Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






terça-feira, 29 de outubro de 2013

[Catolicos a Caminho] MOSTARDA E REINO DE DEUS Som !

 
















  • MOSTARDA E REINO DE DEUS ... 





- «A que é semelhante o Reino de Deus ?. 


É esta a pergunta que no aparece na Liturgia da Palavra de hoje – 29 de Outubro – C – e em que ela se relaciona com o grão de mostarda e com o fermemnto e a que Jesus queria dizer que, tanto num caso como no outro, tem que haver um desenvolvimento para, das coisas pequenas se alcançarem coisas grandes, e é nisso que pode haver uma relação com o Reino de Deus. 
Mas o grão de mostarda anda muito ligado com as sementeiras, com a cultura, que eram realidades mais ao alcande de todos. 
Segundo o Evangelho, os grãos de mostarda são as mais pequenas das sementes, mas depois de crescerem, são plantas muito grandes : 
- "O Reino dos céus é semelhante a um grão de mostarda, que um homem semeou no seu campo. É a mais pequena das sementes, mas, depois de crescer, torna-se a maior planta do horto, e transforma-se numa árvore, a ponto de virem as aves do céu abrigar-se nos seus ramos".(Mt. 13/31-32). 
Muitas vezes se faz a pergunta «se a fé e a cultura podem estar de acordo ou se uma coisa completa a outra». 
Evidentemente, segundo a palavra do cardeal Paul Poupard, «a Fé é e será sempre vivida em diálogo com a cultura; e é neste contexto que se inscreve a Evangelização - a proposta da Boa-Nova de Jesus Cristo aos homens do nosso tempo». 
A Evangelização opera-se necessariamente num contexto de encontro : com culturas e religiões e com os não-crentes. 
Neste encontro, a missão da Igreja não se esgota no diálogo e no intercâmbio de palavras humanas. 
Ela tem como objectivo o anúncio explícito da Palavra de Deus, o convite a crer em Cristo, Boa-Nova também para todas as culturas. 
A Constituição Pastoral do Concílio Vaticano II Gaudium et Spes, sobre a Igreja no Mundo Actual, ao tratar de Alguns Princípios para a Conveniente Promoção da Cultura, diz sobre a Fé e Cultura, o seguinte: 
- «Os cristãos, peregrinos da cidade celestial devem buscar e saborear as coisas do alto(...) Quando o homem, usando as suas mãos ou recorrendo à técnica, trabalha a terra para que ela produza frutos e se torne habitação digna para toda a humanidade, ou quando participa conscientemente na vida social dos diversos grupos, está a dar realização à vontade que Deus manifestou no começo dos tempos, de que dominasse a terra e completasse a obra da criação, ao mesmo tempo que se vai aperfeiçoando a si mesmo; cumpre igualmente o mandamento de Cristo, de se consagrar ao serviço dos seus irmãos(...). 
É o que nós podemos observar nas sociedades modernas que preferem os prazeres que satisfazem os mais baixos sentidos e as mais condenáveis paixões, que inventam novas leis ou torcem as leis imutáveis para justificarem as suas abomináveis pretensões, tentando arrastar consigo com foros de legalidade tudo o que repugna as consciências mais delicadas e justas, mais puras e tementes a Deus e fiéis à sua Igreja. 
Parecem-se com farinhas sem fermento, que não podem levedar, para se deixarem corromper com especiarias agradáveis mas imensamente perigosas para o bom funcionamento do organismo humano. 
E então os homens de hoje ainda não entendem o significado que Jesus pretendia dar com esta comparação do grão de Mostarda e do fermento com o Reino de Deus. 
Pois eu penso que o mais importsnte é exactamente saber o que cada um de nós tem que fazer para ser digno de alcançar o Reino de Deus.i: 


John
Nascimento 











__._,_.___







Atividade nos últimos dias: 




Para cancelar sua assinatura deste grupo, envie um e-mail para:

catolicosacaminho-unsubscribe@yahoogroups.com









Trocar para: Só Texto, Resenha Diária • Sair do grupo • Termos de uso














.



__,_._,___

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo