Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






domingo, 8 de dezembro de 2013

[Novo post] Feministas, católicos, um ato de guerra formal e o que fazer a respeito disso?





lucianohenrique publicou: " Antes de começarmos, leia a descrição de um vídeo no YouTube (que vai ao final desta postagem): Um grupo de católicos argentinos fez barricada e orou em frente à Catedral de San Juan (Argentina) no dia 24 de Novembro de 2013, impedindo que feministas" 



Para responder a esta publicação digite acima desta linha 






Nova publicação em Ceticismo Político 











Antes de começarmos, leia a descrição de um vídeo no YouTube (que vai ao final desta postagem):



Um grupo de católicos argentinos fez barricada e orou em frente à Catedral de San Juan (Argentina) no dia 24 de Novembro de 2013, impedindo que feministas/abortistas queimassem e depredassem a igreja.
Elas também fizeram pichações pelas ruas da cidade. E queimaram um boneco representando o Papa Francisco.
O grupo de católicos foi humilhado o tempo todo, enquanto elas proferiam palavras de ódio contra Deus e a igreja, mas o grupo de católicos não reagiu aos ataques e manteve a fé.

Em relação ao vídeo que está no final deste post, me perguntaram: "No vídeo abaixo, quem está sendo ridículo?". Eu não sei a resposta, pois minha especialidade é guerra política, e não guerra formal, ainda que esta última seja facilitada pela primeira. O Holocausto, por exemplo, não foi uma guerra política, mas um ato de guerra formal, que foi facilitado pela vitória na guerra política por parte de Hitler.

Por exemplo, hoje em dia é mais "aceitável" para a opinião pública que feministas consigam agredir católicos e saiam impunes por que se criou no senso comum a ideia de que pessoas que aleguem ter sido "oprimidas" no passado não precisem seguir a lei diante daqueles a que tenham chamado de "opressores". Não importa se todo o discurso é baseado em uma falsa guerra de classes. O que importa é como o senso comum está remodelado.

Logo, se não há um clamor público contra as ofensas aos católicos, isso é culpa da falta de combatividade destes últimos na guerra política. Assim, em um evento de guerra formal, é mais fácil para esquerdistas humilhá-los em público, ofendê-los, cuspir na cara deles e ainda saírem ilesos. É por isso que eu defendo a prática de guerra política (e o estudo dela como se fosse uma arte).

Onde poderia ocorrer uma instância da guerra política? Em como os católicos, e até mesmo quaisquer não-esquerdistas, aproveitariam o evento para demonstrar que o esquerdismo é não só uma mera doença mental. Ele também produz comportamentos psicopáticos, histéricos, anti-sociais, gerando turbas que se comportam como nas eras tribais, quando não existiam leis.

É quando eu refaço a pergunta: "Na batalha política relacionada ao evento da agressão das feministas contra católicos na catedral argentina, quem está sendo ridículo?".

Para esta pergunta, eu sei a resposta: quem souber aproveitar melhor o evento em termos políticos. E tudo fica muito fácil para os católicos. Basta uma consciência política nota 3 para saber aproveitar este evento e demonstrar as consequências do esquerdismo.

Os argentinos, inclusive, podem mostrar "os grupos sociais" aparelhados pelo estado de Cristina Kirchner. Mas em qualquer lugar do mundo a direita pode aproveitar-se do evento.

Em papo reto: o que vemos no vídeo? Psicopatia em larga escala. Culpa do esquerdismo. Mas pode ser que nem todas as feministas sejam psicopatas. Nesse caso, elas são histéricas, e seu comportamento psicopático é uma emulação do comportamento inserido via lavagem cerebral nelas. E isso é a essência do esquerdismo. Se a criação de comportamento psicopático em larga escala inviabiliza a interação social em sociedades civis, devemos atribuir novamente esta responsabilidade ao esquerdismo. O resultado é o retorno às eras tribais, renegando tudo o que conhecemos em termos de civilização.

A partir da exposição assertiva disso, e sempre atribuindo responsabilidade ao esquerdismo, pode-se enfim ridicularizar os esquerdistas pelos eventos ocorridos na catedral.

Caso contrário, se a resposta for apenas "Oh, veja o que aconteceu conosco", os católicos sairão como os ridículos da história e mais uma vez os esquerdistas vencerão.
















Cancele a assinatura para não receber mais posts de Ceticismo Político.
Altere as configurações do seu e-mail em Gerenciar Assinaturas. 

Problemas para clicar? Copie e cole esta URL no seu navegador: 













Católicos defendem Catedral de San Juan de feministas SOCIALISTAS (Argentina)

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo