Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






sábado, 26 de outubro de 2013

[Catolicos a Caminho] MÊS DO ROSÁRIO (27) O ROSÁRIO E O PECADO Som !

 














MÊS DO ROSÁRIO 




  • (27) O ROSÁRIO E O PECADO 




A 26 de Outubro de 1946, o Papa Pio XII, na sua radiomensagem para o Congresso Eucarístico Nacional dos Estados Unidos, reunido em Boston, pronunciou estas impressionantes palavras :
- "Talvez o maior pecado no mundo actual é que os homens começaram a perder o sentido do pecado".
Mais tarde, o Papa João Paulo II, falando da Reconciliação e Penitência na missão actual da Igreja, viria também a dizer :
- "Da atitude de ver o pecado em toda a parte, passa-se a não o vislumbrar em lado nenhum".
E parece que cada vez mais estas afirmações dos Papas, se tornam mais actuais e mais universais.
Na Mensagem de Fátima em que ocupa um lugar privilegiado a importância da reza do Rosário, fazem-se várias recomendações sobre o pecado e a conversão dos pecadores e no castigo do inferno por causa do pecado.
Na terceira Aparição, a Senhora avisou :
- "A guerra vai acabar, mas, se não deixarem de ofender a Deus, começará outra pior".
E nós sabemos que veio outra guerra muito pior, porque os homens não deixaram de ofender a Deus...
Até parece que a guerra é mesmo uma consequência dos pecados dos homens.
Assim exclamava Jacinta :
- "Que pena, se deixassem de ofender a Deus, nem vinha a guerra, nem iam para o inferno".
A respeito da última Aparição, Lúcia afirma que Nossa Senhora disse :
- "É preciso que se emendem, que peçam perdão dos seus pecados. E tomando um aspecto mais triste : Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor que já está muito ofendido".
Segundo a doutrina da Igreja, manifesta no Catecismo da Igreja Católica, o pecado mortal "tem como consequência a perda da caridade e a privação da graça santificante, ou seja, do estado de graça.
E se não for resgatado pelo arrependimento e pelo perdão de Deus, originará a exclusão do Reino de Cristo e a morte eterna no inferno".
1861 . – O pecado mortal é uma possibilidade radical da liberdade humana, como é o próprio amor. Traz consigo a perda da caridade e a privação da graça santificante, ou seja, do estado de graça. E se não for reparado pelo arrependimento e pelo perdão de Deus, originará a exclusão do Reino de Cristo e a morte eterna no Inferno, uma vez que a nossa liberdade tem o poder de fazer escolhas para sempre, irreversíveis. No entanto, embora nos seja possível julgar se um acto é em si uma falta grave, devemos confiar o juizo sobre as pessoas à justiça e à misericórdia de Deus.
O pecado é uma trangressão voluntária da Lei de Deus.
É, pois, uma desobediência a Deus e por isso mesmo uma ofensa a Deus, já que preferimos a nossa vontade à Sua e violamos assim os direitos imprescritíveis que Ele tem à nossa submissão.
Portanto, pecado mortal e glória eterna não podem existir em conjunto.
Da mesma maneira se pode concluir também que a reza do Rosário em estado de pecado mortal, não pode ter efeito, isto é, Deus não nos pode atender.
Há quem diga que o único efeito da oração em estado de pecado mortal, uma vez que Deus lê nos nossos corações, é a graça da própria conversão, o que pode significar que muitos Rosários rezados ficam sem outra utilidade que não seja a da própria conversão.
Daí, a necessidade de rezar o Rosário para atingir a própria conversão e depois, arrependidos e perdoados pelo sacramento da Reconciliação, poderemos então receber todas as graças que Deus reserva para os seus filhos predilectos.
A conversão provoca alegria no Céu, como disse Jesus :
- "Haverá mais alegria no Céu por um só pecador que se converte, do que por noventa e nove justos que não precisam de conversão".(Lc.15,7).
A reza do Rosário torna-se, portanto necessária para obter a própria conversão, e, consequentemente, evitar a condenação eterna.
Assim o recomenda S. João :
- "Meus filhinhos, isto vos escrevo para que não pequeis; mas se alguém pecar, temos como advogado, junto do Pai, Jesus Cristo, o justo".(1 Jo 2,1).
Hoje mais do que nunca, a Mensagem de Fátima sobre a reza do Rosário, será um apelo urgente contra a onda de terrorismos e guerras provocados pelo pecado.


John
Nascimento 
















__._,_.___







Atividade nos últimos dias: 




Para cancelar sua assinatura deste grupo, envie um e-mail para:

catolicosacaminho-unsubscribe@yahoogroups.com









Trocar para: Só Texto, Resenha Diária • Sair do grupo • Termos de uso














.



__,_._,___

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo