Te Deum ao meio Dia




Matriz de S. Sebastião,

Rua Minas Gerais, 549 - Monte Carlo - Campo Grande - MS










Posted: 31 Dec 2013 04:04 AM PST






Caríssimos,


Neste último dia do ano, entreguemo-nos à Nossa Senhora, Rainha Imaculada. Sigamos os conselhos de São Bernardo: " Olha a Estrela, invoca Maria!"


Seja Ela a abençoar o Ano Novo que se aproxima. Seja Ela a Reinar em nossos corações, na Igreja e no Mundo Inteiro.






"Coração Imaculado de Maria, Reinai sobre o mundo inteiro!"



























"Maria, muito melhor que qualquer outra mãe, conhece e vê os socorros de que necessitamos para viver, os perigos públicos e particulares que nos ameaçam, as angústias e males que nos oprimem, e, sobretudo, a luta encarniçada que havemos de sustentar com os inimigos da salvação. Nestas e noutras dificuldades da vida, melhor do que ninguém, pode ela generosamente e deseja ardentemente proporcionar a seus filhos queridos consolação, força e toda espécie de auxílios" - Leão XIII, Magnae Dei Matris, 1892.




You are subscribed to email updates from Da Mihi Animas

To stop receiving these emails, you may unsubscribe now

Email delivery powered by Google 


Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610 

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo