Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






terça-feira, 22 de outubro de 2013

[Catolicos a Caminho] MÊS DO ROSÁRIO (23) O ROSÁRIO E A MENSAGEM DE FÁTIMA Som !

 














  • MÊS DO ROSÁRIO 




(23) O ROSÁRIO E A MENSAGEM DE FÁTIMA 





Como todos nós sabemos, em todas as 6 Aparições de Fátima em 1917, Nossa Senhora recomendou a reza do Terço. 
E o Papa João Paulo II disse : 
- "O ROSÁRIO é a minha oração predilecta. 
Oração maravilhosa ! 
Maravilhosa na simplicidade e na profundidade. 
Nesta oração repetimos muitas vezes as palavras que a Virgem Maria ouviu ao Arcanjo e à sua parenta Isabel. 
A estas palavras associa-se a Igreja inteira. 
Pode dizer-se que o Rosário é, em certo modo, um comentário – prece do último capítulo da Constituicão Lumen Gentium do Vaticano II, capítulo que trata da admirável presença da Mãe de Deus no Mistério de Cristo e da Igreja. 
De facto, sobre o fundo das palavras da "Ave Maria" passam diante dos olhos da alma os principais episódios da vida de Jesus Cristo . 
Eles dispõem-se no conjunto dos Mistérios Gozosos, Dolorosos e Gloriosos, (e também Luminosos), e põem-nos em comunhão viva com Jesus, através – poderíamos dizer – do coração de Sua Mãe. 
Ao mesmo tempo o nosso coração pode incluir nestas dezenas do Rosário todos os factos que formam a vida do indivíduo, da família, da nação, da Igreja universal e da Humanidade. 
Acontecimentos pessoais e os do próximo, e de modo particular daqueles que nos estão mais vizinhos, que temos mais no coração. 
Assim a oração simples do Rosário marca o ritmo da vida humana... 
A todos exorto que o rezem..." 
Com a sua ida a Fátima, como simples peregrinos agradecidos e como Pastores Supremos da Igreja, Paulo VI e João Paulo II, com todos os seus gestos proféticos, na Cova da Iria, aprovaram, não só a devoção do Rosário bem como também toda a Mensagem de Fátima, Mensagem Evangélica, Mensagem especialmente Mariana. 
Os pastorinhos, quando estiveram presos, rezaram o Terço como nos conta a irmã Lúcia : 
- "Determinámos então rezar o nosso Terço. A Jacinta tira uma medalha, que tinha ao pescoço, pede a um preso que lha pendure em um prego que havia na parede, e de joelhos diante dessa medalha, começaram a rezar. Os presos rezaram connosco, se é que sabiam rezar, pelo menos estavam de joelhos". 
Quando Lúcia, na primeira aparição perguntou à Senhora se o primo também ia para o céu, ela resondeu : 
- "Esse ainda há-de rezar as contas dele". 
Por esta razão, mais tarde, como nos conta a irmã Lúcia, o Francisco, manifestando o contentamento que sentia, na promessa de ir para o Céu, cruzando as mãos sobre o peito, dizia : 
- "Ó minha Senhora ! Terços, rezo todos quantos Vós quiserdes". 
"E, desde aí, tomou o costume de se afastar de nós como que passeando. E se chamavam por ele, e lhe perguntavam o que andava a fazer, levantava o braço e mostrava-me o Terço". 
E como vimos já, na última Aparição de 13 de Outubro de 1917, Nossa Senhora identificou-se como a "Senhora do Rosário". 
E quando Lúcia lhe voltou a perguntar :"- Que é que Vossemecê me quer ?" a Senhora respondeu : 
- "Quero dizer-te que façam aqui uma capela em minha honra, que sou a Senhora do Rosário, que continuem sempre a rezar o Terço todos os dias..." 
O Rosário está, portanto, profundamente integrado na Mensagem de Fátima. 


John
Nascimento 











__._,_.___







Atividade nos últimos dias: 




Para cancelar sua assinatura deste grupo, envie um e-mail para:

catolicosacaminho-unsubscribe@yahoogroups.com









Trocar para: Só Texto, Resenha Diária • Sair do grupo • Termos de uso














.



__,_._,___

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo