Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Rio de Janeiro

Santa Sé






sábado, 10 de maio de 2014

[Novo post] “Bendito…




Thais publicou: "... seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que em Sua grande misericórdia, nos gerou de novo, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para a esperança viva, para a herança incorruptível, imaculada e imarcescível, reservada nos céus pa" 



Responda a este post respondendo acima desta linha 






Nova publicação em Kerigma, A proclamação da Palavra 






“Bendito…


by Thais



... seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que em Sua grande misericórdia, nos gerou de novo, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para a esperança viva, para a herança incorruptível, imaculada e imarcescível, reservada nos céus para vós, os que mediante a fé, fostes guardados pelo poder de Deus para a salvação prestes a realizar-se no tempo do fim" (1Pd 1,3-5)

O Apóstolo abençoa Deus, isto é, bendi-Lo (abençoar = bendizer = dizer bem)! É a mais alta oração dos judeus e dos cristãos: pronunciar a bênção: "Bendito sejais, Senhor..." Abençoar, bendizer é o mesmo que dizer bem.


E o cristão "diz bem" de Deus sempre através de Jesus Cristo. Através Dele o cristão abençoa Deus, isto é, bendiz a Deus, louvando, agradecendo, glorificando-O.
No cristianismo, bendizer e dar graças são ideias tão próximas a ponto de se identificarem. Assim, a grande oração cristã é a Bênção ou a Ação de Graças (em grego, a "eucaristia") que torna presente sobre o Altar o Sacrifício do Cordeiro imolado e ressuscitado.

Isto aparece de modo apoteótico em cada Missa, quando o celebrante ergue o Corpo e o Sangue do Cordeiro, mostrando-O ao Pai, não ao povo, concluindo a grande Oração Eucarística e, olhando para o Alto, bendiz glorificando o Pai, pelo Filho no Espírito: "Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a Vós Deus Pai, na unidade do Espírito Santo", e toda a assembleia, toda a Igreja, exclama o "amém" solene.
Mas, quem é o Deus cristão? Quem é o nosso Deus? Ei-Lo: é o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo; é o mesmo Deus a Quem Jesus, nos dias de Sua vida de humilhação, chamava de Pai. Em outras palavras: o Deus verdadeiro, o Deus dos cristãos é o Deus de Israel, mas tal qual Jesus O revelou, Jesus O interpretou. O Deus Santo de Abraão, Isaac e Jacó, o Deus terrível do Monte Sinai, o Deus dos profetas, esse Deus, Jesus finalmente desvelou a Sua Face bendita: o S eu Nome é Pai, o Seu coração é Amor paternal!

"Bendito, pois, seja o Deus a Pai de nosso Senhor Jesus Cristo!"
Quando um cristão reza o Pai-nosso deveria ter a consciência de que está diante do Deus tremendo do Antigo Testamento, está diante do Santo de Israel, Daquele cujo Nome bendito – IHWH – sequer deveria ser pronunciado. Pois bem, tendo diante dos olhos esse Deus imenso, o cristão, sustentado pelo Espírito do Filho, exclama, ousadamente: Abbá! Pai! Papai!

Cuidado! Não vulgarizemos! Esse Deus continua santo e tremendo; haverá de nos julgar no Último Dia e, no entanto, ao mesmo tempo, Ele é o Pai queridíssimo, com entranhas de misericórdia, Amor onipotente!

Silêncio! Mistério! Amor!











Thais | 10/05/2014 às 12:56 am | Categorias: Uncategorized | URL: http://wp.me/s3yA87-bendito












Cancele a assinatura para não receber mais posts de Kerigma, A proclamação da Palavra.
Altere as configurações do seu e-mail em Gerenciar Assinaturas. 

Problemas para clicar? Copie e cole esta URL no seu navegador: 













Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo