Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Rio de Janeiro

Santa Sé






segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

ACI Digital: Arcebispo do Rio de Janeiro abençoou o início das obras de reforma do Cristo Redentor

Documento sin título










NOTÍCIAS DIÁRIAS · www.acidigital.com 










17 de fevereiro de 2014 







RIO DE JANEIRO, 17 Fev. 14 (ACI) .- As obras de restauração do Cristo Redentor, no Rio do Janeiro, que foi prejudicado pelo impacto de vários raios em janeiro deste ano, tiveram início nesta sexta-feira, 14 de fevereiro. Os operários especialistas em alpinismo que trabalham nas obras de restauração do monumento foram abençoados pelo arcebispo do Rio, cardeal eleito Dom Orani João Tempestaao início dos trabalhos. A previsão é que a obra dure até quatro meses.



SUGERIMOS HOJE:

FAÇA PARTE DA NOSSA REDE NO FACEBOOK

SIGA AS NOSSAS NOTÍCIAS ATRAVÉS DO TWITTER



MANCHETES DO DIA 











VATICANO 
Papa Francisco se reuniu hoje com o Conselho de Cardeais 
O Papa adquire novo Documento Nacional de Identidade e Passaporte argentinos 
Três bispos e um sacerdote do Brasil nomeados membros do Pontífico Conselho para os Leigos 
Papa Francisco pede que a participação dos leigos na Igreja seja alentada pelos bispos 
Jesus propõe um amor cuja única medida é não ter medida, afirma o Papa 

BRASIL 
Arcebispo do Rio de Janeiro abençoou o início das obras de reforma do Cristo Redentor 

VIDA E FAMÍLIA 
Triunfo pró-vida: Bolívia rejeita legalização do aborto 





Católico em Dia 



Evangelho: 





Santo ou Festa: 



Um pensamento: 

"Vi que a felicidade no mundo no existe. Seu trato sempre me deixa um vazio que s preenchido por completo por Nosso Senhor".

Santa Teresa dos Andes 













VATICANO 









VATICANO, 17 Fev. 14 (ACI/Europa Press) .- O Papa Francisco e o Conselho de Cardeais que o assessora, conhecido como “C-8”, reuniram-se em Roma nesta segunda-feira pela primeira vez com a Comissão que revisa a reforma da estrutura econômica-administrativa da Santa Sé, embora não tenham adotado "decisões definitivas", informou o diretor do Escritório de Imprensa do Vaticano, o Padre Federico Lombardi.

Lombardi também explicou que nas próximas reuniões estará presente também o Secretário de Estado Vaticano, Dom Pietro Parolín. “É justo" que Dom Parolin esteja presente e não isto obedece a nenhuma modificação das estruturas, acrescentou o porta-voz.

A sessão foi dedicada à audição de três representantes da Comissão de referência para o estudo e orientação da organização da estrutura económico-administrativa da Santa Sé.
Deste modo, o Pontífice, o Conselho de Cardeais, cujo administrador é o Cardeal salesiano Óscar Andrés Rodríguez Maradiaga, e o Secretário de estado, mantiveram um encontro com os revisores internacionais de finanças Joseph F.X.Zahra, presidente da Comissão, Vallejo Estropia, secretário da Comissão, e o alemão Jochen Messmer.

Esta comissão estuda as questões organizativas e econômicas da Santa Sé a fim de preparar reformas nas instituições de Vaticano, orientadas a uma simplificação e racionalização dos organismos existentes assim como a uma programação mais atenta das atividades econômicas de todas as administrações vaticanas.

O Pe. Lombardi adiantou que amanhã (18) está prevista a reunião com a Comissão do Instituto de Obras Religiosas (IOR), mais conhecido como Banco Vaticano, presidida pelo Cardeal Raffaele Farina.

O porta-voz do Vaticano destacou que a função das comissões é dar "conselhos ao Papa do ponto de vista organizativo e econômico". Além disso, sublinhou que esta tarefa não é a "perspectiva fundamental sobre a qual se governa a Igreja".

As sessões foram realizadas na Casa da Santa Marta e está previsto que o Papa e o C-8 almocem com o presidente da Gobernación do Estado da Cidade do Vaticano, o Cardeal Giusseppe Bertello.

Consistório a partir da quinta-feira

A respeito do Consistório para a criação de novos cardeais, que terá início a partir das 9:30 a.m. da próxima quinta-feira 20 de fevereiro na Sala Nova do Sínodo, o Pe. Lombardi explicou que a cerimônia terá início com a celebração da 'Hora Média’ e que estão previstas para o sábado 22 as tradicionais visita de cortesia no Palácio Apostólico.

Além disso, o Presidente Emérito do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristão, Cardeal Walter Kasper, fará uma introdução dedicada à pastoral familiar e e depois terão lugar as intervenções livres dos cardeais.

O Conselho de cardeais foi criado no último 13 de abril e confirmado no dia 28 de setembro para ajudar ao Papa no governo da Igreja Católica e para estudar o projeto de revisão da Constituição Apostólica 'Pastor Bonus' sobre a reforma da Cúria romana.

O Conselho de Cardeais está composto pelo presidente da Governadoria do Estado da Cidade do Vaticano, o Cardeal Giuseppe Bertello; o Arcebispo Emérito de Santiago do Chile, Cardeal Francisco Javier Errázuriz; o Arcebispo de Bombay (Índia), Cardeal Oswald Gracias; o Arcebispo de Munich (Alemanha), Cardeal Reinhard Marx; o Arcebispo de Kinshasa, (República Democrática do Congo), Cardeal Laurent Monsengwo Pasinya; o Arcebispo de Boston (Estados Unidos), Cardeal Sean Patrick O'Malley; o Arcebispo de Sydney (Austrália), Cardeal George Pell, e o Arcebispo de Tegucigalpa (Honduras), Cardeal Oscar Andrés Rodríguez Maradiaga, com as funções de coordenador. O secretário é o Bispo de Albano (Itália), Dom Marcello Semeraro.

Foi em seu primeiro encontro de outubro, que o Papa Francisco anunciou que o Conselho de Cardeais o assessoraria na mudança dos órgãos de governo vaticanos. O porta-voz da Santa Sé comentou então que não se tratava de "retoques ou pequenas melhoras" mas sim de uma revisão de "uma nova constituição apostólica para a Cúria romana".

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


VATICANO, 17 Fev. 14 (ACI) .- O Papa Francisco tramitou recentemente seu Documento Nacional de Identidade (DNI) e seu passaporte argentino, informou o Ministério do Interior e Transporte da Argentina, e os receberá nos próximos dias na Casa da Santa Marta, no Vaticano, após de seguir o trâmite regular para qualquer cidadão do país.

O ministro do Interior da Argentina, Florencio Randazzo, indicou que “Sua Santidade se comunicou com Juan Pablo Cafiero, nosso embaixador ante o Vaticano e lhe informou que queria seguir viajando pelo mundo com o passaporte argentino, por isso na sexta-feira através do centro digital que temos em Roma se iniciou seu trâmite”.

“Francisco pediu expressamente não gozar de nenhum privilegio e solicitou quw seu Novo DNI e Passaporte seguissem as vias administrativas normais”, assinalou.

O trâmite realizado pelo Papa para obter seus documentos, disse o ministro, foi igual ao “que fazem todos os argentinos, onde tomou uma foto digital, seu digital e sua assinatura em 15 minutos; e nos próximos dias o estará recebendo no Domus Santa Marta no Vaticano, onde declarou residência”.

Randazzo expressou sua alegria por “este novo gesto do Papa para com nosso país que nos enche de orgulho”, pois em vez de tramitar um passaporte do Vaticano “escolheu renovar seu Passaporte e tramitar o Novo DNI para viajar pelo mundo em sua tarefa de máximo representante da Igreja Católica com um documento de viagem como o de qualquer cidadão argentino”.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


VATICANO, 17 Fev. 14 (ACI) .- Na semana passada o Papa Francisco anunciou a nomeação de quatro brasileiros como membros do Pontifício Conselho para os Leigos. Trata-se de Dom Orani João Tempesta, cardeal-eleito e arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, o Cardeal João Braz de Aviz, Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, o arcebispo de Belém (PA), Dom Alberto Taveira Corrêa e o Sacerdote Franciscano, Frei Hans Stapel, O.F.M., fundador das Fazendas da Esperança, um dos projetos mais exitosos do mundo na recuperação de dependência química.

“Foi uma surpresa receber a notícia da nomeação. Para mim é uma grande graça servir nesse dicastério, que conheço bem, onde realizamos muitas reuniões para preparar a Jornada Mundial da Juventude. No pontificado do Papa Francisco, este é o momento de darmos novos passos que a Igreja deve dar em relação aos leigos, às Novas Comunidades, aos jovens. É um novo trabalho que o Santo Padre me confia e que peço a Deus que me dê o dom e me capacite para essa missão”, declarou o cardeal eleito Orani Tempesta.

Por sua parte, o Cardeal João Braz de Aviz, que se encontrava no Rio para dar uma conferência no Curso Anual dos Bispos, que acontece anualmente na casa de retiros do Sumaré, afirmou que “essas nomeações têm o sentido do serviço à Igreja e deve ser acolhida com atitude de quem quer contribuir com aquilo que nós podemos, com as nossas limitações. Por isso recebo com muita simplicidade essa nomeação. A gente vai para onde o Santo Padre pede”, disse o Cardeal Braz de Aviz em declarções recolhidas pelo site da arquidiocese do Rio.

Também foram nomeados membros outros cardeais, entre os quais o arcebispo de Viena (Áustria), Christoph Schoborn, o de Milão (Itália), Angelo Scola, o de Nairóbi (Quênia), John Njue, o de Munique (Alemanha), Reinhard Marx, de Manila (Filipinas), Luis Antonio Tagle, entre outros.

Outros consultores nomeados: o arcebispo de Taranto (Itália),Filippo Santoro, Anders Arborelius , OCD , bispo de Estocolmo (Suécia), Dominique Rey , Bispo de Fréjus -Toulon (França), Christoph Hegge , Bispo titular de Sicilibba , Auxiliar de Münster (Rep. Federal da Alemanha), o Rev. Arturo Cattaneo, Professor da Faculdade de Direito Canônico de S. Pio X de Veneza (Itália).

Consultores também: Dra. Alejandra Keen Von Wuthenau, Superiora Geral da Fraternidade Mariana da Reconciliação (Peru), o Dr. Laurent Landete, Moderador da Comunidade Emanuel (França); Mimmo Muolo, Jornalista do Avenire (Itália), Dra. Marguerite A. Peeters (EUA), Diretora do Instituto Intercultural Dialogue Dynamics (Bélgica), Professora Silvia Recchi (Itália) , Docente de Direito Canônico na Universidade Católica da África Central em Yaoundé (Camarões), Dra Maite Uribe Bilbao (El Salvador ), Diretora Geral da Instituição Teresiana.
O Papa Francisco nomeou ainda alguns consultores do Pontifício Conselho para os Leigos, entre os quais o arcebispo de Belém (PA), Dom Alberto Taveira Corrêa; e o Frei Hans Stapel, O.F.M., fundador e presidente da Associação Internacional de Fiéis Família da Esperança.

Segundo explica o site da Arquidiocese do Rio de Janeiro, sede da última JMJ, o Pontifício Conselho para os Leigos (Pontificium Consilium pro Laicis) é o dicastério que auxilia o Sumo Pontífice em todas as questões relacionadas aos fiéis leigos e sua missão na Igreja, seja como pessoas individuais, ou seja, através das diversas formas de organizações que nasceram e que continuamente nascem na Igreja.
Este discastério também é responsável pela organização das Jornadas Mundiais da Juventude e é atualmente presidido pelo Cardeal Stanislaw Rylko.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


VATICANO, 17 Fev. 14 (ACI/EWTN Noticias) .- O Papa Francisco recebeu os bispos de República Tcheca em visita ad limina, e pediu que eles fortaleçam a preparação dos fiéis para receber os sacramentos e alentem os leigos a assumir responsabilidades que ajudem à renovação e crescimento da Igreja.

No discurso que o Santo Padre lhes entregou no dia 14 de fevereiro, recorda que para que os fiéis conheçam bem a Jesus Cristo precisam “aumentar as iniciativas pastorais adequadas dirigidas a uma sólida preparação dos sacramentos e à participação ativa na liturgia. É também necessário o compromisso na educação religiosa visando uma presença significativa no mundo da educação e da cultura”.

“Não pode faltar, de vossa parte, uma abertura vigilante e corajosa aos novos impulsos do Espírito Santo, que distribui seus dons e leva os fiéis leigos a assumirem responsabilidades e ministérios para a renovação e crescimento da Igreja”, assinalou.

Explicou que para enfrentar os desafios contemporâneos e as novas urgências pastorais é necessária uma sinergia entre o clero, os religiosos e os fiéis leigos. Disse que se anos atrás a Igreja local esteve “oprimida pelos regimes fundamentados em ideologias contrárias à dignidade e à liberdade humana, agora há outros perigos, tais como o secularismo e o relativismo. Por isso é necessário, junto ao anúncio incansável dos valores do Evangelho, um diálogo construtivo com todos, inclusive com aqueles que estão longe de qualquer sentimento religioso”.

O Papa também insistiu que eles sejam “constantes na oração, no serviço generoso ao vosso povo, ferventes na proclamação da Palavra. É a vossa responsabilidade acompanhar com paternal afeto aos sacerdotes: são vossos principais colaboradores, e o seu ministério paroquial requer uma estabilidade adequada, tanto para conseguir um programa pastoral frutífero, como para fomentar um clima de confiança e serenidade nas pessoas”.

Também os animou a “promover de forma mais orgânica e capilar a pastoral vocacional, sobretudo, para fomentar nos jovens a busca de sentido e de entrega a Deus e aos outros. Que vossa atenção se centre na pastoral familiar: a família é a coluna vertebral da vida social e só trabalhando em nome das famílias pode-se renovar a comunidade eclesial e a própria sociedade civil”.

Sobre o tema econômico, Francisco assinalou que “os meios materiais estão destinados unicamente à missão espiritual da Igreja, para assegurar a cada uma das realidades eclesiais os recursos necessários e a liberdade para a atividade pastoral”.

“É necessário estar atentos para assegurar que os bens eclesiais se administrem com precaução e transparência, para que sejam protegidos e preservados, inclusive com a ajuda de leigos competentes e de confiança”, expressou.

Finalmente reafirmou a importância da comunhão dos bispos com o Sucessor de Pedro. “Esta união fraterna é também essencial para a eficácia do trabalho de vossa Conferência Episcopal, que pode dar-vos uma maior autoridade nas relações com as autoridades civis do país, tanto na vida cotidiana como no tratamento dos problemas mais delicados”, afirmou.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


VATICANO, 17 Fev. 14 (ACI/EWTN Noticias) .- Ao presidir a oração do Ângelus ontem na Praça São Pedro, o Papa Francisco assegurou que Jesus propõe a seus discípulos “a perfeição do amor”, o que consiste em pôr em prática um amor cuja única medida é não ter medida.

O Santo Padre indicou que “Jesus propõe a quem O segue a perfeição do amor: um amor cuja única medida é não ter medida, ir além de todos os cálculos”.

“O amor ao próximo é uma atitude tão fundamental que Jesus chega a afirmar que a nossa relação com Deus não pode ser sincera se não queremos fazer as pazes com o próximo. E diz assim: ‘Se estás, portanto, para fazer a tua oferta diante do altar e te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa lá a tua oferta diante do altar e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão’”.

Por isso, disse o Papa, “somos chamados a reconciliar-nos com os nossos irmãos antes de manifestar a nossa devoção ao Senhor na oração”.

Refletindo sobre o Evangelho de ontem, que faz parte do “Sermão da Montanha”, o Santo Padre assinalou que Jesus, em relação à Lei judaica, afirma que “Não julgueis que vim abolir a lei ou os profetas. Não vim para os abolir, mas sim para levá-los à perfeição”.

“Jesus, então, não quer cancelar os mandamentos que o Senhor deu por meio de Moisés, mas quer levá-los à sua plenitude. E logo depois acrescenta que este ‘cumprimento’ da Lei requer uma justiça superior, uma observância mais autêntica”.

Jesus disse a seus discípulos, recordou o Papa, que “Se a vossa justiça não for maior que a justiça dos mestres da Lei e dos fariseus, vós não entrareis no Reino dos Céus”.

“Mas o que significa este ‘pleno cumprimento’ da Lei? E esta justiça superior em que consiste?”, questionou Francisco.

“O próprio Jesus nos responde com alguns exemplos. Jesus era prático, falava sempre com os exemplos para se fazer entender. Começa pelo quinto mandamento do decálogo: ‘Vós ouvistes o que foi dito aos antigos: ‘Não matarás! Quem matar será condenado pelo tribunal’”.

Com isto, disse o Papa, “Jesus nos recorda que também as palavras podem matar! Quando se diz que uma pessoa tem língua de serpente, o que quer dizer? Que as suas palavras matam! Portanto, não só não se deve atentar contra a vida do próximo, mas também não lançar sobre ele o veneno da ira e atingi-lo com a calúnia. Nem falar mal dele. Chegamos às fofocas: as fofocas podem matar, porque matam a fama das pessoas!”.

Francisco destacou que “é tão bruto fofocar! No começo pode parecer uma coisa agradável, até divertida, como chupar uma bala. Mas no fim enche o coração de amargura e envenena também nós”.

“Digo-vos a verdade, estou convencido de que se cada um de nós fizesse o propósito de evitar as fofocas, no fim se tornaria santo! É um belo caminho! Queremos nos tornar santos? Sim ou não? Queremos viver atrelados às fofocas como hábitos? Sim ou não? Então estamos de acordo: nada de fofocas!”.

O Santo Padre destacou que “Jesus não dá importância simplesmente à observância disciplinar e à conduta exterior. Ele vai à raiz da Lei, com foco, sobretudo, na intenção e, portanto, no coração do homem, de onde provêm as nossas ações boas ou más”.

“Para ter comportamentos bons e honestos, não bastam as normas jurídicas, mas são necessárias motivações profundas, expressão de uma sabedoria oculta, a Sabedoria de Deus, que pode ser acolhida graças ao Espírito Santo. E nós, através da fé em Cristo, podemos abrir-nos à ação do Espírito, que nos torna capazes de viver o amor divino”.

“À luz deste ensinamento, cada preceito revela o seu pleno significado como exigência de amor, e todos se reúnem no maior mandamento: ama Deus com todo o coração e o próximo como a ti mesmo”, concluiu.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


BRASIL 









RIO DE JANEIRO, 17 Fev. 14 (ACI) .- As obras de restauração do Cristo Redentor, no Rio do Janeiro, que foi prejudicado pelo impacto de vários raios em janeiro deste ano, tiveram início nesta sexta-feira, 14 de fevereiro. Os operários especialistas em alpinismo que trabalham nas obras de restauração do monumento foram abençoados pelo arcebispo do Rio, cardeal eleito Dom Orani João Tempestaao início dos trabalhos. A previsão é que a obra dure até quatro meses.

Segundo Dom Orani, é essencial ter o cuidado de conservar uma imagem que recorda Jesus Cristo, imagem visível de Deus.

“Da mesma forma também somos chamados a nos preocupar em conservar a vida, a dignidade humana na pessoa de cada irmão. Se precisamos conservar um monumento como esse, muito mais carinho devemos ter com o ser humano. Espero que esse momento aqui seja para nós um anúncio sobre a necessidade de conservar o que é importante, para que se mantenha na sociedade o que faz o homem ser digno, viver com felicidade e paz”, afirmou o arcebispo.

“Sabemos o significado do monumento do Cristo Redentor e seu impacto para a cidade. A preocupação da Arquidiocese do Rio é garantir que ele fique sempre novo”, destacou o reitor do Santuário do Cristo Redentor, padre Omar Raposo.

O custo dos trabalhos será de cerca de 833 mil dólares, que serão divididos entre a Arcebispado de Rio do Janeiro e empresas privadas.

A imagem foi construída em 1931, e foi escolhida em 2007 como uma das sete maravilhas do mundo moderno. Além disso, é Patrimônio Histórico do Brasil, recebendo anualmente cerca de 700 mil turistas.

Durante a cerimônia de início de obras no Cristo Redentor, Dom Orani Joao Tempesta se referiu a sua próxima criação como Cardeal, em 20 de fevereiro, pelo Papa Francisco.

O Arcebispo de Rio do Janeiro assegurou que se tratou “de uma eleição muito livre do Santo Padre e é uma grande responsabilidade, com dimensão universal”.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


VIDA E FAMÍLIA 









LA PAZ, 17 Fev. 14 (ACI/EWTN Noticias) .- O Tribunal Constitucional Plurinacional (TCP) da Bolívia rejeitou a despenalização do aborto, ratificando “a constitucionalidade do respeito à vida desde a concepção”.

Em declarações à imprensa local sobre a decisão de 13 de fevereiro, Gualberto Cusi, magistrado do TCP, explicou que a explixação do tribunal “é que se respeita a vida da concepção”.

Por sua parte, o presidente do TCP, Ruddy Flores indicou que elaborar a sentença demandou dos magistrados "muito tempo e esforço", entretanto "acreditamos que se chegou a uma sentença onde se está observando principalmente o interesse da sociedade no marco dos princípios, valores e da proteção dos direitos que a Constituição expõe”.

Entretanto, Gualberto Cusi deixou a porta aberta a novas tentativas de legislação anti-vida, indicando que o fato de a sentença do Tribunal Constitucional “rejeitar a despenalização do aborto, não significa que os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres sejam negados”.

“Nesse sentido deve ser a Assembleia Legislativa a que trabalhe, mediante leis ou políticas públicas, a fim de proteger estes direitos que estão reconhecidos na Constituição", indicou.
Na Bolívia o aborto não é penalizado nos casos de estupro, incesto ou quando supostamente a vida da mãe corre perigo.

Em meados de 2013, o presidente da Bolívia, Evo Morales, embora tenha reconhecido que o governo não tem uma posição definida a respeito, admitiu que “qualquer aborto é um delito”.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo






PARA CANCELAR A ASSINATURA O INSCREVER UM AMIGO, PREENCHA O FORMULÁRIO AQUI
COMENTÁRIOS OU PERGUNTAS A acidigital@acidigital.com


Nenhum comentário:




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo