Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






domingo, 22 de dezembro de 2013

Esclarecimentos sobre as Aparições Marianas - Parte I



























-





Domingo, Dezembro 22, 2013







Topicos : 









Home Aparições de Maria Esclarecimentos sobre as Aparições Marianas - Parte I

  • Esclarecimentos sobre as Aparições Marianas - Parte I


quinta-feira, 19 de dezembro de 2013




Caro Leitor, é com muita alegria que postaremos um estudo feito pelo nosso Fundador Pe. Eugneio Maria, pontuando de forma clara esclarecimentos basilares sobre as Aparições de Nossa Senhora. Postaremos todo dia um trecho, divulgue e compartilhe.

Esclarecimentos sobre as Aparições Marianas - Parte I

É indubitável que o tema das aparições marianas se tornou de atualidade, especialmente agora que a Santa Sé, através da sua Nunciatura Apostólica de Zagreb, assumiu o controle e a gestão da atividade pastoral em Medjugorje. Um fato que, segundo muitos analistas, irá diminuir consideravelmente, a presença e a influência do Bispo de Mostar sobre os acontecimentos da cidade mariana de Medjugorje. 

A dizer a verdade, nunca ficaram fora de moda os assuntos a respeito das "aparições"; aliás, adquiriram uma maior divulgação mediática, no sentido de que os meios de comunicação, falando sobre as aparições de Maria, juntamente com as aparições de anjos, de santos, de demônios, e tudo o que diz respeito ao invisível, em geral, geram notícias e, portanto, são bem acolhidas pelas pessoas do mundo inteiro. Não que isso não fosse assim antes, especialmente nos anos 60 e 80 do século XX, só que se pensava, aprioristicamente, que a religião era algo de não adequado para TV, e, assim, ser relegada ao segundo plano, talvez com sentido de ironia e piadas, convencidos que o povo estava mais interessado pelas coisas mais mundanas, como sucesso, moda, entretenimento, amor, etc...

As aparições recuperaram visibilidade na mídia e, desta forma, foram liberadas pela mídia e se tornaram, de alguma, forma legítimas, mesmo aos olhos de alguma cultura mundana do momento, suportada por certa ciência e consequente cientificismo, para as quais os fenômenos sobrenaturais não existem e muito menos os milagres.

A volta das aparições, no entanto, diz também de o "retorno" na cena social, da cultura popular, como lugar de conhecimento, embora considerada de nível inferior em relação à cultura científica, muitas vezes em reação e em antítese a ela.

Curiosamente, o fenômeno das aparições é uma constante na história da Igreja. Não só isso, mas elas sempre "constringiram" a Igreja a exercer o ministério do discernimento, para encaminhar com segurança os seus fieis às coisas divinas e ao sobrenatural, ao transcendente afastando-os do mal, da escuridão, da maldade.

Já o historiador Hermas Sozomenus, (Betélia, dc. 400 - dc. 450) atesta claramente, no século V, o fenômeno das aparições na Igreja antiga, com palavras que são válidas ainda hoje: (Sozomenus está falando da igreja de Anastásia em Constantinopla no tempo do bispo São Gregório Nazianzeno (379-381). "Ainda este se distinguiu... mas também para o benefício continuado das aparições visíveis... Acredita-se que (o poder divino que aparece) é da Santíssima Virgem Maria Mãe de Deus, é dito também que ela costuma aparecer" (Sozomenus, História da Igreja, De Fiores Santa Maria Mãe de Jesus, 138-139, também no E. Toniolo e outros, Textos marianos do primeiro milênio, I, 522 ).

Mesmo que isso se refira somente à cidade de Constantinopla, o passo é estendível a toda a Igreja e não deve induzir a erro a crença do que “se diz, ou se pensa...” . Como historiador, Sozomenus não tem nenhuma outra evidência, a não ser o testemunho das pessoas, isto é, o sensus fidelium, porém ele relata o fato das aparições como verdadeiras, reais, e afirma a presença do divino através da presença de Maria, e não de maneira esporádica, mas bastante frequente (usual).
E não se diz que ele como pessoa não tinha acreditado nisso, somente que como historiador, portanto acostumado a uma mentalidade científica, deve pronunciar um juízo de prudência. Mas, que se trata de Deus e da Virgem Maria é claro e inequívoco no seu escrito. De fato é também o juízo da Igreja de hoje!

Além do historiador Sozomenus, durante os primeiros séculos do cristianismo, encontramos outras duas testemunhas, dois Padres da Igreja, o padre Gregório Taumaturgo (215-270) e o padre Severiano de Gabala (+ após o 408 dC). A aparição da Virgem ao jovem Bispo de Cesarea de Filipo é contada um século depois por Gregório de Nissa (335-395) e goza da distinção de ser a primeira aparição da história, documentada por fontes escritas, enquanto o segundo conta uma série de aparições marianas no século IV.

Os testemunhos de Sozomenus, de Gregório Taumaturgo e de Severiano de Gabala nos dizem que mesmo nos primeiros séculos da Igreja, assim como hoje, as aparições expressam a certeza de que Maria glorificada está ativamente presente entre os seguidores de Jesus, assim como foi durante a vida pública de seu Filho e no Pentecostes com a Igreja nascente.




As aparições se referem, não à Maria terrena, mas Àquela gloriosa. E não pode ser diversamente, porque se fosse apenas uma memória histórica da mulher Maria, não haveria nenhum fenômeno sobrenatural e o rito do lembrar não seria acompanhado da petição e da veneração. O “Sub tuum Praesidium” (sob a tua proteção) é o mais antigo hino devocional cristão a Maria, mãe de Jesus, do III século e ainda hoje usado em todos os principais rituais cristãos, expressando a certeza da Igreja de que Maria terrena é agora glorificada e, como tal, pode e deve ser invocada.




A Exegese moderna dos Evangelhos e as palavras de alguns teólogos não muito competentes em mariologia, nos acostumaram a afirmar que de Maria se fala pouco no Evangelho. O que poderia ser verdadeiro se nos referíssemos a uma moderna biografia histórico-crítica; mas não é assim, se estamos nos referindo a uma mulher do povo de 2000 anos atrás. De Maria, de fato, se diz muito mais do que das milhões de outras mulheres suas contemporâneas, (talvez, na época, muito mais importantes do que ela) das quais não sabemos absolutamente nada, nem mesmo onde foram enterradas e se foram enterradas!



Compartilhe este artigo, evangelize! :




Postado por Pe. Mateus Maria




POSTAGENS RELACIONADAS

0 comentários:




Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !







TOTAL DE VISUALIZAÇÕES DE PÁGINA
2198692








TESTEMUNHO PADRE EUGENIO MARIA
Clique na foto para ver o seu testemunho.



ENTREVISTA COM PADRE MATEUS MARIA
Assista o Vídeo da Entrevista com Pe. Mateus Maria e Priscila Alloi na Rede Vida... clique na imagem



RETIROS ESPIRITUAIS DE SILENCIO
Clique na foto e veja a nossa programação para 2013



Support : |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Proudly powered by


Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo