Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






quinta-feira, 7 de novembro de 2013

[Catolicos a Caminho] DEUS SEMPRE PROCURA O PERDIDO Som !

 











  • DEUS SEMPRE PROCURA O PERDIDO! 


******************* 



"Alegrai-vos comigo, porque achei a minha ovelha perdida".(Lc.15,6) 




Na Liturgia da Palavra de hoje – 7 de Novembro C – Jesus conta-nos as Parábolas da Ovelha perdida e da drácma perdida, para nos revelar a Sua misericórdia e para nos ensinar que, embora acusado pelos fariseus por andar e por comer com os pecadores, a sua presença no meio de nós é um desejo e uma garantia de que sempre nos procura, porque veio para salvar o que estava perdido, veio para procurar a ovelha perdida até a encontrar e para nos dizer que no céu há mais alegria por um só pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento. 



Nesta Parábola o pastor é Deus e a ovelha perdida é o pecador. 

Depois de Jesus ter declarado quais eram as exigências que o ser discípulo de Cristo implica, Lucas observa que só os publicanos e os pecadores se aproximaram de Jesus para O seguir. 

Os fariseus consideravam-nos como gente baixa, mas Jesus respondeu-lhes com estas duas parábolas que exaltam a sua conversão e justificam o comportamento do Senhor, mostrando a ternura do coração de Deus. 

Esta imagem de Deus como pastor aparece frequentemente nos Salmos e nos livros de Jeremias e Ezequiel. 

-"Dispersastes e afugentestes o Meu rebanho, não tivestes cuidado dele. Eu, porém, vou ocupar-Me em pedir-vos contas do vosso mau procedimento".(Jer,23,6). 

-"Como o pastor se preocupa com o seu rebanho, quando se encontra entre as ovelhas dispersas, assim Me preocuparei Eu com o Meu; reconduzí-lo-ei de todas as partes por onde tenha sido disperso num dia de nuvens e trevas".(Ez,34,12). 

Além disso a metáfora do pastor serviu como imagem para chefes religiosos que, a seu tempo, como mercenários, não cuidaram dos rebanhos. 

Antes desta parábola da ovelha perdida, os Fariseus (chefes religiosos) e os pecadores murmuravam entre si, por verem Jesus a comer com os pecadores : 

- "Este acolhe os pecadores e come com eles".(Lc.15,2). 

E foi por causa disto que Jesus contou a parábola da ovelha perdida. 

E antes de contar a parábola, Jesus convida os presentes a fazerem uma reflexão, colocando-os a eles no lugar do pastor, começando assim : 

- "Qual é o homem dentre vós que, possuindo cem ovelhas e tendo perdido uma delas, não deixa as noventa e nove no deserto e vai à procura da que havia perdido até a encontrar?".(Lc.15, 4). 

Evidentemente, a resposta da audiência, não seria certamente a mesma de Jesus, porque ninguém ia deixar 99 ovelhas em risco, para encontrar aquela que se perdeu. 

Mas Jesus, o divino pastor, diferentemente, para dar ênfase à sua parábola, proclama, que deixaria as 99 para procurar uma perdida. 

Porque, depois de encontrar a ovelha perdida, que neste caso é o pecador, Deus, o divino pastor, alegra-se com um pecador reconciliado e convida os amigos a alegrarem-se com ele. 

* - O desafio apresentado pela parábola, é para que também nós nos alegremos com Deus e com os anjos, pelo facto de um pecador se arrepender ou pelo facto de 99 não precisarem de arrependimento. 

* - Nós devemos saber perdoar como Deus fez e alegrarmo-nos com o que Deus faz com o arrependimento do pecador. 

* - Nós devemos dar as boas vindas por aquele que voltou ao rebanho e alegrarmo-nos por receber o pecador arrependido e por Deus ter perdoado a um pecador. 

Podemos ter atitudes responsáveis com efeitos contraditórios que se devem evitar. 

- Por vezes encontramos nas nossas Igrejas, pessoas que, normalmente, nunca lá vão e até censuram os que lá vão habitualmente. 

Embora isso nos cause alguma estranheza, nunca devemos tomar uma atitude de censura ou comentar com desdém, perguntando, por exemplo assim : 

- Tu agora também vens a estas coisas ? 

Não sabemos as razões que motivaram as pessoas que se resolveram a procurar a Igreja e, por isso, devemos dar o melhor acolhimento, interessando-nos pela sua saúde, pela sua família, etc. para que as pessoas se sintam à vontade para voltarem mais vezes. 

Só Deus sabe quem é cada um e, na verdade, Deus recebe sempre com alegria qualquer pecador que se arrepende, como qualquer ovelha que volta ao seu rebanho. 

E o nosso dever de discípulos é o de acolher os que se arrependem e querem voltar ao convívio da nossa comunidade, ou os que vêm pela primeira vez, para que eles vejam que é o nosso amor que nos move como o dos primeiros cristão a respeito dos quais as pessoas sempre diziam : 

-"Vejam como eles se amam !". 



John
Nascimento 















__._,_.___







Atividade nos últimos dias: 




Para cancelar sua assinatura deste grupo, envie um e-mail para:

catolicosacaminho-unsubscribe@yahoogroups.com









Trocar para: Só Texto, Resenha Diária • Sair do grupo • Termos de uso














.



__,_._,___

Nenhum comentário:




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo