Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Rio de Janeiro

Santa Sé






quarta-feira, 30 de abril de 2014

ACI Digital: Votação de 6 de maio poderá retirar ideologia de gênero do Plano Nacional da Educação

Documento sin título










NOTÍCIAS DIÁRIAS · www.acidigital.com 










30 de abril de 2014 






Votação de 6 de maio poderá retirar ideologia de gênero do Plano Nacional da Educação


BRASILIA, 30 Abr. 14 (ACI) .- Em um artigo enviado à Redação de ACI Digital. o Prof. Hermes Rodrigues Nery, especialista em Bioética (pela PUC-RJ), coordenador da Comissão Diocesana em Defesa da Vida e Movimento Legislação e Vida, da Diocese de Taubaté, e Diretor da Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família, ressalta a importância da votação do próximo 6 de maio, na qual será deliberada da meta 3.13 do PNE (Plano Nacional de Educação), que, sendo aprovada retiraria do Plano as polêmicas cláusulas que incluem a chamada "desconstrução da heteronormatividade", e a utilização da ideologia de gênero como ferramenta política para minar a família.



SUGERIMOS HOJE:

FAÇA PARTE DE NOSSA REDE NO FACEBOOK

SIGA AS NOSSAS NOTÍCIAS NO TWITTER

SIGAS AS NOTÍCIAS REFERENTES AO PAPA FRANCISCO NO NOSSO PERFIL DEDICADO A ELE



MANCHETES DO DIA 











VATICANO 
Vaticano envia questionário sobre situação da música sacra aos Bispos de todo o mundo 
Papa Francisco recorda a confiança de São João Paulo II na misericórdia de Deus 
Papa Francisco: Peçamos o dom do entendimento para compreender os ensinamentos de Jesus 
Meios de comunicação e Maria nas intenções de oração do Papa Francisco 
Arquidiocese de São Paulo, a maior do Brasil, recebe dois novos bispos auxiliares 

BRASIL 
Votação de 6 de maio poderá retirar ideologia de gênero do Plano Nacional da Educação 





Católico em Dia 



Evangelho: 





Santo ou Festa: 



Um pensamento: 

Amar ao próximo deve ser tão natural como viver e respirar.

Beata Madre Teresa de Calcutá 













VATICANO 









VATICANO, 30 Abr. 14 (ACI/EWTN Noticias) .- A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos e o Pontifício Conselho para a Cultura enviaram às Conferências Episcopais de todo o mundo um questionário, como parte de uma pesquisa que está sendo realizada sobre o estado da música sacra.

Conforme informou em um comunicado o dicastério vaticano, a cinquenta anos do Concílio Vaticano II, este estudo, que abrange todos os aspectos da música sacra (liturgia, formação, atividade pastoral, concertos), tem o objetivo de “refletir sobre o desenvolvimento ocorrido no campo da música e tem o desejo de oferecer uma contribuição ao ministério dos músicos para a glória de Deus e a santificação dos fiéis”.

Além das Conferências Episcopais, o documento também está dirigido aos Institutos religiosos e às Faculdades de Teologia.

Entretanto, o Conselho Pontifício da Cultura também colocou o documento ao alcance dos fiéis “para seu próprio uso e reflexão”.

Para baixar o documento, em formato PDF, pode ingressar em:

http://www.cultura.va/content/dam/cultura/documenti/pdf/musica/inquerito.pdf

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


VATICANO, 30 Abr. 14 (ACI/EWTN Noticias) .- Ao final da Audiência Geral celebrada nesta quarta-feira, o Papa Francisco dirigiu umas palavras aos peregrinos vindos da Polônia, nas quais destacou a confiança que São João Paulo II tinha na Divina Misericórdia, um testemunho -afirmou o Pontífice-, que continua muito presente nestes dias.

O ''testemunho de fé, de esperança, de caridade e de confiança na Misericórdia Divina'' está muito presente nestes dias, afirmou o Papa ante os milhares de fiéis reunidos na Praça de São Pedro. ''Que sua intercessão sustente a vida e as boas intenções de cada um de vós, as preocupações e alegrias de seus seres queridos e o desenvolvimento e o futuro sereno da Igreja na Polônia e de toda sua pátria'', expressou.

O Pontífice também dirigiu umas palavras aos jovens, aos doentes e aos recém-casados para recordar a memória litúrgica de Santa Catarina de Sena, padroeira da Itália e da Europa, que foi celebrada ontem terça-feira.

Francisco exortou os jovens a aprender dela a ''viver com a consciência reta de quem não cede ante os compromissos humanos'', aos doentes a inspirar-se em seu ''exemplo de fortaleza nos momentos de maior dor'' e aos esposos a ''imitar a solidez da fé de quem se confia a Deus''.


voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


VATICANO, 30 Abr. 14 (ACI/EWTN Noticias) .- O Papa Francisco presidiu nesta quarta-feira a Audiência Geral na Praça de São Pedro, onde exortou os católicos a pedir ao Espírito Santo o dom do entendimento, o qual não é uma capacidade intelectual, mas é a graça que ajuda a compreender os ensinamentos de Cristo e “perscrutar as profundezas do pensamento de Deus e do seu plano de salvação”.

Na sua catequese o Pontífice abordou a passagem evangélica dos discípulos de Emaús, que depois de serem testemunhas da morte na cruz e do sepultamento de Jesus, vão tristes e decepcionados de Jerusalém. Mas quando Cristo lhes une e lhes explica as escrituras, “suas mentes se abrem e nos seus corações se reacende a esperança”, afirmou o Papa.

Disponibilizamos abaixo a íntegra da catequese por cortesia do portal Canção Nova

Queridos irmãos e irmãs, bom dia

Depois de ter falado da sabedoria, como primeiro dos sete dons do Espírito Santo, hoje gostaria de colocar a atenção sobre o segundo dom, isso é, o entendimento. Não se trata daquela inteligência humana, da capacidade intelectual de que podemos ser mais ou menos dotados. É, em vez disso, uma graça que só o Espírito Santo pode infundir e que suscita no cristão a capacidade de ir além do aspecto externo da realidade e perscrutar as profundezas
do pensamento de Deus e do seu plano de salvação.

O apóstolo Paulo, dirigindo-se à comunidade de Corinto, descreve bem os efeitos deste dom – isso é, o que faz o dom do entendimento em nós – e Paulo diz isso: “Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou (Is 64, 4) tais são os bens que Deus tem preparado para aqueles que o amam. Todavia, Deus no-las revelou pelo seu Espírito” (1 Cor 2,9-10).

Isso obviamente não significa que um cristão possa compreender cada coisa e ter uma plena consciência dos planos de Deus: tudo isso permanece à espera de manifestar-se em toda a sua clareza quando nos encontrarmos diante dos olhos de Deus e formos realmente uma só coisa com Ele. Porém, como sugere a própria palavra, a inteligência permite “intus legere”, isso é, de “ler por dentro”: este dom nos faz entender as coisas como Deus as entende, com a inteligência de Deus. Porque uma pessoa pode entender uma situação com a inteligência humana, com prudência, e tudo bem. Mas entender uma situação em profundidade, como a entende Deus, é o efeito deste dom.

E Jesus quis enviar-nos o Espírito Santo para que nós tenhamos este dom, para que todos nós possamos entender as coisas como Deus as entende, com a inteligência de Deus. É um belo presente que o Senhor deu a todos nós. É o dom com o qual o Espírito Santo nos introduz na intimidade com Deus e nos torna participantes do plano de amor que Ele tem conosco.

É claro, então, que o dom da inteligência está estreitamente conectado à fé. Quando o Espírito Santo habita o nosso coração e ilumina a nossa mente, faz-nos crescer dia após dia na compreensão daquilo que o Senhor disse e realizou. O próprio Jesus disse aos seus discípulos: eu vos enviarei o Espírito Santo e Ele vos fará entender tudo aquilo que eu vos ensinei.

Entender os ensinamentos de Jesus, entender a sua Palavra, entender o Evangelho, entender a Palavra de Deus. Alguém pode ler o Evangelho e entender alguma coisa, mas se nós lemos o Evangelho com este dom do Espírito Santo podemos entender a profundidade das palavras de Deus. E isto é um grande dom, um grande dom que todos nós devemos pedir e pedir juntos: Dai-nos, Senhor, o dom do entendimento.

Há um episódio do Evangelho de Lucas que exprime muito bem a profundidade e a força deste dom. Depois de ter visto a morte na cruz e o sepultamento de Jesus, dois de seus discípulos, desiludidos e tristes, vão a Jerusalém e retornam ao vilarejo de nome Emaús. Enquanto estão a caminho, Jesus ressuscitado se aproxima e começa a falar com eles, mas os seus olhos, velados pela tristeza e pelo desespero, não são capazes de reconhecê-Lo. Jesus caminha com eles, mas eles estão tão tristes, tão desesperados, que não O reconhecem. Quando, porém, o Senhor explica a eles as Escrituras, para que compreendessem que Ele deveria sofrer e morrer e depois ressuscitar, as suas mentes se abrem e nos seus corações se reacende a esperança (cfr Lc 24, 13-27).

E isto é o que faz o Espírito Santo conosco: abre-nos a mente, abre-nos para entender melhor, para entender melhor as coisas de Deus, as coisas humanas, as situações, todas as coisas.

É importante o dom do entendimento para a nossa vida cristã. Peçamos esse dom ao Senhor, que nos dê, que dê a todos nós este dom para entender, como Ele entende, as coisas que acontecem e para entender, sobretudo, a Palavra de Deus no Evangelho. Obrigado.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


VATICANO, 30 Abr. 14 (ACI/EWTN Noticias) .- Foram publicadas nesta quarta-feira as intenções de oração do Papa Francisco para o mês de maio, que contempla o papel dos meios de comunicação a favor da paz, e a guia da Virgem Maria no trabalho evangelizador da Igreja.

A intenção universal do apostolado da oração do Santo Padre para o mês de maio de 2014 é “para que os meios de comunicação sejam instrumentos ao serviço da verdade e da paz”.

A intenção evangelizadora do Papa Francisco é “para que Maria, Estrela da Evangelização, guie a missão da Igreja no anúncio de Cristo a todos os povos”.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


VATICANO, 30 Abr. 14 (ACI) .- Segundo informaram as fontes oficiais da Santa Sé e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, o Papa Francisco nomeou nesta quarta-feira, 30, dois novos bispos auxiliares para São Paulo, a maior Arquidiocese do Brasil. Eles desempenharão seu ministério junto a outros cinco bispos auxiliares que cuidam da atenção pastoral dos fiéis da capital paulistana, cujo Arcebispo é o Cardeal Odilio Pedro Scherer. Os bispos-eleitos são o presbíteros : Pe. José Roberto Fortes Palau e Pe. Carlos Lema Garcia.

Pe. José Roberto Fortes Palau, é sacerdote do clero da Diocese de São José dos Campos (SP), e Pe. Carlos Lema Garcia, de São Paulo, do clero da Prelazia Pessoal do Opus Dei.

Em comunicado enviado aos bispos auxiliares, ao clero, aos religiosos e religiosas, e aos leigos e leigas da Arquidiocese, Dom Odilo demonstrou sua gratidão pelas nomeações feitas pelo Santo Padre. “Demos graças a Deus por estes dois novos bispos auxiliares. Agradeçamos também ao papa Francisco que os escolheu e nomeou para São Paulo”.

Rezemos pelos novos bispos auxiliares, pedindo que o Espírito Santo os faça bons pastores para a glória de Deus e o bem da Igreja”, conclui o comunicado de Dom Odilo.

Pe. José Roberto Fortes Palau nasceu em Jacareí/SP, em 09 de abril de 1965. Foi ordenado presbítero em 06 de fevereiro de 1993, sendo incardinado no clero da Diocese de São José dos Campos/SP. Formado em Filosofia pelo Instituto de Filosofia Santa Teresinha (São Josédos Campos, 1987-1988). É bacharel em Teologia pelo Instituto Teológico Sagrado Coração de Jesus (Taubaté, 1989-1992) e recebeu o grau de Mestre em Teologia da Espiritualidade pela Pontifícia Faculdade de Teologia Teresianum e posteriormente de Doutor em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2003-2007). Entre outras funções no seu ministério Pe. Fortes foi Vigário Geral da Diocese de São José dos Campos (2005-2013); Diretor da Escola Diaconal (2005 2011); Diretor e Professor da Faculdade Católica de São José dos Campos (2008-2014); Atualmente é pároco da Paróquia Santo Agostinho (desde 2010).

Pe. Carlos Lema Garcia é paulistano, nascido em 1956. Incorporou-se à Prelazia do Opus Dei aos 18 anos. Participou da equipe de apoio para a visita pastoral ao Brasil de São Josemaria Escrivá, Fundador do Opus Dei, a quem conheceu pessoalmente. Graduou-se em Direito Civil pela Universidade de São Paulo em 1979. Inscreveu-se na Ordem dos Advogados do Brasil, seção São Paulo, em 1981. Iniciou os Cursos de Filosofia e Teologia no Studium Generale da Prelazia do Opus Dei no Brasil e concluiu os Estudos Institucionais de Teologia entre os anos 1983-1984, no Seminário Internacional da Prelazia do Opus Dei em Roma. Recebeu a Ordenação Sacerdotal das mãos de São João Paulo II, na Basílica de São Pedro, no dia 2 de junho de 1985. O sacerdote é Doutor em Teologia Dogmática pelo Centro Acadêmico Romano da Santa Cruz, hoje Pontifícia Universidade da Santa Cruz. O Padre desempenhou um amplo ministério pastoral e um ativo apostolado intelectual e desde 2010 desempenha o cargo de Diretor Espiritual da Prelazia no Brasil. Também é responsável pelas atividades formativas da Sociedade Sacerdotal da Santa Cruz.

A ordenação episcopal do Pe. José Roberto Fortes Palau será realizada na cidade de São José dos Campos (SP), no dia 21 de junho, às 9h30.

A ordenação episcopal do Pe. Carlos Lema Garcia será realizada na catedral metropolitana de São Paulo (Catedral da Sé), no dia 29 de junho às 11h00.


voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


BRASIL 









BRASILIA, 30 Abr. 14 (ACI) .- Em um artigo enviado à Redação de ACI Digital. o Prof. Hermes Rodrigues Nery, especialista em Bioética (pela PUC-RJ), coordenador da Comissão Diocesana em Defesa da Vida e Movimento Legislação e Vida, da Diocese de Taubaté, e Diretor da Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família, ressalta a importância da votação do próximo 6 de maio, na qual será deliberada da meta 3.13 do PNE (Plano Nacional de Educação), que, sendo aprovada retiraria do Plano as polêmicas cláusulas que incluem a chamada "desconstrução da heteronormatividade", e a utilização da ideologia de gênero como ferramenta política para minar a família.

A seguir, o artigo do Professor Nery na íntegra:

O COMBATE A IDEOLOGIA DE GÊNERO NO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO
A votação do Plano Nacional de Educação deve ser concluída no próximo dia 6 de maio, na Câmara dos Deputados. Na sessão do dia 22 de abril, a maioria dos deputados da Comissão Especial de Educação (15 x 11) rechaçaram a ideologia de gênero, que o relator, Dep. Angelo Vanhoni (PT) queria ver incluída no inciso III, do art. 2 do PNE. Votaram a favor da ideologia de gênero os seguintes deputados: Angelo Vanhoni, Fátima Bezerra, Margarida Salomão, Artur Bruno, Iara Bernardi, Pedro Uczai, Ivan Valente, Stepan Nercessian, Chico Lopes e Paulo Rubem Santiago. Os deputados que votaram contra a ideologia de gênero foram Lelo Coimbra, Nelson Marchezan Junior, Alex Canziani, Dr. Ubiali, Eduardo Barbosa, Efraim Filho, Jair Bolsonaro, Pastor Eurico, Paulo Freire, professor Sétimo, Professora Dorinha Seabra rezende, Stefano Aguiar, Alfredo Kaefer, Antonio Bulh&ot ilde;es, Gastão Vieira, Marcos Rogério, Pedro Chaves, Ronaldo Fonseca e Leopoldo Meyer. Falta ainda a deliberação de um outro ponto no Plano Nacional de Educação, que precisa excluir a ideologia de gênero. Trata-se da meta 3.13 do PNE.

A batalha pró-família, das sessões dos dias 22 e 23 de abril havia sido vencida, em parte. Resta ainda a deliberação da meta 3.13, para que a ideologia de gênero fosse erradicada do Plano Nacional de Educação. Decisão esta que ficou marcada para a sessão da próxima terça-feira, dia 6 de maio.

Apesar da forte pressão do governo brasileiro (de modo especial o Ministério da Educação), com a militância da UNE nas sessões, foi possível barrar a ideologia de gênero com a aprovação da primeira emenda (incíso III, art. 2). Falta agora o destaque da meta 3.13. Os deputados estarão decidindo sobre o texto do Senado (que já havia feito a exclusão da ideologia de gênero no PNE) e o da Câmara (que retomou o projeto original do relator Vanhoni).

Mesmo depois de votada a meta 3.13, e conseguindo rejeitar a ideologia de gênero, o Plano Nacional de Educação ainda será apreciado no Plenário da Câmara, e o governo poderá ainda tentar incluir mesmo assim a ideologia de gênero no PNE. Há também, além do Plano Nacional de Educação, mais dois projetos de lei tramitando no Congresso, que visam incluir a ideologia de gênero na educação do País. Tratam-se dos projetos de lei 6010/2013 e 7627/2010.
Tais projetos, camuflados em combate à violência contra a mulher e à discriminação contra homossexuais, tem como objetivo viabilizar a chamada "desconstrução da heteronormatividade", e a utilização da ideologia de gênero como ferramenta política para minar a família.

Por isso, precisamos estar vigilantes e atuantes, para evitar tais aprovações e deter o projeto do governo brasileiro de corroer a instituição familiar, instrumentalizando os educadores para fins tão perversos.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo






PARA CANCELAR A ASSINATURA O INSCREVER UM AMIGO, PREENCHA O FORMULÁRIO AQUI
COMENTÁRIOS OU PERGUNTAS A acidigital@acidigital.com


Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo