Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

[resistencia-democratica] Tempo 'maluco' nada prova sobre o aquecimento global

 

Afirma climatologista Molion que eventos extremos sempre ocorreram independente do clima estar frio ou quente.


Resumo da palestra


- clima é variável . A maior constancia é ter variado.


- Não é dizer que aquecimento global vai provocar eventos extremos. Eles sempre ocorreram. Isso é questão de tempo e não de clima e muitas vezes imprevisíveis. O que temos que fazer é melhorar a previsão e o homem se adaptar a isso por proximos 20 anos.


- CO2 não controla o clima global. CO2 é o gás da vida. Na hipótese de acabar com CO2 nós também vamos extinguir porque dependemos das plantas para nos alimentar e animais. Se não tiver mais CO2 não vai existir mais fotossíntese e consequentemente não vai mais existir o homem e os  animais. CO2 é alimento de planta. Quanto mais tiver CO2 na atmosfera será melhor porque as plantas vão crescer mais. Reduzir as emissões é inútil vai reduzir a produtividade das plantas. No jurássico a concentração de CO2 era tão grande que as lagartixas viraram dinassauros. Hoje não suportariam esses grandes herbívoros. 


- Como resultado do resfriamento global, no Rio Grande do Sul ocorrerão veranicos (sem chuva) com maior frequencia na floração que não mata a planta mas reduz a produrvidade. Frequencia maior de tempestades no sul e no sudeste, Área impermeabilizada vai produzir mais inudações e enxurradas. Ocorrência maior de geadas que matam as lavouras congelando as seivas (geada negra).  Centro oeste vai ficar mais seco com menos chuvas.


Diogo

No IPCO, climatologista Molion desmente mitos e farsas do ambientalismo

http://gloria.tv/?media=303228


From: Nilo Fujimoto 
Sent: Saturday, January 11, 2014 11:56 PM
Subject: Tempo 'maluco' nada prova sobre o aquecimento global

O inusitado é que ambientalistas como este comessem por admitir que o bom senso ou senso comum torna difícil provar o aquecimento global.

11/01/2014 - 02h50

Tempo 'maluco' nada prova sobre o aquecimento global

PUBLICIDADE
MARCELO LEITE
DE SÃO PAULO

Ouvir o texto
A cidade de São Paulo vive o início de janeiro mais quente da década. Metade dos EUA sucumbe a uma onda de frio paralisante. Na Austrália, de 50 mil a 100 mil morcegos caem das árvores, mortos de calor, em Queensland. Ressacas e chuvas torrenciais castigam o Reino Unido.

Os exemplos de tempo ensandecido se multiplicam neste começo de 2014. Nenhum estudioso responsável do clima, contudo, se arriscará a afirmar um nexo causal entre cada um desses eventos e o aquecimento global.

São todos, afinal, fenômenos locais. E a mudança climática decorrente do acúmulo na atmosfera de gases do efeito estufa, como o CO2 do escapamento dos carros, é mundial. Só pode ser corroborada por tendências estatisticamente relevantes, de escala planetária.

Embora seja inequívoco (porque observado e medido) um aumento de temperatura média global de 0,8°C desde 1880, não há ainda observações suficientes para estabelecer que o número de eventos climáticos extremos –como ondas de calor e de frio– esteja aumentando como resultado do aquecimento.

Quem não é pesquisador não precisa cultivar tais escrúpulos. Nos EUA, conservadores como o radialista Rush Limbaugh não perdem a oportunidade, a cada onda de frio, de usar o flagelo como "prova" de que o aquecimento global não existiria.

No Senado dos EUA, James Inhofe, republicano de Oklahoma, disse que o tempo gélido torna "risível" a ciência da mudança do clima.

Eles têm um aliado poderoso no senso comum. Se faz frio, não pode estar ocorrendo um aquecimento global, certo? Simples assim.

Nada é simples, em matéria de clima. Não se exclui que a própria onda de frio nos EUA resulte do aquecimento de 2°C –observado e medido– do Ártico. Por trás estaria uma mudança na trajetória de ventos de altitude ("jet stream") que serve de barreira para frentes frias polares.

De resto, não se conhece a opinião de Limbaugh e Inhofe sobre o inferno paulistano, as ressacas britânicas ou os morcegos australianos.

+ CANAIS

http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2014/01/1396217-tempo-maluco-nada-prova-sobre-o-aquecimento-global.shtml

__._,_.___
Atividade nos últimos dias:
"Quando você perceber que, para produzir precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho; que as leis não nos protegem deles mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada e a honestidade se converte em auto-sacrifício, então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada,"

(Ayn Rand)





Blog do grupo:  http://resistenciademocraticabr.blogspot.com/

Endereços de e-mail do grupo:

Enviar mensagem: resistencia-democratica@yahoogrupos.com.br
Entrar no grupo: resistencia-democratica-subscribe@yahoogrupos.com.br
Ficar em WEB.......:- resistencia-democratica- nomail@yahoogroups.com.br
Voltar ao normal...:- resistencia-democratica- normal@yahoogroups.com.br
Sair do grupo:  resistencia-democratica-unsubscribe@yahoogrupos.com.br
(a mensagem deverá ser postada sem nenhum ASSUNTO e nenhum TEXTO)
Own













































.

__,_._,___

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo