Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Rio de Janeiro

Santa Sé






quarta-feira, 14 de maio de 2014

ACI Digital: Devemos pedir a Deus o dom da Fortaleza para todas as ocasiões da vida diária, afirma o Papa

Documento sin título










NOTÍCIAS DIÁRIAS · www.acidigital.com 










14 de maio de 2014 






Devemos pedir a Deus o dom da Fortaleza para todas as ocasiões da vida diária, afirma o Papa

VATICANO, 14 Mai. 14 (ACI) .- Na Catequese desta quarta-feira, 14 de maio, o Papa falou sobre o dom da Fortaleza e explicou que este não é apenas um recurso que pedimos a Deus quando necessitamos para algo específico, e sim um dom que devemos pedir para todas as ocasiões do quotidiano tendo em conta o que diz São Paulo: “Tudo posso naquele que me fortalece” (Fil 4, 13). O Papa afirmou ainda que a fortaleza é um dom que Deus não deixa faltar. “O Senhor não nos dá uma prova maior do que podemos tolerar”, disse o Santo Padre.


SUGERIMOS HOJE:

CURTA NOSSA FANPAGE NO FACEBOOK!

SIGA NOSSAS NOTÍCIAS NO TWITTER

CONFIRA AS NOTÍCIAS RELATIVAS AO SANTO PADRE NO NOVO PERFIL FEITO POR ACI DIGITAL




MANCHETES DO DIA 







VATICANO 
Papa Francisco pede orações pelos mineradores mortos na Turquia e pelos mortos 
Papa Francisco nomeia sacerdote da Arquidiocese de Fortaleza como novo bispo de Tefé, no Amazonas 
Devemos pedir a Deus o dom da Fortaleza para todas as ocasiões da vida diária, afirma o Papa 

AMÉRICA 
"O Amor é a nossa missão", anunciado hoje o tema para o próximo Encontro Mundial das Famílias 

BRASIL 
Divulgado programa da visita da Imagem peregrina da Virgem de Fátima a Aparecida 

MUNDO 
Cardeais do mundo inteiro se reúnem na Espanha para refletir sobre sua missão na Igreja 

CONTROVÉRSIA 
Nigéria: Igreja Católica reza por liberação das meninas sequestradas 





Católico em Dia 



Evangelho: 




Santo ou Festa: 



Um pensamento: 
Cada um o que seu amor.
Santo Agostinho 













VATICANO 







VATICANO, 14 Mai. 14 (ACI/EWTN Noticias) .- Durante a Audiência Geral de hoje, o Papa Francisco pediu orações pelos quase 240 mineradores mortos em Soma (Turquia), e pelas vítimas do naufrágio de uma embarcação no canal da Sicília, onde viajavam 400 imigrantes africanos, dos quais pelo menos duzentos foram resgatados e aproximadamente 40 pessoas poderiam ter falecido.

“Queridos irmãos, eu os convido a rezar pelos mineradores que, ontem, morreram na mina de Soma, na Turquia, e por aqueles que se encontram presos nas galerias. O Senhor acolha os mortos em sua casa e dê conforto aos familiares! E rezemos também pelas pessoas que nestes dias perderam a vida no Mar Mediterrâneo. Coloquem-se, em primeiro lugar, os direitos humanos; rezemos para isso. E se unam as forças para prevenir essas tragédias vergonhosas”, expressou o Pontífice.

Segundo a imprensa turca, até o momento o balanço dos mortos já chega a 238 dos 400 mineradores resgatados. Entretanto, o resgate resulta difícil por causa do fogo e do vazamento de gás.

A embarcação com os imigrantes naufragou na segunda-feira passada. Participam dos trabalhos de resgate navios marinha italiana, embarcações comerciais que transitavam na área e um helicóptero.
As autoridades italianas foram alertadas pelo pessoal das plataformas petrolíferas assentadas na zona. A embarcação se encontrava a 70 km da costa da Líbia, de onde tinham saído, e a 160 km da ilha siciliana de Lampedusa.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


VATICANO, 14 Mai. 14 (ACI) .- 


Na manhã de hoje, 14, o Papa Francisco nomeou bispo da vacante prelazia de Tefé (AM), o padre Fernando Barbosa dos Santos, atual pároco da paróquia Nossa Senhora dos Remédios, em Fortaleza (CE). A prelazia de Tefé (AM) estava vacante desde dezembro de 2012.





Segundo informou ainda a CNBB, Padre Fernando Barbosa dos Santos será o quarto bispo da prelazia. O sacerdote nasceu no dia 5 de março de 1967 na cidade de Sertânia (PE). Estudou filosofia no Instituto de Filosofia dos Salesianos em Recife (PE) e, em 1991, concluiu os estudos teológicos no Instituto Regional de Pastoral em Belém-PA.





O padre foi pároco na Paróquia de Santo Antônio, em 1996, na cidade de Quixeramobim (CE). Atuou como diretor em dois seminários: em 1997, no Seminário propedêutico da Província de Fortaleza; e de 2000 a 2003, no Seminário de Teologia São Vicente de Paulo, em Belém (PA).





Em 2002, participou de uma formação de espiritualidade Vicentina, em Paris, França.





Até 2013 atuou como coordenador do Setor Oeste na Região São José, na arquidiocese de Fortaleza e, atualmente, é assessor do centro de Juventude da região São José, também, na arquidiocese de Fortaleza.





A prelazia de Tefé é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil, pertencente à arquidiocese de Manaus, e ao regional Norte 1 (Norte do Amazonas e Roraima) da CNBB.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


VATICANO, 14 Mai. 14 (ACI) .- Na Catequese desta quarta-feira, 14 de maio, o Papa falou sobre o dom da Fortaleza e explicou que este não é apenas um recurso que pedimos a Deus quando necessitamos para algo específico, e sim um dom que devemos pedir para todas as ocasiões do quotidiano tendo em conta o que diz São Paulo: “Tudo posso naquele que me fortalece” (Fil 4, 13). O Papa afirmou ainda que a fortaleza é um dom que Deus não deixa faltar. “O Senhor não nos dá uma prova maior do que podemos tolerar”, disse o Santo Padre.

A seguir, a catequese completa do Santo Padre:

“Refletimos nas catequeses passadas sobre os primeiros três dons do Espírito Santo: a sabedoria, o entendimento e o conselho. Hoje pensemos naquilo que o Senhor faz: Ele vem sempre para nos apoiar na nossa fraqueza e faz isto com um dom especial: o dom da fortaleza.

1. Há uma parábola, contada por Jesus, que nos ajuda a acolher a importância deste dom. Um semeador sai para semear; nem toda a semente que espalha, porém, dá fruto. Aquilo que acaba pelo caminho é comido pelos pássaros; aquilo que cai em terreno rochoso ou em meio a espinhos semeia, mas logo é secado pelo sol ou sufocado pelos espinhos. Somente aquilo que termina em terreno bom pode crescer e dar fruto (cfr Mc 4, 3-9 // Mt 13, 3-9 // Lc 8, 4-8). Como o próprio Jesus explica aos seus discípulos, este semeador representa o Pai, que espalha abundantemente a semente da sua Palavra. A semente, porém, muitas vezes encontra a aridez do nosso coração e, mesmo quando é acolhida, corre o risco de permanecer estéril. Com o dom da fortaleza, em vez disso, o Espírito Santo liberta o terreno do nosso coração, liberta-o do torpor, das incertezas e de todos os nosso! s medos que possam impedi-Lo, de modo que a Palavra do Senhor seja colocada em prática, de modo autêntico e alegre. É uma verdadeira ajuda este dom da fortaleza, dá-nos força, liberta-nos também de tantos impedimentos.

2. Há também momentos difíceis e situações extremas nas quais o dom da fortaleza se manifesta de modo extraordinário, exemplar. É o caso daqueles que se encontram diante de experiências particularmente duras e dolorosas, que perturbam suas vidas e de seus entes queridos. A Igreja resplandece com o testemunho de tantos irmãos e irmãs que não hesitaram em dar a própria vida para permanecerem fiéis ao Senhor e ao seu Evangelho. Mesmo hoje não faltam cristãos que em tantas partes do mundo continuam a celebrar e a testemunhar a sua fé, com profunda convicção e serenidade, e resistem mesmo quando sabem que isso pode comportar um preço mais alto. Também nós, todos nós, conhecemos pessoas que viveram situações difíceis, tantas dores. Pensemos naqueles homens, naquelas mulheres que levam uma vida difícil,! lutam para levar adiante a família e educar os filhos: fazem tudo isso porque há o espírito de fortaleza que os ajuda. Quantos homens e mulheres – nós não sabemos seus nomes – que honram nosso povo, nossa Igreja, porque são fortes: fortes em levar adiante sua vida, sua família, seu trabalho, sua fé. Estes nossos irmãos e irmãs são santos, santos no cotidiano, santos escondidos em meio a nós: têm justamente o dom da fortaleza para poder levar adiante o seu dever de pessoas, de pais, de mães, de irmãos, de irmãs, de cidadãos. Temos tantos! Agradeçamos ao Senhor por estes cristãos que são de uma santidade escondida: é o Espírito Santo que têm dentro que os leva adiante! E nos fará bem pensar nessas pessoas: se elas fazem tudo isso, se elas podem fazê-lo, por que não eu? E nos fará ! bem também pedir ao Senhor que nos dê o dom da fo! rtaleza. 

3. Não é preciso pensar que o dom da fortaleza seja necessário somente em algumas ocasiões, ou em situações particulares. Este dom deve constituir um pano de fundo do nosso ser cristão, na ordinariedade da nossa vida cotidiana. Como disse, em todos os dias da vida cotidiana devemos ser fortes, temos necessidade desta fortaleza, para levar adiante a nossa vida, a nossa família, a nossa fé. O apóstolo Paulo disse uma frase que nos fará bem ouvir: “Tudo posso naquele que me fortalece” (Fil 4, 13). Quando enfrentamos a vida ordinária, quando vêm as dificuldades, recordemos isto: “Tudo posso naquele que me fortalece”. O Senhor nos dá a força, sempre, não a deixa faltar. O Senhor não nos dá uma prova maior do que podemos tolerar. Ele está sempre conosco. “Tudo posso naquele me fortalece”.

Queridos amigos, às vezes podemos ser tentados a nos deixar levar pela preguiça ou, pior, pelo desânimo, sobretudo diante dos cansaços e das provações da vida. Nestes casos, não vamos desanimar, invoquemos o Espírito Santo para que, com o dom da fortaleza, possa aliviar o nosso coração e comunicar nova força e entusiasmo na nossa vida e no nosso seguimento a Jesus”. 

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


AMÉRICA 







FILADELFIA, 14 Mai. 14 (ACI) .- 


Foi anunciado, na manhã de hoje, na Filadélfia, Pensilvânia (EUA), o tema “Love Is Our Mission: The Family Fully Alive” para o 8º Encontro Mundial das Famílias, que acontecerá em setembro de 2015. Em tradução livre do título em inglês, "O amor é a nossa missão: a família plenamente viva”. O anúncio aconteceu durante coletiva de imprensa em que participaram o arcebispo da Filadélfia, dom Charles Chaput, o presidente do Pontifício Conselho para a Família, dom Vincenzo Paglia, o governador do estado da Pensilvânia, Tom Corbett, e o prefeito da Filadélfia, Michael Nutter.





De acordo com os organizadores, o tema é inspirado nas palavras de Santo Irineu, que afirma “a glória de Deus é o homem vivo” e destaca o “valor intrínseco” da família para o bem da sociedade.





Dom Chaput disse que o papa Francisco encarna a mensagem de misericórdia, alegria e amor que está no coração do Evangelho. “Sua compaixão pelas necessidades genuínas de pessoas em todo o mundo e seu cuidado profundo para a instituição da família inspiraram o nosso tema”, afirmou.





“Num momento em que esperamos que você se junte, papa Francisco”, convidou o arcebispo.





De acordo com dom Charles Chaput, o tema não ressoa apenas com católicos, mas em todas as pessoas de boa vontade. “Ele realça a beleza e a verdade da vida familiar. O amor que citamos em nosso tema é o amor que temos de garantir, preenche todas as casas e todos os membros da família com uma luz única e revigorante”, explicou.





O Pontifício Conselho para a Família organizou os Encontro Mundiais em Roma, Itália (1994), Rio de Janeiro, Brasil (1997), Roma, Itália (2000), Manila, Filipinas (2003), Valencia, Espanha (2006), Cidade do México, México (2009) e em Milão, Itália (2012). O evento foi criado por São João Paulo II com o objetivo de reforçar os laços sagrados da família em todo o mundo.





A oitava edição acontecerá de 22 a 27 de setembro de 2015. São esperados participantes de mais de 150 países.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


BRASIL 







APARECIDA, 14 Mai. 14 (ACI) .- Através da Sala de Imprensa do Santuário Nacional de Aparecida, o seu reitor, padre Domingos Sávio, o trajeto da imagem peregrina de Fátima, vinda de Portugal, até sua chegada à Matriz Basílica.

"A Imagem será o centro de um cortejo em carro do Corpo de Bombeiros, iniciando-se às 17h, junto à Igreja de São Benedito e subindo, na contramão, a Rua Monte Carmelo até a Praça Nossa Senhora Aparecida. Ali, às 17h30, haverá a recepção oficial da Imagem, por Dom Raymundo Damasceno", explica padre Domingos.

No comunicado, moradores e comerciantes também são convidados a enfeitarem seu comércio ou residência em homenagem a Nossa Senhora de Fátima, a exemplo do gesto feito para a procissão de Nossa Senhora Aparecida, em outubro.

Veja a programação completa para os dias 17 e 18:

17 DE MAIO

- 17h30 - Recepção da Imagem em frente da Matriz Basílica

- 18h - Reza do Terço

- 19h - Procissão luminosa pela Passarela da Fé trazendo a Imagem até o Santuário

- 20h - Eucaristia: Acolhida da Imagem de Nossa Senhora de Fátima. Presidência de Dom Raymundo Damasceno Assis, Cardeal Arcebispo de Aparecida e Presidente da CNBB, e presença de Dom Antônio Augusto dos Santos Marto, bispo de Leiria-Fátima e de outros concelebrantes (transmissão TV Aparecida)

- 22h - Reza do Terço, acolhendo a Imagem de Nossa Senhora de Fátima (transmissão TV Aparecida)

18 DE MAIO

- 7h30 - Eucaristia: Entronização da Imagem de Nossa Senhora de Fátima. Presidência de Dom Antônio Marto e presença de Dom Raymundo Damasceno e de outros concelebrantes

- 8h30 - Traslado da Imagem de Nossa Senhora de Fátima ao monumento a Ela dedicado. (Cerimônia transmitida pela TV Aparecida, também para Portugal, e TV Cultura de São Paulo)

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


MUNDO 







BARCELONA, 14 Mai. 14 (ACI/Europa Press) .- Cardeais, arcebispos e bispos das grandes cidades do mundo se reunirão em Barcelona do dia 24 a 26 de novembro para refletir sobre seu papel atual e sobre seus desafios.

A reunião acontecerá no marco do I Congresso Internacional sobre a Pastoral nas Grandes Cidades, organizado pelo Arcebispo de Barcelona, Cardeal Lluís Martínez Sistach.

"É muito importante que falemos sobre o nosso papel nas grandes cidades e sobre como fazer a Igreja presente neste mundo, algo no qual o Papa está muito interessado", por isso receberá em audiência aos congressistas no dia 27 de novembro no Vaticano para conhecer as conclusões, informou o Cardeal Sistach nesta quarta-feira em roda de imprensa, na qual revelou que a maioria dos pastores das grandes cidades do mundo já confirmou presença.

Adiantou que participarão do encontro os cardeais de Tegucigalpa, Bogotá, Bombaim, Budapeste, Manila, Buenos Aires, Rio de Janeiro, São Paulo, Roma, Londres, Lisboa e Quebec, e acrescentou que "virão mais, mas ainda devem confirmá-lo".

Antes da reunião dos pastores em novembro, o congresso celebrará de 20 a 22 de maio uma "primeira fase técnica" no Seminário Conciliar de Barcelona, com cerca de quinze palestrantes e especialistas dos cinco continentes que contribuirão com seus conhecimentos e ajudarão a criar um marco conceitual.

No primeiro dia desta fase inicial, os peritos Manuel Castells, Marc Augé e Javier Elzo analisarão como se estruturam as grandes cidades, e no dia seguinte se aprofundará em como o cristianismo se encaixa na malha metropolitana através dos palestrantes Angeli di Berardino, Benjamim Bravo e Luca Bressan.

Em 22 de maio, os peritos Jean-Bosco Matand, Alphonse Borràs e Carlos M. Galli tratarão o modo de transladar o Evangelho nas grandes cidades; todas as palestras acontecerão pela manhã e estarão abertas ao público geral, enquanto que pela tarde haverá encontros entre os peritos a porta fechada.

A iniciativa pretende criar um espaço de debate entre os pastores das grandes cidades para compartilhar e analisar os principais desafios que enfrentam para manter o papel da Igreja: "Comentei isso com o então Cardeal Bergoglio antes de ser eleito Papa e se mostrou muito interessado, por isso temos todo o seu apoio".

Perguntado se no congresso se debaterá sobre a comunhão das pessoas divorciadas, o Cardeal Martínez Sistach disse que é possível, levando em consideração que é um dos desafios que a sociedade atual enfrenta, e acrescentou que para isso é necessário "encontrar um equilíbrio entre a misericórdia e a fidelidade a Deus".

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo


CONTROVÉRSIA 







ROMA, 14 Mai. 14 (ACI) .- A Igreja Católica na Nigéria segue com particular preocupação a trágica história das mais de 200 estudantes sequestradas em 14 de abril no norte do país.

“Os dois últimos domingos, ao final de cada Missa, rezamos especialmente para que as garotas possam abraçar suas famílias logo”, diz o Padre Patrick Tor Alumuku, Diretor de Comunicações da Arquidiocese da Abuja à agência vaticana Fides.

“No domingo 11 de maio, em cada paróquia e cada igreja na Nigéria houve uma hora de adoração e oração pela libertação das meninas –afirmou o sacerdote– e, por outro lado, o Cardeal John Olorunfemi Onaiyekan, Arcebispo da Abuja, multiplicou as chamadas em favor delas”.

Vários estados ofereceram sua assistência às autoridades da Nigéria para liberar as estudantes das mãos do Boko Haram, a seita islamista que solicitou a liberação de vários de seus membros presos em cárceres da Nigéria em troca das garotas.

O Padre Patrick conclui expressando que “esperamos que este assunto possa ser concluído positivamente nos próximos dias”.

voltar ao início | comentar a notícia | arquivo








PARA CANCELAR A ASSINATURA O INSCREVER UM AMIGO, PREENCHA O FORMULÁRIO AQUI
COMENTÁRIOS OU PERGUNTAS A acidigital@acidigital.com


Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo