Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






sábado, 19 de outubro de 2013

Em setembro, duas tragédias se abateram sobre Santa Catarina e o Brasil







-

Sábado, 19 de Outubro de 2013









1



17 de outubro de 2013 Sem comentários

Leo Daniele







Este País tem agora um Estado que ”pretende ser o polo do homossexualismo nacional”. No começo do mês de setembro, o governo estadual de Santa Catarina “investe para ser destino turístico do público [homossexual] no país”. Esta foi a primeira tragédia. Com campanha publicitária, é anunciado todo o programa de uma Parada da Diversidade, para a qual se esperavam, inutilmente aliás, mais de 100 mil pessoas.

O “Diário Catarinense” publica reportagem especial dedicado ao público LGBT, ou seja, de lésbicas, homossexuais masculinos, bissexuais e transgêneros.

Havia mais. Era suficiente andar um pouco pela Grande Florianópolis para se deparar com algum dos pelo menos 85 outdoors a respeito, todos colocados em má hora pelo Governo Estadual em pontos estratégicos da capital catarinense. Foi anunciado também um casamento coletivo com 20 “casais” homossexuais (70% formados por mulheres), que terá lugar em novembro próximo. (“Diário Catarinense”, 6-9-13).

Realiza-se a: Parada da Diversidade, que assim é noticiada: “Florianópolis reúne milhares, e se fixa como destino turístico do público homossexual” (ibid).

“Uma grande quantidade de crianças esteve presente no ato com seus pais” (ib).

O prefeito de Florianópolis, que participou do evento, declarou: “vamos continuar investindo para colocar Florianópolis cada vez mais na rota LGBT”.(ib).

Pode-se dizer que foi uma “sodomização” em grandes proporções.

Mas em 23 de setembro, uma segunda desgraça estoura, e atinge pelo menos 56 municípios do Estado. Uma grande inundação irrompe de forma avassaladora, avançando sempre, por alguns dias. O “Diário Catarinense” noticia o acontecimento com uma grande manchete: “Rio do Sul castigado” (em 23-9-2013). Assim, um grande jornal emite sua opinião sobre o que sucedeu!

Para completar a catástrofe, explodiu um depósito de fertilizantes em São Francisco do Sul, ocasionando uma enorme nuvem tóxica que chegou a ameaçar os Estados vizinhos.

Como todos os fatos, os ocorridos em Santa Catarina podem conter uma lição. Propomos que o leitor pense sobre isso.

Foram duas trágicas catástrofes, mas sem dúvida muito maior desgraça foi o fato de o importante Estado catarinense propor-se para pólo de um hediondo pecado contra a natureza, que como ensina o Catecismo,“brada aos céus e pede a Deus vingança”.

É impossível não pensar nisso, e ao mesmo tempo no aforismo seguinte, aplicando-o ao Reino dos Céus: Qui bene amat, bene castigat (Quem bem ama, bem castiga!).


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Nome *

Email *

Site

Comentário 

Você pode usar estas tags e atributos de HTML:



Receba Informativos da ABIM


Cadastre seu e-mail para receber as atualizações da Agência Boa Imprensa:



Artigos recentes

Artigos relacionados













Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo