Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






terça-feira, 22 de outubro de 2013

ACI Digital: Hoje a Igreja recorda o Beato João Paulo II

Documento sin título










NOTÍCIAS DIÁRIAS · www.acidigital.com 










22 de outubro de 2013 







VATICANO, 22 Out. 13 (ACI) .- Neste 22 de outubro de 1978, o Beato João Paulo II inaugurava seu pontificado na Praça de São Pedro com a célebre frase pela qual ainda hoje muitos o recordam: "Não tenhais medo! Abram, ou melhor, escancarem as portas para Cristo!"



SUGERIMOS HOJE:

FAÇA PARTE DA NOSSA REDE NO FACEBOOK

SIGA AS NOSSAS NOTÍCIAS ATRAVÉS DO TWITTER



MANCHETES DO DIA 











VATICANO 
Hoje a Igreja recorda o Beato João Paulo II 
Papa reza pelas vítimas dos incêndios na Austrália 

MUNDO 
Casal de idosos com 68 anos de casados morrem de mãos dadas depois de um acidente 
O Vaticano promove o esporte como parte da vida cristã 
Cristãos enfrentam sequestros, extorsões e bombardeios na Síria, denuncia líder católico 





Católico em Dia 



Evangelho: 





Santo ou Festa: 



Um pensamento: 

"Jesus me pede que seja santa. Que faa com perfeio meu dever. Que o dever a cruz".

Santa Teresa dos Andes 













VATICANO 









VATICANO, 22 Out. 13 (ACI) .- Neste 22 de outubro de 1978, o Beato João Paulo II inaugurava seu pontificado na Praça de São Pedro com a célebre frase pela qual ainda hoje muitos o recordam: "Não tenhais medo! Abram, ou melhor, escancarem as portas para Cristo!"

Hoje, 22 de outubro, é a festa do Beato João Paulo II, beatificado por Bento XVI na solene celebração do dia 1 de maio de 2011, que coincidia com o domingo da Divina Misericórdia, Solenidade estabelecida no Ano 2000 pelo próprio Papa polonês falecido em 2005 na véspera desta solenidade.

Esta mesma Solenidade foi a escolhida pelo Papa Francisco para canonizá-lo junto com João XXIII, no dia 27 de abril de 2014, que cairá precisamente no domingo dedicado à Divina Misericórdia.

Foi no dia 22 de outubro de 1978 que o Papa polonês deu início a seu ministério petrino como 263º sucessor do Apóstolo Pedro. Esse dia o Papa com a frase: “"Não tenhais medo! Abri –ainda mais– abri de par em par as portas a Cristo!”.

“Não tenham medo! Cristo conhece «o que há dentro do homem». Só Ele conhece!" recordou o Papa Francisco na quarta-feira passada em sua audiência geral, no marco do 35º aniversário da eleição do Karol Wojtyla à Sede de Pedro. "Encomendo todos os que estão presentes aqui e seus seres queridos à celestial intercessão do Beato João Paulo II, no trigésimo quinto aniversário de sua eleição à Cátedra de Pedro e os abençoo de coração: Louvado seja Jesus Cristo!", disse o Pontífice argentino.

O pontificado de João Paulo II foi um dos mais longos da história da Igreja e durou quase 27 anos. Ele ampliou notavelmente o Colégio cardinalício, criando 231 cardeais - mais um "in pectore", (cujo nome não se fez público mesmo após da morte do Papa Wojtyla) em 9 consistórios. Um dos cardeais criados pelo João Paulo II foi Jorge Mario Bergoglio – hoje Papa Francisco – em janeiro de 2001, com o nome de outros 32 cardeais.

Quatro anos depois, o Cardeal Jorge Mario Bergoglio, Arcebispo de Buenos Aires e Primaz da Igreja Argentina, celebrava a Santa Missa em memória de João Paulo II, destacando a coerência obediencial e transcendental de seu coração à vontade de Deus.

"Recordamos hoje um homem coerente que uma vez disse que este século não necessita de mestres, necessita de testemunhas, e quem é coerente é uma testemunha. Um homem que põe sua carne no fogo corrobora com a entrega da própria carne, com a sua vida inteira e sua transparência, a coerência com aquilo que ele prega", dizia o então cardeal de Buenos Aires.

Em 2005, o Papa Bento XVI dispensou a causa de beatificação e canonização de João Paulo II o tempo de cinco anos de espera após da morte do candidato ao ingresso no livro dos santos. A causa foi aberta oficialmente pelo Cardeal Camillo Ruini, vigário geral para a diocese de Roma, em 28 de junho daquele mesmo ano.


voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


VATICANO, 22 Out. 13 (ACI/EWTN Noticias) .- O Papa Francisco expressou a sua solidariedade e proximidade às populações atingidas pelos incêndios florestais no estado de Nova Gales do Sul, no leste da Austrália, considerados os piores nos últimos dez anos.

A mensagem foi enviada através do Secretário de Estado Vaticano, Dom Pietro Parolin, à Conferência Episcopal Australiana.

Conforme informou nesta segunda-feira a Radio Vaticano, o texto assinala que "o Papa reza por aqueles que perderam a vida, as suas casas e trabalhos, assim como pelos que lutam e trabalham para apagar esses incêndios e pelos que estão brindando socorro e assistência aos que sofrem".

"Invocando os dons espirituais da solidariedade e da perseverança sobre as comunidades afetadas por estes trágicos eventos, o Santo Padre envia a sua bênção", culmina a mensagem.

A imprensa internacional informou que os incêndios destruíram mais de 200 moradias. Entretanto, os inspetores acreditam que os estragos poderiam ser ainda maiores. Até o momento se calcula que os danos sobem a mais de 90 milhões de dólares.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


MUNDO 









WASHINGTON DC, 22 Out. 13 (ACI/EWTN Noticias) .- Um casal de idosos que tinha 68 anos de casado morreu faz uns dias em um acidente nos Estados Unidos. As autoridades descobriram, quando encontraram os corpos, que haviam falecido de mãos dadas.

Floyd e Margaret Nordhagen, de 92 e 88 anos respectivamente, foram encontrados um ao lado do outro e de mãos dadas, depois de sofrer um acidente de carro em Spokane, estado de Washington (Estados Unidos).

O acidente aconteceu no dia 13 de outubro, quando o veículo no qual viajavam Floyd e Margaret bateu contra uma caminhonete.

Quando as autoridades chegaram à zona do acidente, encontraram Margaret Nordhagen ainda com vida, segurando fortemente a mão de seu marido.

O policial Rob Spencer disse a um meio local que "realmente tivemos que lhe pedir que o solte, para que possamos retirá-lo do veículo".

"Não se vê isso todos os dias", assegurou.

Margaret Nordhagen faleceu alguns instantes depois, na mesma zona do acidente.

O casal de idosos celebrou seu 68º aniversário de casamento em julho. Tiveram quatro filhos, 11 netos e 23 bisnetos.

Os amigos do casal Nordhagen recordam a Floyd, que era dono de uma granja e criava gado, como um marido carinhoso que sempre se mostrava orgulhoso do quanto a sua esposa era bonita, e assegurava que todos os dias a beijava e abraçava.

Um amigo deles, Britches Peden, disse que "não sei se estavam de mãos dadas antes ou depois de que ele morrera, ou se ela o agarrou depois, mas não importa. Eles estariam o tempo todo de mãos dadas se pudessem, e assim é como queremos recordá-los".

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


ROMA, 22 Out. 13 (ACI/EWTN Noticias) .- No domingo passado centenas de pessoas se uniram à iniciativa "100 metros pela fé" que percorreu a Via da Conciliação até a Praça de São Pedro do Vaticano.

O diretor do departamento "Cultura e Esporte" do Pontifício Conselho da Cultura no Vaticano, Dom Melchor Sánchez de Toca y Alameda, explicou que esta iniciativa procurou recordar que o esporte dirige o homem à plenitude em corpo e alma.

Em uma entrevista concedida ao Grupo ACI, Dom Sánchez explicou que o esporte "é muito importante para uma vida humana plena e o Evangelho se dirige ao homem em sua plenitude, corpo e alma, portanto o esporte ocupa um papel muito importante na autoeducação das pessoas também como elemento ascético, para superar limites e vencer as paixões".

"O apóstolo Paulo compara até em oito ocasiões a vida cristã com uma corrida ou um combate".

"No Ano da Fé quisemos levar o esporte ao coração da Igreja, representado na Praça de São Pedro, que é o lugar da confissão de fé do apóstolo Pedro com uma corrida de revezamento, recordando que a fé em Deus é algo que se transmite de testemunha a testemunha, de pessoa a pessoa", acrescentou.

Os "100 metros de corrida e fé" transformaram a Via da Conciliação e a Praça de São Pedro em uma pista de atletismo onde participaram fiéis das paróquias de Roma, famílias, seminaristas, e inclusive atletas olímpicos como o britânico Jason Gardener, medalha de ouro nas Olimpíadas de Atenas 2004 no revezamento 4x100m.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


ROMA, 22 Out. 13 (ACI/EWTN Noticias) .- O líder da Igreja Melquita Grego-Católica, Patriarca Gregorios III, denunciou que entre os problemas que enfrentam atualmente os cristãos na Síria se encontram as bombas, os sequestros e a extorsão financeira.

Em um encontro com mais de 300 benfeitores da fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), no Salão da Catedral de Westminster (Reino Unido), o Patriarca Gregorios III assegurou que a "Síria está experimentando um longo e sangrento caminho da cruz, que se estende ao longo de todas as estradas do país".

Gregorios III, que também é o presidente da Assembleia dos Líderes Católicos na Síria, indicou que "você pode pensar que é seguro aqui ou inseguro lá, mas em qualquer momento pode ser assassinado por uma bomba, míssil ou bala, sem mencionar ser sequestrado ou tomado refém para pedir um resgate, ou assassinado".

Os cristãos são o objetivo de muitos ataques ao serem vistos como "um elemento débil" e uma fonte de pagamento de resgates, disse.

"Muitos dos nossos sacerdotes, nossa gente, nossos familiares e amigos foram sequestrados", lamentou.

De acordo com o líder católico na Síria, 450 mil cristãos abandonaram o país ou se deslocaram internamente.

Em alguns lugares, indicou, os extremistas muçulmanos, estavam dificultando a vida dos civis.

Gregorios III assinalou que a cidade de Yabroud "está controlada não apenas pelas tropas da oposição, mas também por alguns jihadistas. A oposição é aceitável, mas os jihadistas são algo diferente".

Os habitantes dessa cidade "têm que pagar sua cota como cristãos, mensalmente desde o início de 2012, 35 mil dólares ao mês. A dos muçulmanos provavelmente é maior".

"Mas, apesar de pagar esta quantidade mensal, em 27 de setembro, e agora em 16 de outubro, a velha igreja de Yabroud de Constantino e Helena, foi bombardeada".

O Patriarca católico disse que esse templo "era uma igreja anterior ao cristianismo. Era um templo de Júpiter, e convertido, uma velha e bela igreja".

Uma das bombas, disse, foi colocada no confessionário.

Gregorios III assinalou que muitos muçulmanos comuns sofreram tanto como os cristãos, ao tempo que denunciou que a maioria dos jihadistas veio de fora da Síria para unir-se à luta.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo






PARA CANCELAR A ASSINATURA O INSCREVER UM AMIGO, PREENCHA O FORMULÁRIO AQUI
COMENTÁRIOS OU PERGUNTAS A acidigital@acidigital.com


Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo