Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






sexta-feira, 1 de novembro de 2013

ACI Digital: Santos não são super-homens mas pessoas que conheceram o amor de Deus, diz o Papa

Documento sin título










NOTÍCIAS DIÁRIAS · www.acidigital.com 










1 de novembro de 2013 







A HAIA, 01 Nov. 13 (ACI/EWTN Noticias) .- Diante de uma multidão de fiéis congregada na Praça de São Pedro, por ocasião da Festa de Todos os Santos, o Papa Francisco assinalou que estes não são super-homens, nem nasceram perfeitos, mas são seres humanos como nós que conheceram o amor de Deus.



SUGERIMOS HOJE:

CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOKE E ACOMPANHE AS NOTÍCIAS

SIGA-NOS NO TWITTER



MANCHETES DO DIA 











VATICANO 
Forbes inclui o Papa Francisco na lista dos mais poderosos do mundo 
"Francisco: O Papa dos confins da terra”: nova biografia do Papa lançada no Brasil 
Convivência sem matrimônio destrói a família, alerta autoridade vaticana 
O Papa reza pelas vítimas da violência, fome e famílias cristãs perseguidas 
Santos não são super-homens mas pessoas que conheceram o amor de Deus, diz o Papa 
Papa Francisco expressa preocupação por sacrilégio ocorrida em Catedral argentina 

CONTROVÉRSIA 
Rebeldes islâmicos massacram 45 cristãos na Síria 





Católico em Dia 



Evangelho: 





Santo ou Festa: 



Um pensamento: 

...Procuremos sempre ver as virtudes e coisas boas que veramos nos outros e tapar seus defeitos com nossos grandes pecados... ter a todos por melhores do que ns...

Santa Teresa de Jesus 













VATICANO 









ROMA, 31 Out. 13 (ACI/EWTN Noticias) .- 


A conhecida revista Forbes colocou o Papa Francisco no quarto lugar da lista das pessoas mais poderososdo mundo”, elaborada para o ano 2013.






A lista foi publicada neste 30 de outubro e situa no primeiro lugar o presidente da Rússia, Vladimir Putin; seguido pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama; e em terceiro lugar o primeiro-ministro da China, Xi Jinping.






No Vaticano a notícia passou desapercebida e segundo explicou o porta-voz do Vaticano, Pe. Federico Lombardi, a ACI Digital, a informação “não tem valor algum em particular”. 






“Parece-me evidente que o Papa é uma pessoa que causa no mundo uma grande atenção. Não é de surpreender-se, além disso, os critérios destas investigações são muito opináveis. É um reconhecimento da atenção que desperta o Papa”, acrescentou o Pe. Lombardi.






Forbes especifica que o Papa Francisco ocupa o quarto lugar da lista por liderar mais de mil duzentos milhões de pessoas no mundo, o número de fiéis que compõem a Igreja Católica hoje em dia e que equivale à sexta parte da população mundial.






O Papa Francisco “insuflou uma nova energia na religião maior do mundo”, escreve Forbes.






A revista financeira destaca ainda que o Pontífice argentino “abraçou aos meios de comunicação sociais com o uso regular do Twitter para dar conselhos” a seus milhões de seguidores e foi o primeiro Papa em deixar-se fotografar ao estilo “selfie”, cuja tradução ao espanhol consistiria em ser fotografado com uma ou mais pessoas com um dispositivo móvel.






Forbes conclui definindo ao Papa como um fã do futebol, que tem compaixão pelos mais pobres, revalorizou o papel da mulher e provém de orígenes humildes.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


BELO HORIZONTE, 01 Nov. 13 (ACI) .- 


A Edições Cristo Rei publicam mais um título. Desta vez, trata-se de uma biografia do Papa Francisco, que leva o título “Francisco: O Papa dos confins da terra”, escrita pelo autor católico Thomas J. Craughwell, que fala não só da vida do Pontífice mas também da continuidade do seu papado em relação aos seus predecessores. 






Em entrevista a ACI Digital, Guilherme Ferreira, editor do livro, explica por que a editora resolveu apostar em mais uma biografia sobre o atual Sumo Pontífice.


“A biografia de Thomas J, Craughwel, escritor de renome nos Estados Unidos, tem a virtude de oferecer ao leitor uma síntese honesta da vida de Francisco, bem como a contextualização de seu pontificado em relação aos pontificados de João Paulo II e Bento XVI". 






A vinda do Papa Francisco ao Brasil mostrou ao Brasil e ao mundo como os jovens ainda têm interesse em seguir o Vigário de Cristo e Sucessor de Pedro. As Edições Cristo Rei apresentam aos católicos brasileiros esta valiosa biografia do Sumo Pontífice, traçando um retrato de sua vida e dos maiores desafios de seu Pontificado. O novo livro traz mais de 60 fotografias que abrangem toda a vida do Papa.






“Francisco: O Papa dos Confins da Terra” foi publicado logo após a eleição do primeiro papa sul-americano. O autor quis apresentar aos leitores norte-americanos, por meio de belas imagens e palavras, o essencial da vida do novo Papa. O autor, Thomas Craughwell, 


escreveu mais de quarenta livros. Dentre eles encontram-se os títulos: Saints Behaving Badly (Doubleday, 2006), Popes Who Resigned (TAN Books, 2013) e o vindouro St. Peter’s Bones (Image Books, 2014. O livro de Craughwell “Stealing Lincoln’s Body” (Harvard University Press, 2007) transformou-se em um documentário do History Channel.






A nova obra chega aos leitores luso-parlantes em uma fina edição com acabamento em papel couchê e quadros informativos com textos sobre temas ligados à vida de Francisco e das atribuições dos Papas na Igreja entre outros temas de interesse do público geral. 






O livro pode ser adquirido diretamente no site da editora: www.edicoescristorei.com.br, com entrega para todo o Brasil, ou também no site da livraria e editora Ecclesiae: www.ecclesiae.com.br





voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


ROMA, 01 Nov. 13 (ACI) .- O Pontifício Conselho para a Família celebrou esta semana o encontro de reflexão “Novos horizontes antropológicos e direitos da família e seus membros” com o fim de analisar as ameaças que conduzem à destruição da família, entre as quais destacaram-se a convivência sem o matrimônio.



Durante a primeira sessão, o Presidente do dicastério, Dom Vincenzo Paglia, inaugurou as sessões com uma conferência titulada “Visões, desafios, perspectivas e programa de trabalho do Pontifício Conselho para a Família” na qual lamentou a situação em que se encontra a família atualmente e referiu-se à situação cada vez mais frequentes de casais que convivem sem o matrimônio.



“É uma situação paradoxal na que vive a família atualmente, dado que por um lado se atribui um grande valor aos vínculos familiares e por outro se converte na encruzilhada de todas as fragilidades”, acrescentou.



O Secretário do Pontifício Conselho para a Família, Mons. Jean Laffitte, falou sobre os “Fundamentos teológicos e antropológicos da Carta dos Direitos da Família”.



Mons. Laffitte abordou a Carta dos Direitos da Família de 1983 do Beato João Paulo II e assinalou que os motivos que levaram a publicá-la foram as ameaças que já então se abatiam sobre esta instituição.



“Ameaças que nestes trinta anos se feito realidades e se acrescentaram”, disse.



Logo interveio o filósofo e jurista espanhol Andrés Ollero sobre “O matrimônio natural”, e em seu breve discurso lamentou o ocaso do "direito natural” reivindicando sua existência “como um mínimo ético, indispensável para garantir suficientemente uma convivência que mereça considerar-se humana”.



Além disso, sublinhou que o matrimônio é uma instituição “de direito natural, e juridicamente relevante por natureza”.



Por sua parte, a norte-americana Teresa S. Collett, professora de Direito de Família na Universidade St. Thomas, em Minnesota (Estados Unidos), explicou “a missão do estado no reconhecimento do matrimônio”.



Depois de esclarecer conceitos “estado”, “reconhecimento” e “matrimônio”, a professora Collett recordou que o artigo 16 da Declaração Universal dos Direitos humanos reconhece o matrimônio como um direito e o define como a união entre um homem e uma mulher dirigida a formar uma família.



Por último, ressaltou a relação histórica existente entre o reconhecimento legal do matrimônio e o necessário amparo dos filhos tidos na união entre homem e mulher.



O professor Carl Anderson, presidente dos Cavalheiros do Colombo, falou sobre “A Carta dos Direitos da Família e a cultura contemporânea”, e afirmou que “a família está no centro do encontro do cristianismo com a evangelização da cultura contemporânea”.



A plenária deste dicastério culminou no dia 25 de outubro no Vaticano, com um discurso do Papa Francisco, animando o órgão vaticano a defender a família e recordou que ela está fundamentada “no matrimônio para sempre”.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


A HAIA, 01 Nov. 13 (ACI) .- 


O Papa Francisco anunciou hoje depois da oração do Angelus pela Festa de Todos os Santos que, na Missa que celebrará a tarde de hoje no cemitério romano de Campo Verano, rezará pelas vítimas da violência e a fome, assim como pelos cristãos perseguidos no mundo e suas famílias.






“Esta tarde irei ao cemitério de Verano e ali celebrarei a Santa Missa, unindo-me espiritualmente a quantos nestes dias visitam os cemitérios, onde dormem os que nos precederam no sinal da fé e esperam o dia da ressurreição”.






O Santo Padre assinalou que “de forma particular, rezarei pelas vítimas da violência, especialmente pelos cristãos que perderam a vida por causa das perseguições”.






“Em especial rezarei por quantos, irmãos e nossas irmãs, homens mulheres e crianças, morreram de sede, fome e fadiga no trajeto para conseguir chegar a uma condição de vida melhor: nestes dias vimos as imagens do cruel deserto”.






“Rezemos todos em silêncio uma oração por estes nossos irmãos e irmãs”, concluiu.





voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


A HAIA, 01 Nov. 13 (ACI/EWTN Noticias) .- Diante de uma multidão de fiéis congregada na Praça de São Pedro, por ocasião da Festa de Todos os Santos, o Papa Francisco assinalou que estes não são super-homens, nem nasceram perfeitos, mas são seres humanos como nós que conheceram o amor de Deus.



O Santo Padre indicou que “Os Santos (...) são como nós, como cada um de nós, são pessoas que antes de alcançar a glória do céu viveram uma vida normal, com alegrias e dores, fadigas e esperanças”.



“Mas o que mudou sua vida? Quando conheceram o amor de Deus, seguiram-no com todo o coração, sem condições ou hipocrisias; gastaram sua vida ao serviço de outros, suportaram sofrimentos e adversidades sem odiar e respondendo ao mal com o bem, difundindo alegria e paz”.



Francisco disse que “esta é a vida dos Santos, pessoas que pelo amor de Deus não têm feito sua vida com condições a Deus, não foram hipócritas, gastaram sua vida ao serviço de outros, servir ao próximo, sofreram tantas adversidades, mas sem odiar”.



“Os Santos jamais odiaram. Porque, compreendam bem isto, o amor é de Deus, mas o ódio, de quem vem, vem de Deus o ódio? Não, vem do diabo! E os Santos se afastaram do diabo. Os Santos são homens e mulheres que têm a alegria no coração e a transmitem a outros”.



O Papa indicou que os Santos, “em sua existência terrena, viveram em comunhão profunda com Deus. No rosto dos irmãos mais humildes e desprezados viram o rosto de Deus, e agora o contemplam cara a cara em sua beleza gloriosa”.



O caminho da santidade, assinalou o Santo Padre, é “jamais odiar, servir os demais, os mais necessitados, rezar, e alegrar-se”.



“Ser Santos não é um privilégio de poucos, como se um deles tivesse recebido uma grande herança. Todos nós temos a herança de poder chegar a ser santos no Batismo”.



A santidade, sublinhou, “é uma vocação para todos. Portanto, todos estamos chamados a caminhar pela via da santidade, e esta via tem um nome, a via que leva a santidade tem um nome, tem um rosto: o rosto de Jesus. Ele nos ensina a chegar a ser Santos. Jesus Cristo, Ele no Evangelho nos mostra o caminho: o das Bem-aventuranças”.



“Com efeito, o Reino dos céus é para os que não põem sua segurança nas coisas, e sim no no amor de Deus; para quantos têm um coração singelo, humilde, não presumem ser justos e não julgam os demais, quantos sabem sofrer com quem sofre e alegrar-se com quem se alegra, não são violentos mas misericordiosos e buscam ser artífices de reconciliação e de paz”.



O Papa remarcou que “o santo, a santa, é um artífice de reconciliação e de paz. Sempre ajuda a reconciliar as pessoas, sempre ajuda a que exista paz. E assim é bela a santidade. É um belo caminho”.



“Hoje os Santos nos dão uma mensagem nesta festa. Dizem-nos: confiem no Senhor, porque Ele não decepciona! O Senhor não decepciona jamais! É um bom amigo. Sempre a nosso lado. Não decepciona jamais! Com seu testemunho os Santos animam a não ter medo de ir contracorrente ou de serem incomprendidos e ludibriados quando falamos Dele e do Evangelho; demonstram-nos com sua vida que quem permanece fiel a Deus e à sua Palavra experimenta já nesta terra o consolo de seu amor, e depois o &ldq! uo;cêntuplo” na eternidade”.



Francisco disse que “com sabedoria a Igreja pôs em estreita sequência a festa de Todos os Santos e a Comemoração de todos os fiéis defuntos. A nossa oração de louvor a Deus e de veneração dos espíritos bem-aventurados se une a oração de sufrágio por quantos nos precederam na passagem deste mundo à vida eterna”.



“Encomendamos nossa oração à intercessão da Maria, Rainha de todos os Santos”, concluiu.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


VATICANO, 01 Nov. 13 (ACI/EWTN Noticias) .- O Pe. Gabriel Mestre, Vigário Geral de Mar do Prata e pároco da catedral dos Santos Pedro e Cecilia (Argentina), comunicou ao Papa Francisco o sacrilégio da cripta da igreja matriz e assinalou que o Santo Padre “se mostrou comovido e preocupado, e disse que rezará especialmente pela comunidade da catedral¨.

O Pe. Mestre transmitiu ao Pontífice os acontecimentos durante o almoço que compartilharam esta quinta-feira na Casa Santa Marta. Sua visita a Roma se deveu à apresentação de “Rezar com a Bíblia, meditar com a Palavra”, um livro de divulgação com uma introdução geral à Sagrada Escritura e uma apresentação da Lectio Divina de forma didática e com exemplos para entrar na leitura orante da Bíblia.

"Pude dizer brevemente ao Papa que haviam profanado a cripta de nossa catedral. Ele se mostrou-se comovido e preocupado, e disse que rezará especialmente pela comunidade da catedral, especialmente meus paroquianos".

O Bispo de Mar Del Plata (Argentina), Dom Antonio Marino, convocou a paróquia a participar da Missa que oferecerá na cripta da Catedral nesta sexta-feira às 8am como ato de desagravo pela profanação do altar e da imagem da Santa Cecilia, o roubo de relíquias e a ofensa à imagem da Virgem dos Desamparados.

“A imagem da Virgem dos Desamparados estava sem seu manto, este foi arrancado e jogado no chão.. Os cofres de vidro, com numerosas relíquias dos santos, tinham sido abertos. E nesta quarta-feira, comprovou-se que 96 relíquias, quase a metade das que há na cripta, estão desaprecidas”, assinalou.

“Segundo o testemunho do pessoal da limpeza, tanto o altar como a imagem da Santa Cecilia estavam cobertos de matéria fecal” denunciou também o bispo renovando seu convite aos paroquianos e todos os membros da diocese a participarem da missa de desagravo nesta Sexta-feira.



voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


CONTROVÉRSIA 









ROMA, 31 Out. 13 (ACI/EWTN Noticias) .- 


O Metropolita sírio ortodoxo das sedes de Homs e Hama, Selwanos Boutros Alnemeh, denunciou o massacre de 45 cristãos na cidade síria de Sadad por tropas de radicais islâmicos antes de que a cidade fosse recuperada pelo exército.






“O que ocorreu em Sadad foi o pior e mais grave massacre de cristãos ocorrido na Síria nos últimos dois anos e meio” expressou à agência Fides o prelado, ilustrando o trágico saldo de vítimas fatais nesta pequena cidade cristã. “Os civis inocentes foram martirizados sem nenhuma razão, eram 45, entre eles várias mulheres e crianças, muitos dos quais foram jogados em fossas comuns. Outros civis foram ameaçados e aterrorizados”, denunciou.






Até o momento 30 pessoas estão feridas e outras 10 continuam desaparecidas. Durante uma semana, 1.500 famílias foram mantidas como reféns e escudos humanos. Entre eles crianças, idosos, jovens, homens e mulheres. Alguns deles fugiram a pé percorrendo os 8 km desde Sadad até Al-Hafer para encontrar refúgio. Cerca de 2.500 famílias fugiram de Sadad, levando apenas a roupa que tinham no corpo, devido à irrupção de grupos rebeldes armados e hoje estão refugiados nas cidades de Damasco, Homs, Fayrouza, Zaydal, Maskane e Al-Fhayle”.






“A cidade carece por completo de eletricidade, água e telefone. Todas as casas de Sadad foram roubadas e saqueadas. As Igrejas estão danificadas e profanadas, privadas de livros antigos e móveis preciosos, manchadas com escritos contra o cristianismo. As escolas, prédios governamentais, edifícios municipais foram destruídos, assimo como a agência de correios, o hospital e a clínica. Roubaram das crianças de Sadad seu futuro e muitos lares não poderão ser reconstruídos”, denunciou.






“Gritamos pedindo ajuda ao mundo inteiro, mas ninguém nos escutou. Onde está a consciência cristã? Onde está a consciência humana? Onde estão meus irmãos? Penso em todos os que estão sofrendo hoje o luto e a dor: Tenho um nó na garganta e me dói o coração pelo que sucedeu em minha arquidiocese. Qual será nosso futuro? Pedimos a todos que orem por nós”.






A cidade de Sadad, um assentamento cristão, foi invadido e ocupado pelas tropas rebeldes islâmicas no dia 21 de outubro e reconquistada nos últimos dias pelo exército regular de Síria, país comandado por Bashar Al Assad. Os representantes do Patriarcado e das famílias das vítimas, que retornaram à cidade, encontraram, para seu horror, duas fossas comuns, onde estavam os corpos de seus familiares e amigos.






A cidade está completamente destruída e saqueada. Alguns dos militantes que invadiram a cidade se refugiaram na Igreja sirio-ortodoxa de São Teodoro, que foi profanada.






Sadad é um antigo povoado sírio que data do ano 2000 a.C., situado na região de Qalamoon, ao norte de Damasco, com suas Igrejas, templos, ícones históricos e lugares arqueológicos possui 15.000 habitantes, sendo a maioria deles cristãos.





voltar ao início | comentar a notícia | arquivo






PARA CANCELAR A ASSINATURA O INSCREVER UM AMIGO, PREENCHA O FORMULÁRIO AQUI
COMENTÁRIOS OU PERGUNTAS A acidigital@acidigital.com


Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo