Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






domingo, 8 de dezembro de 2013

[Catolicos a Caminho] HISTÓRIA DA SALVAÇÃO (08) ACOLHER O REINO QUE VEM Som !

 















  • HISTÓRIA DA SALVAÇÃO




(003) ACOLHER O REINO QUE VEM...



(2º Domingo do Advento – A)


«Arrependei-vos, pois está próximo o Reino de Deus». (Mt.3,2).


Sempre que rezamos a Oração que Jesus nos ensinou, (O Pai Nosso), pedimos que "venha a nós o Seu Reino", o Reino de Deus.
Não somos nós que o construímos.
O Reino de Deus é uma realidade que está presente na História por decisão e como um Dom de Deus, e que nós somos convidados a acolher.
Quando entramos em Tempo do Advento o que devemos fazer é reler a nossa vida à luz desse facto, para nos perguntarmos se vivemos em função do Reino de Deus.
E quando e como é que isso acontece ?
* Acontece sempre que melhoramos as qualidade das nossas relações interpessoais, procurando criar laços dignos de filhos de Deus.
* Acontece também sempre que vencemos preconceitos e discriminações, para acolher todos aqueles que o próprio Deus já acolheu nos seus desígnios de salvação, mas que ainda não conhecem a magnanimidade do seu coração de Pai.
* Acontece sempre que somos generosos no perdão e nos tornamos ministros da reconciliação pela dedicação às causas da paz e da solidariedade.
* Acontece ainda quando damos prioridade à vontade de Deus nas nossas opções e abrimos espaço à liberdade do Espírito nos nossos corações.
Evangelizar é criar condições para que todos adoptemos os valores do Evangelho no nosso estilo de vida e assim o Reino de Deus incarne na nossa vida e defina a nossa história pessoal e comunitária.
«Está perto de vós o Reino de Deus!»
Foi com esta mensagem também que os primeiros discípulos foram enviados, dois a dois, ao encontro daqueles e daquelas com que Jesus esperava vir depois a encontrar-se.
Muitas vezes lhes disse ao que o Reino de Deus é semelhante para os encorajar, e mandou-os à sua frente, anunciando a proximidade da sua vinda.
Ainda hoje a mesma mensagem através do Evangelho, e da nossa acção cristã, continua a ser feita exactamente nos mesmos moldes em ordem ao Reino de Deus.
Jesus envia-nos à sua frente como arautos divinos dum Deus que nos quer «curar», que nos quer ajudar a recuperar a plenitude da nossa personalidade.
Por isso nos envia, decididos a criar laços e a fazer amizades que possam ser a plataforma para o anúncio confiante da aproximação do Reino de Deus.
O seu relacionamento, é-nos manifestado e proposto numa base de respeito e acolhimento, de liberdade e diálogo, de humildade e serviço, de caridade e de paz.
Deus faz da sua omnipotência um serviço de presença e amor, sem preconceitos nem reservas, para que todos nós aprendamos o amor desinteressado, que não força nem seduz, mas atrai e nos dá felicidade na posse do Reino de Deus preparado para todos os que fazem parte do Plano da História da Salvação.


John

Nascimento















__._,_.___
| através de email | Responder através da web | Adicionar um novo tópico






Atividade nos últimos dias:




Para cancelar sua assinatura deste grupo, envie um e-mail para:
catolicosacaminho-unsubscribe@yahoogroups.com








Trocar para: Só Texto, Resenha Diária • Sair do grupo • Termos de uso













.


__,_._,___

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo