Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Nossa Senhora de Medjugorje


Feliz Natal from Augusto César Ribeiro Vieira on Vimeo.


-->


     "Filhinhos! Hoje, de modo especial, Jesus quer habitar nos corações de cada um vocês e compartilhar com vocês cada uma de suas alegrias e cada uma de suas dores. Por isso, filhinhos, hoje, de forma especial, sondem seus corações e se perguntem se a paz e a alegria invadiram seus corações pelo nascimento de Jesus. Filhinhos, não vivam nas trevas, busquem a luz e a salvação de Deus. Filhinhos, decidam-se por Jesus e deem a Ele suas vidas e seus corações, porque somente assim o Altíssimo poderá agir em vocês e através de vocês."



Posted: 26 Dec 2013 08:25 AM PST


O ESSENCIAL DO CATOLICISMO

PARTICIPAR DO SANTO SACRIFICO DA MISSA NA FORMA CERTA, ISTO É, RECONHECENDO-SE REDIMIDO POR CRISTO E ESTANDO ESPIRITUALMENTE PRESENTE NO CALVÁRIO ONDE CRISTO REALIZOU A NOSSA REDENÇÃO LIBERTANDO-NOS DAS PENAS ETERNAS DO INFERNO E RENOVA  O SEU SACRIFICO DE FORMA MÍSTICA E INCRUENTA NO ALTAR. PARTICIPAR DA MISSA NÃO É FAZER ALGUMA COISA NA MISSA E VIVENCIAR A MISSA INTERNAMENTE SABENDO O REAL SIGNIFICADO DA MESMA E UNIR-SE AOS SACRIFICO DE CRISTO

COMUNGAR FREQUENTEMENTE PARA PERMANECER UNIDO A JESUS VIVO E RESSUSCITADO

FREQUENTAR PELO MENOS UMA VEZ AO MESA O SACRAMENTO DA PENITÊNCIA PARA MANIFESTAR-SE PUBLICAMENTE PECADOR E LIMPAR A PRÓPRIA CONSCIÊNCIA, QUE PESA SOBRE A ACUSAÇÃO DO PECADO, POR MEIO DA IGREJA A QUEM JESUS CONCEDEU O PODER DE PERDOAR OS PECADOS

PRATICAR AS VIRTUDES CRISTÃS E AS OBRAS DE MISERICORDIOSA; RENUNCIAR AOS MAUS HÁBITOS E EXERCITAR-SE NOS BONS. SER UM EXEMPLO PELOS ATOS E PALAVRAS DE VERDADEIRO CATÓLICO FIEL A TUDO  O QUE SEMPRE ENSINOU A SANTA IGREJA NO DECORRER DO TEMPO

NUNCA ESQUECER DE FAZER AS ORAÇÕES PRINCIPALMENTE ATOS DE FÉ .ESPERANÇA E CARIDADE E DE INTERCEDER PELOS PECADORES E OS IRMÃOS MAIS PRÓXIMAS. AGRADECER A DEUS O INICIO DO DIA E  O TERMINO DA NOITE

EIS O ESSENCIAL E MAIS IMPORTANTE DO CATOLICISMO. É ISTO QUE DEVEMOS FAZER SEM QUE SEJA PRECISO RENUNCIAR AS COISAS MENOS IMPORTANTES, COMO DEVOÇÕES ,NOVENAS, PROCISSÕES; MAS DE NADA ADIANTA FAZER ESTAS COISAS SE NÃO REALIZARMOS ESTAS DESCRITAS ACIMA, QUE SÃO MUITO MAIS IMPORTANTES






LITURGIA DO DIA 26 DE DEZEMBRO DE 2013
PRIMEIRA LEITURA (AT 6,8-10; 7,54-59)

LEITURA DOS ATOS DOS APÓSTOLOS - 8Naqueles dias, Estêvão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. 9Mas alguns membros da chamada Sinagoga dos Libertos, junto com cirenenses e alexandrinos, e alguns da Cilícia e da Ásia, começaram a discutir com Estêvão. 10Porém, não conseguiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava. 7,54Ao ouvir essas palavras, eles ficaram enfurecidos e rangeram os dentes contra Estêvão. 55Estêvão, cheio do Espírito Santo, olhou para o céu e viu a glória de Deus e Jesus, de pé, à direita de Deus. 56E disse: "Estou vendo o céu aberto, e o Filho do Homem, de pé, à direita de Deus". 57Mas eles, dando grandes gritos e, tapando os ouvidos, avançaram todos juntos contra Estêvão; 58arrastaram-no para fora da cidade e começaram a apedrejá-lo. As testemunhas deixaram suas vestes aos pés de um jovem, chamado Saulo. 59Enquanto o apedrejavam, Estêvão clamou dizendo: "Senhor Jesus, acolhe o meu espírito" - Palavra do Senhor

SALMO RESPONSORIAL (SL 30)

EM VOSSAS MÃOS, SENHOR, ENTREGO O MEU ESPÍRITO
— Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve! Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; por vossa honra orientai-me e conduzi-me!
— Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, porque vós me salvareis, ó Deus fiel. Vosso amor me faz saltar de alegria, pois olhastes para as minhas aflições
— Eu entrego em vossas mãos o meu destino; libertai-me do inimigo e do opressor! Mostrai serena a vossa face ao vosso servo, e salvai-me pela vossa compaixão!
EVANGELHO (MT 10,17-22)

PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO + SEGUNDO MATEUS - Naquele tempo, disse Jesus aos seus apóstolos: 17"Cuidado com os homens, porque eles vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas. 18Vós sereis levados diante de governadores e reis, por minha causa, para dar testemunho diante deles e das nações. 19Quando vos entregarem, não fiqueis preocupados como falar ou o que dizer. Então naquele momento vos será indicado o que deveis dizer. 20Com efeito, não sereis vós que havereis de falar, mas sim o Espírito do vosso Pai é que falará através de vós. 21O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. 22Vós sereis odiados por todos, por causa do meu nome. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo - Palavra da Salvação


 
MENSAGEM DO DIA 10 de janeiro de 1985 - "Também hoje desejo agradecer-Ihes por todos os sacrifícios; agradeço especialmente àqueles que se tornaram queridos ao Meu coração e aqui vêm voluntariamente. Existem muitos paroquianos que não escutam as Mensagens; todavia, por mérito daqueles que estão particu-larmente perto do Meu coração, continuo a dar Mensagens para a Paróquia. E continuarei a dá-las, porque Eu os amo e desejo que difundam, de coração, as Minhas Mensagens" – MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM MEDJUGORJE


A IGREJA CELEBRA HOJE , SANTO ESTEVÃO - Nos capítulos 6 e 7 dos Atos dos Apóstolos encontramos um longo relato sobre o martírio de Estêvão, que é um dos sete primeiros Diáconos nomeados e ordenados pelos Apóstolos. Santo Estêvão é chamado de Protomártir, ou seja, ele foi o primeiro mártir de toda a história católica. O seu martírio ocorreu entre o ano 31 e 36 da era cristã. Eis a descrição, tirada do livro dos Atos dos Apóstolos: "Estêvão, porém, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. Levantaram-se então alguns da sinagoga, chamados dos Libertos e dos Cirenenses e dos Alexandrinos, e dos da Cicília e da Ásia e começaram a discutir com Estêvão, e não puderam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava. Subornaram então alguns homens que disseram: 'Ouvimo-lo proferir palavras blasfematórias contra Moisés e contra Deus'. E amotinaram o povo e os Anciãos e Escribas e apoderaram-se dele e conduziram-no ao Sinédrio; e apresentaram falsas testemunhas que disseram: 'Este homem não cessa de proferir palavras contra o Lugar Santo e contra a Lei; pois, ouvimo-lo dizer que Jesus, o Nazareno, destruirá este Lugar e mudará os usos que Moisés nos legou'. E todos os que estavam sentados no Sinédrio, tendo fixado os olhares sobre ele, viram o seu rosto como o rosto de um anjo". Num longo discurso, Estêvão evoca a história do povo de Israel, terminando com esta veemente apóstrofe:"'Homens de cerviz dura, incircuncisos de coração e de ouvidos, resistis sempre ao Espírito Santo, vós sois como os vossos pais. Qual dos profetas não perseguiram os vossos pais, e mataram os que prediziam a vinda do Justo que vós agora traístes e assassinastes? Vós que recebestes a Lei promulgada pelo ministério dos anjos e não a guardastes'. Ao ouvirem estas palavras, exasperaram-se nos seus corações e rangiam os dentes contra ele. Mas ele, cheio do Espírito Santo, tendo os olhos fixos no céu, viu a glória de Deus e Jesus que estava à direita de Deus e disse: 'Vejo os céus abertos e o Filho do homem que está à direita de Deus'. E levantando um grande clamor, fecharam os olhos e, em conjunto, lançaram-se contra ele. E lançaram-no fora da cidade e apedrejaram-no. E as testemunhas depuseram os seus mantos aos pés de um jovem, chamado Saulo. E apedrejavam Estêvão que invocava Deus e dizia: 'Senhor Jesus, recebe o meu espírito'. Depois, tendo posto os joelhos em terra, gritou em voz alta: 'Senhor, não lhes contes este pecado'. E dizendo isto, adormeceu" - Santo Estevão, rogai por nós!

Evangelho (Mt 10,17-22)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus apóstolos: 17"Cuidado com os homens, porque eles vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas. 18Vós sereis levados diante de governadores e reis, por minha causa, para dar testemunho diante deles e das nações. 19Quando vos entregarem, não fiqueis preocupados como falar ou o que dizer. Então naquele momento vos será indicado o que deveis dizer. 20Com efeito, não sereis vós que havereis de falar, mas sim o Espírito do vosso Pai é que falará através de vós. 21O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. 22Vós sereis odiados por todos, por causa do meu nome. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.



-->
Posted: 26 Dec 2013 06:01 AM PST

Esclarecimentos sobre as Aparições Marianas - Parte I no link: http://www.nossasenhorademedjugorje.com/2013/12/esclarecimentos-sobre-as-aparicoes.html

Esclarecimentos sobre as Aparições Marianas - Parte II no link: http://www.nossasenhorademedjugorje.com/2013/12/esclarecimentos-sobre-as-aparicoes_21.html
Parte III:

No entanto, parece plausível dizer que:

1. No II milênio cristão as aparições marianas são mais freqüentes em relação ao primeiro milênio.
2. Na segunda metade do II milênio ocorreram mais aparições do que na primeira parte. Assim, as aparições marianas começam a se tornar um fenômeno de massa e públicas, como se costuma dizer, a partir do século XVI em diante, com um aumento progressivo até aos nossos dias.
3. Dentro da segunda metade do segundo milênio, o fenômeno literalmente explodiu nos últimos dois séculos, o XIX e XX, que em conjunto detêm um recorde absoluto! Daqui resulta que os séculos menos crentes, mais cientistas e mais libertário, são também os mais cheios de aparições da Virgem Maria.

Do ponto de vista do Evangelho isso é perfeitamente lógico e refere-se a "Gente sem fé e pervertida! Até quando deverei ficar com vocês? Até quando terei que suportá-los?" (Mt.17,17). Geração incrédula que pede continuamente sinais, prodígios e milagres. De um ponto de vista puramente humano, devemos dizer que, depois de ter se tornado a vida cada vez mais difícil, porque mais complicada, a Mãe de Deus socorre os seus filhos, mesmo quando eles não querem saber do céu. Assim, paradoxalmente, aqueles que não querem ouvir tanto de aparições deveriam se tornar verdadeiros crentes e, sobretudo, serem obedientes aos mandamentos de Deus. Resumindo, estranho, mas a verdade é que os séculos XIX e XX são definidos por quase todos os acadêmicos como a era das aparições marianas!

Que sentido tem que Maria, a Mãe de Jesus, seja protagonista de aparições por vezes tão excessivas? Não é suficiente a Igreja, com o Evangelho de Jesus, os sacramentos e todo o aparato religioso do qual dispõe? Por que esse intervencionismo constante?

Respondo a essas perguntas, dizendo, em primeiro lugar, que alguns elementos teológicos que fundamentam as aparições marianas são, por assim dizer, garantidos. Ou seja:

- Não aparece a Maria histórica, mas a Maria glorificada, que vive no paraíso com a Trindade.
- As suas aparições estão relacionados com a sua Assunção, já que não tem outra maneira de estar presente junto aos seus filhos do que isso. Claro que, em um sentido geral, ela é presente agora, através da mediação divina, que constitui o verdadeiro vínculo entre a transcendência e o homem. E, todavia ela tem que cuidar dos seus filhos de uma forma direta ("... eis a tua mãe"), pessoal.

- Suas aparições estão ligadas à crise: assim pensa o teólogo da congregação dos "Servos de Maria" Clodovis Boff em sua última obra: "Mariologia social" (edição Queriniana), quando, no capítulo dedicado às aparições disse: "Quem diz aparições diz crise". As aparições são filhas da crise. Por quê? Quando Maria aparece, é para ajudar nas situações difíceis, o povo de Deus.
- Maria aparece porque ela é a Mãe de Misericórdia.

Portanto, um primeiro significado é que as aparições são reativas, ou seja, reagem a situações que são particularmente graves para o povo de Deus, oferecendo ajuda, proteção, conforto, segurança. Mas Maria não intervém apenas reativamente, mas também de forma proativa para fornecer respostas que deem sentidos, como se diz hoje, atuando como um elemento fundamental para os males do tempo.

Em conclusão, podemos dizer que as aparições expressam a opção preferencial pelos pobres por parte de Deus e, portanto, de Maria. Significando com pobres não só os pobres economicamente, mas também todos os homens, sempre na necessidade do amor de Deus e da sua atenção. Em suma, o homem que sulca as ondas do cosmos e da história nunca está sozinho, porque Deus se torna concretamente próximo, realmente perto, mesmo com as aparições da Virgem, que se ocupa dos irmãos do seu Filho Jesus, lembrando a eles, em cada época, de fazer "o que Ele vos disser". Porque só nisso consiste a verdadeira vida, o verdadeiro significado, a verdadeira exaltação e a verdadeira afirmação de cada homem: fazer o que Jesus nos diz. É apenas nisto que existe a salvação do pecado e da morte.

Finalmente, a gloriosa Virgem Maria que aparece, nos lembra de que o nosso destino não é terreno, mas celestial, não é humano, mas divino. Nossa existência vem de Deus e conduz a Deus.

Vamos dar continuidade na proxima postagem.....

-->
Posted: 25 Dec 2013 03:27 PM PST


"Queridos filhos! Trago-lhes o Rei da paz para que Ele lhes dê a Sua paz. Vocês, filhinhos, rezem, rezem, rezem. O fruto da oração será visto nos rostos das pessoas que se decidiram por Deus e pelo Seu Reino. Eu, com o meu filho Jesus, os abençoo a todos com a bênção da paz. Obrigada por terem respondido ao meu chamado."
-->
Posted: 25 Dec 2013 05:26 AM PST
-->

Queridos irmãos, queridas irmãs, a paz! Desejo-lhes de coração um muito santo, feliz e abençoado Natal.
Seguem abaixo as últimas notícias enviadas por Ir. Emmanuel diretamente de Medjugorje.

Queridos filhos de Medjugorje, louvados sejam Jesus e Maria !
1. Pergunta: No último Natal, o que se passou de extraordinário? Em 25 de dezembro de 2012, a vidente Marija ficou perturbada por ver que, durante a aparição, a Virgem não deu nenhuma mensagem; isso nunca tinha acontecido! Sobretudo porque, no dia de Natal, Maria vem sempre muito alegre. Em compensação foi o Menino Jesus recém-nascido que falou! Ele ergue-se nos braços de Sua Mãe e disse com autoridade: "Eu sou a vossa paz. Vivei os Meus mandamentos!". Este acontecimento abalou-nos: um recém nascido falou! No entanto, feito o inquérito, muito poucas pessoas tomaram a peito escutar este grito do Menino Jesus para nós! É pena! Porque viver os mandamentos de Deus é observar o código do caminho para o Céu e obter a paz!
Por isso sugiro a todos que, este ano, ofereçam um belo presente de Aniversário ao Menino Jesus; que leiam e releiam os mandamentos dados a Moisés ( que não têm data de prescrição) e os que Jesus nos dá no Evangelho, para os colocarmos em prática. Seria o mais belo dos presentes para Lhe agradecer por vir em cada Natal nos braços de Sua Mãe e em cada Eucaristia aos nossos corações. Depois, em função desta palavra divina, fazer uma boa confissão das nossas transgressões e pecados, para chegar ao Natal com um coração puro e leve. Depois, celebrar na alegria!
Obs.: O Catecismo da Igreja Católica dá esplêndidas explicações sobre cada uma das '10 Palavras', todas baseadas no amor, reveladas por amor, em vista do amor. 'Quem Me ama, diz Jesus, é quem conhece as Minhas palavras e as guarda!'

2. Com a aproximação do Natal, somos tentados a agitar-nos e deixar-nos levar pela vaga do mundo que transformou o Natal numa vasta operação comercial e que nos pressiona. Andar nas lojas, nos centros comerciais, com uma lista sempre mais longa de compras a fazer, etc. Quantos veem chegar o Natal com angústia, dados os imperativos que a sociedade lhes impõe, quando gostariam de viver o Natal no calor da simplicidade da Sagrada Família, com os seus familiares! É preciso saber que 'Festejar' Jesus é o primeiro bem a celebrar nas Festas, mas a Festa é feita para o homem e não o homem para a Festa!
Sobretudo hoje poderíamos ser rabugentos, dados os horrores que os nossos dirigentes nos impõem a todos os níveis e dado que a crise não parece caminhar para o fim. Exemplo: a Bélgica está prestes a votar a Eutanásia dos menores!! Não é um sinal de que Deus nos convida a viver este Natal com Ele, cristãmente?
O Natal é antes de tudo o aniversário do nascimento do Menino Jesus e Ele tem imensos tesouros para nos oferecer! Em particular o amor à vida, não o esqueçamos! O inimigo odeia a vida humana de que tem ciúmes, e o seu plano nº1 é a destruição da família, base da vida humana. Se conseguir perverter e destruir a família, o ninho da vida criada por Deus, destruirá a humanidade e ficará contente. Mas não vencerá! Por quê? Porque Deus intervém hoje, como nunca antes, sobretudo por Sua Mãe, para nos chamar e nos mostrar o caminho. O inimigo não conseguirá porque Jesus e Maria nos têm, sim, a ti e a mim, todos os Seus 'queridos filhos', como diz a Gospa, para vivermos com Eles e levar a paz divina até onde ela desapareceu. 'No fim, o Meu Imaculado Coração triunfará!' Eis a mais bela profecia de Maria, retomada com frequência em Medjugorje nas Suas mensagens. Maria agradece a todos os Seus filhos que tomam a peito o Seu triunfo e que o apressam pela sua humilde fidelidade.
Ela conta contigo e comigo !! Ela vai ainda confiar-nos o Seu Menino no Natal porque,
como Isaías escreveu: 'Um Menino nos Nasceu, um Filho nos foi dado!' Ora, este 'nos' somos nós!
Queridos irmãos e irmãs, o Natal é a nossa cura! O mal vai esmagar-se contra a inocência do Menino Deus! Precisamos de uma Criança para nos curar da rejeição da criança, da vida, da família humana. Precisamos do Menino Jesus para vencer em nós o medo de viver e de fazer viver.
A Gospa convida-nos a preparar o presépio familiar desde os primeiros dias do Advento. Assim vivemos com Ela a espera amorosa e maternal do Seu Menino. Ela convida-nos também a ler em família ou em comunidade as passagens das Escrituras que dizem respeito à Festa, e a partilhar entre nós. (À leitura da Bíblia, podemos também juntar as revelações da Infância de Jesus à Bem-aventurada Ana Catarina Emmerich. Estes escritos não são para tomar como um novo Evangelho. Mas podem ajudar alguns a perceber melhor a vinda do Messias a Belém). A Gospa convida-nos também a que nos ultrapassemos em generosidade, sobretudo com as pessoas sós, em sofrimento, pobres ou fracas. Sem esquecer que muitos ricos vivem em grande sofrimento interior. Como diz o nosso Papa Francisco: 'Há pessoas que são tão pobres que só têm dinheiro!"

3. Guardai a vossa noite de 3 de Janeiro ! Às 21h, comentarei em direto a mensagem do dia 2, em francês, e responderei às perguntas por chat.

Querida Gospa, pedimos-Te com fervor, vem aumentar a Tua intercessão, neste Advento em que a guerra espiritual está no auge! Quem, além de Ti, recebeu de Deus o poder e a missão de esmagar a cabeça da Serpente? Deposita o Teu Menino nos nossos corações, faz deste Natal o mais alegre dos Natais!"
Ir Emmanuel +
www.enfantsdemedjugorje.com


Posted: 25 Dec 2013 04:56 AM PST
-->


Queridos irmãos, queridas irmãs, a paz! A Ir. Emmanuel nos conta sobre o presente inesquecível que Vicka lhe ofereceu

"Vicka é especialmente querida pelos peregrinos e pelos habitantes da aldeia. Quem, ao encontrá-la, não fez a experiência da alegria do céu, dessa alegria que ela vai buscar na fonte a cada minuto, entregando-se ininterruptamente ao serviço de sua querida Gospa? Desde que esteve gravemente doente, Vicka goza de um regime particular para suas aparições, pois a Virgem lhe aparece numa hora diferente dos demais videntes, geralmente um pouco antes e muito mais longamente. Por vezes, quando o dia promete ser carregado ou quando uma viagem está prevista, a Virgem lhe aparece bem cedo de manhã.
Sua disponibilidade e seu acolhimento são proverbiais, mas, paradoxalmente, ninguém é admitido a assistir às suas aparições, que ela recebe em particular, na sua casa, como seu primo Jakov. A razão? Não sei, pois a qualquer pergunta (inútil!) deste tipo, Vicka, como boa croata, responde sorrindo: 'É assim!'
Um dia desses, porém, ela me surpreendeu. Eu vinha descendo do morro e aproveitei para passar em frente à sua casa, para ver se ela estava e pedir uma informação. Encontrei-a ocupada com uma senhora croata que ficava dizendo e repetindo seus problemas, a tal ponto que Vicka só conseguia colocar, de vez em quando: 'Confiarei isso à Gospa', num tom que queria dizer que o assunto podia ser considerado encerrado. Minha chegada foi a salvação para ela e eu perguntei:
– Será que hoje à noite a Gospa está convidando os peregrinos a juntarem-se ao grupo de oração de Ivan? (Na ausência de Ivan é Vicka que o substitui).
– Não, esta noite não – disse ela – abrindo os braços, sabendo que estava me causando uma decepção. Então apanhei seus braços e comecei a fazer uma palhaçada, imitando o namorado que levou um fora...
– Está vendo, a Gospa não gosta mais de nós, Ela não nos quer mais! Já há várias semanas que Ela não nos convida, Ela cansou de nós; pode ser que não nos convide nunca mais!...
Vicka se pôs a rir e disse:
– Espere um pouco, tenho uma surpresa para você!
Como era logo depois do Natal, pensei que ela queria me dar uma caixa de bombons trazido por peregrinos, do tipo que os croatas não apreciam muito. Mas não, ela me fez sinal para voltar com ela em direção ao morro e entrou comigo na casa de seus pais, no andar de cima, no quarto do alto. Foi só nessa hora que entendi: estava quase na hora da aparição e ela queria que eu ficasse com ela. Incrível! Era a primeira vez que ela me convidava espontaneamente.
– Vicka, eu não esperava uma surpresa dessas, é um maravilhoso presente de Natal!
– Mas, disse ela num tom de criança manhosa, eu também sou capaz de fazer surpresas!
Começamos a rezar o rosário no meio de uma bagunça indescritível. Toda a área onde reinava Nossa Senhora de Lourdes tinha um ar de caverna de Ali Babá... Sacos cheios não de colares, mas de terços para serem abençoados, correntes com medalhas, imagens de todos os tamanhos e cores, para todos os gostos, convites de casamento, fotografias provenientes de todos os continentes, crucifixos, "sãos Josés" e "santas Ritas", "Teresinhas", "padres Pios", bíblias e, sobretudo, pilhas impressionantes de cartas – cartas de amor e de súplica para a Gospa – nas quais todas as formas do sofrimento humano estavam descritas e eram confiadas à Virgem. (Em cada uma de suas vindas, a Virgem abençoa os objetos religiosos e reza com o vidente pelas intenções confiadas pelos peregrinos).
Vicka movia-se à vontade no meio deste seu território, mas eu tinha que olhar bem e tomar cuidado onde pisava, para não correr o risco de esmagar algum "Menino Jesus" que estivesse pelo chão...
Terminado o rosário, Vicka ficou de pé diante da imagem perto da qual a Gospa ia aparecer e começou os 7 Pai-nossos. Numa fração de segundo, seu rosto iluminou-se com um sorriso indescritível e seus olhos maravilhados fixaram-se naquela que acabara de chegar. No mesmo momento, ela caiu bruscamente de joelhos e um ruído surdo me fez pensar que os pobres joelhos deviam ter levado um belo golpe... o êxtase havia começado assim como uma conversa muito animada que durou 17 minutos. Parecia que Vicka só estava esperando esse momento para poder contar à sua Mãe tão carinhosamente amada uma multidão de coisas que ela tinha no coração. Cheguei a me perguntar – me perdoem! – como a Gospa conseguia colocar uma única palavra que fosse!...
Na minha felicidade, fechei os olhos para acolher também no meu coração a Visitação que a Virgem me oferecia de maneira tão especial nesse dia, emocionada, uma vez mais (a gente nunca se acostuma!) por ver as realidades divinas mais sublimes virem abraçar nossas mais pobres humanidades. Ela está aí. Abriu o céu para vir a este pequeno encontro de hoje na casa do Ivankovic e este quarto gelado e bagunçado transforma-se em monte Tabor. Nossos corações de miséria transformam-se em palácios em festa!
– E como estava seu rosto?
– Alegre, alegre!
Separamo-nos em silêncio, pois temos de decantar secretamente, no fundo de nossos corações, a felicidade de que a Mãe de Nosso Senhor tenha vindo até nós...
Vários doentes ainda iriam provar um gostinho dessa felicidade nesta mesma noite, pois antes de dormir Vicka ainda tem uma longa ronda a cumprir na aldeia. Para aqueles que sofrem, ela também preparou umas surpresas!"
Fonte: "Medjugorje anos 90, o Triunfo do Coração"


Posted: 24 Dec 2013 11:32 AM PST
-->

PREPARAÇÃO PARA O NATAL , PARTE 07 : UM VERDADEIRO DEVOTO DE MARIA NÃO SE PERDE


É impossível que se perca um devoto de Maria, que fielmente a serve e a ela se encomenda. À primeira vista talvez pareça um tanto ousada esta proposição. Antes, porém, que seja rejeitada peço se leia o que a respeito eu vou apresentar


 Afirmo que é impossível perder-se um devoto da Mãe de Deus. Não me refiro àqueles que abusam dessa devoção para pecarem com menos temor. Desaprovam alguns que muito se celebrem as misericórdias de Maria para com os pecadores, dizendo que estes dela abusam para mais pecarem. Mas injustamente o desaprovam. Pois esses presumidos, por esta sua temerária confiança, merecem castigo e não misericórdia


Falo tão somente daqueles devotos de Maria que, ao desejo de emenda, unem a perseverança em obsequiá-la. Quanto a estes repito, é moralmente impossível que se percam. O mesmo afirma o Padre Crasset em seu livro sobre "A verdadeira devoção à Virgem Maria". E antes já o afirmaram Vega em sua Teologia Mariana, Mendoza e outros teólogos. Que não falaram irrefletidamente, vê-lo-emos pelas afirmações dos Doutores e dos santos. Ninguém se admire à vista de tantas sentenças uniformes dos autores. Quis referi-las todas, a fim de provar o acordo geral dos escritores sobre este ponto - (FONTE : Livro Glórias de Maria – Santo Afonso Maria de Ligório)






LITURGIA DO DIA 24 DE DEZEMBERO DE 2013


PRIMEIRA LEITURA (IS 9,1-6)


LEITURA DO LIVRO DO PROFETA ISAÍAS - 1O povo, que andava na escuridão, viu uma grande luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu. 2Fizeste crescer a alegria e aumentaste a felicidade; todos se regozijam em tua presença, como alegres ceifeiros na colheita, ou como exaltados guerreiros ao dividirem os despojos. 3Pois o jugo que oprimia o povo, — a carga sobre os ombros, o orgulho dos fiscais — tu os abateste como na jornada de Madiã. 4Botas de tropa de assalto, trajes manchados de sangue, tudo será queimado e devorado pelas chamas. 5Porque nasceu para nós um menino, foi-nos dado um filho; ele traz aos ombros a marca da realeza; o nome que lhe foi dado é: Conselheiro admirável, Deus forte, Pai dos tempos futuros, Príncipe da paz. 6Grande será o seu reino e a paz não há de ter fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reinado, que ele irá consolidar e confirmar em justiça e santidade, a partir de agora e para todo o sempre. O amor zeloso do Senhor dos exércitos há de realizar estas coisas - Palavra do Senhor


SALMO RESPONSORIAL (SL 95)


HOJE NASCEU PARA NÓS O SALVADOR, QUE É CRISTO, O SENHOR


— Cantai ao Senhor Deus um canto novo,/ cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira!/ Cantai e bendizei seu santo nome!


— Dia após dia anunciai sua salvação,/ manifestai a sua glória entre as nações,/ e entre os povos do universo seus prodígios!


— O céu se rejubile e exulte a terra,/ aplauda o mar com o que vive em suas águas;/ os campos com seus frutos rejubilem/ e exultem as florestas e as matas


— na presença do Senhor, pois ele vem,/ porque vem para julgar a terra inteira./ Governará o mundo com justiça,/ e os povos julgará com lealdade


SEGUNDA LEITURA (TT 2,11-14)


LEITURA DA CARTA DE SÃO PAULO A TITO - Caríssimo: 11A graça de Deus se manifestou trazendo salvação para todos os homens. 12Ela nos ensina a abandonar a impiedade e as paixões mundanas e a viver neste mundo com equilíbrio, justiça e piedade, 13aguardando a feliz esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo. 14Ele se entregou por nós, para nos resgatar de toda maldade e purificar para si um povo que lhe pertença e que se dedique a praticar o bem - Palavra do Senhor


EVANGELHO (LC 2,1-14)


PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO + SEGUNDO LUCAS - 1Aconteceu que, naqueles dias, César Augusto publicou um decreto, ordenando o recenseamento de toda a terra. 2Este primeiro recenseamento foi feito quando Quirino era governador da Síria. 3Todos iam registrar-se cada um na sua cidade natal. 4Por ser da família e descendência de Davi, José subiu da cidade de Nazaré, na Galileia, até a cidade de Davi, chamada Belém, na Judeia, 5para registrar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. 6Enquanto estavam em Belém, completaram-se os dias para o parto, 7e Maria deu à luz o seu filho primogênito. Ela o enfaixou e o colocou na manjedoura, pois não havia lugar para eles na hospedaria. 8Naquela região havia pastores que passavam a noite nos campos, tomando conta do seu rebanho. 9Um anjo do Senhor apareceu aos pastores, a glória do Senhor os envolveu em luz, e eles ficaram com muito medo. 10O anjo, porém, disse aos pastores: "Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que o será para todo o povo: 11Hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós um Salvador, que é o Cristo Senhor. 12Isto vos servirá de sinal: Encontrareis um recém-nascido envolvido em faixas e deitado numa manjedoura". 13E, de repente, juntou-se ao anjo uma multidão da coorte celeste. Cantavam louvores a Deus, dizendo: 14"Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens por ele amados" - Palavra da Salvação




MENSAGEM DE 25 DE DEZEMBRO 2009 - "Queridos filhos. Em todo este tempo no qual Deus de maneira especial me permite estar com vocês, desejo guiar-vos no caminho que vos leva a Jesus e à vossa salvação. Filhinhos meus, somente em Deus podeis encontrar a salvação, e por isto, especialmente neste dia de graça com o pequeno Jesus nos braços, vos convido: permitam a Jesus de nascer em vossos corações. Somente com Jesus no coração, podereis encaminhar-vos na estrada da salvação e da vida eterna. Obrigada por terem atendido ao meu chamado!" – MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM MEDJUGORJE




A IGREJA CELEBRA HOJE , SÃO CHARBEL MAKHLOUF - São Charbel Makhlouf nasceu a 8 de maio de 1828, em BiqáKafra, aldeia montanhosa do norte, ao pé dos cedros do Líbano. Seu nome de batismo: José Zaroun Makhlouf. Com 23 anos ele toma o nome de Charbel em memória do mártir do século segundo, foge de casa e refugia-se no mosteiro de Nossa Senhora de Mayfoug, da Ordem libanesa maronita. Um ano depois, transfere-se para o mosteiro de S. Maron de Annayam, da província de Jbail, verdadeiro oásis de oração e fé, a 1300 metros de altitude. Depois de seis anos de estudos teológicos, em Klifan, é ordenado sacerdote. Exerce, então, com muita edificação, as funções do seu ministério sagrado, juntamente com toda a sorte de trabalhos manuais. Após dezesseis anos de vida ascética, Charbel obtém autorização, em 1875, para se retirar ao eremitério dos Santos Pedro e Paulo, de Annaya. Durante 23 anos (1875-1898), S. Charbel entrega-se com todas as forças da alma, à busca de Deus, na bem-aventurada e total solidão. Deus recompensa o seu fiel servidor, dando-lhe o dom de operar milagres, já em vida: afirma-se que os realizou não somente com cristãos, mas, também, com muitos muçulmanos. No dia 16 de dezembro de 1898, em Annaya, enquanto celebrava a Santa Missa, sofreu um ataque de apoplexia; levou-o à morte, no dia 24, Vigília da Festa de Natal. Tinha 70 anos de idade.  Com o seu próprio punho, Pio XII assinou o decreto que dava início ao processo de beatificação do Padre Charbel, dizendo expressamente: "O Padre Charbel já gozava, em vida, sem o querer, da honra de o chamarem santo, pois a sua existência era verdadeiramente santificada por sacrifícios, jejuns e abstinências. Foi vida digna de ser chamada cristã e, portanto, santa. Agora, após a sua morte, ocorre este extraordinário sinal deixado por Deus: seu corpo transpira sangue, sempre que se lhe toca, e todos os que, doentes, tocarem com um pedaço de pano suas vestes constantemente úmidas de sangue, alcançam alívio em suas doenças e não poucos até se veem curados. Glória ao Pai que coroou os combates dos santos. Glória ao Filho que deixou esse poder em suas relíquias. Glória ao Espírito Santo que repousa, com suas luzes, sobre seus restos mortais para fazer nascer consolações em todas as espécies de tristezas". No segundo domingo de outubro de 1977, dia 9, o Santo Padre Paulo VI canonizou solenemente, na Basílica de São Pedro, em Roma, o bem-aventurado Charbel Makhlouf, monge eremita libanês. Foi a primeira canonização, realizada pelo Papa, de um membro da Igreja do Rito Oriental, desde que o Vaticano traçara, há quatro séculos, nova orientação para as canonizações. Antes da canonização atual, os santos maronitas eram proclamados pelo Patriarca da Igreja maronita - São Charbel Makhlouf, rogai por nós!


Posted: 24 Dec 2013 05:40 AM PST

Caros amigos, quero desejar a todos um Feliz Natal, que Jesus menino possa nos ensinar a sermos meninos e menias de Deus, abandonados nas mãos do Pai. Que neste Natal, todo vazio, toda dor, todo fracasso, todo ressentimento, possa ser preenchido e curado pelo amor, que é a presença de Jesus em nós!!!
Quero vos oferecer esta meditação em mp3 que fiz em um retiro... Se não abir o vídeo clique: http://pt.gloria.tv/?media=329855
Abraços!!
Pe. Mateus Maria
-->
Posted: 23 Dec 2013 04:38 PM PST


    MENSAGEM DE 25 DE DEZEMBRO 2009


Queridos filhos. Em todo este tempo no qual Deus de maneira especial me permite estar com vocês, desejo guiar-vos no caminho que vos leva a Jesus e à vossa salvação. Filhinhos meus, somente em Deus podeis encontrar a salvação, e por isto, especialmente neste dia de graça com o pequeno Jesus nos braços, vos convido: permitam a Jesus de nascer em vossos corações. Somente com Jesus no coração, podereis encaminhar-vos na estrada da salvação e da vida eterna. Obrigada por terem atendido ao meu chamado!"


-->
Posted: 23 Dec 2013 04:22 PM PST
              A MINHA VIDA COM NOSSA SENHORA
            – O JOVEM VIDENTE JACOV COLO SE RECORDA –                         ECO DE MEDJUGORJE nº 142

Eu tinha dez anos quando Nossa Senhora apareceu  a primeira vez e antes disso eu não tinha jamais pensado numa aparição. Vivíamos num país que era bastante pobre, não existiam notícias, não sabíamos de outras aparições, nem de Lourdes, nem de Fátima, nem de outro lugar onde aparecia Nossa Senhora. Depois um garoto de 10 anos não pensava em aparições, em Deus, naquela idade. Existia na minha cabeça outras coisas mais importantes para mim: Estar com os amigos, jogar, não pensava em oração. Porém, quando vi pela primeira vez , sobre a montanha, a figura de uma mulher que me convidava a subir lá,  no meu coração senti  subitamente, qualquer coisa de especial. Eu compreendi naquele momento, que a minha vida seria mudada completamente. Quando a vimos e estivemos perto Dela, aquela  Sua beleza, aquela paz, aquela alegria que nos transmitia,  naquele momento para mim, não existia mais ninguém. Naquele momento existia somente Ela e no meu coração havia somente o desejo que a aparição se repetisse, que pudéssemos vê-La novamente.

A primeira vez que a vimos, pela emoção e alegria não pudemos dizer nenhuma palavra; tínhamos somente pranto de alegria e rezávamos para que tudo se repetisse novamente. No mesmo dia quando retornamos à nossa casa, surgiu o problema: como dizer aos nossos pais que tínhamos visto Nossa Senhora? Nos diziam que estávamos doidos. De fato, no inicio a reação deles não foi nada bonita. Depois, nos vendo, o nosso comportamento ( como dizia a minha mãe), eu estava diferente e nem desejava sair com os amigos, queria estar na Missa, desejava estar rezando, desejava  subir na montanha das aparições, então começaram a acreditar e eu posso dizer que naquele momento iniciei a minha vida com Nossa Senhora. Eu A vi por 17 anos. Pode-se dizer que cresci com Ela, compreendi tudo Dela, tantíssimas coisas que antes eu não sabia.

Quando Nossa Senhora veio aqui e nos convidou às Suas mensagens principais, que para mim era tudo novidade, por exemplo, a oração das três partes do Rosário. Perguntava-me: por que rezar as três partes do Rosário e o que era o Rosário? Por que fazer o jejum? E não compreendia para isto serviria, o que queria dizer converter-se, porque rezar pela paz... Era tudo novidade para mim. Porem, desde o inicio eu compreendi uma coisa: para aceitar tudo o que Nossa Senhora nos dizia, é preciso somente abrir-se a Ela. Nossa Senhora tantas vezes disse em Suas mensagens: " Basta que vocês abram seus corações a mim que o restante penso Eu"... Assim eu compreendi, e dei a minha vida nas mãos de Nossa Senhora. Disse a Ela para guiar-me a fim de que tudo que eu  fazia, fosse da Sua vontade, e assim iniciou-se o meu caminho com Nossa Senhora. Nossa Senhora nos convidou à oração e recomendou que fizéssemos retornar o Rosário em nossas famílias porque dizia que não existe coisa maior que pode unir a família como rezar juntos o Santo Rosário, de modo particular com os nossos filhos. Eu vejo que tantas pessoas quando vêm aqui me perguntam: meu filho não reza, minha filha não reza, o que devemos fazer? E eu pergunto a eles: alguma vez vocês rezaram com os vossos filhos? Muitos dizem não, assim não podemos esperar que s nossos filhos rezem, com a idade de 20 anos, pois até agora eles jamais viram a oração em suas famílias, nem mesmo viram que existe Deus em suas famílias. Nós devemos ser um exemplo para os nossos filhos, nós devemos ensiná-los. Não devem com a idade de três ou quatro anos, rezarem as três partes do Rosário, mas ao menos dedicar para Deus, para compreender que Deus deve estar em primeiro lugar na nossa  família... Nossa Senhora por que vem? Vem para nós, para o nosso futuro. Ela disse: " Eu desejo salvar todos e entregar-vos um dia como o mais belo ramalhete de flores ao meu Filho.

Aquilo que nós compreendemos é que Nossa Senhora vem por nós. Como é grande o seu amor por nós! Ela diz sempre que com a oração e o jejum podemos fazer tudo, até mesmo parar a guerra. Devemos compreender as mensagens de Nossa Senhora, mas devemos compreende-las primeiramente em nosso coração. Se não abrirmos o nosso coração à Nossa Senhora não poderemos fazer nada, não poderemos aceitar as Suas mensagens. Eu digo sempre que é grande o amor de Nossa Senhora e nestes 18 anos Ela nos tem demonstrado inúmeras vezes, repetindo sempre as mesmas mensagens para nossa salvação. Pensem numa mãe que diz ao filho: faça isto, não faça aquilo, e eles no final não fazem e ficam muito mal.... Apesar disto, Nossa Senhora continua a vir aqui e nos convida às mesmas mensagens.. Basta ver  o Seu amor contido nas mensagens do dia 25 de cada mês, nas quais cada vez Ela nos diz: " Obrigada por terem respondido ao Meu chamado."Como é grande Nossa Senhora quando nos diz " Obrigada por terem respondido ao Meu chamado...."Ao contrário, somos nós que devemos em cada segundo de nossa vida, agradecê-La porque vem  salvar-nos, porque vem ajudar-nos. Nossa Senhora nos convida  à oração pela paz porque Ela vem aqui como a Rainha da Paz e com a Sua vinda nos traz a Paz e Deus nos dá a Sua Paz, nós devemos somente decidirmos se desejamos a Sua Paz. Tantos perguntavam no inicio porque Nossa Senhora insistia tanto na oração  pela paz, porque nós naquele momento estávamos em paz. Depois compreendemos porque Nossa Senhora insistia tanto assim, porque dizia que com a oração e o jejum poderíamos parar a guerra. Depois de dez anos de seus convites `a oração pela paz, aqui estourou a guerra. Estou seguro no meu coração de que se nós tivéssemos aceitado as mensagens de Nossa Senhora, tantas coisas não teriam acontecido. Não somente a paz em nossa terra, mas em todo mundo.

Todos devem ser missionários e portadores de Suas mensagens. Ela nos convida também a conversão, mas diz que primeiramente devemos converter o nosso coração, porque sem a conversão do coração, não podemos chegar a Deus. E depois é lógico que se não tivermos Deus no coração, não podemos aceitar nem ao menos aquilo que Nossa Senhora nos diz: se não tivermos a paz no coração, não podemos rezar pela paz no mundo. Tantas vezes escuto dos peregrinos: " eu estou bravo com o meu irmão, eu o perdoei mas é melhor que fique bem longe de mim". Isto  não é paz, não é perdão, porque Nossa Senhora nos traz o Seu amor e devemos demonstrar  este amor pelo próximo e amar a todos. Devemos primeiramente perdoar a todos, porque  temos a paz no coração. Muitos quando vêm a Medjugorje dizem: Talvez possamos ver qualquer coisa, talvez vejamos Nossa Senhora, ou o sol que gira... mas eu digo a todos que vêm aqui, que a coisa principal, o maior sinal que Deus pode dar-vos, é a sua conversão este o maior sinal que cada peregrino pode encontrar em Medjugorje. O que podeis levar de Medjugorje como recordação?  O Maior suvenir de Medjugorje são as mensagens de Nossa Senhora: deveis testemunhar, não terem vergonha. Somente devemos compreender que não podemos obrigar ninguém a acreditar. Qualquer um de nós possui a liberdade de acreditar ou não, nós devemos testemunhar mas não somente com as palavras. Podeis fazer em vossas casas, os grupos de oração, pode ser de duas ou três pessoas, mas o primeiro grupo de oração deve ser de mossa família, depois devemos aceitar os outros e convidá-los a rezar conosco.

-->
Posted: 23 Dec 2013 03:44 AM PST


PREPARAÇÃO PARA O NATAL , PARTE 06 : O ADORÁVEL SACRIFÍCIO DA SANTA MISSA

Este título está ligado à memória de uma página da vida de São Francisco de Sales. Sabemos quão terna era sua piedosa devoção ao adorável sacrifício da Missa, e, por isso, tantas vezes Deus teve por bem recompensá-lo com os mais doces favores. No dia de Natal que precede sua morte, a madre de Blonay, superiora da casa de Dijon, viu, enquanto Francisco entoava o Glória, o Arcanjo Gabriel ao seu lado[1]. Somente o santo teria podido nos expor o que ele vira, contudo, apesar de seu silêncio, não nos parece que então no tabernáculo, nova manjedoura que seu amor fez no meio de nós, Jesus viria sorrir ao seu olhar e ao seu coração?

Este fato, por si só, justificaria o título dado a esta página, mas devemos adicionar outras provas sobre as cerimônias

Para representar a viagem de Belém, o padre vai para o meio do altar. Ali, segundo São Boaventura, lembrando a palavra do Rei-Profeta, "o Senhor, aparecendo no meio de nós, terá piedade de Sião, porque essa será a hora da misericórdia", ele implora fervorosamente esta piedade e esta misericórdia por uma tríplice oração dirigida a cada uma das pessoas da Santíssima Trindade

Pai santo, que enviaste vosso Filho a fim que Ele nascesse da Virgem, tenha piedade de nós
Kyrie eleison

Jesus Cristo, Filho do Deus vivo, que dignaste nascer da Virgem Maria, tenha piedade de nós
Christe eleison

Espírito Santo que encheste Maria de vossa graça, quando ela concebeu o Salvador, tenha piedade de nós

Kyrie eleison

O padre, elevando em seguida os olhos e suas mãos para o céu, entoa o canto dos anjos em torno do berço do menino Deus, nos campos de Belém:

Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens de boa vontade

Gloria in excélsis Deo. Et in terra pax hominibus bonae voluntatis

Em seguida, todo o coro continua, pois, para ele, estas alegres  aclamações representam a vontade dos pastores em prestar suas homenagens ao Infante divino. Por isso, observemos bem como nesse canto a Igreja pôde nos recordar a memória dos anjos, dos pastores e dos magos, adoradores de Jesus Cristo no estábulo. Os anjos o louvam em seus cânticos, e, com eles, também somos convidados ao louvor: Laudamus –te. Os pastores respondem, glorificando-o: Glorificamus-te. Os magos o adoram, e com eles, a Igreja nos faz adorar: Adoramus-te

No passado, Honório de Autun fala que para representar os reis magos e seus presentes, três acólitos subiam ao altar portando turíbulos, de onde emanavam perfumes suaves 

Quantas emoções devem preencher nossos corações durante o hino angélico, pois Jesus está no tabernáculo tão realmente como outrora no estábulo! Seu corpo divino repousa ali sobre as toalhas, novas fraldas da pobreza eucarística. Está frio, pois o inverno o cerca, o inverno da indiferença, assim como em Belém. Circundemos a manjedoura com Maria e José, louvemos-lo com os anjos que enchem o santuário, com os magos, ofereçamos-lhe como presentes, santos desejos e um coração puro

DURAND, A. Le culte catholique dans ses cérémonies et ses symboles; d'après l'enseignement traditionnel de l'Église. Tradução de: Robson Carvalho. Paris, Jouby et Roger, 1868, c. VI, p.79-81








LITURGIA DO DIA 23 DE DEZEMBRO DE 2013
PRIMEIRA LEITURA (ML 3,1-4.23-24)
LEITURA DA PROFECIA DE MA­LA­QUIAS - Assim fala o Senhor Deus: 1"Eis que envio o meu anjo, e ele há de preparar o caminho para mim; logo chegará ao seu templo o Domi­nador, que tentais encontrar, e o anjo da aliança, que desejais. Ei-lo que vem, diz o Senhor dos exércitos; 2e quem poderá fazer-lhe frente, no dia de sua chegada? E quem poderá resistir-lhe, quando ele aparecer? Ele é como o fogo da forja e como a barrela dos lavadeiros; 3e estará a postos, como para fazer derreter e purificar a prata: assim ele purificará os filhos de Levi e os refinará como ouro e como prata, e eles poderão assim fazer ofe­ren­das justas ao Senhor. 4Será então aceitável ao Senhor a oblação de Judá e de Jerusalém, como nos primeiros tempos e nos anos antigos. 23Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o dia do Senhor, dia grande e terrível; 24o coração dos pais há de voltar-se para os filhos, e o coração dos filhos para seus pais, para que eu não intervenha, ferindo de maldição a vossa terra" - Palavra do Senhor
SALMO RESPONSORIAL (SL 24)
LEVANTAI VOSSA CABEÇA E OLHAI, POIS A VOSSA REDENÇÃO SE APROXIMA!
— Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos e fazei-me conhecer a vossa estrada! Vossa verdade me oriente e me conduza, porque sois o Deus da minha salvação!
— O Senhor é piedade e retidão, e reconduz ao bom caminho os pecadores. Ele dirige os humildes na justiça, e aos pobres ele ensina o seu caminho
— Verdade e amor são os caminhos do Senhor para quem guarda sua Aliança e seus preceitos. O Senhor se torna íntimo aos que o temem e lhes dá a conhecer sua Aliança
EVANGELHO (LC 1,57-66)
 PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO + SEGUNDO LUCAS - 57Completou-se o tempo da gravidez de Isabel, e ela deu à luz um filho. 58Os vizinhos e parentes ouviram dizer como o Senhor tinha sido misericordioso para com Isabel, e alegraram-se com ela. 59No oitavo dia foram circuncidar o menino, e queriam dar-lhe o nome de seu pai, Zacarias. 60A mãe porém disse: "Não! Ele vai chamar-se João". 61Os outros disseram: "Não existe nenhum parente teu com esse nome!" 62Então fizeram sinais ao pai, perguntando como ele queria que o menino se chamasse.63Zacarias pediu uma ta­bui­nha, e escreveu: "João é o seu nome". 64No mesmo instante, a boca de Zacarias se abriu, sua língua se soltou, e ele começou a louvar a Deus. 65Todos os vizinhos ficaram com medo, e a notícia espalhou-se por toda a região montanhosa da Judeia. 66E todos os que ouviam a notícia, ficavam pensando: "O que virá a ser este menino?" De fato, a mão do Senhor estava com ele - Palavra da Salvação



 
 Mensagem extraordinária do dia 2 de dezembro 2013 - "Queridos filhos, com um amor maternal e uma paciência maternal eu estou olhando para a sua busca incessante e como vocês estão perdidos . É por isso que eu estou com vocês. Eu desejo ajudá-los primeiro a encontrar e conhecer a si mesmos, para que , então , você sejam capazes de reconhecer e admitir tudo o que não permite que vocês conheçam o amor do Pai Celestial , honesta e sinceramente. Meus filhos, o Pai vem a ser conhecido através da cruz. Portanto, não rejeitam a cruz. Esforcem-se para compreende-la e aceitá-la com a minha ajuda . Quando vocês forem capazes de aceitar a cruz vocês também entenderão o amor do Pai Celestial , vocês caminharão com o meu Filho e comigo , vocês se diferenciarão daqueles que ainda não chegaram a conhecer o amor do Pai Celestial , aqueles que O ouvem, mas não O entendem, aqueles que não caminham com Ele - que não chegaram a conhecê-Lo. Eu desejo que vocês venham a conhecer a verdade do meu Filho e sejam meus apóstolos , para que, como filhos de Deus , vocês possam se elevar acima da maneira humana de pensar e sempre e em tudo , procurarem novamente o modo de pensar de Deus. Meus filhos, rezem e jejuem para que você possam ser capazes de reconhecer tudo isso que estou pedindo de vocês. Orem por seus pastores e anseiem por vir a conhecer o amor do vosso Pai Celestial, em união com eles. Obrigada" – Mensagem de Nossa Senhora em Medjugorje

A IGREJA CELEBRA HOJE , SÃO JOÃO CÂNCIO - João nasceu em Kety, na diocese de Cracóvia, Polônia, em 1390; estudou na Cracóvia e foi ordenado sacerdote. Durante muitos anos foi professor da Universidade de Cracóvia; depois foi pároco de Ilkus. À fé que ensinava uniu grandes virtudes, sobretudo a piedade e a caridade para com o próximo, tornando-se um modelo insigne para seus colegas e discípulos .Enquanto nas regiões vizinhas pululavam as heresias e os cismas, o bem-aventurado João ensinava na Universidade de Cracóvia a doutrina haurida da mais pura fonte, e explicava ao povo com muito empenho, em seus sermões, o caminho da santidade, confirmando a pregação com o exemplo da sua humildade, castidade, misericórdia, penitência e todas as outras virtudes próprias de um santo sacerdote e de um zeloso ministro do Senhor. Ao longo do dia, uma vez cumprido o seu dever de ensinar, dirigia-se diretamente à igreja, onde durante muito tempo se entregava à oração e à contemplação diante de Cristo na Eucaristia. Tanto nas pequenas como nas grandes adversidades, João teve sempre em mente algo de bem superior ao prestígio, à carreira e ao bem-estar materiais: "Mais para o alto!" repetia sempre. Em todas as circunstâncias, só tinha Deus no seu coração, só tinha Deus na sua boca. Morreu em Cracóvia, com a idade de oitenta e três anos, no ano de 1473 - São João Câncio, rogai por nós!





-->
Posted: 22 Dec 2013 08:44 AM PST
-->

PREPARAÇÃO PARA O NATAL , PARTE 5 : O INFINITO AMOR DO SALVADOR POR NÓS





Discípulo — Padre, além do perdão dos pecados, a confissão traz mais outras vantagens?

Mestre — Traz; e muitíssimas e surpreendentes. Nós todos temos três inimigos implacáveis, deploráveis e obstinados, os quais, dia e noite armam ciladas contra a nossa alma. São eles: a concupiscência, o demônio e o mundo. Da infância ao túmulo, perseguemnos sempre, onde quer que estejamos e ceifam inúmeras vítimas de todas as idades e condições. Ai de quem não se previne com o remédio divino, que é a confissão
D. — E a confissão consegue vencer esses inimigos?
M. — Uma confissão isolada, não; é preciso que seja repetida frequentemente. Esses inimigos, feridos uma vez com a confissão, não morrem, mas tornam a tentar a prova, mais maliciosos do que antes, modificam e multiplicam os seus lagos para nos causar danos maiores. Oh! quantos, apesar de sinceramente arrependidos, tornam a cair, depois de breves intervalos, nas mesmas faltas

Das alturas da visão de Deus, o amor de Cristo desce em nossas almas e, nesse amor de Jesus por nós, encontramos, unidas, características tão diferentes: a mais profunda ternura e a força mais heróica


A terna misericórdia do Salvador para com as almas não se desmente em nenhum instante, apesar de todas as ingratidões, contradições e ódios que Ele encontrou em Seu caminho


Quanto a nós, temos facilmente uma terna afeição a raras pessoas da família ou a um amigo: mas quase sempre essa ternura é inteiramente sensível, superficial; não chega até a alma daqueles que amamos. Rezamos muito por eles? — Além do mais, essa afeição é freqüentemente tão estreita quanto superficial: nós a reservamos para alguns íntimos; como ela é fraca, perderia sua relativa intensidade se se espalhasse. Nosso coração é pobre, avaro em sua afeição: os indiferentes ficam de fora, e com maior razão os que nos ofenderam, feriram; somos até duros com eles e, às vezes, impiedosos


A ternura sobrenatural de Cristo pelas almas é profunda, porque visa primeiro a alma, desejando-lhes a vida eterna; e ao mesmo tempo ela é universal, imensa, se estendendo a todos


Jesus é, como Ele afirma, o Pastor das almas; todas podem tornar-se ovelhas de seu rebanho. Ele as conhece todas, chama-as nominatim, cada um por seu nome [1], protege-as contra o inimigo, inquieta-se pelas ausentes, corre à procura delas e carrega-as em seus ombros


Um dos maiores sinais de sua vinda é este: "Os pobres são evangelizados"[2]. Eles têm, como as crianças, um lugar especial em sua afeição. Ele não teme comprometer Sua dignidade ao admiti-los perto de si; expõe-lhes com bondade a doutrina da salvação e até os serve. É entre os pobres e os humildes que escolhe seus apóstolos; na Quinta-Feira Santa se humilha diante deles, lava e beija seus pés para fazê-los entender melhor o preceito do amor fraternal. Cor Jesu, deliciae Sanctorum omnium, miserere nobis


O que diz Ele aos pecadores? — "Vinde a mim todos os que estão fatigados e vos achais carregados, e eu vos aliviarei" (Mt. 11, 28). Ele tem piedade da grande miséria para onde o pecado os conduziu; leva-os ao arrependimento sem julgá-los com severidade. Ele é o pai do pródigo, abraça o filho infeliz por sua falta; perdoa a mulher adúltera que os homens se apressavam a lapidar; recebe Madalena arrependida, abre-lhe imediatamente o mistério de Sua vida íntima; fala da vida eterna à samaritana apesar de sua conduta; promete de imediato o céu ao bom ladrão. Realmente se realizam n'Ele as palavras de Isaías: "Ele não quebrará a cana rachada, nem apagará a mecha que ainda fumega" [3]


Ele sem dúvida repreende com muita veemência os fariseus que se obstinam em seu orgulho; mas é porque quer preservar as almas, afastá-las de sua influência, e também quer dar aos fariseus uma última advertência, que ainda os salvaria se eles não se endurecessem em seu orgulho. Advertindo-os assim, Jesus ainda os ama; até lhes dá uma graça que torna para eles realmente possível o cumprimento do dever


Esse amor de Cristo não perde sua ternura, estendendo-se a todas as almas; ele abraça todas as nações e todos os tempos. Nosso Senhor tem sem dúvida suas preferências por um São João, por Zaqueu, pelo bom ladrão, mas permanece aberto a todos. "Ele morreu por todos os homens", diz São Paulo (II Cor. V, 14-15). Muitos se afastaram d'Ele, mas Ele não repele ninguém. E quando nos afastamos, Ele intercede pelos ingratos como rezou por seus algozes. É o grau supremo da bondade e da doçura na humildade. Ele diz a Pedro que deve-se "perdoar setenta vezes sete vezes", isto é, sempre, e Ele é o primeiro a fazê-lo


Ao mesmo tempo, esse amor de Jesus por nós é de uma força que faz de seu coração o maior de todos. Cor Jesu, rex et centrum omnium cordium, miserere nobis


Essa força, essa generosidade de seu amor por nós se manifesta cada vez mais desde o presépio até a Cruz. "Ele me amou, diz São Paulo, até se entregar por mim" [4], e cada um de nós pode dizer o mesmo. Os incrédulos só querem ver no Cristo moribundo um grande homem esmagado por mediocridades ciumentas. Ele é infinitamente mais: é a vítima voluntária que se ofereceu para nos salvar. "Ninguém tem maior amor que aquele que dá a sua vida por seus amigos." (Jo XV, 13)


Almas generosas se oferecem, às vezes, como vítimas para obter a conversão de um pecador, ou abreviar os sofrimentos do purgatório de um ente muito querido. Jesus se ofereceu como vítima por milhares de almas, por todos sem exceção e por cada uma em particular; e nenhum adulto está privado do benefício da redenção a não ser por orgulho ou para satisfazer sua concupiscência. Jesus suportou a pena que cabia a cada um de nós. Ele sofreu o pecado na medida de Seu amor por Deus, a quem o pecado ofende, e na medida de seu amor por nossas almas, que o pecado destrói e faz morrer. Cor Jesu, attritum propter scelera nostra, miserere nobis: Coração de Jesus, contristado por nossos pecados, tende piedade de nós. O coração doloroso e imaculado de Maria esteve intimamente associado a essa heróica oblação e nos ajuda a penetrar seu ministério


Ninguém nos amou e ninguém nos amará nunca como Cristo. Eis porque, quando os fiéis de Corinto estavam divididos, um dizendo: Eu sou de Paulo! e outro: E eu de Apollo! — E eu de Cefas! — E eu de Cristo! São Paulo lhes escreveu: "Foi Paulo quem foi crucificado por vós?" (I Cor 1, 13)


Jesus quis para si no Getsêmani o amargo cálice de expiação de todos os pecados, todas as imundices reunidas, para nos dar o cálice de Seu Precioso Sangue, que é elevado todos os dias sobre o altar. Esses dois cálices representam toda a história do mundo e das almas, são como os dois pratos da balança do bem e do mal, e é o bem que pesa mais; o Precioso Sangue pode apagar todos os crimes se imploramos o perdão


Com sua vitória sobre o pecado obtida na Cruz, Jesus é a fonte da vida e da santidade, fonte de toda consolação, salvação dos que n'Ele esperam, esperança dos moribundos, delícia dos santos, como diz a ladainha do Sagrado Coração. Ele nos deixou enfim a Eucaristia para ficar conosco até o fim do mundo e se dar como alimento a cada um de nós em particular


Ele diz a Seus amigos privilegiados seguidores de Seu exemplo: "O que deixa a chaga de Meu coração aberta é Meu amor. Quero provar às almas que Meu coração não se fecha. Ao contrário, Meu maior desejo é que as almas entrem por essa chaga de Meu coração, abismo de caridade e misericórdia. É só nesse coração de um Deus que elas encontrarão o remédio para abrandar seus sofrimentos e fortificar sua fraqueza. Que elas Me estendam a mão. Eu mesmo as conduzirei até lá"


Continuamos sendo egoístas, porque nosso amor é fraco demais, pobre demais, estreito demais, e miseravelmente se volta para nós próprios. O coração de Cristo dilatará os nossos, ensinando-nos a amar sobre todas as coisas a glória de Deus e a salvação das almas


Por que nos deixamos levar pelo ciúme, pela inveja? Porque nosso amor não se eleva suficientemente até o Bem Supremo que todos nós podemos possuir juntos sem nos atrapalharmos uns aos outros


Em vez de nos deixar levar pelo ciúme, agradeçamos antes ao Senhor por ter dado ao nosso próximo qualidades que não temos e alegremo-nos como a mão aproveita do que os olhos vêem. Por que somos fracos? Porque não amamos o suficiente, porque nosso coração é frio; porque contamos somente com nossas forças cuja enfermidade é manifesta, e porque não contamos suficientemente com o Coração de Jesus, com Seu amor por nós. O Coração do Salvador pode e quer nos dar essas santas energias, as da confiança e do amor que inspira a adoração, a ação de graças e a reparação, colocando acima de tudo a glória de Deus


Cor Jesu, de cuius plenitudine omnes nos accepimus, miserere nobis. Vamos ao Pai, por Ele, com Ele e n'Ele






LITURGIA DO DIA 22 DE DEZEMBRO DE 2013


PRIMEIRA LEITURA (IS 7,10-14)


LEITURA DO LIVRO DO PROFETA ISAÍAS - Naqueles dias, 10o Senhor falou com Acaz, dizendo: 11"Pede ao Senhor teu Deus que te faça ver um sinal, quer provenha da profundeza da terra, quer venha das alturas do céu". 12Mas Acaz respondeu: "Não pedirei nem tentarei ao Senhor". 13Disse o profeta: "Ouvi então, vós, casa de Davi; será que achais pouco incomodar os homens e passais a incomodar até o meu Deus? 14Pois bem, o próprio Senhor vos dará um sinal: Eis que uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de - Palavra do Senhor


SALMO RESPONSORIAL (SL 23)


O REI DA GLÓRIA É O SENHOR ONIPOTENTE;/ ABRI AS PORTAS PARA QUE ELE POSSA ENTRAR!


— Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra,/ o mundo inteiro com os seres que o povoam;/ porque ele a tornou firme sobre os mares,/ e sobre as águas a mantém inabalável.


— "Quem subirá até o monte do Senhor,/ quem ficará em sua santa habitação?"/ "Quem tem mãos puras e inocente o coração,/ quem não dirige sua mente para o crime


— O rei da glória é o Senhor onipotente;/ abri as portas para que ele possa entrar!


— Sobre este desce a bênção do Senhor/ e a recompensa de seu Deus e Salvador"./ "É assim a geração dos que o procuram,/ e do Deus de Israel buscam a face"


SEGUNDA LEITURA (RM 1,1-7)


LEITURA DA CARTA DE SÃO PAULO AOS ROMANOS - 1Eu, Paulo, servo de Jesus Cristo, apóstolo por vocação, escolhido para o Evangelho de Deus, 2que pelos profetas havia prometido, nas Sagradas Escrituras 3e que diz respeito a seu Filho, descendente de Davi segundo a carne, 4autenticado como Filho de Deus com poder, pelo Espírito de Santidade que o ressuscitou dos mortos, Jesus Cristo, Nosso Senhor. 5É por ele que recebemos a graça da vocação para o apostolado, a fim de podermos trazer à obediência da fé todos os povos pagãos, para a glória de seu nome. 6Entre esses povos estais também vós, chamados a ser discípulos de Jesus Cristo. 7A vós todos, que morais em Roma, amados de Deus e santos por vocação, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e de nosso Senhor Jesus Cristo - Palavra do Senhor


EVANGELHO (MT 1,18-24)


PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO + SEGUNDO MATEUS - 18A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. 19José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria, em segredo. 20Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: "José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. 21Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo de seus pecados". 22Tudo isso aconteceu para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: 23"Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho. Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus está conosco". 24Quando acordou, José fez como o anjo do Senhor havia mandado e aceitou sua esposa - Palavra da Salvação




Mensagem do dia 20 de setembro de 1984 - "Hoje convido vocês para começarem a jejuar com o coração. Existem muitas pessoas que jejuam, mas fazem isto porque vêem os outros fazer. Tornou-se um hábito, que ninguém gostaria de interromper. Peço à Paróquia para jejuar em agradecimento, porque Deus permitiu-Me permanecer, assim por tanto tempo nesta Paróquia. Queridos filhos, jejuem e rezem com o coração!" – Mensagem de Nossa Senhora em Medjugorje




A IGREJA CELEBRA HOJE , SANTA FRANCISCA XAVIER CABRÍNI - Chamada por Pio XII de "heroína dos tempos modernos", Santa Francisca nasceu em Sant'Angelo de Lódi, na Lomabardia, Itália, em 1850. Última dos 13 filhos de Agostinho Cabríni e Estela Oldini, recebeu no batismo o nome de Maria Francisca, ao qual mais tarde ajuntou o de Xavier, pelo seu amor e veneração ao apóstolo das Índias. Aos 11 anos fez voto de castidade. Seguiu a carreira do magistério com as religiosas Filhas do Sagrado Coração de Jesus, em Arluno, terminando-a aos 18 anos. Sentindo vocação divina, pretendeu entrar para essa Congregação religiosa, mas foi recusada por falta de saúde.  Exerceu durante dois anos o cargo de professora primária em Vidardo e durante três anos dedicou-se na sua terra à instrução religiosa da juventude e ao tratamento dos enfermos e daqueles que eram atingidos pela peste. Aos 23 anos tentou mais uma vez ser religiosa nas Filhas do Sagrado Coração, mas de novo obteve uma negativa.  Após isso, Santa Francisca transladou-se à "Casa da Providência" em Codogno, a fim de a reformar, pois estava em franca decadência. Fez a profissão em 1877 e a partir disso, em meio a grandes tribulações e sofrimentos, ela encontrou as sete primeiras companheiras de sua futura Obra. Três anos mais tarde, fundou uma nova Congregação religiosa. A 10 de novembro de 1880 alojou-se, com sete companheiras, num desmantelado Convento franciscano, onde, a 14 do mesmo mês, deu princípio ao novo Instituto, com a inauguração de uma capela em honra ao Sagrado Coração de Jesus. Um mês mais tarde, a sua Obra recebia a aprovação episcopal. Francisca contava então 30 anos.   Enquanto se dedicava com as companheiras à educação das meninas e à catequização dos rapazes, foi compondo as regras do seu Instituto, obra de prudência sobre-humana, que recebeu aprovação episcopal em 1881 e a definitiva da Santa Sé em 1907. Em 1884, com 7 anos de vida, a Obra já contava com cinco casas.  Em 1887, partiu para Roma onde, a princípio, só encontrou dificuldades e portas fechadas até que, com fé, simplicidade e perseverança, Santa Francisca obteve a autorização do Cardeal Vigário para construir uma escola gratuita para pobres fora da Porta Pia e um asilo infantil na Sabina, em Aspra. O problema da emigração italiana para a América do Norte preocupava o então Bispo de Placença, Mons. Scalabrini, que pediu à serva de Deus algumas das suas religiosas para irem socorrer aqueles desamparados. Mas a virtuosa fundadora não se decidia a responder, pois pensava nas Missões do Oriente. Foi então consultar o Papa Leão XIII que, após ouvir Francisca, concluiu: "Não ao Oriente mas ao Ocidente". E desde esse momento ficou decidida a sua partida para Nova Iorque, a qual veio realizar pela primeira vez em 1889.  Quase aos 40 anos de idade, começa uma série ininterrupta de viagens, percorrendo a América inteira, transpondo a cavalo a Cordilheira dos Andes, sendo por toda parte conhecida como a "Mãe dos emigrados". Ia de casa em casa, a procura da ovelha perdida, do enfermo e da criança ignorante. Lutou denotadamente contra a fome, as enfermidades e a própria morte. Em 1912 fez a sua última viagem de Roma a Nova Iorque. A santa fundadora das Missionárias do Sagrado Coração morreu em Illinois, perto de Chicago, a 22 de dezembro de 1917, com 67 anos de idade. Igual era o número das casas que então deixara fundadas e que em 1938 subiam a mais de 100, com cerca de 4.000 religiosas. A fama das suas virtudes e os prodígios por ela operados fizeram que logo após a morte se começasse o processo da sua beatificação, que veio a se realizar em 1938. Foi canonizada pelo Papa Pio XII a 7 de julho de 1946. Santa Francisca Xavier Cabríni, rogai por nós!


Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo