Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

[Catolicos a Caminho] QUESTÃO DE IDENTIDADE Som !

 











  • QUESTÃO DE IDENTIDADE! 







«Quem dizem as multidões que Eu sou»?
«E quem dizeis vós que Eu sou»?
«O Messias de Deus». (Luc,9,18-20).

Jesus Cristo perfila-se perante o homem de hoje como um desafio que é impossível ignorar porque se torna urgente, ir ao Seu encontro.
Na verdade, não se trata apenas dum personagem histórico, heróica figura dos tempos passados sem valor para os jovens de hoje.
Os sinais da sua presença são tantos na actualidade que todos acabamos mais dia menos dia por nos cruzarmos com alguns deles, e sentirmos a necessidade absoluta de responder à questão de sempre :
- «E vós, quem dizeis que Eu sou ?»
Torna-se então impossível ficar indiferente a Jesus Cristo, porque tudo o que Ele representa é auto-implicativo e apaixona-nos de tal maneira que temos que ir ao Seu encontro !
Não se trata apenas de dar uma opinião a seu respeito, de ouvir outras opiniões, mas decidir-nos pró ou contra Ele, abandoná-lo de vez ou ir ao Seu encontro.
Trata-se duma escolha que altera toda a nossa vida e que, por isso mesmo, em qualquer momento da vida, tem de ser confirmada e refeita com muita generosidade.
Aqueles que se decidem por Ele, que vão ao Seu encontro, acabam por fazer dessa escolha, uma paixão e testemunho duma liberdade e duma criatividade que se chama Amor!
Para aqueles que dizem que já são cristãos há mais tempo é o momento de rever interiormente como vai a sua fidelidade a Jesus Cristo, a sua fidelidade ao primeiro encontro com Ele.
E de reconhecer, porventura, que, felizes na convivência com Ele desde a sua pequena infância, talvez não tivessem assumido ainda quanto vale uma decisão por Ele...
A todo o momento se pode reviver um encontro que nos apaixonou desde há muito e que é preciso intensificar-se dia-a-dia no convívio com outros para que Ele seja tudo para todos!
Uma pergunta acerca da identidade não é uma pergunta ociosa porque pertencemos a uma geração que se foi divorciando dessa questão, mesmo sem dar por isso e hoje encontra-se fragmentada numa multiplicidade de imagens pessoais como um caleidoscópio que, a cada impulso altera a imagem.
A definição pessoal de identidade, deve ser construída :
* A partir do reconhecimento da matriz comunitária e pessoal.
* A partir da integração de bens espirituais e culturais.
* A partir da aquisição criteriosa duma escada de valores.
* A partir da capacitação dum descernimento crítico
* A partir duma definição vocacional e profissional...
Tudo isto conduz a um tipo de pessoas que está sempre à espera da última moda para se decidir.
Ao fazê-lo, determina-se apenas :
* Por aquilo que mais o alicia.
* Por aquilo que parte das publicidades em caixa alta.
* Por aquilo que o aproxima dos de opinião mais respeitável e de interesses mais seguros.
Nos dias de hoje, ameaçados pelo crime, pelos atentados de toda a ordem e pelo mais destruidor terrorismo, há uma necessidade urgente de uma identidade pessoal muito completa, para a identificação rápida e eficaz de todos e quaisquer inimigos da nossa sociedade.
Quando Jesus Cristo perguntou aos seus discípulos o que é que diziam d'Ele, não foi porque tivesse alguma dúvida acerca da sua identidade pessoal.
O que Jesus pretendia era chegar à identidade dos seus discípulos; era provocá-los numa resposta auto implicativa, porque não é possível identificar os outros se não tivermos uma ideia segura acerca de nós mesmos, uma vez que avaliamos os outros num regime de comparação com o que pensamos de nós próprios.
Temos necessidade de uma auto identidade, para que possamos confessar com Pedro, a identidade da nossa fé em Cristo :
- "Tu és o Messias!".
Temos pois que nos identificar como autênticos filhos de Deus, pela fé que professamos e pelo testemunho que dela damos aos outros com os nossos exemplos, com a nossa identificação cristã, de modo a darmos cumprimento ao que disse depois aos seus discípulos e nos dirige também a todos nós :
- "Se alguém quiser seguir-me, renegue-se a si mesmo, pegue na sua cruz e siga-me !".
É por este caminho que podemos estar ao alcance do Plano da História da Salvação. 




























__._,_.___







através de email 







Para cancelar sua assinatura deste grupo, envie um e-mail para:

catolicosacaminho-unsubscribe@yahoogroups.com













Privacidade • Sair do grupo • Termos de uso














.



__,_._,___

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo