Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






sexta-feira, 18 de outubro de 2013

A Simone ficou brava e acha que devo me apresentar em lugar de um beagle. Como não sei latir nem abanar a cauda, ela me quer testando remédios







-


GPS
/ Blogs e Colunistas







18/10/2013 às 18:49


  • As várias faces de um cretino perigoso: este é Daniel Andreas San Diego. Ele pode matar pessoas para proteger bichos


Ai, meu Deus!

A Internet é bacana pra caramba, né? Mas tem, como tudo, um lado chatinho. Um deles é a gente ser “descoberto” por pessoas como uma tal “Simone”, que me envia o seguinte sobre o texto que escrevi a respeito da invasão do laboratório Royal (segue como veio, com uma gramática, digamos, beagle…):

“Pois, acho que fizeram pouco e o Reinaldo é um reacionário e a grande maioria desse país são hipócritas, porque assassinar criaturas inocentes é muito fácil, quero ver fazerem isso nos seus filhos, quer cura para a sua doença, então seja cobaia desses laboratórios e se você sobreviver ao experimento, gostaria de saber como foi a experiência!!!!”


  • Retomo
Viram? É gente assim que os black blocs da vida mobilizam, podem crer (quando eu era criança, dizia-se “podiscrê”!).

A Simone está lá escrevendo besteiras no seu computador porque, certamente, tomou a vacinas contra pólio, a tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba), a tríplice bacteriana (difteria, tétano e coqueluche), porque toma antibióticos quando algum agente patogênico, meio atrapalhado, a confunde com um de nós…

A Simone acha é pouco. A Simone quer é quebrar mais. A Simone agora só vai se tratar com mel e própolis. Mas vai ela mesma buscar os favos, depois de convencer as companheiras abelhas.

Entendi. Já que Roberto Carlos voltou a ser comentado nestes dias, a Simone nunca mais foi a mesma depois da música que o Rei da Censura dedicou às baleais, com versos magníficos como estes:
“(…)
E as baleias desaparecendo, por falta de escrúpulos comerciais…
Eu queria ser civilizado como os animais….”

Simone já atingiu o ideal de Roberto Carlos.

Outros ainda dizem que o Royal não faz remédio coisa nenhuma. Um deles afirma se testa lá é “batom para a vaca da sua mulher”. Hein? Minha mulher usa batom. Mas tira na hora da função. Aquele coisa meio gordurenta me incomoda… “Você não gosta de batom, é?”, desconfia Paula Lavigne, a suspicaz… 

As causas têm lá seus ideólogos, sabemos. Mas só sobrevivem e se tornam populares com o concurso dos idiotas.

Gente que é contra o uso de animais pela indústria farmacêutica e por cientistas — seguindo os princípios éticos que regulam a prática, é claro — não deveria jamais tomar um remédio da chamada alopatia — incluindo a anestesia em caso de cirurgia e de tratamento dentário. Só homeopatia e hipnose.

Por que dar atenção à Simone? Porque ela é uma legião. Há questões que são complexas, admito. É difícil entender que não se deve, por exemplo, indexar salários porque a correção contínua do ganho, segundo a taxa de inflação, rouba dinheiro do trabalhador em vez de beneficiá-lo. É o tipo de coisa que contraria o senso comum. Até porque não é menos verdade que uma inflação renitente, sem correção nenhuma, também empobrece o coitado.

Mas como é que a Simone não consegue entender que ou se testam remédios e vacinas em bichos ou se os testam em seres humanos? Se a Simone não quer que seja naqueles, então será nestes. Se ela não consegue compreender isso, começo a duvidar que consiga atravessar a rua em segurança ou levar o sorvete à boca sem o risco de acertar a testa.

Sustentando-se apenas nos membros inferiores, em posição vertical, é perfeitamente possível entender que defendo, sim, o uso de animais, desde que respeitadas as regras — tudo indica ser o caso do laboratório Royal. E não defendo apenas para que eu e os meus nos livremos ou nos curemos de doenças.

Também se beneficiam as criancinhas pobres da África — que, infelizmente, arrancam menos lágrimas dos contemporâneos do que os beagles. Beneficia-se a espécie. Mas a Simone quer é quebrar mais. Com um computador na mão. Sou capaz de jurar que ela também é contra a indústria farmacêutica e o capitalismo. Sempre com um computador na mão.

Dá para entender por que Daniel Andreas San Diego é um dos terroristas mais procurados pelo FBI. Como Simone, ele também acha que a depredação de laboratórioe é pouco. Ele decidiu explodir bombas em empresas que realizam testes com animais. San Diego acha que não há mal nenhum em matar pessoas quando se trata de proteger bichos. San Diego é um humanista destes tempos animalisticamente corretos.Por Reinaldo Azevedo

Tags: animais, ciência, Politicamente correto



Links Patrocinados

Confira Várias Raças. Veja Fotos e Dê um Lar!

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Nome

Email (não será publicado)






76 Comentários



Edem de Almeida - 

18/10/2013 às 20:47


Esses esotéricos do naturalismo vão acabar num mato sem cachorro.




Weimar - 

18/10/2013 às 20:45


Pensando bem, a legião da Simone e do San Diego tem lá sua razão particular: a defesa da própria espécie. Já confessei neste blog haver pisado uma baratinha ontem. Se outra baratinha ou baratona me atacasse por causa disso, a outra baratinha ou baratona se sentiria perfeitamente justificada. Seria um revide.

Não se preocupem a Simone, o San Diego e as baratinhas e baratonas, suas espécies não estão ameaçadas de extinção. Ao contrário, parece, ao menos no Brasil, que seus números crescem espetacularmente.

Weimar




Joao B. da Silva - 

18/10/2013 às 20:44


A verdade é uma só: as “Simones” deveriam, isso sim, se apresentar como cobaias para salvar os animais, e não esperar que aqueles que querem alopatia se apresentem como cobaias!




Flavius Augustus - 

18/10/2013 às 20:44


Reinaldo, o que mais me assusta nisso é o desrespeito pela propriedade privada. É inacreditável o que está acontecendo no Brasil inteiro. Este não é um caso isolado. A propriedade privada não vale nada no Brasil. Vejamos o que fizeram com esse instituto. Vejamos o que faz o MST. É assustador! O Brasil está virando um faroeste, um país sem lei. E a situação só tem piorado. Tempos muitos ruins à frente.




Gilberto - 

18/10/2013 às 20:41


Este pessoal é bem hipócrita. O local onde ficam os ratinhos não foi invadido, ou seja, socorram os cachorrinhos e os ratinhos que se f…. Porque o sentimento também não vale para os ratos?




J.R. - 

18/10/2013 às 20:40


*
Ela deve estar arrancando os cabelos e gritando de raiva.
Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!!
O que a TPM faz! Ou será falta de amor pelos humanos?
Nada de excessos em Dna. Simone!
Juro que vou enviar por e-mail um caldinho de lama da praia para sua dieta!…ou caldinho de lesma…pode?
*




marcelo aranha de sousa pinto - 

18/10/2013 às 20:39


Grande … tão grande quanto Jacques Tati questionando os franceses das provincias que o homem foi à Lua primeiro com um cachorro ! Humor black & white é para poucos …




Vander Damasio - 

18/10/2013 às 20:38


Belo texto, Reinaldo. Não é fácil lidar com tantas energias negativas e estar sempre equilibrado; não sei como você consegue. Tenho o hábito de ler seu blog todos os dias, mas às vezes dou um tempo para me recompor energeticamente, devido a tamanha quantidade de canalhices que você traz à baila e inteligentemente combate. É Lula, é Lewandowski, é PT, é José Dirceu, é Caetano e Chico Buarque, é Paulo Betti e agora esses blacks blocs defensores de cobaias. Parabéns, amigão!




Antonio - 

18/10/2013 às 20:34


Olá
Reinaldo
É bom lembrar que primeiro de tudo testa-se em animais e depois em pessoas (Seres humanos) devidamente cadastradas é o caso recente da vacina contra AIDS, quem não sabe é só pesquisar.Desde que o mundo é mundo é sempre assim a lei do mais forte é que prevalece.
O PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER ENXERGAR




Anónimo - 

18/10/2013 às 20:34


O artigo coloca a questão de forma simples. Se não testarmos novos medicamentos em animais, teremos de fazê-lo com seres humanos. Se fosse o caso de fazermos testes com seres humanos por que não começarmos com a Simone ou a mamãezinha dela.
Vi a matéria da invasão na TV. A impressão que tive é que a polícia ficou olhando a ação violenta, terceirizada em parte pelos black blocks.
Em Florianópolis dois ou três anos atrás uma associação de preservação de animais quis impedir que a Universidade Federal de Santa Catarina fizesse pesquisas com animais. O assunto foi debatido na TV. O representante da Universidade, Dilvo Ristoff, passou o trator numa senhora xiíta-protecionista chamada Eliete Leal. Os argumentos do professor Ristoff foram praticamente os mesmos do artigo do Reinaldo.




Cactus - 

18/10/2013 às 20:30


Reinaldo, essa turma é patética. Eles não sabem que a direita não liga nem para o sofrimento de gente, quando é gente pobre. Imagine se vai ligar para animais…




Luis antunes - 

18/10/2013 às 20:30


Duas coisas preocupante.
1-Varias fotos de “ativistas” retirando cachorros e PMs juntos nas fotos.
2- Em entrevista a Bandnews FM, O promotor do Ministério Público de São Roque, Wilson Velasco Júnior diz que já sabia dos planos de invasão..




Vales - 

18/10/2013 às 20:29


Bela tirada. O mel é bom e é gostoso, mas alguém tem que encarar as abelhas. Com certeza vai ter que desenhar, ela não vai entender.




Filósofo - 

18/10/2013 às 20:29


Quando a bondade é demais é bom desconfiar,pois gente de má índole costuma se camuflar como defensores de causas,mas que na verdade,não passam de hipócritas e desocupados.Baleias, ursos pandas,mico leão dourado e etc…,não precisam dessa gente.




João Josafá Joaquim - 

18/10/2013 às 20:28


Acho que a Simone deveria defender os animais, destruindo laboratórios, na Rússia, imitar a outra brasileira que está lá implorando para que a Diplomacia do Brasil tome providências para livrá-la.Como diz o bom senso,a verdade está no meio.Esse pessoal não é dono da verdade muito menos tem autoridade para tomarem decisões dessa natureza.Se estão incomodados,tem a justiça para ser provocada e não agir como homens da caverna,onde se resolvia tudo no porrete.




Gilberto - 

18/10/2013 às 20:27


Acho que o problema maior não é a retirada dos animais e sim a destruição do laboratório e das pesquisas. A internet mostra fotos dos ativistas, basta identifica-los e processa-los fazendo pagar o prejuízo. Estas pessoas esquecem que isto também é visto lá fora. Que empresa vai querer vir para um país onde o seu patrimônio pode ser destruído por qualquer ativista?




JOEL CARVALHO - 

18/10/2013 às 20:23


“Podiscrê”, grande Reinaldo, fiquei com pena da coitada da desmiolada da “simone”, depois dessa sua magistral aula, sobre o porquê de estarmos tão diferentes do que éramos na Idade Média, graças às pesquisas científico-farmacêuticas, que aos poucos foram evoluindo de testes só em seres humanos, até chegar ao estágio atual com a predominância de outros animais.
Mas acho que, a “SIMONE” e seus sucedâneos deveriam substituir mesmo os beagles nesses laboratórios.




Cristiano Caporezzo - 

18/10/2013 às 20:21


“Quer cura para suas doenças, então seja cobaia desses laboratórios” e “o Reinaldo é um reacionário”. Existem palavras capazes de expressar a frustração de não conseguir demonstrar o óbvio ululante, mesmo ao utilizar-se de argumentos retóricos, dialéticos e lógicos que deveriam ser mais que suficientes? É muito desanimador viver em dias onde o bom sendo é banalizado como reacionarismo (mesmo sabendo que na atual conjuntura nacional o termo reacionário virou, com certeza, um elogio). Parabéns por mais esse excelente texto grande Reinaldo!




Joabe Arruda - 

18/10/2013 às 20:21


Menino responde declaração de Dilma no dia das crianças:
– Que cachorro o que? Eu não sou cachorro não!





Anónimo - 

18/10/2013 às 20:20


Porque ela não defende que se testem remedios veterinarios em humanos?




Liberal - 

18/10/2013 às 20:19


Essa gente é muito contraditória. Uma vez eu disse a um desses defensores dos animais que até concordava em parte com ele e preferiria que bandidos fossem feitos de cobaias em lugar dos animais. Ele me tachou de nazista. Vai entender!!! Hehe




César - 

18/10/2013 às 20:18


Reinaldo, gente que escreve mal desse jeito só pode pensar mal.




José - 

18/10/2013 às 20:18


Charles Manson é a sua ATWA adoram animais. Militam em causa própria.




José Paulo - 

18/10/2013 às 20:17


Anti-rábica nela!.




Bruno - 

18/10/2013 às 20:16


Só acredito nesse tipo de ativista se morar na selva, comer do que plantar e caçar. Ih, mas ai tem que caçar! Dá pra pedir uma pizza?




Heitor - 

18/10/2013 às 20:15


Deus do céu! Ninguém sabe procurar no Google? 250.000 dólares de recompensa, cadê ele?




Sebastião de Arruda Neto - 

18/10/2013 às 20:15


A Simone fez isso para aparecer, simplesmente ela deve ter fugido da escola, pois não sabe a diferença animal e gente. Mais uma integrante dos Brack Block




anônimo - 

18/10/2013 às 20:15


Acho que a Simone deveria para de comer carne de animais.
(assassinato de animais)
.
Ovos e leite também (tortura de animais)
.
Verduras, legumes e frutas frescas também (assassinato e tortura de seres vivos do reino vegetal, nosso “reino irmão”)
.
Mel também (tortura e roubo de insetos)
.
A Simone está autorizada a se alimentar de:
sal (mineral)
e
frutas, frutos e sementes caídos ao solo
(desde que nenhum animal (inseto, larvas) tenha chegado antes)
.
Parabéns, Simone!
És uma eco-burra!
.
Antaaaaaaaaaaaaa! (ps: a anta, como animal irracional que é, assassina e tortura nossos irmãos do reino vegetal sem dó!)




GVBM - 

18/10/2013 às 20:14


“Creative writing”, quero dizer.í




Francisco - 

18/10/2013 às 20:11


Este é um assunto em que até pessoas que eu conheço bem informadas, inteligentes fazem uma tremenda confusão achando que animais estão acima de seres humanos como diz Tuty Vasquez o raça.




GVBM - 

18/10/2013 às 20:10


Reinaldo: me estende o endereço dessa jovem; quero fazer um curso de “reative erigindo” com ela.




Jeremias-no-deserto - 

18/10/2013 às 20:08


Eu assinaria uma petição ( e ainda consigo as assinaturas de, pelo menos,mil pessoas) para substituir os beagles pela Simone. A humanidade sairia ganhando.




José Figueredo - 

18/10/2013 às 20:08


Havia um czar que caçava homens.Quando inadvertidamente ouvira falar que se caçavam também borboletas,ficou horrorizado e achou uma barbaridade.O ser humano não está valendo um tostão furado,nestes tempos tenebrosos.Se for feto então, tá ferrado.Quando despontam os iluministas a civilização corre sérios riscos.




Carlos Steinsfield - 

18/10/2013 às 20:07


Prezado Reinaldo, hoje em dia, para muitos, um ser humano vale menos que um poodle… Longe de ser entendido no assunto, mas, apenas tentando entender, e fazendo um exercício de raciocínio, talvez a quest?o da n?o crença em Deus, muito grande nos dias atuais, tenha muito à ver. Se o indivíduo n?o crê que temos uma alma, um espirito, o que fundamentalmente nos separa dos animais, além de nossa capacidade de pensar? Praticamente muito pouco. Se é assim, a equivalência entre humanos e animais é muito próxima. Ouvi falar em pessoas que enterram Seus animais de estimaç?o em cemitérios! Infelizmente, é a humanidade se nivelando por baixo




Eli(BH) - 

18/10/2013 às 20:06


Só espero que Simone e cia, também se alimentem de folhas e de ar, se vistam de folhas de bananeiras e no frio nem de longe usem aqueles cachecois de lã, não utilizem qualquer tipo de cosmético (duviiiiidoooo), quando forem a praia, não usem filtro solar nem bronzeadores, andem a pé e não se tratem com medicamentos quando estiverem doentes.
Realmente acho que a humanidade perdeu o amor pela humanidade quando a vida de um ser humano, seja ele bom ou mau, vale menos que a de um animal, é porque já perdemos há muito nossos valores do que seja ser HUMANO.




Chris-SP - 

18/10/2013 às 20:03


Você tem razão, Reinaldo, que os animais podem servir a experiências, mas seguindo as regras necessárias. Mas, a reportagem que li dizia que muitos estavam com patas amputadas, outros não tinham mais os olhos. Isto me deu muita pena.




João - 

18/10/2013 às 20:00


Roberto Carlos, som meio coroa este… vai lá:http://www.youtube.com/watch?v=wT_Xj54_N-M




anônimo - 

18/10/2013 às 19:59


Tio Rei,
.
Acho que a tal de Simone foi a musa inspiradora
do Eduardo Dusek!
.

HAHAHAHAHAHA
HAHAHAHAHAHA
.
Rock da Cachorra
Eduardo Dusek
.
Uauuu, Uauuu, Uauuu… Ahhh…
Uauuu, Uauuu, Uauuu… Uhhh…
.
Baptuba, uap baptuba
Baptuba, uap baptuba
Baptuba, uau uau uau uau uau
.
Baptuba, uap baptuba
Baptuba, uap baptuba
Baptuba, uau uau uau uau uau
.
Troque seu cachorro por uma criança pobre (Baptuba, uap baptuba)
Sem parente, sem carinho, sem ramo, sem cobre (Baptuba, uap baptuba)
Deixe na história de sua vida uma notícia nobre
.
Troque seu cachorro (uauuu)
Troque seu cachorro (uauuu)
Troque seu cachorro (uauuu)
Troque seu cachorro (uauuu)
Troque seu cachorro por uma criança pobre
.
Tem muita gente por aí que está querendo levar uma vida de cão
Eu conheço um garotinho que queria ter nascido pastor-alemão
Esse é o rock de despedida pra minha cachorrinha chamada “sua-mãe”
.
É pra Sua-mãe (é pra Sua-mãe)
É pra Sua-mãe (é pra Sua-mãe)
É pra Sua-mãe (é pra Sua-mãe)
É pra Sua-mãe
.
Esse é o rock de despedida pra cachorra “Sua-mãe)
.
Seja mais humano, seja menos canino
Dê güarita pro cachorro, mas também dê pro menino
Se não um dia desse você vai amanhecer latindo, uau, uau, uau
.
Troque seu cachorro por uma criança pobre (Baptuba, uap baptuba)
Sem parente, sem carinho, sem ramo, sem cobre (Baptuba, uap baptuba)
Deixe na história de sua vida uma notícia nobre
.
Troque seu cachorro por uma criança pobre (Baptuba, uap baptuba)
Sem parente, sem carinho, sem ramo, sem cobre (Baptuba, uap baptuba)
Deixe na história de sua vida uma notícia nobre
.
Baptuba, uap baptuba
Baptuba, uap baptuba
Baptuba, uau uau uau uau uau
.
Baptuba, uap baptuba
Baptuba, uap baptuba
Baptuba, uau uau uau uau uau




Lúcia BH - 

18/10/2013 às 19:58


Simone podia dormir sem essa!! Vai ter insônia.




WHK - 

18/10/2013 às 19:56


É da mesma laia dos que são contra as hidrelétricas, mas não conseguem ficar sem a sua cervejinha gelada, são contra o agronegócio, mas acham caro o quilo de frango a 5 reais, etc.




l - 

18/10/2013 às 19:53


So’ levarei a serio a conversa dos defensores de animais no dia em que eles nao usarem nenhum remedio testado em animais.




Julia - 

18/10/2013 às 19:51


Boa noite,

Não sou a favor de depredações, mas sou a favor dos animais. E que façam testes então em seres humanos, de preferência aos cruéis e corruptos. E quando não servirem mais, dar uma morte digna.




Mariazinha - 

18/10/2013 às 19:50


Bem lembrado, condenam a indústria farmacêutica mas devem usar alopatia aos montes! Ou alguém trata uma simples dor de cabeça com chazinho ou incenso? Seriam apenas ridículos se não fossem perigosos. A propósito, estou assistindo a segunda temporada da série sueco-norueguesa Bron/Broen que trata exatamente de ecoterrorismo. Na série, um grupo de “iluminados” resolve corrigir as injustiças oriundas da sociedade moderna matando pessoas inocentes espalhando vírus ou envenenando alimentos consumidos pela população.




ivan melo - 

18/10/2013 às 19:50


ReinaldoXXXXXXX na cascuda!




Mari de Lourdes de Rossi - 

18/10/2013 às 19:49


Sou a favor que se busquem formas alternativas. E não, não uso nada que seja testado em animais. Nem perfumaria, nem produtos para casa.




Rogério - 

18/10/2013 às 19:49


O homem chegou à lua no século passado, as células tronco já dão indícios de sucesso, há a fertilização in vitro, aparelhos de imagem que fazem o ser humano absolutamente transparente…a medicina evoluiu muito. Será que ainda usam os animais para teste porque são…animais? Não encontraram mesmo nenhuma forma de substituição?




Surfista Prateado - 

18/10/2013 às 19:49


Você reparou que todos os cães recuperados estão muito bem tratados, parecem de LOJA???




Paulo Borchio - 

18/10/2013 às 19:48


ReinaldoXXXXXXX na cascuda!




José Wellington - 

18/10/2013 às 19:44


Pena que a “legião de Simones” age apenas por instinto e, não entendendo nada do seu texto, vai apenas rosnar, latir ou uivar.




@MauroVS - 

18/10/2013 às 19:44


Esse pessoal preocupado com os animais voltarão a pedalar pelados com o aquecimento global no verão.
Na Síria, a população que não conseguiu se refugiar está, faz tempo, comendo gatos e cachorros, inclusive os de estimação. Isso não os incomodam.




Anónimo - 

18/10/2013 às 19:42


Pena que a “legião de Simones” só age por instinto e, não entendendo nada do seu texto, vai apenas latir, rosnar ou uivar.




Dalton C. Rocha - 

18/10/2013 às 19:40


Ecologia é eugenia pintada de verde!




Arthur - 

18/10/2013 às 19:40


O computador dela é provavelmente um iMac




Prof. Leandro Barbosa - 

18/10/2013 às 19:38


Reinaldo, publicaram no meu face uma exposição de ideia do Marcelo Freixo sobre os Black Blocs baseada no poema de Martin Niemöler. Um despropósito absurdo.Confira na página desse super homem, que não é brincadeira!!




Rodrigo Alves Lemes - 

18/10/2013 às 19:37


Os argumentos do Reinaldo não estão ao alcance dos militontos. Não entro no mérito de comparar vida humana com vida animal. Tampouco o utilitarismo animal me agrada. Criadores, técnicos para animais de competição, zoologicos, métodos inadequados de abate, tudo isso me causa náuseas. Em respeito à pesquisa para o tratamento e busca de cura humana, aceito os testes. Os comitês de pesquisa regulam esta atividade. Que se discuta o que é necessário e o que é desnecessário. Contudo, intolerante mesmo é essa horda de gente achar que dá para resolver tudo no ativismo autocentrado. Os tempos estao difíceis e a racionalidade parece ir cada vez mais para o fundo do pântano.




Rolando - 

18/10/2013 às 19:37


Tem gente realmente que não tem nada na cabeça, o uso de animais infelizmente é necessário e segue todo um procedimento para evitar qualquer dor ou mal desnecessário. Agora quem manda testar vacinas em crianças está mais para do que para Josef Mengele do que para alguém que se diz preocupada com o bem estar dos animais.




DAVID NOMERO DE MACEDO - 

18/10/2013 às 19:37


A TOLICE É REINANTE…………FICO ABESTALHADO COM TANTA SABEDORIA DESSE POVO QUE DEFENDE TUDO E NÃO PRODUZ NADA…..NEM PENSAMENTOS, QUANTAS TOLICE!!!!




Marcelo Baglione - 

18/10/2013 às 19:36


Prezado General Azevedo, boa noite,

Citei a Generalíssima porque nunca mais me reportei à graduadíssima. rs…
=================
Estou começando a achar que esta gente carente de tico e teca usará, em vez de sicuta, cachorros famintos para dar cabo dos… “Sócrates” dos dias de hoje.
Abraços,




Sergio Hora - 

18/10/2013 às 19:33


Por que a Simone não se oferece para ficar no lugar dos beagles?




Márcio - 

18/10/2013 às 19:31


Acho que a Simone e todos os seus deveriam tatuar na testa: Por favor, em caso de estar impossibilitado de me manifestar, sou absolutamente contra o uso de drogas ou medicamentos testados em animais. Por tanto, não insista, deixa eu morrer!




Luis antunes - 

18/10/2013 às 19:30


Quero ver esse ativistas lutando para impedir a dedetização do metro de SP para salvar os ratos, lembrando que se isso ocorre SP vai ficar lotada deles. Por que cachorros valem mais que ratos e baratas?




Nemo - 

18/10/2013 às 19:30


É isto!Simone é uma ilha cercada de beagles. È autosuficiente e autoimune , se alimenta de luz. Deve ser eleitora de Marina, isto é, quando deixa de ser ilha e se manifesta.




Marcelo Baglione - 

18/10/2013 às 19:30


Prezados General e Generalíssima Azevedo (a) (ficou horrível, rs…)
================
Está entre os mais criativos e brilhantes textos já publicados aqui; BRAVO.
================
Próxima vez, amigo de caserna, menas, tá?, pega menas nos cascos e ferraduras desta gente, pois chega a ser humilhante quando a ironia atinge estes níveis de criatividade. Fique com dó (e todas as outras 6 notas) desta representante do mundo animal, a Simone.
================
Como ela não consegue pensar nem como ser humano e muito menos como animal, ele se encontra neste turvo espaço, uma espécie de purgatório do intelecto, a espera de alguém que lhe salve, como apenada que é dos reinos da burrice e do jumentismo nato. Para isso, felizmente ou infelizmente, não há vacina
Como diria o genial Baden em seu “Samba de Bênção”… “a burrice não tem transplante”. E mesmo que houvesse, a da Simone é tão irreparável e infinita que seria até um cruel mengelismo submetê-la a um processo terapêutico de recuperação da inteligência.
================
Parabéns, pois a resposta foi de General de cinco estrelas.
Abraços,




Rodolfo - 

18/10/2013 às 19:29


A Simone é uma assassina nata! Da língua portuguesa e da lógica da vida!
Certamente tem bigode e suvaco cabeludo!




Pseudocarpo - 

18/10/2013 às 19:29


Opa, Reinaldo, passou um “os” despercebido ali: ou se testam remédios e vacinas em bichos ou se “os” testam em seres humanos. É sempre a pressa e a falta de tempo de reler pausadamente. E mesmo isso não muda sua média de acertos: 150%! Não escrevo este comentário para publicar. Pode deletar, até porque, quando este lhe chegar, já deverá ter percebido e alterado.
Abraço.




aldo - 

18/10/2013 às 19:26


Tenho nojo dessa gente que diz que “em nome de uma boa causa vale tudo”. Cadeia neles e nos donos da empresa também, caso se comprove que os animais eram mal tratados. E tem famoso envolvido nesse crime, observem as fotos que estão no G1 e encontrem a “celebridade” (que na verdade nem é tão famoso assim).




Daniel - 

18/10/2013 às 19:22


Obrigado, Reinaldo.




Liberal - 

18/10/2013 às 19:21


Reinaldo, você devia ter visto a reação de uma porção de leitores do G1 ao ataque de um tubarão a uma turista em Recife, que veio a óbito. Alguns sugeriram eliminar os tubarões que ofereciam risco. Pra quê?? Uma horda se manifestou em apoio incondicional aos bichos, acusando a atacada de desrespeito ao seu habitat.




xLuiz - 

18/10/2013 às 19:20


Mestre Rei
Morrendo de rir, quando explicita no texto, a condição de compreensão da Simone – ” Se ela não consegue compreender isso, começo a duvidar que consiga atravessar a rua em segurança ou levar o sorvete à boca sem o risco de acertar a testa.” Digo, eu: esta foi na veia!!!




richard smith - adicionando um pouco necessário pitaco - 

18/10/2013 às 19:18


E digo mais: quanto você não quer apostar que a indivídua é a favor do Aborto e contrária à Pena de Morte?!




Eduardo - 

18/10/2013 às 19:16


Pois é, Reinaldo. Faço a mesma sugestão a todos que estão a aplaudir o feito dos “ativistas”. Sejam coerentes! Deixem de tomar medicamentos, usar cremes, protetor solar e cosméticos.
Algumas atrizes globais já postaram suas fotos defendendo a causa. Muito irônico. Todas posando muito bem maquiadas, protestando contra o uso de animais para testar, entre outras coisas, … maquiagem.




Paulo Bento Bandarra - 

18/10/2013 às 19:12


Por falar nisto, será que Roberto Carlos teve alguma vez “escrúpulos comerciais…”?




Luiz Takase - 

18/10/2013 às 19:12


Caro Rei
Sou professor universitário e minha linha de pesquisa utiliza modelos animais. Ninguém faz isso por maldade com os animais, mas é algo necessário para o bem maior.
Em todas as universidades que fazem pesquisa com modelo animal há um comitê de ética em experimentação animal que deve obedecer as normas do CONCEA (Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal). Todos os projetos de pesquisa devem se aprovados por este comitê para que suas atividades possam começar.

Esse ótimo texto foi escrito por um aluno de doutorado (não sei se posso dizer o nome dele) do Instituto Butantã exemplifica bem meu pensamento.

“Bom, antes de tudo, acho uma grande hipocrisia, grande parte das pessoas que são contra o uso de animais, logo após “meter o pau” chega em casa e usar shampoo pra deixar o cabelo sedoso, usar maquiagem pra ir pra balada, e tomar medicamento pra evitar a ressaca, sendo que todos esses itens foram testados em animais, seja qual espécie for, antes de ser comercializado. Grande parte dessas pessoas falam da boca pra fora e não tem a mínima noção de como isso funciona.
Sou a favor SIM, do uso de animais, quando esses estão sendo utilizados, não como meras ferramentas para a obtenção de dinheiro, e sim como um instrumento de um bem maior, usados para SALVAR vidas.
Ai as pessoas vão criticar o termo “usados”, bom, vamos la, se nota dezenas de erros de termos e conceitos nesse vídeo puramente sensacionalístico, para se utilizar um animal em pesquisa, essa instituição, órgão, projeto, ou seja la o que for, passa por um comitê de ÉTICA de uso de animais, chamado CONCEA (vai pesquisar e ler pra aprender mais qualquer coisa, tem o Google ai pra isso) que vistoria e garante o uso do animal referido dentro dos termos da lei, para que evite abusos, falta de cuidado, e que este sofra o menos possível, um comitê muuito, mas muuito rigoroso por sinal, todos que fazem pesquisa sabe do quanto.
Mostrar um animal morto dentro de um saco não irá levar a nada, para se sacrificar um animal, antes de tudo, esse mesmo tem que estar totalmente anestesiado, ninguém pode falar dos procedimentos, sendo que ninguém tem provas de nada do que foi dito ali, e sinceramente, as imagens mostram que está tudo dentro dos conformes, se está em um saco branco, em um congelador, quer dizer que possui risco biológico, abrir esse saco pra causar histeria é BURRICE.
EU faço experimentação animal, o Insituto Butantan faz, a USP faz, Unifesp, Unesp, Faculdade de Medicina da USP, e todas as mais conceituadas faculdades do Brasil, na qual vocês mesmos estudam, caaara, invadir tudo isso vai dar trabalho heim!
Não vou mentir, maus tratos podem acontecer sim, mas acreditem, essas pessoas e qualquer meio por trás são punidos. Ninguém aqui está agredindo ou tirando a vida de um animal a troco de nada, ninguém usa, cachorro, macaco, camundongo, rato, coelho, porquinho da índia, serpente, galinha, porco, cabra, cavalo, (esses são os que tenho conhecimento e que em algum momento tive contato) dentre outros animais por que quer brincar de médico, e acreditem, ninguém gosta disso, e como Biólogo garanto que são muito bem cuidados, pois nunca iria fazer qualquer animal passar por algum tipo de sofrimento, sendo que, SEMPRE que é possível evitar o uso de animais e substituí-los, é feito.
Através dessas pesquisas permitimos a cura, se falassem que descobriram a cura da AIDS através de um cachorro, todo mundo sairia pulando de alegria, pois é, assim foi feito, não em cachorro, mas através de roedores, seus futuros filhos agradecem.

Ajudas humanitárias são necessárias, e acho, que com mais urgência, se vc não parar para ajudar alguém passando mal de fome, nada disso será relevante ou justificável.
Obrigado.”




Paulo Bento Bandarra - 

18/10/2013 às 19:10


Pode ser que exista exagero no uso de animais, mas certamente este não é o meio para se corrigir isto numa democracia. Queria ver usar este meio então numa ditadura. Se cada um vai colocar fogo e destruir o que não acha correto, certamente as coisas não ficaram boas para ninguém. Além do dia, que estiver doente, e brada pelo atraso da ciência para viver uns meses mais, se arrepender do passado alienado.




ZEBEDEU - 

18/10/2013 às 19:01


Tio Rei,
Para essa legião, nem transplante de cerébro resolveria a patologia grave de que padece.




Thales - 

18/10/2013 às 19:00


Reinaldo,

Esse pessoal acha que a tecnologia já é avançada o bastante para que os animais sejam deixados de ser usados como cobaias. Enquanto isso, a busca para a cura da hepatite C avança a passos de tartaruga pela reticência em ser testada em chimpanzés.


◄ 
● 
● 
● 
● 
● 
+ Lidas
◄ 
● 
● 
● 
● 
● 
● 
● 
● 



Seções



Artigos em VEJA

Arquivo

OKSTQQSSD« Set 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 


Serviços

Assinaturas












Nome: Nasc.: E-mail: CEP: Apenas 9x R$ 47,00

Saber +
Serviços
Aponte erros


Editora AbrilCopyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo