Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






sexta-feira, 29 de novembro de 2013

[Catolicos a Caminho] A PALAVRA DE DEUS CONFORTA Som !

 












  • A PALAVRA DE DEUS CONFORTA




Na Liturgia da Palavra de hoje – 29 de Novembro – C, Jesus apresenta-nos a Parábola da figueira :

-"Reparai na figueira e nas restantes árvores. Quando começam a lançar os seus rebentos, vendo-os, ficais sabendo que o Verão está próximo".(Lc.21,29).

Isto para nos dizer que o mesmo acontece quando virmos os acontecimentos dos siansi do fim do mundo, e Jesus terminou assim :

-"Em verdade vos digo : Não passará esta geração sem tudo acontecer. O Céu e a Terra passarão, mas as Minhas Palavras não hão-de passar".(Lc.21,32-33).

Mas a Palavra de Deus, é sempre uma Palavra justa e amorosa que nos conforta.



"Que é o homem para Vos lembrardes dele, o filho do homem, para dele cuidardes?".(Sl.8,5).



A Palavra de Deus, ou seja, aquilo que Deus nos revelou, chegou até nós pela Sagrada Escritura inspirada pelo Espírito divino e pela Tradição que, por sua vez, transmite integralmente aos sucessores dos Apóstolos a Palavra de Deus, confiada por Cristo Senhor e pelo Espírito Santo aos Apóstolos... (cf. CIC 81).

O direito e dever de interpretar a Palavra de Deus, escrita ou na Tradição, foram confiados ao Magistério da Igreja. (cf. CIC 85).

Todavia, este Magistério não está acima da Palavra de Deus, mas sim ao seu serviço.(cf. CIC 86).

Explicitamente diz o Catecismo da Igreja Católica :

2653. - A Igreja "exorta com ardor e insistência todos os fiéis[...] a que aprendam «a sublime ciência de Jesus Cristo» com a leitura frequente das divinas Escrituras...



Nunca como hoje as pessoas estiveram tão preocupadas a respeito do futuro do nosso planeta e da contribuição da humanidade para com a Criação.

Este salmo 8 é mesmo um hino ao criador do homem, e que começa por exaltar o Deus da criação :

- "Ó Senhor, nosso Deus, como é grande o Vosso nome em toda a Terra!".(Sl.8,1).

Depois invoca a obra da criação contada pelo Livro do Génesis :

- "Quando contemplo os céus, obra das Vossas mãos, que é o homem para vos lembrardes dele?".(Sl.8,4-5).

O salmo anterior (8) está claramente considerado como o "Hino da Criação", que, com o seu vocabulário, é um eco da Criação do primeiro capítulo do Livro do Génesis, em que se fala do céu e da terra, da lua e das estrelas, do ser humano personificado na palavra "adam", para significar o ser humano com o seu domínio sobre os animais dos campos, as aves do céu e os peixes do mar.

Mas não é apenas uma questão de as palavreas serem as mesmas no salmo 8 e no Génesis.

A teologia da Criação expressa neste salmo 8, evoca a maravilhosa obra da Criação, sempre aclamada por este refrão :

- "E Deus viu que isto era bom".(Gn.1,10).

Toda a Criação foi obra da Palavra de Deus, e tudo quanto Deus fez era bom, e o que era bom era para flicidade do homem, porque toda a Palavra de Deus conforta.

Deus criou o homem e fê-lo quase divino, porque foi feito à imagem de Deus e encarregou-o de cuidar de toda a Criação :

- "Contudo pouco lhe falta para que seja um ser divino ; de glória e honra o coroastes. Destes-lhe o domínio sobre a obra das Vossas mãos, tudo submetestes debaixo dos seus pés".(Sl.8,6-7).

Isto é como uma suprema profissão de fé na grandeza da vocação humana, anteriormente descrita pelo Génesis :

- "Deus criou o homem à Sua imagem, criou-o à imagem de Deus ; Ele os criou homem e mulher. Abençoando-os, Deus disse-lhes : Crescei e multiplicai-vos, enchei e dominai a terra".(Gn.1,27-28).

Esta é que é a verdadeira Palavra de Deus, a Palavra criadora de Deus, a Palavra de Deus para confortar o homem, isto é a humanidade, mesmo quando apresenta os sinais do Fim do Mundo..

Mas infelizmente, o nosso mundo de hoje, a humanidade à qual pertencemos e na qual vivemos, parece que se afastou da sua vocação primordial, olhando mais para os efeitos do que para as causas.

Queremos e lutamos por preservar o nosso planeta das muitas ameaças que o rodeiam, em última análise pelo seu clima que aqueceu, pela atemosfera poluída em excesso, pelo terrorismo e pela guerra que não nos deixam tranquilos e seguros, como sendo factos contra os quais devemos lutar, mas esquecemos que em todo o mundo se esqueceu a Palavra Criadora de Deus, atentando conta a fonte da vida, pelo promoção do aborto sem responsabilidade, pela homossexualidade aberrante e sem fronteiras, pela eutanasia e pela desenfreada promiscuidade causadora da SIDA e de tantas outras catástrofes que ameaçam gravemente todo o nosso planeta que Deus criou para nós e no encarregou de o dominarmos.

Era pelas causas que deveríamos começar, porque, como diz o nosso povo, vale mais prevenir do que remediar, mas continuamos a esquecer a nossa vocação humana para depois nos preocuparmos aflitivamente com as consequências que poderíamos ter evitado.

Deus criou a humanidae à Sua imagem, homem e mulher Deus a criou, e a isto não se pode fugir impunemente.

O dom da Criação é para ser admirado por todas as criaturas, muito especialmrente por todo o ser humano.

Não o aceitar e não o fazer é mais do que esquecer a Palavra de Deus, é atentar gravemente contra a Palavra de Deus e é, portanto, não querer beneficiar do Conforto da Palavra de Deus.

Mas a grande verdade é a de que : O Céu e a Terra passarão, mas as Minhas Palavras não hão-de passar".(Lc.21,32-33).



John
Nascimento



















__._,_.___






Atividade nos últimos dias:




Para cancelar sua assinatura deste grupo, envie um e-mail para:
catolicosacaminho-unsubscribe@yahoogroups.com








Trocar para: Só Texto, Resenha Diária • Sair do grupo • Termos de uso













.


__,_._,___

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo