Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

[Catolicos a Caminho] Fwd: Boletim Arauto Mariano - nº 64














-------- Original Message -------- 



Subject: 

Boletim Arauto Mariano - nº 64 


Date: 

Thu, 26 Dec 2013 10:30:43 -0200 


From: 

Congregações Marianas Sede da Sabedoria <wagner.bonelli@gmail.com> 


Reply-To: 

Congregações Marianas Sede da Sabedoria <contato@sededasabedoria.org> 


To: 

Alexandre <alexandre@alexandre.martins.nom.br> 



























Número 64 Dezembro de 2013 

Tempo do Advento Ano Litúrgico "C" - s. Lucas 
















"Verbum Caro Factum Est" - E o Verbo Se Fez Carne

Depois de um hiato sem publicação, retornamos ao nosso tradicional envio mensal do Boletim. Vários foram os fatores que nos impediram a publicação, mas estão, com a ajuda de Deus, superados.

Neste momento, nossa Congregação Mariana está se reunino na Capela Santo Antonio, no bairro São Lourenço, cidade de Niterói, a convite do Revmo. Mons. Luiz Gonzaga de Castro Azevedo. Nossa sede em São Gonçalo continua aberta a visitação e nossa Biblioteca à disposição dos membros.

Na Solenidade do Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo, desejamos a todos os assinantes do Boletim Arauto Mariano os votos de um Santo Natal.

Salve, Maria!

a Redação



Magistério

Presentes históricos


O que fazer dos muitos presentes recebidos nos natais passados e no natal que se aproxima? Muita gente acumula coisas em casa e ficam abarrotados quartos de brinquedo, armários com aquelas coisas que "um dia poderão servir" ou se transformam mimos em enfeites em profusão, espalhados pela casa. Há pessoas que logo encontram destinação adequada ao que é realmente útil, ou, melhor ainda, sabem partilhar o que se lhes torna supérfluo. Entretanto, valem os gestos de amizade, a troca de atenções e a generosidade dos dias de fim de ano.

Só que os presentes do presente Natal são apenas ponto de partida para outra conversa. É que a humanidade recebeu um presente, o maior de todos, quando o Verbo de Deus se fez carne no ventre da Virgem Maria. Não se trata de um acontecimento de somenos importância, mas "do acontecimento" que mudou a história do mundo, diante do qual mudaram-se as datas e os corações das pessoas. E os cristãos, chamados a cuidar do grande legado da fé, têm a responsabilidade de anunciar a todos a grande notícia, que é alegria para todo o povo e todas as gerações. "Natal é o encontro com Jesus. Deus sempre buscou seu povo e o guiou, tomou conta dele e prometeu que estaria sempre perto. No Livro do Deuteronômio lemos que Deus caminha conosco, guia-nos pela mão como um pai faz com seu filho. Isto é maravilhoso. O Natal é o encontro de Deus com seu povo, e é também um mistério de consolação" (Papa Francisco, em recente entrevista ao jornal italiano "La Stampa").

O presente de Deus à humanidade é sinal da condescendência para com cada pessoa e com todas as situações vividas. Lição de carinho pensado desde a eternidade no plano de Deus, com o qual fomos feitos por amor, no amor e para o amor. Um mundo que foi planejado para que as pessoas sejam felizes, e não para a perdição. A plenitude dos tempos, seu amadurecimento realizado irrompeu quando a Virgem Maria deu à luz o Menino de Belém.

Sua presença veio mostrar que a vida humana vale muito, tanto que tem o preço do amor infinito de Deus. Em tempos como o nosso, em que a vida é vilipendiada, desprezada e jogada no lixo das cidades e da história, o Menino do Presépio é testemunha de que a humanidade só encontrará sua estrada de realização e felicidade quando a sementinha de vida for acolhida com amor, tratada com carinho e custodiada da fecundação até seu ocaso natural. Não podemos iludir-nos! As falcatruas legais com as quais a vida vem a ser destruída trarão suas consequências, pois o salário do pecado é a morte (Cf. Rm 6, 23).

A Sagrada Escritura está recheada de repreensões feitas pelo Senhor a um povo de cabeça dura. Os sucessivos profetas não hesitaram em lançar em rosto justamente ao povo que pertencia a Deus suas censuras. E o povo de nosso tempo, cuja herança da fé cristã foi dada em legado, o que fez dos valores do Evangelho? Não é segredo que muitas vezes o "mea culpa" do reconhecimento dos pecados foi feito por nós cristãos e haverá de ser sempre atual. Não basta enfeitar-nos em trajes de festa e jogar para debaixo do tapete nossa incoerência. Somos nós os que primeiro devem tomar consciência de que os valores do Evangelho, como a verdade e a sinceridade, o amor à vida e a seriedade na administração dos bens materiais e espirituais, foram desprezados e a esperteza ou os interesses passaram na frente. A falta de lisura na prestação de contas, os desvios de verbas públicas e o "por fora" da corrupção são absolutamente incoerentes com o cristianismo. Cuidar do presente recebido de Deus é ter a coragem de recomeçar, reconhecer erros cometidos, limpar as mãos e o coração. Este é um apelo urgente, em nome do Natal.

A história mostra que o cristianismo, malgrado as falhas de todos os que o professam, gerou cultura. É impensável separar a arte dos séculos passados da benéfica influência do Evangelho. Nasceram da Igreja expressões pictóricas e esculturais e peças musicais em profusão. Em muito, foi à sombra da Igreja que o teatro se desenvolveu e consolidou. Os monumentos históricos têm incrustados em seus traços as virtudes e os pecados de gerações de cristãos. E a educação, ou a saúde e tantas ações sociais? A sensibilidade e a solidariedade foram cultivadas a partir do Evangelho e por ele sustentadas. Ignorar a Igreja, pretender jogá-la no lixo da história é no mínimo injustiça. Mas é ainda cegueira pura a pretensa iluminação dos que julgam ser os novos criadores do universo a partir do nada. Assistimos em nossos dias ao espetáculo do laicismo militante, tributário dos muitos desastres que já se entreveem. Parecemos crianças que teimam em por a mão na tomada. O choque já veio e virá!

Muito maior é a vertente positiva, com a qual podemos celebrar mais uma vez o Natal. Continuam verdadeiros os sentimentos mais autênticos nascidos do Presépio. É ainda e sempre será bom e bonito espalhar presentes, ir ao encontro dos mais pobres, experimentar a partilha dos bens, sorrir, saudar os outros com afeto. É nosso programa para estes dias, para recuperar todas as lições dos muitos natais da história e de nossa vida pessoal. É do Papa Francisco a lição do Natal de 2013, na citada entrevista: "Deus nos diz duas coisas. A primeira: tenham esperança. Deus sempre abre as portas e nunca as fecha. Ele é o pai que nos abre as portas. Segunda: não tenham medo da ternura. Quando os cristãos se esquecem da esperança e da ternura se transformam numa Igreja fria, que não sabe para onde ir e se enrola em ideologias e atitudes mundanas, enquanto a simplicidade de Deus te diz: vai para frente, eu sou um Pai que te acaricia. Tenho medo quando os cristãos perdem a esperança e a capacidade de abraçar e acariciar".

É tempo de preparar-se, despojando-nos de preconceitos, purificando o coração, jogando fora o que existe de mais velho em nós, o egoísmo, para revestir-nos dos mesmos sentimentos, que foram os de Jesus Cristo, Filho de Deus, nascido em Belém, morto e ressuscitado, presente na história, vivo para sempre. A Ele sejam dadas a honra e a glória, hoje e em todos os séculos, pela eternidade. 



D. Alberto Taveira Corrêa - Arcebispo de Belém, PA






«Anuncio-vos uma grande alegria, que o será para todo o povo»

Está muito frio na terra. Os céus estão bordados de estrelas, que mal se conseguem adivinhar sobre o azul-escuro da abóbada celeste inundada de trevas. Na Terra, uma das estrelas mais pequenas do imenso sistema planetário, estão em vias de acontecer esta noite prodígios que espantam os anjos […]: um Deus que, por amor ao homem, desce humildemente à carne mortal e nasce duma mulher numa das estrelas mais pequenas e mais frias, na Terra. […]


Também os homens têm gelo no coração. Ninguém acorre a assistir ao milagre do nascimento de Deus. O mundo inteiro reduz-se a uma mulher chamada Maria, a um homem de olhos azuis que se chama José, e a um bebé recém-nascido que, envolvido em panos, abre os olhos pela primeira vez sob o hálito quente de um burro e uma vaca, repousando sobre a palha que a pobreza de José e a solicitude e o amor de Maria Lhe arranjaram. O mundo dorme, inconsciente, o pesado sono da carne. Está muito frio nessa noite na terra de Judá. As estrelas bordadas no céu são olhos de anjos que cantam «Glória a Deus nas alturas!», um cântico entoado para Deus e escutado por alguns pastores que guardam os seus rebanhos e que acorrem a adorar, com a sua alma de meninos, a Jesus que acaba de nascer. É a primeira lição do amor de Deus. […]


Embora a minha alma não seja casta como a de José nem tenha o amor de Maria, ofereci ao Senhor a minha absoluta pobreza de tudo, a minha alma vazia. Se não Lhe cantei hinos como os anjos, tentei cantar-Lhe alguns refrães dos pastores, a canção do pobre, daquele que nada tem; a canção daquele que só pode oferecer a Deus misérias e fraquezas. Mas que importa, porque as misérias e as fraquezas oferecidas a Jesus com um coração verdadeiramente amoroso são aceites por Ele como se de virtudes se tratasse. Grande, imensa é a misericórdia de Deus! A minha carne mortal não ouve os louvores do céu, mas a minha alma adivinha que hoje, tal como outrora, os anjos olham espantados para a Terra e entoam «Glória a Deus nas alturas e paz na Terra aos homens de boa vontade!» 


São Rafael Arnaiz Baron (1911-1938), 

monge trapista espanhol in "Escritos espirituais", 27/12/1936 

- Congregado mariano colegial em Olviedo, Espanha.







Jovem protestante que exibiu cartaz ao Papa na JMJ se converte







"Após um longo período de reflexão sobre minha vida e a vida da Igreja de Cristo aqui na terra, descobri a minha verdadeira Casa, minha verdadeira vocação". Com essas palavras, o carioca Eduardo da Silva Campos, 19 anos, atualizou o 'status' da sua religião para Católico Apostólico Romano no dia 3 de Dezembro de 2013.
O gesto de Eduardo aconteceu 135 dias após ter emocionado o Mundo quando apareceu segurando um cartaz de acolhimento ao Papa Francisco durante a Missa de Envio da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, em julho. Dizia a peça :

"SANTO PADRE, SOU EVANGÉLICO MAS EU TE AMO!! ORE POR MIM E PELO BRASIL! TU ÉS PEDRO…"

Eduardo nasceu em uma família protestante, cresceu junto à Mocidade da Assembleia de Deus do Rio de Janeiro, umas das mais fortes denominações do meio evangélico. Assim como milhares de jovens, Eduardo sentiu o desejo de participar da JMJ RIO2013.

O encontro dos jovens com o Papa fez o jovem perceber a juventude da Igreja Católica, mesmo depois de 2000 anos de fundação. Foi nas areias de Copacabana que ele teve uma experiência forte com o amor de Deus, junto aos mais de 3 milhões de jovens, reconhecendo que existia um só Senhor, uma só fé, um só batismo.

Desde o mês de Julho, Eduardo aprofundou o discernimento que culminou em sua conversão à Fé Católica. O próximo passo de Eduardo é a preparação para receber os Sacramentos do Batismo, Eucaristia e Crisma e assim com o seu testemunho resgatar mais almas para o seio da Santa Igreja Católica Apostólica Romana.

A história de Eduardo é apenas uma entre tantas de jovens e famílias que redescobrem a beleza da Fé Católica e retornam para sua prática.



Calendário Mariano - Dezembro 2013


1 - ss. Edmundo Campeão, Roberto Southwell e comps. mártires (ccmm)
3 - s. Francisco Xavier (cm)
8 - iMaCULaDa CoNCeiÇÃo De Maria, SoL
9 - s. Pedro Fourier (cm)
12 - NSª SRª DE GUADALUPE - PADROEIRA PRINCIPAL DA AMÉRICA LATINA - MEM.
21 - s.Pedro Canísio (cm)
22 - s. Francisca Xavier Cabrini (cm)
25 - NataL De De NoSSo SeNHor JeSUS CriSto, sol. com oitava (Dia Santo de Preceito) [ I.P.]
28 - ss. Inocentes, mártires.
30 - SAGRADA FAMÍLIA, FESTA

Tempo do Advento - 2014: Ano Litúrgico "A" (s. Mateus) início em 1/12/13

Tempo do Natal - 25/12/13 a 11/1/14

Tempo Comum - início em 12/1/14


Legendas:
s. - santo; cm. - santo que foi congregado mariano (plural: cc.mm.); C.M.- Congregação Mariana (plural: CC.MM.); Ap. - Apóstolo; festa - festa litúrgica; b. / bem-av. - bem-aventurado (estado anterior à canonização; plural: bb.); Virgem - título dado aqueles preservaram a Pureza até a morte; presb. - presbítero (padre) ; mártir - título aos que deram sua vida pela defesa da Fé ou morreram apenas por serem cristãos; rel. - religioso(a); mem. - memória litúrgica, obrigatória ou não; sol. - solenidade litúrgica;
B. - bispo; I.P. - Indulgência Plenária a congregados e candidatos da C.M.; Ind. parcial - Indulgência parcial a congregados e candidatos da C.M.; Dr. - Doutor da Igreja; Papa - o Sucessor do Apóstolo Pedro


Atividades da Congregação Mariana

Dezembro '13

2 - Aniversário de Ereção Canônica (7º)
15 - Reunião Ordinária - Capela S. Antonio (10h30) - início com a Santa Missa às 9h
Janeiro '14

12 - Reunião Ordinária - Capela S. Antonio (10h30) - início com a Santa Missa às 9h













Congregação Mariana de Nossa Senhora Sede da Sabedoria e s. Pio de Pietrelcina

Ereta Canonicamente em 2/12/2006 - Federada na Federação das CCMM da Arquidiocese de Niterói, RJ
r. Dr. Pio Borges, 1949, sala 101 - Pita - São Gonçalo - RJ - Brasil - fone: (21) 2.628.5324




Diretoria 2013-2014 


Presidenta - Bruna Tavares, cm 

Assistente-Eclesiástico - pe. Valdir Mesquita

Secretário - Alexandre Martins, cm 

Tesoureiro - Wagner Bonelli, cm 

Leitor e Porta-Bandeira - Eduardo Mendonça (cand.)



sítio Internet: 
www.sededasabedoria.org 



blog: 



Orkut: 



Facebook 



emails


Diretoria - diretoria@sededasabedoria.org
Geral - contato@sededasabedoria.org
Campanhas - campanhas@sededasabedoria.org 

Ação Social Padre Pio 

patrocinada e dirigida pela Congregação age como elemento arrecadador de donativos
- roupas, alimentos, etc - que serão encaminhadas a entidades assistenciais 
apadrinhadas pela Congregação Mariana Sede da Sabedoria.

informações:

Bruna Tavares (21) 98321051 / campanhas@sededasabedoria.org 








www.sededasabedoria.org | Contato 



















_____________________________________________

cm.



My profiles:

Contact me: pendotiba pendotiba@windowslive.com


Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo