Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






domingo, 16 de fevereiro de 2014

[Catolicos a Caminho] UM SINAL DO CÉU Som !

 











  • UM SINAL DO CÉU! 




Isto foi o que os Fariseus pediram a Jesus para O experimentarem, mas Jesus, que já tinha dado tantos sinais, recusou-se a fazê-lo de novo, porque não tinha que dar satisfações aos Fariseus que não tinham acreditado.
-"Porque pede esta geração um Sinal ? Em verdade vos digo : Sinal algum lhe será concedido".(Mc.8,12).
No nosso tempo, perante tantos Sinais que Deus nos tem dado como provas de um amor infinito e como testemunho de que contra o poder de Deus não temos qualquer hipótese, também querermos, indiferentemente, não acreditar e não aceitar o poder Deus, os avisos de Deus, os Sinais de Deus, e continuar a teimar contra a vontade de Deus ?
Num mundo em que, em determiados lugares, os homens se guerreiam, por ódio ou por vingança, ou até, incompeensivelmente, por princípios religiosos a que chamam uma "guerra santa", parece que não querem entender o grande sinal de Jesus, quando disse :
-"A mai-vos uns aos outros como Eu vos amei".
Parece que ainda muitos não entenderam que os sinais da natureza descontrolada e ameaçadora podem ser, se não um castigo, ou uma ameaça, pelo menos podem ser um aviso.
E avisos como estes não são já um terrível Sinal de Deus ?
Queremos ainda mais ?
Já reconhecemos que nada podemos contra o amor e o poder de Deus ?
Aqueles de entre nós, que ainda não fomos fustigados pelas forças da Natureza, pensamos porventura que somos melhores do que os outros, que perderam os seu bens, passam fome e os que perderam vida ?
Podemos ficar indiferentes a tantos sinais de Deus que nos lembram e nos convidam a amarmo-nos uns aos outros como Ele nos ama, ou será que não acreditamos em Deus nem nos sinais que Deus nos mostra ?
Se consultarmos o Antigo Testamento, saberemos que Deus nos criou por amor e nos deu tudo quanto nós precisamos para podermos ser felizes.
Todavia a humanidade de então comportou-se tão mal que Deus "se arrependeu" (força de expressão) de nos ter criado, e deu-nos o Seu primeiro grande Sinal, enviando-nos o Dilúvio Universal.
Depois a vida recomeçou com Noé, a sua família e os seus descendentes, com os mesmos Sinais de amor e compaixão de Deus que a hunanidade não entendeu ou não quis aceitar e, cerca de trezentos anos depois, os filhos de Jacob venderam seu irmão José a uma caravana que o levou para o Egipto, onde esteve preso por calúnia da mulher de Putifar, mas Deus estava com ele e por ele toda a sua família foi também para o Egipto e onde se desemvolveu com tanto sucesso que so tornou escrava da inveja, do medo e ódio do Faraó e uma vez mais Deus fez de Moisés o libertador do Povo de Deus.
E foi assim que Deus, por meio dos seus Patriarcas, reis e profetas, sempre ajudou o Seu Povo contra a perseguição que o acompanhou até à vinda do Redentor prometido, que veio ao mundo exactamente para dar a vida pelo seu povo, com todos os sinais de poder, perdão e misericórdia que ainda hoje a Sua Igreja procura imitar e corresponder, para a salvação de todos.
Queremos mais sinais ?
Que mais sinais do que o de nos amarmos uns aos outros como Jesus nos amou ?
Vamos tentar evitar os ódios e vingaças, como sinais de destruição, e tentar construir ou reconstruir a nossa humanidade com Sinais de amor, e tudo o mais virá por acréscimo. 




John
Nascimento 











__._,_.___







através de email 







Para cancelar sua assinatura deste grupo, envie um e-mail para:

catolicosacaminho-unsubscribe@yahoogroups.com













Privacidade • Sair do grupo • Termos de uso














.



__,_._,___

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo