Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






quarta-feira, 13 de novembro de 2013

[Catolicos a Caminho] NOVEMBRO MÊS DAS ALMAS (14) PROVIDÊNCIA DE DEUS Som !

 











  • NOVEMBRO, MÊS DAS ALMAS! 




- "O Senhor disse a Abraão : «Deixa a tua terra, a tua família e a casa de teu pai, e vai para a terra que Eu te indicar. Farei de ti um grande povo, abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome e serás uma fonte de bênçãos».(Gn12,1-2). 








(14) - PROVIDÊNCIA DE DEUS ! (14-XI-2013) 


................. 





A Divina Providência é o plano pelo qual Deus ordena todas as coisas para o seu verdadeiro fim. 
Enquanto esse plano em si mesmo é um acto da sabedoria de Deus, ele pressupõe um fim a atingir. 
Assim, em primeiro lugar, a Divina Providência, em si mesma, é eterna, idêntica ao conhecimento e à vontade de Deus. 
A sua realização ocorre no tempo : 
* Pela conservação divina (Deus preserva todas as coisas na existência). 
* Pelo governo divino (Deus ordena todas as coisas para o seu fim). 
Uma vez que Deus é a causa universal de todas as causas, nada acontece fora da sua Providência; nada escapa à sua Providência. 
Diz o Catecismo da Igreja Católica : 
302. - A criação tem a sua bondade e a sua perfeição próprias, mas não saiu totalmente acabada das mãos do Criador. Foi criada "em estado de caminho" ("ín statu viæ") para uma perfeição última ainda a atingir e a que Deus a destinou. Chamamos Divina Providência às disposições pelas quais Deus conduz a sua Criação em ordem a essa perfeição. 
Evidentemente, é verdade que na ordem criada todos os processos naturais seguem o seu complexo fim. 
Além disso, a Divina Providência abrange o "plano oculto" que Deus realizou "em Cristo como plano a realizar no tempo, para reunir em Si todas as coisas no Céu e na Terra" : 
- "Dando-nos a conhecer o mistério da Sua vontade, segundo o beneplácito que n'Ele de antemão estabelecera, para ser realizado ao completarem-se os tempos : reunir sob a chefia de Cristo todas as coisas que há no Céu e na Terra". (Ef. 1,9-10). 
Nada acontece por acaso fora do plano universal de Deus. 
As coisas acontecem por acaso quando acontecem fora de um plano preestabelecido, mas nada pode acontecer fora da ordem do plano das causas universais. 
Embora o plano, em si mesmo, em todos os seus pormenores, seja obra de Deus, na sua realização, Deus aceita a actividade natural e livre de muitos intermediários e agentes secundários. 
Assim diz o Catecismo da Igreja Católica : 
306. - Deus é o Senhor, soberano dos seus planos. Mas, para a realização dos mesmos, serve-Se também do concurso das criaturas. Isto não é um sinal de fraqueza, mas de grandeza e bondade de Deus omnipotente. É que Ele não só permite às suas criaturas que existam, mas confere-lhes a dignidade de agirem por si mesmas, de serem causa e princípio das outras e de cooperarem, assim, na realização do seu desígnio. 
Até mesmo o mal moral e os defeitos físicos, como permitidos por Deus, não podem obstruir a consumação do plano da Divina Providência. 
Mais ainda, no sofrimento, na morte e ressurreição de Seu Filho único, o próprio Deus entra e ultrapassa o poder do pecado, do sofrimento e da morte. 
Só no fim será plenamente mostrado na Sua glória e para o nosso culto, o esplendor do plano da Divina Providência, quando a vontade de Deus estiver "em tudo e em todos" : 
- "E quando tudo Lhe estiver sujeito, então também o próprio Filho Se submeterá Àquele que tudo Lhe submeteu a fim de que Deus seja tudo em todos". (1 Cor. 15,28). 
Pela Divina Providência, Deus, ao criar o ser humano, garantiu-lhe a posse de todos os bens de que ele precisava para sobreviver e ser feliz, mas a humanidade, vítima do pecado, perturbou a ordem das coisas pela prática da injustiça social, adulterando os planos de Deus. 
Agora resta-lhe um caminho de Reconciliação porque pela Divina Providência nós temos todos os meios que nos permitam cumprir o plano da História da Salvação. 
As almas do Purgatório, segundo o plano da Divina Providência, encontram-se já num caminho certo para glória eterna e nós podemos abreviar esse caminho por meio das nossas orações, das quais a melhor, por ter um valor infinito, é a Santa Missa, ofercida em seu sufrágio. 




John
Nascimento 















__._,_.___







Atividade nos últimos dias: 




Para cancelar sua assinatura deste grupo, envie um e-mail para:

catolicosacaminho-unsubscribe@yahoogroups.com









Trocar para: Só Texto, Resenha Diária • Sair do grupo • Termos de uso














.



__,_._,___

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo