Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

[Novo post] Caetano Veloso, o mestre da hipocrisia: “Não sou rico, sou classe média, pois penso ser de classe média”




lucianohenrique publicou: " Em sua coluna de domingo no Globo, Caetano Veloso levou a arte da hipocrisia a novos patamares, ao dizer que não é rico: Talvez haja manifestações em junho outra vez. Alguns amigos me dizem que os grupos anarquistas estão se multiplicando e que, embora " 



Responda a este post respondendo acima desta linha 






Nova publicação em Ceticismo Político 










Em sua coluna de domingo no Globo, Caetano Veloso levou a arte da hipocrisia a novos patamares, ao dizer que não é rico:


Talvez haja manifestações em junho outra vez. Alguns amigos me dizem que os grupos anarquistas estão se multiplicando e que, embora a polícia esteja agora mais avisada e preparada para conter os movimentos, os manifestantes também aprenderam muito com a experiência. Há muitos que dizem que não haverá Copa. É preciso saber se o grosso da população urbana brasileira aderirá a algo assim. Eu sou da classe média (não adianta os malucos da internet dizerem que sou rico: minha cabeça é classe média e, na real, não fiquei rico), tendo a reagir como pessoas da classe média. Sim, sou rebelde, na verdade um medalhão transviado, mas sou classe média (como a maior parte dos que precisam se manifestar de alguma forma nessa vida). Prefiro que haja Copa. Queria que a Fifa fosse respeitável e que o time brasileiro pudesse fazer jus à antiga fama do nosso futebol. Quero ser feliz. Afinal, foi o que todo mundo me dizia, na passagem do ano, para eu ser.

O discurso como um todo é completamente sem pé nem cabeça. O que tem a ver misturar querer ou não Copa com a alegação dele "não ser rico"? Seja lá como for, vamos testar essa última alegação: a de que ele "não é rico". Ele sabe que tem que vender a imagem de "ser da classe média", pois vive promovendo um discurso de que "luta pelos pobres", mas sempre está com o bolso muito mais cheio do que vários milionários. Recentemente, o Globo divulgou uma notícia mostrando que a ex-esposa de Chico, Paula Lavigne, está vendendo um imóvel, que obteve na partilha de bens com o cantor, por R$ 37 milhões - lembremos que partilha fala de "parte", não do todo. Ou que tal ele receber R$ 600.000 por um mísero show no final de ano, custeado pelo estado? Se ele ao menos tivesse inventado uma desculpa melhor, poderíamos refutá-lo com maior gentileza, mas simplesmente sair-se com um "não sou rico, pois não me sinto rico" é o fim da picada. Todo mundo pode perdoado por uma ou outra prática da desculpa esfarrapada, mas Caetano simplesmente abusou do direito ao perdão. Imaginemos como seria o mundo de acordo com a lógica de Caetano: 
Criminoso: "Eu não sou culpado, pois me sinto inocente" 
Mensaleiro: "Eu não sou corrupto, pois me sinto herói da nação" (Aliás, essa lógica já tem sido usada por eles ostensivamente) 
Estuprador: "Eu não sou estuprador, pois me sinto um promotor da sedução consensual" 

É claro que esse tipo de discurso fica abaixo da crítica. Estamos diante de um hipócrita que simplesmente subestima a inteligência de seus leitores, principalmente seus adoradores esquerdistas. Enfim, dinheiro à custa do estado inchado é para espertos como ele. Ao restante, da massa que o doutrina, só resta ouvirem que ele "é tão pobre quanto eles, pois se sente pobre". Caetano é desprezível por sua hipocrisia abominável. Seus seguidores são desprezíveis por caírem neste truque.















Cancele a assinatura para não receber mais posts de Ceticismo Político.
Altere as configurações do seu e-mail em Gerenciar Assinaturas. 

Problemas para clicar? Copie e cole esta URL no seu navegador: 













Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo