Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Rio de Janeiro

Santa Sé






quinta-feira, 8 de maio de 2014

[Catolicos a Caminho] EUCARISTIA, ALIMENTO SAGRADO Som !

 








EUCARISTIA, ALIMENTO SAGRADO!! 




Na Liturgia da Palavra de hoje – 9 de Maio – A, tudo quanto Jesus disse, e que pertence ao "Discurso da Sinagoga de Cafarnaum", é uma apologia da Eucaristia – Corpo e Sangue de Cristo – como Alimento Sagrado. 

Os Alimentos (refeições), desde longa data fizeram parte da observância religiosa, quer do ritual, quer do próprio culto, como parte dos ritos sacrificiais, pelo que foram chamados Theophagy ou Hierophagy. 

Nas cerimónias pagãs os alimentos imolados eram oferecidos para aplacar os deuses, mas os oferentes não partilhavam dos alimentos oferecidos, pelo que se chamavam Alimentos Divinos, ou seja, alimentos consumidos pela divindade (os deuses). 

No desenvolvimento cristão desta prática, faz-se referência à Eucaristia como "Ceia do Senhor", portanto, Alimento Sagrado. 

Mas, além disso tem também uma realidade sacramental de Comunidade : 

- "Eram assíduos ao ensino dos Apóstolos, à União Fraterna, à Fracção do Pão e às orações". (Act.2,42). 

Há uma identidade entre este Alimento Sagrado do sacrifício e a participação no pão e no vinho, comido e bebido como sacrifício, como memorial e, mais solenemente, como Corpo e Sangue de Cristo . 

Assim o afirmou Paulo quando escreveu para a Comunidade de Corinto em linguagem interrogatória, como quem pede uma explicação e espera por uma resposta : 

- "O cálice de bênção que abençoamos não é a comunhão do sangue de Cristo ? E o pão que partimos não é a comunhão do Corpo de Cristo?". (1 Cor. 10,16). 

O Ágape que, historicamente era um alimento tomado em comum, foi muitas vezes feito antes ou depois da Eucaristia, mas não era Eucaristia. 

A compreensão semântica de Alimento na nossa sociedade moderna tem uma conotação familiar, mas isso não revela o Alimento Sagrado que existe simultaneamente como Eucarístico e ritualístico. 

Seria mais perfeito e mais correcto em todas as circunstâncias, fazer preceder a palavra Alimento, quando usada num contexto católico desta palavra Eucarístico ou Sagrado . 

Assim o afirma hoje Jesus na Liturgia da Palavra : 

- "Quem come a Minha carne e bebe o Meu sangue tem a vida eterna e Eu ressuscitá-lo-ei no último dia. Porque a Minha carne é, em verdade, uma comida e o Meu sangue é, em verdade, uma verdadeira bebida. Quem come a Minha carne e bebe o Meu sangue, fica em Mim e Eu nele". (Jo.6,55-56). 

A Eucaristia não é, portanto, um simples alimento para o nosso corpo, o que seria mais do que insuficiente, mas sim um alimento para a nossa alma, um Alimento Sagrado, que deve ser tomado com uma preparação prévia, consciente, interior e exteriormente. 

- "Examine-se cada qual a si mesmo e, então, coma desse pão e beba desse cálice. Aquele que come e bebe, sem distinguir o corpo do Senhor, come e bebe a sua própria condenação".(1 Cor.11.28-29). 

Uma recomendação sempre actual e sempre necessária, apesar de pouco pregada e muito esquecida. 



John
Nascimento 









__._,_.___





• 



• 

através de email 

• 


• 







Para cancelar sua assinatura deste grupo, envie um e-mail para:

catolicosacaminho-unsubscribe@yahoogroups.com













Privacidade • Sair do grupo • Termos de uso

















.




__,_._,___

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo