Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Rio de Janeiro

Santa Sé






sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

[Novo post] Conhecimento é poder: AMB faz cartilha para escravos cubanos desertarem




lucianohenrique publicou: " O Brasil247 está fulo da vida com a AMB (Associação dos Médicos Brasileiros). Tudo por que a organização criou uma cartilha para facilitar a vida dos médicos cubanos que querem desertar. Até agora cinco deles conseguiram sua liberdade, pois fugiram e " 



Responda a este post respondendo acima desta linha 






Nova publicação em Ceticismo Político 











O Brasil247 está fulo da vida com a AMB (Associação dos Médicos Brasileiros). Tudo por que a organização criou uma cartilha para facilitar a vida dos médicos cubanos que querem desertar. Até agora cinco deles conseguiram sua liberdade, pois fugiram e não voltaram para Cuba. Veja o que eles escreveram:


A Associação Médica Brasileira (AMB) deu seu tiro de misericórdia contra o programa Mais Médicos e o governo brasileiro. Em comunicado divulgado nesta quinta-feira 13, a entidade anuncia criar um programa de apoio a médicos estrangeiros que atuam no programa, mas que estejam insatisfeitos. O plano consiste em divulgar uma cartilha com o passo a passo de como agir para abandonar o programa e oferecer assessoria jurídica para quem quiser pedir refúgio/asilo político.

Se existe um conhecimento disponível (e que pode ser organizado e distribuído) para qualquer um que atue como escravo e queira buscar sua liberdade, a única ação moralmente aceitável é aquela que faça esse conhecimento fluir entre aqueles que não suportam mais a servidão. Assim, quem quer continuar escravo que não vá atrás desse conhecimento. Quem quiser a alforria, que busque a tal cartilha.

Enquanto isso, os blogueiros petistas dizem que a distribuição desse conhecimento (em tempo: parabéns à AMB por ter feito sua obrigação moral) pode acabar com o programa Mais Médicos.

Claro que a falsidade impera no discurso governista, pois eles poderiam ter mantido o registro dos desertores e permitir que eles continuassem no programa Mais Médicos, mas foi o governo brasileiro que, por exemplo, cancelou o registro de Ramona, a primeira escrava a ter fugido.

Parece que definitivamente o governo brasileiro decidiu bater o pézinho, dizendo: "se o dinheiro não for para Cuba, não vai poder trabalhar sem ter o diploma Revalidado", o que definitivamente mostra o que há por trás das intenções do PT.

A lógica é clara: se o PT realmente se interessasse pelo programa Mais Médicos, iria convidar Ramona para seguir em seu trabalho por todo o tempo de contrato que o governo tinha com o governo cubano, com a diferença de que pagaria o valor diretamente a ela, ao invés de ao governo cubano.

Por outro lado, se o governo só aceita que cubanos trabalhem se for em regime de escravidão, então são eles que criaram a restrição ao programa.

Essa é a verdade dos fatos: ninguém faz nada contra o programa Mais Médicos, a não ser o próprio PT. Tudo por causa de sua aliança nefasta com uma ditadura monstruosa como a de Cuba.



lucianohenrique | 14 de fevereiro de 2014 às 12:22 am | Tags: alforria, desertores, escravos cubanos, neo-quilombolas, petralhas, PT, ramona | Categorias: Outros | URL: http://wp.me/pUgsw-7Qv












Cancele a assinatura para não receber mais posts de Ceticismo Político.
Altere as configurações do seu e-mail em Gerenciar Assinaturas. 

Problemas para clicar? Copie e cole esta URL no seu navegador: 













Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo