Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






sábado, 23 de novembro de 2013

[Catolicos a Caminho] CRISTO REI DO UNIVERSO Som !

 












  • CRISTO REI DO UNIVERSO !




A Festa de Cristo Rei foi criada por Pio XI, (1922-1939) em 1925 como arma especial contra as forças consideradas destruidoras dos tempos.

O ano de 1925 era também o 16° Centenário do Primeira Concílio Ecuménico de Niceia (325), que claramente ensinou a unidade de Cristo com o Pai.

A festa de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei Universal, era originariamente celebrada no último domingo de Outubro.

Mais recentemente foi mudada para o último domingo do Ano Litúrgico da Igreja.

A ideia que primitivamente pesou na denominação deste domingo, era de ordem temporal.

Da parte da Igreja já havia a esperança de que os Estados civis reconhecessem Cristo como Rei.

Os condicionalismos sociais e históricos modificaram-se por completo e foi então possível a celebração desta festa no seu verdadeiro contexto litúrgico e teológico.

As leituras da Escritura dão ênfase ao fim último da peregrinação da Igreja ao encontro do Senhor.

Cristo é efectivamente Rei, mas numa ordem diferente da temporal, como Ele mesmo afirmou :

- "O Meu Reino não é deste mundo". (Jo.18/36).

A Igreja liberta-se de compromissos terrenos, a maior parte das vezes contrários à sua missão específica de evangelizadora e defensora dos fracos.

Este domingo especial é assim uma espécie de Último Dia do Senhor.

A realeza de Cristo reflecte-se na Igreja, não no seu esplendor e poderio social, mas na vivência da justiça e da caridade.

S. Lucas é o único Evangelista que nos apresenta uma conversa de Jesus na Última Ceia que é como o Seu Testamento ou a Sua Última vontade :

- "Levantou-se entre eles uma disputa sobre qual deles devia ser considerado o maior. Jesus disse-lhes : Os reis das nações imperam sobre elas e os que nelas exercem autoridade são chamados benfeitores. Convosco não deve ser assim; que o maior entre vós seja como o menor, e aquele que mandar, como aquele que serve. Pois quem é maior ? O que está sentado à mesa ou o que serve ! Não é o que está sentado à mesa ? Ora Eu estou no meio de vós como aquele que serve. Vós estivestes sempre junto de Mim nas Minhas provações, e Eu disponho a vosso favor do Reino, como Meu Pai dispõe dele a Meu favor, a fim de que comais e bebais à Minha mesa, no Meu Reino. E sentar-vos-eis, em tronos, a julgar as doze tribos de Israel" .(Lc.22/24-30).

A ideia do Reino de que Cristo é ao mesmo tempo Rei e Servo, deve aplicar-se com mais propriedade à Igreja que como Serva deve todavia reinar no Mundo para bem de todos, em favor do bem e contra o mal, de todas as maneiras.

Usando do seu poder e da sua autoridade, a Igreja não pode ficar apenas a observar e a censurar os acontecimentos que nos chegam todos os dias pelos meios da Comunicação Social e a enviar para a Imprensa de tempos a tempos, o parecer da Conferência Episcopal, porque isso é muito pouco.

A Igreja deve exercer a sua autoridade e o peso da força que Cristo lhe deixou para contrariar de todas as maneiras a força do mal e a opressão dos que sofrem.

A isto não se pode chamar dominar, mas sim, procurar evitar que os outros impropriamente dominem.

Só assim a Igreja poderá levar os homens à posse do autêntico Reino de Deus.



Esta expressão "Realeza de Cristo" refere-se à Realeza humana e à Divindade de Cristo, segundo a palavra dos Evangelhos :

- "Hosana ao Filho de David ! Bendito seja Aquele que vem em nome do Senhor"! (Mt.21,9). (cf.Mc.11,10; Lc.19,38).

S. João é mais explícito, acrescentando :

- "O Rei de Israel !" (Jo. 12,13).

O Anjo Gabriel anuncia a Maria o plano de salvação de Deus :

- "Será grande e chamar-Se-á Filho do Altíssimo. O Senhor Deus dar-Lhe-á o trono de Seu pai David, reinará eternamente sobre a casa de Jacob e o Seu reinado não terá fim". (Lc. 1,32).

O cego de Jericó, ao pedir a sua cura, dizia :

- "Jesus, Filho de David, tem misericórdia de mim !" (Lc. 18,38-39).

No Antigo Testamento abundam as referências a Deus como Rei :

- "Foi para nós que Ele ditou a lei de Moisés; e ela será a herança da imunidade de Jacob. Tornou-se assim, Rei de Yechurum".(Dt.33,4-5).

- "Não reinarei sobre vós, nem reinará meu filho; é o Senhor que será o vosso Rei".(Jz. 8,23).

- "Eu sou o Senhor, vosso Santo, o criador de Israel, vosso Rei". (Is. 3,15).

Todavia, estes e outros textos do Antigo Testamento, não são os antecedentes críticos para o uso desta expressão no Novo Testamento.

Com base nas Escrituras, e segundo o ensino tradicional da Igreja, Cristo é Rei :

* 1 - Pela sua filiação divina como Filho de Deus.

* 2 - Pela Redenção, em cumprimento das promessas para o fim da nossa vida e pela paz final.

* 3 - Pelo Seu poder de Legislador e juiz :

- "E mandou-nos pregar ao povo e confirmar que Ele é que foi constituído por Deus dos vivos e dos mortos". (Act. 10,42).

Em 1925 o papa Pio XII, pela sua Encíclica Quas Primas, confirmou a doutrina da Realeza de Cristo instituindo a Festa litúrgica de Cristo Rei para ser celebrada, nessa altura, no último domingo de Outubro e que presentemente se celebra no último domingo do Ano Litúrgico.

Estamos, portanto, na semana de Cristo Rei, por ter sido o último Domingo do Ano Litúrgico C, e no próximo domingo será o 1º Domingo do Advento – A.




Eis o vosso Rei ! Devo crucificar o vosso Rei ?


















__._,_.___

| através de email | Responder através da web | Adicionar um novo tópico
Mensagens neste tópico (1)



Atividade nos últimos dias:

Visite seu Grupo

Para cancelar sua assinatura deste grupo, envie um e-mail para:
catolicosacaminho-unsubscribe@yahoogroups.com







Trocar para: Só Texto, Resenha Diária • Sair do grupo • Termos de uso












.


__,_._,___

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo