Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






sexta-feira, 8 de novembro de 2013

"Eu prefiro o meu pudor", diz jovem italiana









-

Christo Nihil Praeponere


Pesquisa




08/11/2013 12:07 | Categoria: Sociedade


Cantora italiana se recusa a contracenar seminua em peça musical. “Ao dinheiro e ao meu sonho eu prefiro o meu pudor”.



A cantora italiana María Luce Gamboni, de 18 anos de idade, teve o mérito de ser eleita para o papel de Julieta, na obra musical Romeo & Giulietta – Ama e cambia il mondo ["Romeu e Julieta – Ama e muda o mundo"]. O produtor da peça, David Zard, é considerado o maior produtor musical da Itália. O palco da primeira exibição é a Arena de Verona, o famoso anfiteatro construído no século I da era cristã. Daí, o espetáculo segue para outros grandes teatros. Sem dúvida, este poderia ser um grande passo para que esta jovem atriz alçasse uma carreira de sucesso. E, no entanto, algo deu errado.

Solicitada a contracenar seminua, María Luce não pensou duas vezes. "Ao dinheiro e ao meu sonho eu prefiro o meu pudor", respondeu ao diretor. Na cena de amor com Romeu, ela teria que usar apenas uma camisola transparente. A jovem ainda tentou negociar com a produção da peça: pediu que usasse pelo menos uma roupa por baixo do traje, mas o pedido foi negado.

Por outro lado, a resposta da moça também foi categórica. "Aceitar este traje seria negar os princípios em que creio, firmemente arraigados em minha consciência católica e de mulher", afirmou María Luce, em entrevista ao jornal Il Resto del Carlino. "Eu gosto de cantar, mas não a qualquer custo".

O testemunho desta cantora é um verdadeiro exemplo para as jovens deste tempo. "Creio que é importante ter comprovado que não aceitar compromissos é possível e dá uma grande satisfação", ressaltou. "Não tenhamos medo de impor nossas próprias ideias, pensar sempre com a própria cabeça e não se deixar levar. Em suma, ser capaz de renunciar à oportunidade, se se entende que não é adequada, justa em si mesma".

Com sua atitude, María Luce torna-se figura emblemática daquele conselho tão repetido nos últimos dias pelo Papa Francisco, de "ir contra a corrente". Se tem se tornado comum vender o corpo para ser exibido em propagandas comerciais, espetáculos teatrais e programas de televisão, brilham resplandecentes personagens como María, que dão mais valor ao pudor e à dignidade de seu próprio corpo que ao dinheiro e ao prazer.

O destemor desta jovem e de tantas outras trazem à memória algumas palavras que Dom Aquino Corrêa, arcebispo matogrossense do século XX, pronunciou em um memorável discurso às professoras de Cuiabá. Ele ensinava que "nada vale a beleza sem o pudor". "A beleza sem o pudor é o ouro no lodaçal (...) É lei natural: contrariá-la é a grande perversão do século. Outra, em verdade, não parece a tendência atual dos tempos, senão este divórcio cada vez mais desfaçado e completo"01.

A exortação de Dom Aquino foi feita em 1930, bem antes da revolução sexual dos anos 1960, e já àquela época o corajoso bispo notava que "a tendência atual dos tempos" parecia ser justamente o despudor e a impureza. Ele não imaginava, porém, que a situação pioraria a ponto de um parlamentar brasileiro vir a público para pedir a "legalização" da prostituição02 - a institucionalização da indecência.

Não é verdade, porém, que a decadência deste século é inevitável. Se, ouvindo as palavras do Santo Padre, os jovens tiverem a coragem de ir "contra a corrente", poderão reatar, com a graça de Deus, os laços do pudor e da beleza, há tanto tempo desfeitos. Para isto, no entanto, não poucas vezes será preciso renunciar a uma carreira afamada ou a uma promoção no trabalho. "Quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim. Aquele que tenta salvar a sua vida, irá perdê-la. Aquele que a perder, por minha causa, irá reencontrá-la" (Mt 10, 38-39).

Por Equipe Christo Nihil Praeponere | Informações: InfoVaticana

Referências

  • Dom Aquino Corrêa, 27 de dezembro de 1930. Discursos, vol. II, tomo II. Concursos de beleza. pp. 67-75. Brasília, 1985.


Tags: Pudor, Pureza


Twitter



Atenção: Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do site padrepauloricardo.org. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário que julgarmos inoportuno ou que não esteja de acordo com a política do site.

Categorias
+ comentadas

Arquivos
Selecione para abrir

TagsPaz Amor de Deus BatinaComunicação Magistério da Igreja AbortoComunicado Nascimento de Cristo Catequese Egito CulturaSão Mateus Guarda SuíçaVigilantes Virgindade HeresiaSegunda Guerra Mundial São Pedro Padre Raniero Cantalamessa São Francisco de Assis G.K. Chesterton ExortaçãoSacrifício Ideologia GayGustavo Corção UniversitáriosPapa Bento XVILei Natural Sim a Deus JovensCasamento Gay Papa Leão XIII A Luz do MundoMasturbação EucaristiaAlexandre Padilha AmizadeEsperança Perseguição Papa João Paulo II Discurso Santa Missa Cultura da Vida VocaçãoAteu Teólogos LiberaisGayzismo Seguir a Cristo CruzAteísmo Exorcismo ConfissãoAdoração Eucarística PLC 03/2013 Pornografia AmorSexualidade CatecismoTeologia da libertação PTSanto Afonso Maria de LigórioInfanticídio Vida Conselho Federal de Psicologia Igreja Católica ProtestantismoSacralidade Islamismo Ética moral Batismo Anjos ReligiosasTradição Igreja Copta Obras de caridade Perseguição Religiosa VirtudesMisericórdia Abortismo JMJLuta contra o pecado Liberdade de expressão Papa EducaçãoRespeito Humano Livro Crise no sacerdócio EventosIntercessão dos Santos Novo Testamento PudorPoliticamente Correto Fulton J. Sheen RelativismoConversão Crime PolíticaVaticano Governo PurezaAtivismo Religioso CNBBSofrimento Papa EméritoTestemunho Ministério da Saúde doenças espirituais Nova Ordem Mundial EcumenismoSantos Música Redes SociaisLeonardo Boff PaganismoPlataforma Dom Vincenzo Paglia Juventude VícioLiberdade Religiosa FeminismoOração MissionárioSacramentos SatanásRenúncia do PapadoMundo Dr. Kermit GosnellSanto Agostinho Pe. Paulo Ricardo Cardeal Odilo Pedro Scherer Leis Mídia Dom Héctor Aguer São Josemaria EscriváComissão de Direitos HumanosDiálogo Filmes MaterialismoCursos Devoção à Santíssima Virgem MariaDireitos Inalienáveis Congresso Nacional ONU Cultura do provisório Estado LaicismoMoral Cristã Bispo Hans Urs von Balthasar Pecado MortalFamília ApostasiaSociedade Papa Pio X GuerraProtesto Conclave Dom Luiz Bergonzini Padres DogmasCorpo Diplomático HedonismoPapa João XXIII EvolucionismoHistória Clínica de AbortoRosário Cardeal Miséria Padre Luiz Carlos Lodi da CruzVirgem Maria Audiência Geral Suporte EvangelizarHomossexual Adoção Padre Paulo Ricardo Friedrich Nietzsche Marxismo Estatuto do Nascituro Estigmas Pró Vida Sacerdócio Fecundação In Vitro Projeto de Lei CríticaSíria Renuncia BisposPenitências Terrorismo NatalSecularismo Direção EspiritualSantificação MartírioLiturgia Demônios Concílio Vaticano II Hans KüngIdeologias Milagre SeminárioColégio dos Cardeais Cardeal Raymond Leo Burke Dom Jean-Baptiste Chautard ApostoladoAssinatura Matrimônio em criseComunismo Consagra-teCalvário Pe. Gabriele AmorthCelibato CatolicismoCultura da Morte Papa Francisco DilmaCastidade Combate EspiritualFidelidade Fidelidade ao PapaPapa Pio XII MatrimônioReforma litúrgica MensagemCrise de Fé Olavo de CarvalhoCanonização Dom Celso Marchiori
Newsletter
Seu nome
Seu email

Receba as últimas novidades! Informações sobre novas aulas, notícias e programas (ex: A Resposta Católica, Parresía, Testemunho de fé) em seu e-mail.

CHRISTO NIHIL PRAEPONERE

Eis que vos envio como ovelhas no meio de lobos - Mt 10,16

Todos os direitos resevados a padrepauloricardo.org

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo