Banner

Jesus Início

Início


Visitas



addthis

Addrhis

Canal de Videos

Maria



Rio de Janeiro

Santa Sé






domingo, 3 de novembro de 2013

A INCRÍVEL ENTREVISTA DE UM MINISTRO DO SUPREMO – Barroso confessa que anencéfalos eram mero pretexto; ele quer é a liberação de qualquer aborto. Ou ainda: Quando a causa é “progressista”, atropelar a Constituição, para ele, é um dever; já os embargos infringentes…









-


GPS
/ Blogs e Colunistas







03/11/2013 às 7:07

A INCRÍVEL ENTREVISTA DE UM MINISTRO DO SUPREMO – Barroso confessa que anencéfalos eram mero pretexto; ele quer é a liberação de qualquer aborto. Ou ainda: Quando a causa é “progressista”, atropelar a Constituição, para ele, é um dever; já os embargos infringentes…


  • Ministro Luís Roberto Barroso: um juiz não pode ter paixões nem ser militante de causas


O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, concede uma entrevista gigantesca a Carolina Brígido e Francisco Leali, do Globo. Está na edição online de sábado. Suponho que haja uma versão na impressa deste domingo. E ponham “gigantesca” nisso: mais de 25 mil toques! Se, um dia, o papa Francisco decidir dar um pingue-pongue ao jornal, será maior do que a Enciclopédia Britânica. Questão de proporção, certo? Barroso faz uma confissão espantosa: ao patrocinar a causa do aborto de anencéfalos, tinha outra coisa em mente: a defesa de qualquer aborto. À época, apontei isso aqui. Disseram que eu delirava e que minha oposição ao aborto retirava a minha objetividade. Ao argumentar, cita como exemplo positivo uma farsa grotesca ocorrida nos EUA em 1973. Não é só isso, não. Como vocês poderão notar, o doutor acha legítimo deixar pra lá a Constituição e as leis quando ele concorda com as demandas. Bem, vamos lá. Registro trechos de perguntas e respostas em vermelho e comento em azul. Embora a entrevista seja o chamado “pingue-pongue”, o que se lê é “pingue-pingue”. Então eu me encarrego dos “pongues”, entenderam?

PINGUE-PINGUE – A REVOLUÇÃO
Agora que o senhor já está há um tempo no tribunal, pode avaliar: o Supremo é como o senhor imaginava, ou é diferente?
Embora eu conhecesse o tribunal como um observador externo, o volume e a diversidade do trabalho ainda assim me surpreenderam, assim como a quantidade de coisas que eu acho que não deveriam estar lá. Há no Supremo um varejo de miudezas maior do que o que eu imaginava e que consome muito o tempo dos ministros. Parte do meu trabalho e da minha equipe é identificar, num oceano de processos, o que justifica uma atuação do Supremo. Em três meses de tribunal, confirmei o meu sentimento de que é preciso fazer uma revolução no modo como o Supremo atua, sobretudo no modo como escolhe sua agenda.

PONGUE – CONVERSA MOLE
Todos os que se propõem a fazer “revolução” acabam cometendo injustiças novas sob o pretexto de combater as velhas. Por isso, leitor, acredite apenas em “reforma”. A melhor maneira de você manter sempre novo um poste, já observou Chesterton (perdoem-me por não citar Taiguara ou Caetano Veloso), é pintá-lo. Um poste novo, sem manutenção, envelhece. Quem ler a entrevista vai constatar que o ministro propõe apenas uma nova forma de exercer o foro por prerrogativa de função — logo, não é “revolução”. É que a palavra é atraente e lhe confere um ar “moderno”. De resto, ele poderia ter rechaçado a demagogia — na imprensa, jornalistas são contra o foro especial sem se dar conta das implicações da sua eventual extinção — e lembrado que os réus do mensalão julgados na primeira instância permanecerão impunes por anos a fio. Só existe a possibilidade de punição de alguns porque o processo correu no Supremo.
(…)

PINGUE-PINGUE – QUANDO O SUPREMO LEGISLA?
Há temas que o Supremo deveria tratar? Que mereceriam ainda uma definição mais clara?
Nem tudo que hoje é premente no Brasil comporta uma solução judicial. Acho que há muitas questões importantes no país que dependem de decisões políticas, e o Supremo não é o espaço mais adequado para as decisões políticas, salvo por exceções.
Mas quando o Congresso não legisla…
O Supremo deve tomar decisões que têm impacto político basicamente em três situações. A primeira, quando o legislativo não tenha podido ou conseguido legislar sobre uma questão importante. Em segundo lugar, quando esteja em jogo um direito fundamental de uma minoria. Em terceiro lugar, para a proteção das regras do jogo democrático. São esses os três grandes papéis políticos de uma corte constitucional. (Em relação à) proteção das minorias, o Supremo fez, e bem, na questão das uniões homoafetivas. Em toda parte do mundo, direitos das minorias, homossexuais, negros, mulheres, dependem frequentemente do poder judiciário. As minorias, por serem minorias, não conseguem prevalecer no processo político majoritário. Então, para avançar uma agenda de direitos fundamentais das minorias muitas vezes só é possível fazer isso via judiciário. De certa forma, foi o que aconteceu nos Estados Unidos na questão do aborto em 1973. Transportando para o Brasil, acho que foi o que aconteceu nas uniões homoafetivas, na questão das interrupções das gestações de fetos anencefálicos.

PONGUE – A FARSA
É impressionante que um ministro do Supremo cite como exemplo virtuoso, quando debate é aborto, o que se deu nos EUA em 1973. Pesquise a respeito. Trata-se de uma das maiores farsas da história recente do país. Instruída e manipulada por advogados, como ela mesma confessou, e financiada por uma revista, Norma L. McCorvey (“Jane Roe”) alegou ter sido estuprada para obter o direito ao aborto legal. Estudem sobre os desdobramentos. Seu filho nasceu antes do término do processo. Foi dado para a adoção. Era tudo guerra de propaganda. Mais tarde, afirmando ter cometido o maior erro de sua vida, ela confessou: não tinha sido estuprada coisa nenhuma; era só a personagem de uma causa.

Quando um ministro do Supremo diz que, para fazer avançar os direitos das minorias, é preciso que se recorra ao Judiciário e cita aquele exemplo, eu sou obrigado a constatar que as palavras fazem sentido. E acho que ele está obrigado a responder uma questão: MESMO UMA FARSA SERVE PARA FAZER AVANÇAR OS TAIS DIREITOS, MINISTRO? Se a sua resposta for “não”, então mude de exemplo. Se a resposta for “sim”, estamos ferrados.

Há mais: quando se fala em “direitos de minoria”, entende-se que se está a falar de DIREITOS FUNDAMENTAIS. O aborto serve como exemplo de um direito fundamental que se nega a uma minoria só por ela integrar essa minoria??? Desenvolva a tese, ministro Barroso. Peguemos outro exemplo eloquente: cotas raciais. Que direito fundamental estariam alguns brasileiros impedidos de exercer em razão da cor da pele? A resposta é óbvia: nenhum! “Ah, mas, na prática, não é o que acontece…” Então que se pensem medidas suplementares. O que uma democracia não pode tolerar é que se solapem direitos de uns para que possa tratar desigualmente os desiguais.

PINGUE-PINGUE – A CONFISSÃO DE BARROSO SOBRE ANENCÉFALOS
Até hoje temos uma legislação antiga que criminaliza o aborto. O senhor acha que é um tema que o Supremo poderia resolver?
Sobre as questões que envolvam o Supremo, só gostaria de falar olhando para trás. Não gostaria de falar olhando para frente, porque isso poderia comprometer minha atuação como juiz. Mas tenho facilidade de responder a sua pergunta porque, no caso de anencefalia, se você ouvir a minha sustentação final (como advogado) e os memoriais finais que apresentei em nome da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde, a tese que eu defendia era a da liberdade reprodutiva da mulher. Portanto, a mulher tem o direito fundamental a escolher se ela quer ou não ter um filho. E esta tese vale para a anencefalia, como vale para qualquer outra gestação. O meu ponto de vista é transparente desde sempre. Se eu acho que o Supremo pode ou deve fazer isso, eu não vou te responder.

PONGUE – MINISTRO CONFESSA CASO DE ANENCÉFALOS FOI SÓ PRETEXTO
Assim como, nos EUA, a acusação de estupro serviu como pretexto para que se fizesse a campanha em favor do aborto, por aqui, no Brasil, os anencéfalos foram só uma estratégia. Quem confessa é Luís Roberto Barroso, o patrocinador da causa. A resposta acima é mais do que eloquente. O curioso é que, à época, apontei isso aqui. Apanhei muito.

Barroso tem um modo realmente especioso de argumentar. Reproduzo: “A tese que eu defendia era a da liberdade reprodutiva da mulher. Portanto, a mulher tem o direito fundamental a escolher se ela quer ou não ter um filho.” Como? Então o mundo é assim: ele tem uma opinião e, em seguida, recorre a uma conjunção conclusiva — PORTANTO — para dela extrair um valor universal. Vamos submeter esse método a outras situações: “A tese que eu defendo é que biscoito faz mal à saúde; portanto, biscoitos devem ser proibidos”. Ou: “A tese que é eu defendo é que maconha é inócua para a saúde; portanto, maconha deve ser liberada”.

Que fique claro: o Supremo não liberou o aborto coisa nenhuma. A fala do ministro acaba atribuindo ao tribunal uma decisão que ele não tomou. Ainda que eu considere a confissão de Barroso, com o devido respeito, a admissão de uma fraude intelectual, dou-me por satisfeito: EU ESTAVA CERTO. Sempre achei que era outra a causa real.

Observem que ele não dá a sua opinião sobre se o Supremo deve ou não liberar todos os abortos. Se o tribunal o fizer, estará tomando o lugar do Congresso, que é o Poder que redige a Constituição. NOTA: a pergunta do Globo é militante. Entende-se que a legislação é “antiga” porque criminaliza o aborto. Sei! Se fosse moderna, liberava. Assim, o mérito de uma lei agora não se define por seu conteúdo, mas por sua reputação: “antiga” ou “moderna”. Sigamos com mais um pouco de pingue-pingue.

PINGUE-PINGUE – UM RACIOCÍNIO TORTO
A judicialização da política acontece mais em momentos em que o legislativo atua menos. O legislativo tem sido leniente em certas questões?
(…)
Onde haja lei, o judiciário deve fazer cumprir a lei, salvo as hipóteses extremas de a lei ser incompatível com a constituição. Agora, quando o legislativo não tenha atuado, porque não pôde, não quis ou não conseguiu, aí eu acho que muitas vezes o judiciário tem que se expandir, porque surgem as situações da vida, como foi em uniões homoafetivas, como foi em anencefalia, e o judiciário tem que atuar. Em algumas, o judiciário estendeu um pouco mais a corda para atender certas demandas sociais que não foram atendidas pelo processo político majoritário. (…)

PONGUE – ARGUMENTOS VERGONHOSOS
A Constituição define o que é união estável. Está no Parágrafo 3º do Artigo 226: “Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento”. O Código Penal estabelece os casos de aborto legal. Nem a Constituição era incompatível consigo mesma nem o código é incompatível com a Carta. O papo é outro: Barroso acha que o Supremo deve atuar como Legislativo quando ele concorda com a causa e deve se ater ao texto escrito quando ele não concorda. E isso ficará claríssimo na resposta seguinte.

PINGUE-PINGUE – O DEPUTADO PRESIDIÁRIO: CRIAÇÃO DE BARROSO
Mas no caso do deputado Donadon, tinha uma decisão do Congresso…
Quando eu entrei no Supremo, ele era dividido: cinco ministros achavam que a competência para determinar a perda do mandato em caso de condenação criminal era do próprio Supremo. E cinco ministros achavam que era do Congresso. Acho que o modelo ideal é de que a perda do mandato em caso de crime grave não dependa do Congresso. O modelo ideal é o que a perda de mandato em caso de crime grave seja uma consequência natural da decisão do Supremo. Embora ache isso, a Constituição é inequívoca, ela é claríssima ao dizer que a palavra final é do Congresso Nacional. Acho ruim, acho que não deveria ser assim, mas eu não sou o constituinte. No caso Donadon, o Supremo condenou esse parlamentar a mais de 13 anos de prisão com regime inicial fechado. Ele tem que cumprir efetivamente preso um sexto da pena pelo menos, o que dá mais de dois anos. Aí a Câmara, para a surpresa geral, delibera não retirar o mandato dele, preservar o mandato dele. Aí um parlamentar do PSDB entra com um mandado de segurança dizendo, neste caso, que a competência não deve ser do plenário, mas da mesa. Verifico que este parlamentar vai ter que passar mais tempo preso em regime fechado do que o prazo que lhe resta de mandato. Portanto, ele tem uma impossibilidade material e jurídica de preservar este mandato. A Constituição diz que o parlamentar que se afastar por mais de 120 dias terá a perda do mandato declarada pela mesa da Câmara, e não uma decisão política do caso. Então está aí a solução para o caso Donadon. Embora a regra geral seja a perda de mandato por uma decisão política do Congresso, na hipótese de regime fechado, como ele tem que se ausentar por mais de 120 dias, o próprio sistema da Constituição transfere a decisão desse caso para a mesa. Acho que a decisão é compatível com a Constituição e preserva o Congresso.

PONGUE – MINISTRO TENTA SE LIVRAR DE VEXAME, MAS…
Barroso foi a principal estrela — teórica ao menos — de um grande vexame. Com o seu infeliz voto de desempate, decidiu-se que cabia ao Senado e à Câmara cassar ou não o voto de um parlamentar condenado, com sentença transitada em julgado, em processo criminal. Vocês se lembram do debate. A Constituição, com efeito, é ambígua a respeito, mas também oferece saída. Esse julgamento se deu no caso do senador Ivo Cassol. O de Donadon era anterior. O tribunal não tratara da cassação de seu mantado porque, à época do julgamento, havia renunciado, elegendo-se de novo posteriormente. De todo modo, a tese de Barroso foi testada na prática: a Câmara se negou a cassar o mandato do condenado, e se criou a figura do parlamentar presidiário.

Deputados recorreram ao Supremo, e Barroso concedeu um liminar que, vênia máxima, é escandalosa: para ele, o mandato está automaticamente cassado, independendo da vontade dos parlamentares, se o tempo que restar desse mandato for inferior à pena… Como já demonstrei aqui, segundo o pensamento desse grande especialista, se um senador for condenado a uma pena inferior a oito anos logo nos primeiros meses de mandato, então senador ele continuará… Mais: seu texto fez lambança: considerou como fator impeditivo apenas o regime fechado, o que ele repete na resposta acima. Ocorre que os regimes “semiaberto” e “aberto” são também… fechados (pesquisem), embora mais relaxados. A tese do doutor, portanto, comporta o parlamentar-presidiário, que passa o dia na Câmara e no Senado e a noite na prisão. É um escracho!

Ora, ora… O ministro que defende que o Supremo faça o que o Congresso não faz; o ministro que defendeu a união civil de homossexuais contra o que vai na Constituição; o ministro que defendeu o aborto de anencéfalos (e, confessa agora, qualquer aborto) contra o que está na Carta e no Código Penal, esse mesmo ministro alega que, no caso dos mandatos, não poderia ter votado diferente porque, afinal, é o que está na lei… Perfeitamente! É um legalista quando convém e um, digamos, “criativo” quando se comporta como militante de uma causa.

PINGUE-PINGUE – O CONTRAMAJORITÁRIO DO MENSALÃO
Assustou como os ânimos estão postos no STF com relação ao mensalão?
Julguei primeiro os embargos de declaração e depois o cabimento dos embargos infringentes da maneira que achava correta. A despeito de reações e de paixões, vivi e continuo a viver dias intimamente muito tranquilos. Fiz o que acho certo. Os embargos infringentes estavam em vigor. Eles constavam do regimento interno do STF. Se você quiser minha opinião pessoal, te diria que estava louco para acabar com esse processo. O país não aguenta mais a AP 470. Mas o meu papel como juiz não é fazer o que eu quero, é fazer o que é certo, e o que é certo é o cabimento dos embargos infringentes. Decidi pelo seu cabimento lamentando, mas a Constituição existe para que o direito de 12 ou de 13 não seja atropelado pelo desejo de 100 milhões. Sou um juiz e ser juiz significa imunizar-se contra o contágio das paixões.

PONGUE – COMPROVADO O LEGALISMO AD HOC 
A Constituição existe para ser cumprida. Nem pode a vontade de 100 milhões fraudá-la para punir 12 ou 13, como ele diz, nem pode a causa influente de 12 ou 13 — ou de 13 mil ou de 13 milhões — atropelar seus fundamentos. O problema de Barroso é que, não há como concluir outra coisa, ele acha legítimo que se mandem às favas os textos legais quando ele concorda com as demandas, mas, se discorda, mesmo o que encontra amparo legal é logo tratado como agressão a direitos fundamentais. Sua tese sobre os embargos infringentes, embora majoritária no Supremo, é que é escandalosa. Banânia deve ser o único país do mundo em que um Regimento Interno de um tribunal pode mais do que uma lei.

PINGUE-PINGUE – O SOFRIMENTO
As críticas não o incomodaram?
As críticas me incomodaram na medida em que a minha mulher sofreu, os meus filhos sofreram. As redes sociais dizem barbaridades. Porém, ou não sofri na minha relação comigo mesmo um segundo sequer. Na minha relação com o mundo, evidentemente eu lamento. Uma coisa que nós precisamos fazer no Brasil no debate público em geral, e não tem nada a ver com mensalão, é trabalhar sob duas premissas civilizatórias importantes. A primeira: quem pensa diferente de mim não é meu inimigo, é meu parceiro na construção de um mundo plural. Vinicius de Morais diz “bastar-se a si mesmo é a maior solidão” e eu acho isso também. A segunda coisa: a divergência deve focar no argumento, e não na pessoa.

PONGUE – DEIXA COMIGO!
O ministro fique tranquilo: as redes sociais bateram ainda mais naqueles que se opuseram aos embargos infringentes porque os petistas, que as aparelham, mobilizaram ao sua tropa de choque. Com um agravante: boa parte da campanha suja é financiada com dinheiro público, oriundo de administrações petistas e de estatais — dinheiro do povo.

Quanto ao mais, ele pode ficar tranquilo. Se depender deste blog, o debate será sempre feito, segundo premissas as mais civilizatórias. Barroso, está posto, não é um inimigo. É só alguém que está, segundo o ponto de vista aqui exposto, errado sobre um monte de coisas. E fico, sim, escandalizado que um agora ministro confesse que, quando advogado — e faz bem pouco tempo — usou uma causa (os anencéfalos) para tentar emplacar outra: a liberação de qualquer aborto. A desonestidade intelectual faz parte da história da civilização — da parte ruim. Apontá-la é, entendo, uma premissa civilizatória. Parece-me, igualmente, um princípio importante que um juiz, no caso de uma omissão legal, decida com base em fundamentos gerais, em valores expressos pelos códigos em vigência. O que tenho por inaceitável é que tome uma decisão CONTRA o que está escrito em nome do que pensa ser um mundo melhor.

O prédio onde se cuida dessas coisas é outro. E um juiz sempre pode largar a toga e se candidatar.Por Reinaldo Azevedo



Links Patrocinados

Loja em Brasília preço e variedade Frete Grátis e entrega rápida!

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Nome

Email (não será publicado)






119 Comentários



Clayton Moreira - 

03/11/2013 às 11:43


Olavo de Carvalho no Globo:





mameluco - 

03/11/2013 às 11:39


Amoral, petista, e repulsivo (desculpe o pleonasmo)




César - Fortaleza - 

03/11/2013 às 11:39


Esse Ministro Barroso, além de pedante, é aquela pessoa que aqui no nordeste nós chamamos de “bocil” mistura de boçal com imbecil.




Marilena Chun Li - 

03/11/2013 às 11:38


Como é bom ser funcionário público. Ganhar uma bolada em um emprego vitalício e falar essas m*rdas politicamente correras fazendo cara de grande intelectual. E quem tira comida da boca dos filhos para pagar a conta da esbórnia toda que se dane.




Virginia - 

03/11/2013 às 11:37


O meu maior sonho seria ver voce debatendo, cara a cara, com os acima da lei deste governo.




emeesse - 

03/11/2013 às 11:35


Caro Reinaldo,
como os petistas e seus aderentes são todos ateus da pior espécie, eles ignoram que Deus lhes deu SOMENTE UMA CHANCE.
E eles fazem de suas vidas, com essa única chance, uma vida pior do que a de uma prostituta, porque Jesus disse que elas precederão muitos no Reino dos Céus.
Esses palermas acham que vão se safar do Inferno.




Nicholas - 

03/11/2013 às 11:34


Uma decepção o novato !
E uma constatação que dói : O quinto constitucional está acabando o Judiciário . Cheio de despreparados e aliados de políticos a busca de uma aposentadoria. Quem tem vocação faz concurso público !




Virginia - 

03/11/2013 às 11:34


Com os petralhas no poder, esta tudo errado neste pais! E a morte da democracia, o supremo cooptado.




Anônimo - 

03/11/2013 às 11:32


Esse novato terá de enfrentar um Tribunal, que fica evidente quando concede entrevistas NUNCA deu a mínima.
Vou alertá-lo sobre essa Lei tão antiga que é a LEI DIVINA.
Novato, a Lei Divina diz todos TEM DIREITO A VIDA. Você novato sabe quem ditou essa Lei? Talvez por ser novato (coitado, só conhece a lei do $)não sabe ainda… pois eu vou falar o nome deste JUIZ MAIOR É DEUS.
Como petralha, isto é muito comum e rasteiro.
Infelizes somos nós os brasileiros por sermos “comandados” por “gente” dessa espécie.
Esse novato está mais para advogado de porta de cadeia, do que para novato do stf.




# País Tropical? - Sim. ## Abençoado? - Bem, aí... o que vocês acham? -

03/11/2013 às 11:30


.
Aparelho, aparelhar
Patrulha, patrulhar
Petralha, petralhar
.
Instituições aparelham
E os adversários e a Imprensa patrulham
Porque… até Instituições “petralham”
.
Povo sofre, paga e continua tomando
Enquanto petralhas continuam se extasiando
Graças aos seus eleitores … Que bando…
.




Rafael Marcos - 

03/11/2013 às 11:30


Nao e de se espantar sendo indicado pelo pt que ja estao a mais de dois mandato no poder com certeza flor que se cheire nao deve ser.O unico geito de tentar mudar isso ou ao menos amenizar e com as eleicoes de 2014 e quanto aos ministros eu acho que um dos poucos bons que tinha ja saiu como o Peluzo por exemplo que foi contra o aborto de anencefalos




Tomás de Aquino - 

03/11/2013 às 11:29


off-topic
Eu era criança quando fhc foi eleito presidente. Há menos de um ano comecei a acompanhar sistematicamente o noticiário político. Logo me dei conta q só poderia confiar em alguns poucos veículos de comunicação. Escolhi veja, folha e estadão. Antes imaginava q o psdb não crescia pq o pt o abafava. isso de fato ocorre, mas não é a causa da decadencia do partido. como todos sabem líderes do partido são tão liberais ao ponto de defender a descriminação da maconha. já enfrentamos inumeros problemas com o alcool e o tabaco, pq enfrentar mais um. liberais entendem de economia, mas não de moralidade. não concordo q tudo possa virar negócio. ou o psdb se divide e mostra claramente quem são entre seus quadros os q dão mais valor à democracia e a moralidade do que ao liberalismo ou com pt ou sem pt o partido desaparece em pouco tempo.




PALCOSCENICO - 

03/11/2013 às 11:28


NO “STF” NÃO HÁ ESPAÇOS para “BOBOS DA CORTE”.

–Peça para sair meio-Ministro !!!
– Veja com seus próprios olhos as vergonhas por que já fez a Alta Corte passar.
– E não esqueça, o senhor é responsável indireto pelas mortes nos PROTESTOS E MANIFESTAÇÕES “PACÍFICAS”, onde o senhor não mandou respeitar “O DIREITO DE IR E VIR”.
– Mesmo alertado, o meio-Ministro não se retratou e a “SUA ENERGIA DE BEM E DE PAZ”, fez com que a sua “Santa Guerrilha Urbana”, com direito a TORTURADORES, como no caso do Coronel e outros policias, antes dele, matasse mais uma senhora de 65 anos, que por ser hipertensa, não resistiu a clausura obrigatória dentro de um ônibus, por duas horas, próximo à depredação e invasão da Assembléia Legislativa. Com a pressão acima dos limites aceitáveis pelo corpo, veio a falecer.
– Contabilize esta para o senhor, meio-Ministro, eu o AVISEI PUBLICAMENTE DESTE RISCO e lhe disse: para mim, bastaram 45 minutos para chegar ao derrame.pEÇA PARA SAIR, EXIBICIONISTA IRRESPONSÁVEL!
– Fotos e Notificação em http://www.flickr.com/photos/pietro_mascagni




Henrique Guzella - 

03/11/2013 às 11:28


Olá Reinaldo,

Miriam Leitão tá que tá. E tá incomodadíssima com sua estreia na Folha. Veja: oglobo.globo.com/economia/miriam/posts/2013/11/03/miseria-do-debate-513932.asp




Papai Sabetudo - 

03/11/2013 às 11:27


Eu não me surpreendi em (quase) nada! É muito previsível. Agora que é juiz poderia melhorar o vernáculo “internetiano” que essa juventude das tais “redes sociais” costumam usar, como em orações com dois tratamentos: “Se eu acho que o Supremo pode ou deve fazer isso, eu não vou te responder”, e “Se você quiser minha opinião pessoal, te diria que estava louco para acabar com esse processo”.
No mais, é aquilo que já se sabe a respeito dele. Está fazendo escola. Já há juiz declarando que pode estar (decidir) acima da lei em determinadas situações.
Não sei onde isso vai parar.




Blog and Roll - 

03/11/2013 às 11:26


Nenhuma surpresa para quem acompanha o Olavo de Carvalho. A agenda esquerdista vai sendo imposta, item por item, goela abaixo da sociedade, através da tática ensinada por Antonio Gramsci:
.
Foro de São Paulo 1000 X 0 Direita desorganizada brasileira




CANA .40 - 

03/11/2013 às 11:25


E o que tinha na pasta de Rui Falcão e quais eram seus acompanhantes?http://www.quidnovi.com.br/mino/detalhe.asp?c=1596.




Andre M. Andrade Jr - 

03/11/2013 às 11:23


Esse ministro não perdeu o cacoete de advogado.Usa a seu bel-prazer suas teses desde que defendam o réu.Não é um juiz ainda. Deveria ter vindo de um tribunal-esse mal deve ser corrigido.O mesmo acontece com Tofolly.Não têm experiencia de usar a lei friamente.Defendem suas posições para faturarem o que os réus possam pagar.Alguns até mentem para ganhar causas.Esse janota está fazendo um grande mal ao STF.
A culpa é da Dilma ,influenciada pelo PT e por sua ideologia atrasada.




bereta - 

03/11/2013 às 11:22


Já que estamos no site de VEJA, hospedeira de seu blog, posso comentar sobre a entrevista nas Páginas Amarelas desta semana? COMO PENSAM OS CRIMINOSOS. Stanton Samenow, professor, expos uma tese interessante, que bate de frente com o pensamento governamental. O governo justifica a barbárie cometida pelo exército de meliantes que toma conta do país – eles estão em todas as cidades – como tendo origem em lares desfeitos, em lares com poucos recursos financeiros, etc. e etc. Já conhecemos essa ladainha. E com isso, a tônica é que não se exerça repressão, que a polícia não aja de conformidade com a Lei, que a sociedade seja o cordeiro imolado em nome de um possível resgate de dívida social. Fica a sugestão. Como também há a CARTA AO LEITOR, onde se diz que Dilma teria traçado a “linha divisória entre o certo e o errado” quando diz que a violência não é democrática, é antidemocrática, é uma barbárie. Não creio que Veja, no combate ao longo de tantos anos, tenha sucumbido ao canto desafinado dessa sereia. Mas…. e as outras atitudes, as outras linhas divisórias, quando será que ela irá traça-las? Ou está presa pelos pés e pelas mãos, refém de um partido imoral? Teria sido ótimo se a carta abrangesse essas questões. Há tantas linhas divisórias entre acertos e erros cometidos pela barbárie do próprio governo que clamam por providências que nem é bom apontar. Eles sabem, estão cansados de saber quais divisórias aplicar para separar o que é moral do que é imoral. Ninguém precisa lhes dizer, muito menos as ruas. Aja, presidente. Mostre que se arrependeu, mas mostre os frutos do arrependimento. Rompa com o partido! Mande essa cambada as favas e será amada pelo povo. Poxa. Não sabia que era sonâmbulo. Juro que não me lembro de ter escrito isso em estado de alerta. Como meu lap fica ao lado da cabeceira, devo ter escrito enquanto dormia. Dormindo, sonhava. Só pode ser isso. Arrependimento? Ahahahahahah..




Eduardo MM - 

03/11/2013 às 11:21


Reinaldo,
Por essas e outras excrescências “constitucionais” que, eu e minha família estamos nos preparando para deixar o brasil(país minúsculo), isso depois de tanto achar que aqui é o “país do futuro”, só se for para juízes, políticos, bandidos, criminosos, ignorantes, pobres de espirito, em geral… chega, basta!!!




Bruno Sampaio - 

03/11/2013 às 11:20


Estou sem tempo para ler tudo, pois tenho que trabalhar em pleno domingo. Mas, basicamente, é isso que dá colocar militante em lugar onde deveria ter alguém que SABE DO QUE ESTÁ FALANDO. Esse cara me dá nojo. Ele consegue ser mais vaidoso que Suzana Vieira.




CANA .40 - 

03/11/2013 às 11:20






Winston Churchill - 

03/11/2013 às 11:20


Esse Barroso me causa a mais vívida repugnância moral. Fico sem palavras.




Nathaniel - 

03/11/2013 às 11:19


.
É engraçado, até mesmo patético a reação de constante melindre da esquerda caviar, aquela que se finge de consciente o tempo todo e até mesmo dos idiotas úteis que nem se percebem sendo levados a atitudes que apoiam a causa comunista no Brasil
.
Dentre elas a constante identificação de todos que pensam fora da cartilha com cães raivosos, Rodrigo Constantino escreveu um post hoje sobre isso, onde uma colunista de O Globo e ancora de jornal da Globo news parte para um ataque “nem nem” somente para impedir que textos de Reinaldo Azevedo e Rodrigo Constantino sejam valorizados.
.
Tadinha nem percebe a idiota útil que é, aliás todos estão, cada vez mais impedidos de falar, ou escrever, de forma enérgica se for para condenar esquerdopatas. Nos auto-censuramos sempre que isso acontece, enquanto os esquerdopatas usam e abusam desta tática sem remorço e com isso colhem sozinhas o seu benefício.
.
É o chamado debate politicamente correto, que toma corpo ao mesmo tempo em que os argumentos esquerdopatas vão perdendo força e as mentiras vão se escancarando. O resultado é o mesmo da patrulha contra a “mídia de direita que domina o brasil”, mais pressão pela mídia a favor.
.
Não será falando, agindo e nos auto-censurando na expressão de nossa revolta que nos livraremos do comunismo petralha que esta com sua implementação de vento em popa no Brasil
.
Olavo diz o abaixo sobre a autopatrulha:
.
Palavrões diante de desonestidade e de mazelas evidentes é CARIDADE. O problema é que o mindinho esquerdista politicamente correto nos impõe que dizer palavrões é perder a razão, independente se seu discurso é lógico, crível e honesto. Quer dizer, o que vale é a aparência e polidez, e não a essência e consistência dos argumentos.
.
Palavrões São necessários no contexto brasileiro para demolir essa linguagem polida que é uma camisa-de-força que prende as pessoas, obrigando-as a respeitar o que não merece respeito. Então, às vezes, quando você discorda de um sujeito, mas discorda respeitosamente, você tá dando força, está dando mais força pra ele do que se concordasse. Porque você está indo contra a ideia dele, mas você está reforçando a autoridade dele. A autoridade é a respeitabilidade. O problema dessas pessoas, desses bandidos de que eu estou falando, não são as ideias. É justamente o fato de que são canalhas. São canalhas, são bandidos, são ladrões.
.
Se até mesmo aqui no seu blog, Reinaldo, isso já esta acontecendo, e isso porque vc esta sendo escorraçado por uma patrulha que o chama de rotwailler, imagine porraí.
.
Cuidado com a auto-patrulha… Pode ser pior que a própria patrulha…
.




Nélio - 

03/11/2013 às 11:13


“Ora, ora… O ministro que defende que o Supremo faça o que o Congresso não faz; o ministro que defendeu a união civil de homossexuais contra o que vai na Constituição; o ministro que defendeu o aborto de anencéfalos (e, confessa agora, qualquer aborto) contra o que está na Carta e no Código Penal, esse mesmo ministro alega que, no caso dos mandatos, não poderia ter votado diferente porque, afinal, é o que está na lei…”
Eis um juiz bolivariano. Se perguntem se ele seria capaz de defender a censura. Óbvio que não, mas em certos casos…




Augusto - 

03/11/2013 às 11:09


Reinaldo,
.
Será que o ilustríssimo ministro não percebeu que, ao deixar a escolha de ter ou não o filho à vontade exclusiva da mulher, está se demolindo, a um só tempo, o direito à vida do feto (que numa concepção constitucional garantística dos direitos fundamentais deve ser reconhecido como anterior ao próprio nascimento)e instrumentalizando o homem (e o seu direito à paternidade) como uma espécie de boi reprodutor irresponsável???




Rods - 

03/11/2013 às 11:08


REI. (OFF TOPIC, MAS, OFF TOPIC MESMO)
SERIA POSSÍVEL UM COMENTÁRIO ACERCA DA CONDUTA DO, JÁ AQUI ELOGIADO, MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES, NO CASO DA DECISÃO DO TRF-1, NA AÇÃO DO MPF CONTRA AS OPERADORAS DE TELEFONIA CELULAR QUE IMPÔEM VALIDADE AOS CRÉDITOS DOS CELULAES PRÉ PAGOS???
SEGUNDO REORTAGEM DA BAND, 4 DE 5 CELULARES NO PAÍS SÃO PRÉ PAGOS E FIXAR VALIDADE AOS CRÉDITOS SE MOSTRA UM ABUSO,FATO ESTRANHAMENTE NÃO ESPOSADO PELO TRIBUNAL – A SENTENÇA DE 1ª GRAU FOI FAVORÁVEL AOS CONSUMIDORES – E, PRINCIPALMENTE, PELO MINISTRO E A ANATEL, QUE AFIRMAM, QUE TIRAR A VALIDADE DOS CRÉDITOS CAUSARIA, PASMEM, PREJUÍZOS PARA AS OPERADORAS, NUMA DESFAÇATES DIGNA DE UM LOBISTA.
LOGO, ESTE CARTÓRIO, CRIADO PELO FHC, NADA MAIS É QUE UM ESCRITÓRIO PARA DEFESA, NÃO DO CONTRIBUINTE, MAS, DOS DETENTORES DE CAPITAL.
IMAGINE O QUE NÃO SE ESCONDERIA POR TRÁS DESSA DEFESA DO GOVERNO A TAIS GRUPOS.
E A IMPRENSA ACHANDO UM ABSURDO SÓ E TÃO SOMENTE A CORRUPÇÃO HAVIDA EM SÃO PAULO, NO CASO DO ISS.
Rods




Wesley Gomes - 

03/11/2013 às 11:07


Puro vedetismo; transbordante estrelismo salpicante …à luz do luar.
Brasil, Brasil onde estão a seriedade, o respeito, a altivez, a vontade de cada um de nós fazermos um Brasil de gente séria e cada vez maior ???? !!!!!




bereta - 

03/11/2013 às 11:07


Quanto mais leio, menos tranquilo fico. É como se a lava expelida por um vulcão tomasse conta do país, cobrindo-o em toda a sua extensão. Ao caminhar, sufoca tudo e todos. Resfriada, vira pedra, vira rocha. Nada mais há de se fazer. Pior que tudo isso é a ignorância que permeia a sociedade. Ou, quem sabe, o desinteresse. Comecei a pensar em política desde tenra idade. Intuí haver algo por trás dos panos, algo que já dificultava nossa vida, a vida do país. Hoje, aos sessenta e seis anos vejo que eles conseguiram. O plano foi aplicado e os resultados começam a aparecer. Não de hoje, mas a somatória deles e o fim, que é a dominação quase universal. Andei a cata de informações e as obtive. Não havia como comprovar, pois só o tempo diria se aconteceria ou não. O poder é tão grande que faz parar os ventos e as águas, figuradamente falando. Eles não tem pressa. Não importa que gerações tenham passado e que outras ainda venham. Enquanto se concretiza o ideal, levam vantagem. Sabem tramar e sabem esperar. Um dedo aqui, uma nova engrenagem ali. uma alavanca acolá, e a máquina opressora se avoluma…. Os agentes, muitos deles nem sabem para quem trabalham, fazem o serviço sujo. O que importa é o fim. Meios, que sejam os mais vis e infames, tudo será justificado. Enquanto isso, que o povo se encharque de cerveja, balada e todas as diversões possíveis e imagináveis. Importa não dar tempo ao povo para pensar. Necessário é mantê-los atarefados com tudo, menos raízes políticas.




Urtgão - 

03/11/2013 às 11:07


Esse senhor foi um feto por 9 meses, foi cuidado, protegido, nutrido e quando a natureza se proclamou veio ao mundo, cresceu e fez coisas que todos fazemos, sentindo atração pelo poder,almejou para si ser menos mortal do que os anônimos, se vendeu ao poder que domina, chegou ao STF de onde se diz favorável ao mais odioso crime: contra um ser absolutamente indefeso. atendo ás demandas da modernidade e do abismo para o qual caminhamos esqueceu-se do seu criado- Deus- diante do qual um dia dobrará o seu excelentíssimo joelho e certamente por amor ao poder e ao dinheiro que levou tantos e tantos á miséria, ouvirá o veredito: CULPADO! que Deus tenha misericórdia dessa e de outras desgraçadas almas.




Marcos - 

03/11/2013 às 10:57


Interessante como esse senhor alega que não faz o que acha mas o que é certo, ele não me representa eu o considero um incompetente e vendido e a história o imortalizará como…………..MOLEQUE DE RECADOS DO PT!




Isaias - 

03/11/2013 às 10:56


Pobre de quem tiver Barroso como relator e do seu humor do dia, pra que lado vai pender a sua balança: se para a demanda, seja qual for, ou para a Constituição.




Claudio Marcondes - 

03/11/2013 às 10:54


Excelente !




Dan - 

03/11/2013 às 10:53


Ele é uma anta! Aliás, cabem embargos infringentes de ofença ao animal irracional denominado anta!




Domingos Aparecido - 

03/11/2013 às 10:51


A rebelião do mundo contra Deus e o seu Ungido é cada vez maior. A humanidade pede o Anticristo em vez de Cristo. O retorno do Senhor está próximo, e o Juiz está às portas.




SERGIO - 

03/11/2013 às 10:51


UM CANALHA É SEMPRE UM CANALHA, COM TOGA OU SEM TOGA!! FALAR MAIS QUE ISTO É PERDA DE TEMPO E DE OBJETIVIDADE QUANDO O ALVO FOR FALAR A VERDADE!!




Luiz - 

03/11/2013 às 10:47


Ele é mais um instrumento do aparelhamento do STF. Já mostrou porque foi indicado pela Dilma. O país caminha a passos largos para a ditadura do proletariado, populista e bolivariano. Quem ler a excelente reportagem de Veja sobre Cuba não terá dúvidas sobre a caminhada. A classe média, que pensa, atrapalha!




Lucaveira - 

03/11/2013 às 10:39


Muitos tentaram, com mais ou menos sucesso, representar o que a elite de Banãnia pode oferecer ao mundo, mas acho que NIINGUÉM melhor que o Barroso para faze-lo. O pensamento lógico encontrou no seu cérebro um verdadeiro sumidouro. Que deus tenha pena de nós.




Augusto - 

03/11/2013 às 10:39


Augusto – 03/11/2013 às 10:38
.
Retificação: “progressistas…”, última linha.




Augusto - 

03/11/2013 às 10:38


Vou explicar a linguagem comunista e o seus eufemismos:
.
Os comunistas dizem: “temos que garantir a autonomia reprodutiva da mulher”. TRADUZINDO… “temos que aprovar o aborto como método antinatalista”.
.
Os comunistas dizem: “temos que garantir a democratização dos meios de comunicação”. TRADUZINDO… “temos que limitar o poder da imprensa livre para que ela não constitua um óbice à revolução comunista”.
.
Os comunistas dizem: “temos que garantir a dignidade humana no início da vida e no fim da vida”. TRADUZINDO… “temos que aprovar a eutanásia”.
.
Os comunistas dizem: “temos que discutir a teoria do menor maduro”. TRADUZINDO… “temos que aprovar o consentimento da prática sexual por parte dos menores de idade, ou seja, abrir a porta para a aceitação da pedofilia”.
.
E eles são os progressista……. DO ATRASO E DO MEDIEVALISMO!!!




matavivaengenharia - 

03/11/2013 às 10:35


Sô quem é religioso já leu algum livro espirita ou já pesquisou para ter alguma noção sobre as leis naturais do mundo invisível. Quando alguém que lê este assunto, ri ou acha graça como se fosse muito esperto, na realidade é um bobo alegre,o mundo invisível é real quer acreditem ou não. Para eles do outro lado nas esferas luminosas tanto faz tanto fez a nossa ignorância , fazer o que.Agora o que me causa indignação é ver um jumento deste metido a sabido vir com uma prosa ruim desta do capeta,Sera que esta imundice não sabe que pra Deus isto é dos maiores pecados que pode existir,que pras leis naturais do divino isto é gravíssimo,mais este abestado sem vergonha acha que é sabido,este idiota não tem noção nenhuma da vida pra ficar defendendo uma porqueira desta contra aqueles que não podem se defender. Agora se este arrogante abestado esta procurando um lugar no umbral pra sofrer esta coisa ruim esta no caminho certo.Este lixo humano me da nojo.




Berlatto - 

03/11/2013 às 10:34


POOOONGUE, Min. Barroso! É estupefaciente, este min., não?.
É isso aí, Tio Rei, Barroso devia acatar teu conselho e se candidatar à algum cargo eletivo. Demagogos como ele, sempre se dão bem. Sua vigarice intelectual/moral, aliada ao seu EGOCENTRISMO, atinge os píncaros da glória, né? leitores.




Pedro Brasileiro - 

03/11/2013 às 10:32


PTralha togado.




Tomás de Aquino - 

03/11/2013 às 10:31


retificando meu comentário das 10:17h no lugar de “demos me livre de votar num comunista” leia-se “deus me livre de votar num comunista”. não tenho nenhuma ligação com demos ou demônios ou com qualquer partido político. Sou um amigo da democracia e da moralidade.




Luiz Carlos (não o Barretão) - 

03/11/2013 às 10:26


De uma coisa os brasileiros de bem estão convictos, o Barroso Novato, o Tofolli, o Lewando Alguma Coisa, estão marcados pelo resto de suas vidas, por terem sidos parciais demais com os mensaleiros. Que seus “proventos” lhes sejam úteis para o futuro, seus e de suas famílias e depois não vão lamentar que Deus lhes foi implacável. Ainda existe Justiça Divina neste País, apesar do Lula e petralhas em geral.




emeesse - 

03/11/2013 às 10:23


Caro Reinaldo,
como afirma o apostolo Pedro na sua segunda carta, cap. 2 verso 9 : ” Assim o Senhor reserva aqueles que praticam a maldade para o castigo no dia do Julgamento. Ele reserva especialmente aqueles que, seguindo sua natureza pecadora, vivem em imundas paixões e desprezam Deus.”
“Terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo! “( carta aos Hebreus, cap 10, verso 31 )




Tomás de Aquino - 

03/11/2013 às 10:17


deus me livre de votar num demagogo. demos me livre de votar num comunista. deus me livre de votar numa sonhática. deus me livre de votar num (neo)liberal.




juscelino - 

03/11/2013 às 10:16


o duro é que informações como essa não chegam a uma parcela expressiva da população. esse cara aí se for analisar por esse lado ele é a tipica ferramenta do cão nesse mundo véio e o capeta o mandou direto pra cá como se as desgraças por aqui fossem poucas. estamos sif…..




JPS - 

03/11/2013 às 10:15


INDICAÇAO DO PT,ESPERAR OQUE.




Augusto - 

03/11/2013 às 10:08


Vamos rever o “chororô” do ministro Barroso ao “ter que condenar” Genoino, uma atitude absolutamente inadequada para um juiz.
.




Dante, - 

03/11/2013 às 10:07


“Vinicius de Morais diz “bastar-se a si mesmo é a maior solidão” e eu acho isso também. A segunda coisa: a divergência deve focar no argumento, e não na pessoa.”
ENTÃO, focando no argumento, reflito que ele e o genial poetinha Vinícius de Moraes estão muito mal. Deixam-se levar por palavras como se juntadas ao vento tivessem muito a dizer. “Bastar-se a si mesmo”, não é, definitivamente, “a maior solidão”. Se o ‘bastar-se’ significa que se atingiu um estado de paz introspectiva completo, pela completude do auto conhecimento, então, é a suficiência se mostrando de modo absoluto, portanto não é solidão. Se, entretanto, for uma afirmação de auto saciedade gestada na simples arrogância, isso nada é, senão uma manifestação do intelecto enganando a si próprio. Em ambas as premissas não é verdadeira a conclusão de que os fatos levariam o ente a um estado de solidão. Solidão é outra coisa. Solidão é puramente o desejo do vir a ser; ou seja, daquilo que está incompleto. Daí o desconforto. E essa incompreensão gera um estado de vazio, daquilo que não está completo. DITO POR FAMOSOS, frases viram sapiência profunda e são avidamente adotadas por tolos. ENCERRANDO. O poetinha famoso era muito bom nos versos mas quando falava era o vento que juntava as palavras, (as feias que me desculpem, mas) ele se divertia. JÁ OS VERSOS DO MINISTRO, deveriam ser mais contidos, por não se tratarem de conversas de botecos.




Kenji - 

03/11/2013 às 10:06


Miriam leitão foi chamada mais de uma vez de Miriam … por emir sader, e agora vem te chamar de rotweiler.




Nathaniel - 

03/11/2013 às 10:06


.
Ter o STF legislando em absoluto controle, pois legisla e se torna pró ativo de acordo com “pressões populares” encomendadas aos MSTs, UNEs, MPLs, Sem Tetos e sindicatos em geral, é muito mais fácil que ter que se preocupar com como vão votar os eleitos pelo poLvo.
.
Aí fica fácil é só confiar em elementos como este Barroso e aumentar impostos sem ninguém reclamar como faz Gugu Dahaddad em São Paulo
.




PALCOSCENICO - 

03/11/2013 às 10:04


DE “DESEQUILIBRADO EXIBICIONISTA” a “O BOBO DA CORTE”.
– O meio-Ministro precisa escolher e se definir pesssoalmente; das duas acima , qual o sua posição?
– Em junho eu Notifiquei pela INTERNET ao senhor Barroso que “achou lindo (ou “deslumbrante”, para se adequar mais a sua personalidade)e algo de maravilhosos as Manifestações e Protestos. Como ele esqueceu de exigir, como era seu dever, O DIREITO DE IR E VIR, no que via “deslimbrantes” Manifestações, eu o Notifiquei que estaria colocando em risco a vida de pessoas com necessidades especiais e as de pessoas que tomam remédios de uso contínuo, em horas certas, como os infartados, os que sofreram derrames os cardíacos e os hipertensos.
– Bem, de lá para cá já morrerram 19 pessoas nas “deslumbrantes” manisfestações do Ministro, sendo que a última estava exatamente dentgro da Notificação que fiz a ele: uma senhora hipertensa, dretida duas horas e pouco dentro de um ônibus parado. Desesperada ao começar a sentir-se mau, foi obrigada a descer do ônibus e procurar socorro, e ter que passar pela tentativa de invasão da Assembléia Legislativa onde o pavor era geral. Enfim, chegou ao hospital e não resistiu: sua pressão arterial era algo como 28 por 13, ou melhor, DIFÍCIL DE SOBREVIVER a isto. Elá morreu.
– Eu lhe avisei meio-Ministro, que para mim bastaram 45 minutos para chegar ao derrame em um engarrafamento. O senhor também é responsável pela morte dela. Guarde!
– Veja a Notificação daqui a pouco em:http://www.flickr.com/photos/pietro_mascagni




eusabia - 

03/11/2013 às 10:03


Esse ministro nuca me enganou. Está na cara o que traz dentro de si.




alvaro - 

03/11/2013 às 10:03


Reinaldo
Uma “mula”, um “avião” do tráfico de influência. Todos já sabíamos que esse veio encomendado e com a mensagem gravada num “chipe” implantado dentro do cérebro. Veio libertar os condenados. Ou alguém duvida?




emeesse - 

03/11/2013 às 10:03


Caro Reinaldo,
” Aí vem o Senhor Jesus com os milhares de Seus santos anjos para julgar e condenar a todos por todas as más obras que fizeram !” ( Judas, versos 14 e 15 )
Monsieur Barrozo não escapa! Vai enfrentar um terrível Juiz, O JUIZ !




alvaro - 

03/11/2013 às 10:03


Uma “mula”, um “avião” do tráfico de influência. Todos já sabíamos que esse veio encomendado e com a mensagem gravada num “chipe” implantado dentro do cérebro. Veio libertar os condenados. Ou alguém duvida?




Acir - 

03/11/2013 às 10:03


Caro Reinaldo, apos exposiçao brilhante, vale meditar sobre o que escreveu Olavo de Carvalho, as 9,33h. É pura estrategia inteligente, abs




Nathaniel - 

03/11/2013 às 10:00


.
Reinaldo, escrevi este comentário tempos atrás mas cai que nem uma luva neste momento em que é importante que o brasileiro perceba que Lullarápio, José Dirceu e Dilma… Ruimssef levam o país a passos largos para o comunismo bolivariano.
.
Pra quem ainda tem dúvida.
.
Veja que interessante este texto ESCRITO POR KLAUBER CRISTOFEN PIRES que mostra de maneira clara o foco revolucionário que tomou conta não só do ambiente cultural brasileiro como o judiciário.
.
.
Por maioria de votos, vencidos os ministros Marco Aurélio de Mello e Joaquim Barbosa, o STF decide que as 19 condicionantes estipuladas por ocasião do julgamento da demarcação da reserva Raposa Serra do Sol não valem para futuras demarcações. Trata-se de um escárnio contra a Constituição, a ordem, a segurança jurídica e a civilização.
.
Entre os vícios mais notáveis (na demarcação da enorme reserva Raposo do Sol, que garantiu uma enorme área livre bem na fronteira com a Venezuela o mais cubano dos países da América do Sul – este parêntese não se encontrava no texto do Klauber), estão o laudo antropológico assinado por apenas uma antropóloga da comissão, com sinais evidentes de que suas informações são inverídicas; o desprezo à voz dos índios contrários à demarcação cujo número era muito superior aos favoráveis, e dos não-índios; o reconhecimento do direito de propriedade negado a fazendas com título de propriedade legal e de boa-fé com mais de cem anos; o emprego de forças da Polícia Federal para intimidar os fazendeiros na fase pré-julgamento e do Ibama para persegui-los depois que foram removidos; a proibição de os plantadores poderem colher a safra; e não menos, a expropriação dos fazendeiros, com a negação de indenização por suas terras, tendo havido indenização apenas pelas benfeitorias.
.
Hoje, após a infame decisão do STF, o retrato é desolador. Índios e não índios aglomeram-se em favelas no entorno da capital, Boa Vista, sendo que muitas mulheres índias quedaram-se na prostituição. Fazendeiros idosos sobrevivem de vender churrasquinho nas ruas.
.
A Procuradoria da República alega que as condicionantes são nulas, porque naquele julgamento o STF teria legislado impropriamente. Eu pergunto aos doutos procuradores se lembraram-se disso com relação ao julgamento do “casamento gay”, do aborto de anencéfalos e das cotas raciais.
.
A petição da Procuradoria da República foi indeferida pelo STF, que declarou que as tais condicionantes provêm de leis esparsas que foram reforçadas por meio do decreto da sentença sobre Raposa Serra do Sol, o que é verdadeiro, embora apenas parcialmente.
.
Bem, mas se é assim, isto é, que as 19 condicionantes têm fundamento na legislação, então como não haveria de prosperarem como vinculantes para novas e futuras demarcações?
.
<<<<<<>>>>>>>
.
A verdade, caros leitores, é que estamos diante de um processo revolucionário em curso. Como tenho dito, a diferença entre a maioria dos ministros da atual composição do STF e dos mensaleiros é que estes se põem a legislar de acordo com a agenda socialista e a nova ordem mundial sem receber as tais propinas mensais. Bastou-lhes serem agraciados com o cargo.
.
.
O Professor Thomas Woods Jr., em brilhante lição, lembra-nos que o militante investido em funções judiciais desnecessita conhecer as leis e a doutrina, sendo-lhe suficiente possuir uma boa consciência revolucionária; daí que um mesmo fato sirva de argumento tanto contra ou a favor de uma causa, dependendo apenas da conveniência do momento.
.
Em qualquer lugar civilizado do mundo, o direito de propriedade é o instrumento legal e suficiente para o cidadão refrear o abuso do poder público. No Brasil qualquer órgão de 5ª categoria como o Incra ou a Funai podem expropriar alguém com base em meros atos administrativos com base em laudos unilaterais e forjados.
.
Em qualquer lugar civilizado do mundo, basta chamar a polícia para deter ou remover invasores. No Brasil, é necessário recorrer à Justiça e quando a polícia vem, é para escorraçar os proprietários.




Skywalker - 

03/11/2013 às 9:59


Impressionante a quantidade de vezes que o excelentíssimo juiz utiliza o termo “Agenda”. Para quem não sabe ainda, o termo está diretamente relacionado à agenda de ações socialistas-comunistas, com as quais a esquerda pretende implantar o reino da igualdade na Terra. Àqueles que ainda não assistiram, segue o link do vídeo AGENDA:https://www.youtube.com/watch?v=uDo8xAQGrI8




A - 

03/11/2013 às 9:59


Diz o ministro: “As minorias, por serem minorias, não conseguem prevalecer no processo político majoritário. Então, para avançar uma agenda de direitos fundamentais das minorias muitas vezes só é possível fazer isso via judiciário”. Desde quando as mulheres são “minoria”? Violar a lógica e torcer as leis até entendo. Mas violar a aritmética é além do que pode um ministro do supremo. As mulheres são maioria. Minoria são as mulheres que defendem o aborto. Aí são minoria mesmo. Minoria estridente e que pretende se impor no grito, na porrada e com a ajuda de um judiciário conivente.




Augusto - 

03/11/2013 às 9:59


O ministro Marco Aurélio já deu um sabão no “novato”, mas parece que este não aprendeu a lição.
.
Relembrem:
.




Luiz Carlos (não o Barretão) - 

03/11/2013 às 9:55


“A despeito de reações e de paixões, vivi e continuo a viver dias intimamente muito tranquilo.” – Pudera, com 28 quilos de alcatra mensais, chora ou faça Sol, mais uma bolada de R$ 2.000.000,00 para defender uma estatal petralha, sem licitação, conquistadas logo após seu voto, liberando os mensaleiros de uma cana dura, até eu que sou bobão estaria muito tranquilo.




Augusto - 

03/11/2013 às 9:55


A “humanização dos cães” e a “coisificação dos fetos”, atuando em conjunto, buscam produzir no subconsciente coletivo a EQUALIZAÇÃO DOS VALORES, ou seja, a vida humana passará a valer tanto quanto a vida de um animal ou, talvez, menos ainda, E AS PESSOAS ACHARÃO ISSO NORMAL.
.
Trata-se da implantação da ideia de Gramsci de que o poder revolucionário deve ser ONIPRESENTE e INVISÍVEL.
.
Temos que denunciar esse silencioso golpe comunista, que usa as regras da democracia contra ela própria, Reinaldo!




Naná - 

03/11/2013 às 9:52


Brasil, tomado por epidemia avassaladora de ignorância, é gerador de gente da mais baixa qualidade como ele.

Perdi a esperança no Brasil.
Fim




nedinho - 

03/11/2013 às 9:52


O cara é pior ainda do que era sua amostra. Agora já “firme” no stf, manda ver nas abobrinhas e lhe dão destaque como se fosse uma nova carta paulina. Esta é a grande herança maldita dos desgovernos lula e dilma. Aturar estes lambe-botas durante décadas até que o último se aposente, ou seja, compelido a sair. Rezemos para que sejam acometidos por alguma doença séria que reduza o prazo de validade pois o país vai sofrer muito na mão (caneta) deste tipo de gente. Logo no supremo (desgraça pouca é bobagem)




Beto gaúcho - 

03/11/2013 às 9:50


Pavão misterioso ? ? ?




Rod. - 

03/11/2013 às 9:45


Chatooooo!!! Esse senhor ministro é um “pavão” !!
Ele é o ícone do politicamente correto!! Praga brasileira!




PALCOSCENICO - 

03/11/2013 às 9:44


ESTAMOS DIANTE DE UM “DESIQUILIBRADO EXIBICIONISTA”, QUE DESONRA O STF. E O BRASIL terá de conviver com esse incapaz de julgar com a imparcialidade e com a razão dos normais, em especial porque ELE PERTENCE A UMA MINORIA, QUE QUAISQUER JURISTAS SÉRIOS, JULGARIAM INCAPAZ PARA O CARGO!
–VEJAM AS ESTRANHAS FOTOS DO ESTRANHO MAGISTRADO em:http://www.flickr.com/photos/pietro_mascagni




Womabtmucholoco - 

03/11/2013 às 9:44


Caro Reinaldo,
discordando um pouco de você, acho que Barroso é um inimigo do Estado democrático e das nações amigas. O defensor de terrorista só está lá no STF porque foi defensor de um terrorista, e a defesa dele no caso em questão foi escandalosamente desonesta quanto às teses e aos fatos.
Na sabatina do congresso, aproveitou-se da incapacidade intelectual de nossos congressistas de sabatinar alguém, da covardia e preguiça instaladas naquela casa. Noves fora a ausência de uma oposição digna do nome.
Agora, imbuído da aura divina que nosso judiciário parece conferir, dá entrevistas como esta propagando suas ideias “progressistas” como quem diz: “eu sempre estou certo!”
Deus salve o STF desde cancro!




Pena. L - 

03/11/2013 às 9:43


Reinaldo,
A Mirian Leitão andou confessando em seu artigo que vc é um Rottweiller mesmo e o Rodrigo Constantino prática indigência mental. Moral da história: ela diz que não vale a pena debater com quem não só sabe latir. Cita um artigo seu em que vc pede que ela se desculpe com Demostenes Torres como exemplo de intolerância. Li o seu artigo, ela que tentando dar uma de “coitadismo”aos negros sente-se livre para não rebater o outro lado.




Augusto - 

03/11/2013 às 9:42


Será que os demais ministros do Supremo não se sentem agora verdadeiros idiotas por terem sido usados pela causa comunista*** ou, pior, eles compactuam com essa causa?
.
Até onde vai o aparelhamento do STF?
.
Quais dos ministros do STF são agentes da revolução comunista?
.
Temos que denunciá-los ao povo brasileiro!
.
Temos que fazer a contrarrevolução, Reinaldo, de uma forma ou de outra!
=====
***(revolução gramscista/subversão de todos os valores tradicionais para implantação de novos, que trarão a coisificação dos homens).




josé reis barata - 

03/11/2013 às 9:42


Despudor.
.
O país perdeu o pudor; a hipocrisia e o cinismo tomaram conta das instituições. Cara de pau. Irracional foi nomeá-lo.
.
Arrego!




José Pereira - 

03/11/2013 às 9:40


Depois, dizia-se que era uma brincadeira falar que comunistas “comem” criancinhas… Sentido figurado, sim, mas real e natural também!
É sempre assim. Primeiro, os infantes indefesos, depois, não é bom nem pensar!
Bom domingo, abraços, Reinaldo!




Nathaniel - 

03/11/2013 às 9:40


.
Barroso já percebeu que todos vêem as diversas besteiras que fala, sabe que a partir do seu voto a favor dos embargos infringentes que deu a liberdade aos mensaleiros suas pavonices são vistas como pavonices e sua opinião em qualquer assunto é a de um claro comunista no judiciário, mas como dizia Goethe “Certas pessoas não abandonam o erro porque devem a ele a sua existência.”
.




roby - 

03/11/2013 às 9:37


Depois da “solução democrática de menor extensão” do então Ministro Carlos Ayres Brito, o Poder Judiciário vem numa escalada e tem estendido um pouco demais essa tal corda “para atender algumas demandas sociais que não foram atendidas pelo processo político majoritário” — ou seja, estão substituindo um Poder Legislativo em sua (para eles ao menos) incompetência.
Porque um juiz há de largar a toga e se candidatar se pode legislar sem correr os riscos eleitorais e os embates da vida parlamentar?
Essa desonestidade intelectual — que hoje se traduz por maioria no STF — não é um sinal seguro de que o recurso final e o esteio de nossa incipiente democracia está comprometido com um projeto de poder alheio ao Estado de Direito que o designou (ou seja, APARELHADO)? As eleições de 2014 — seja lá qual for o seu resultado — pode mudar significativamente esse estado de coisas sem uma VERDADEIRA RUPTURA INSTITUCIONAL? Se a resposta for “não”, Tio Rei, estamos inexoravelmente ferrados.




Augusto - 

03/11/2013 às 9:33


Tá tudo dominado!!!




Nathaniel - 

03/11/2013 às 9:33


.
Nota de Olavo de. Carvalho no Face
.
A confluência de duas linhas causais antagônicas – o esvaziamento ideológico da direita e o crescente e justo descontentamento popular com a esquerda – produziu um resultado singularmente exótico: por toda parte pululam protestos pontuais, baseados em interesses grupais ou em sentimentos subjetivos ofendidos (religiosos, em geral), sem nenhuma articulação ou consciência estratégica de conjunto. Em segundo lugar, esses protestos tendem a tomar a forma da luta parlamentar normal, que neutraliza até mesmo qualquer vitória parcial obtida, na medida em que legitima no mesmo ato o sistema hegemônico, ajudando-o a dar ares de democracia saudável ao que é, na verdade, um unipartidarismo muito mal camuflado. Os religiosos protestam contra o aborto e o gayzismo, os ruralistas contra o MST, os militares contra o desmantelamento das Forças Armadas, o pai de família contra a falta de segurança, os policiais contra a proteção aos bandidos, os arrozeiros contra as reservas indígenas crescentes, e assim por diante. Falta por toda parte a consciência de que por trás de todos esses males há uma só força agente: o Foro de São Paulo. Por isso é que não me entusiasmo muito por nenhuma dessas causas parcelares, todas elas justas em si mesmas porém ineficazes no quadro real das coisas.
.
P.S.: ABC da estratégia. Sun-Tzu ensinava que é preciso conhecer o inimigo; Napoleão Bonaparte, que é preciso atacá-lo no ponto mais vulnerável. O inimigo é o movimento comunista continental; seu ponto mais vulnerável, as finanças do Foro de São Paulo. Tirem as conclusões.
.
Tiago Cabral Por que as finanças?
.
Olavo de Carvalho (1) Porque são completamente ilegais e isto é facílimo de provar; (2) porque exposto a inquéritos o Foro ficará paralisado, sem margem de manobra.
.




anon de azevedo - 

03/11/2013 às 9:32


Cao `e gente?




Nathaniel - 

03/11/2013 às 9:29


.
Como diz Olavo de Carvalho:
.
“A população de … por metro quadrado neste país
cresce tanto que o governo já está pensando em aumentar
o tamanho oficial do metro quadrado.”
.
CQD
.




Jorge Chequer - 

03/11/2013 às 9:24


Quando uma seita petralha se alça à condição de país:
“O país não aguenta mais a AP 470.” Min. Barroso
ps1: Nesse “país” há argumentos inconfessáveis.
ps2: Os cidadãos (do bem) aguardavam apenas ansiosos e
esperançosos que os corruptores do Estado de Direito
fossem para a cadeia.
.
Quando um juiz acha que a sua toga é mais toga
que a toga do seu colega de trabalho:
“Mas o meu papel como juiz não é fazer o que eu quero,
é fazer o que é certo, e o que é certo é o cabimento
dos embargos infringentes.” Min. Barroso
ps1: Respeito é bom e os demais ministros deveriam gostar.
ps2: Qualquer uma das vertentes estariam certas, mas
a que amenizaria o desaforo imposto à nação pelos réus
seria a negação de um outro “jeitinho brasileiro”.
.
A sentimental toga mágica:
“Decidi pelo seu cabimento lamentando, mas a Constituição existe para que o direito de 12 ou de 13 não seja atropelado pelo desejo de 100 milhões.” Min. Barroso
.
“Sou um juiz e ser juiz significa imunizar-se contra o
contágio das paixões.” Min. Barroso
Sr. ministro, o abortismo vem de uma paixão mórbida
e como tal é egoísta e deveras cruel.




Tomás de Aquino - 

03/11/2013 às 9:24


chamar esses camaradas de progressistas é um elogio não merecido. progresso é outra coisa. progresso é controlar uma doença, progresso é acabar com o trabalho escravo no mundo, é um absurdo defender um crime estando dentro do estado e fazendo parte do poder judiciário. mudanças nas leis competem ao povo e a seus representantes proporem e defenderem. algumas pessoas q deixam de ser povo e viram estado precisam ser constantemente lembradas disso. deviam ser lembradas judicialmente e não apenas jornalisticamente.




Paulo Bento Bandarra - 

03/11/2013 às 9:18


Papa consulta episcopados sobre casamento gay e divórcio. Com Papa Francisco, é outro porto flutuante que muda com a maré.




Tomás de Aquino - 

03/11/2013 às 9:16


o objetivo de toda boa religião é trazer a paz a humanidade. é indicar o melhor caminho para se obter paz de espírito. o abortamento é uma atitude drásticas q pode levar as mães, os pais ou amigos a terem problemas mentais ou emocionais para o resto da vida. isto os fdp q defendem o aborto não dizem,evitam comentar.




Amâncio - 

03/11/2013 às 9:11


Infelizmente, o Ministro faz parte da herança maldita, que o Brasil recebeu e, teremos que aturar por longo tempo.




Tomás de Aquino - 

03/11/2013 às 9:10


quando a igreja é contra o aborto esta fazendo um bem para a humanidade, pois nunca vi alguém q se arrependeu de coração por não ter abortado, mas existem centenas de mulheres q sofrem por toda uma vida por causa de um aborto. quando a igreja defende o sexo somente no casamento está tão somente querendo proteger dois seres de problemas, ou seja, está indicando o caminho mais fácil do ponte de vista da paz. será q são tolos os q não entendem a igreja ou é a igreja q não se faz compreender de modo claro?




Amelia - 

03/11/2013 às 9:08


é inimigo sim! É um oportunista rasteiro, intelectualmente desonesto e pau mandado. Está no Supremo escolhido pelos seus iguais moralmente. Olha o morde-e-sopra.




AbuCarnib - 

03/11/2013 às 9:07


Caro Reinaldo Azevedo:
Como você disse: “isso é um escracho.” Um “juiz” se dar ao destempero de dizer tanta coisa perniciosa relacionadas a aplicação correta das leis, da Constituição. Uma pessoa assim faz um mal, sem tamanho, à vida de um pais.Coitado do STF, que vai abrigar esse “juiz” por anos a fio. Vamos ter que aturar a voz anasalada, dizendo asneiras, e sempre puxando a sua caroça para o lado errado. Barozo,barozo!… as páginas negras da História te esperam.




Heitor - 

03/11/2013 às 9:04


O Ministro Barroso deve ter sido reprovado em história recente Americana ou contava com a ignorância de seus ouvintes sobre a farsa montada por Norma MacCorvey




O Comentarista - 

03/11/2013 às 9:03


Delubio é PETISTA.
Delubio é MENSALEIRO.
Delubio é BROOKFIELD.
BROOKFIELD confessou que pagou propina.
Delubio É CORRUPTOR.
Delubio É CORRUPTO.
PT ONDE REINAM CORRUPTORES COM CORRUPTOS.
Ou seria o contrário,
PT ONDE REINAM CORRUPTOS COM CORRUPTORES.
Ambas frases são verdadeiras
barroso é PETISTA…
braziú, PAÍS POBRE É PAÍS DIZIMADO PELO PT E SEUS COMPARSAS.




Rods - 

03/11/2013 às 8:59


REI.
BRILHANTES SEUS COMENTÁRIOS.
AGORA, QUANTO AO NOVATO, QUE DEUS AJUDE O BRASIL, POIS, FICOU MAIS DO QUE CLARA SUA PAIXÃO POR SI, VAIDADE E PRESUNÇÃO, VÍCIOS TÍPICOS DOS PETRALHAS.
FOI O APARELHAMENTO DE MESTRE FEITO PELA MALTA NO SUPREMO, UM FALASTRÃO EMPOLADO E EMBROMADOR BEM ENSAIADO.
ME FEZ LEMBRAR O FARSANE AMERICANO COM SUAS FALAS BEM POSTAS E ILUSTRADAS, PORÉM, A SERVIÇO DA CAUSA E EIVADAS DE CONCEITOS E FUNDAMENTOS TORTOS.
ACABARAM COM O STF.
Rods




Lazaro - 

03/11/2013 às 8:57


Definitivamente, o senhor Barroso é Ministro do STF por motivos ocultos.




Milton - 

03/11/2013 às 8:57


Reinaldo, Parabéns. Excelente argumentação. Entendo que o Supremo deve ser a instância que guarda a constituição, que tira dúvidas interpretativas e a protege. Cabe ao Legislativo, como bem dito no nome: legislar. Não cabe a qualquer Ministro legislar com base em suas paixões ou crenças. Abraço. Bom começo de domingo com seu texto!




capixaba atento - 

03/11/2013 às 8:55


Reinaldo, esse ministro do STF não surpreende mais ninguém. Ele pertence ao bloco dos petralhas como Lewndowiski, Toffoli, Rosa Weber, Teori. É um STF altamente APARELHADO para absolver os corruptos do PT.




Cagliostro - 

03/11/2013 às 8:53


Incrível! Coisa de anencéfalo. E dizer que o povo brasileiro depende de decisões tomadas em Tribunal Supremo.




Gaucho - 

03/11/2013 às 8:53


Este Infeliz com vaidades infernais teve oportunidade de nascer, pois sua mae assim o quis???????????




Fernando - 

03/11/2013 às 8:47


Reinaldo, saúde e paz. Acredito que esse ministro é um forte candidato ao estrelismo lá em Hollywood, aqui na Banânia tupiniquim ele quer mesmo é candidatar-se para competir para ser a cereja do bolo, mas aí a fila é enorme, Apedeuta, Zé dirceu, Rose, Delúbio, Gerentona, Renan, Sarney, Lewandowski, Tófolli, Eike, Black bloc, entre outros mil, mas ele já deixou seu lugar marcado e está com o bilhete na mão.
Por essas e outras ainda acredito que surgirá ALGUÉM que num dia não muito distante vai colocar o pé na porta do salão e começar a atirar para valer. Quem viver verá. A HISTÓRIA se repete, mudam apenas os personagens.
Reinaldo mais uma vez obrigado por mais esse excelente texto, um forte abraço Fernando.




Eugenio Araujo - 

03/11/2013 às 8:39


O personagem em comento, me parece mais um perfeito exemplo do que esperado dos “eleitos” do lulo-petismo, onde o ativismo político, a mais de uma década, vem causando enormes males ao nosso Páis. Como o “empresário playboy”, que vendia espuma (ao final derretida pelos ventos da economia real), e foi escolhido representante do Brasil de cartório, caminha para escrever uma triste página para a Corte Suprema.




BH - 

03/11/2013 às 8:37


Sr Reinaldo Azevedo:

Esse é o retrato do Brasil,um ASSASSINO EM POTENCIAL faz parte do supremo tribunal federal,essa casa não dá orgulho para ninguém,essa casa tem a cara do PT.
TEMPOS BICUDOS ONDE MENOS VALE MAIS.
Saudações




razumikhin - 

03/11/2013 às 8:21


Progressista sim, mas com relação à eliminação de supersalários é conservador que chega próximo dos princípios do sistema político italiano, à época de Mussolini. Progressista Caviar.




Faisal - 

03/11/2013 às 8:20


Esses Senhor é um perigo a ordem democrática. Existe uma tese escondida no judiciário que fala em um governo de juízes?! Lembrem a esse Ministro indicado pela presidência e referendado pelo Senado, que ele não teve voto popular. Não representa ninguém. Ele deveria se recolher à Constituição e parar de pitaco nas competências de outros poderes.




Marcus Meyer - 

03/11/2013 às 8:15


O ministro está lá para fazer o que é certo, e o que é certo para ele é o que manda o Partido, afinal só foi indicado por ser bastante obediente aos anseios do poder!




Aldo Ghisolfi - 

03/11/2013 às 8:13


Por falar em anencéfalos e “causa progressista”:
LA STAMPA, 03.11.2013
Brasile, Cesare Battisti terrà una conferenza sul diritto
di vivere: esplode la polemica Per la lezione all’Università Federale di Santa Catarina a Florianopolis, l’ex terrorista riceverà un compenso di 500 euro.
Dinheiro público gasto com terrorista julgado e condenado por assassinato DANDO AULA SOBRE O DIREITO DE VIVER…




Luisa - 

03/11/2013 às 8:10


Apesar de toda essa postura trotkista, esquerdista , os que o conhecem sabem,é o ser mais elitista,esnobe,arrogante…só freqüenta os melhores restaurantes do mundo,só toma os vinhos mais caros,sempre com aquele ar superior..
De origem simples,ao invés de se orgulhar do muito que caminhou,mostra no fundo,que é uma pessoa revoltada e insensível.
Sempre quis chegar ao Supremo,pela extrema vaidade e,ara colocar em prática,todo seu arsenal de idéias apocalípticas.
Pobre de nós…




Tomás de Aquino - 

03/11/2013 às 8:09


não existe essa … q chamam direitos da maioria ou da minoria. excluindo-se coisas q serão independentemente do poder do momento q cria “certezas”, existem coisas eternamente certas e eternamente errada, dentro de um contexto e de uma realidade histórica existem coisas certas e coisas erradas. uma coisa é eternamente certa, juiz deve ser discreto e guardar para si e para suas decisões as suas convicções e não sair fazendo publicidade e propaganda de uma causa. os inimigos da democracia gostam muito de associar estado laico a um estado em q a opinião da religião não conta, o q é algo deliberadamente autoritário.




anônimo - 

03/11/2013 às 8:06


Na Alemanha o partido verde quer legalizar a pedofilia. O dr barroso é contra ou a favor ? Aqui no Brasil um homem casou com uma cabra. O dr barroso é a favor da legalização do Bestialismo? 0 ministro é contra a pena de morte? Feto não é ser humano? O dr barroso é a favor da criminaliza?ção da honestidade? Chavez prendeu uma juiza que foi estuprada na prisão . A prisão da juiza foi legal




silva - 

03/11/2013 às 8:00


Mata uns “por ESTRATÉGIA” para depois conseguir o objetivo do que se quer para o abortamento: Matar TODOS, qualquer um. Depois dessa declaração do ministro parei de ler e meditei sobre a grande entrevista na revista VEJA dessa semana com o psicólogo americano prof. Stanton Samenow sobre como as mentes de todos os criminosos pensam de maneira semelhante. Reinaldo, porque você não aborda essa entrevista, para mim excepcional onde de forma honesta, sincera, inteligente e baseada em pesquisas, estudos sérios por muito tempo ele fala sobre as mentes dos criminosos, assassinos. A VEJA está de parabéns.




Bertozo - 

03/11/2013 às 7:59


Tudo o que penso do tal Barroso está claro na foto deste post! Basta perceber a pose, o meio sorriso, o brilho nos olhos,olhar de falso , o flutuar com a capa ……..uma foto bem, tirada como esta é reveladora!




Siará Grande - 

03/11/2013 às 7:59


Reinaldo, uma pergunta. O nobre deputado José Genuíno não ia se aposentar? Ou desistiu depois dos embargos infringentes?




joao couvert - 

03/11/2013 às 7:54


Isto que estamos vendo, Ministros do supremo, se arvorando poderes divinos, só é possível, porque o Senado, foi demasiado leniente, quando da aprovação das indicações que o PT fez, digo mais a coisa vai piorando a cada troca de ministro, pois todos estarão alinhados com os ideais revolucionarios do partido, possivelmente a Dilma se reelegerá, e então todo o supremo será muito diferente do atual, e tudo aquilo que se aprende em nas aulas de direito constitucional, será letra morta, em especial, quando o assunto é “clausula petrea”.




Fernando Diniz - 

03/11/2013 às 7:53


Alguém duvida que os mensaleiros políticos, os verdadeiros beneficiados pelo esquema, terão as penas diminuídas? A culpa foi exclusivamente do Valério e dos banqueiros. Quem mandou o Sr Valério confiar que isso tudo jamais seria julgado com o aparelhamento do STF.




Heitor - 

03/11/2013 às 7:49


Se os comunistas dos EUA têm a capacidade de inventar um estupro para alavancar uma causa, farão qualquer coisa lúgubre por suas idéias doentes. Barroso deve ser a menina dos olhos de Dilma Rousseff




Sara Váz - 

03/11/2013 às 7:45


Reinaldo.
Quando se usa a palavra “minoria”, tende-se a entender um pequeno número de indivíduos, desprovidos de direitos fundamentais (pobres, negros – ops, afrodescendentes – geralmente desprovidos de meios financeiros, políticos ou legais.
O termo “minoria”, não deveria incluir os acusados do AP 470, pois “minoria” no caso eram indivíduos ricos, politicamente proeminentes, e defendidos por causídicos bastante onerosos. Não eram “minoria” coisa nenhuma!
O direito da mulher querer ter ou não ter filhos, refere-se a ANTES de engravidar. Depois da concepção, “a Inês é morta”, já aconteceu…
Barroso, Toffoli, e muitos outros, SERIAM considerados em países como a China, e os do Oriente Médio, inimigos da legitimidade, embora legais…




Tomás de Aquino - 

03/11/2013 às 7:40


esse camarada devia sofrer impedimento. juiz não pode se comportar como ativista político. devia ter procurado o legislativo ou continuado como advogado.como ministro do stf esse camarada representa o estado e portanto deve se manter imparcial. nesse ponto admiro e louvo a discrição do ministro celso.




Tomás de Aquino - 

03/11/2013 às 7:36


quando a estupidez chega ao poder só nos resta rezar e intensificar a luta pela democracia e pela ética.




Tomás de Aquino - 

03/11/2013 às 7:34


off-topic
Uma mistura de confúcio com george orwell: Os nobres(amigos da democracia) querem a harmonia, os medíocres (inimigos da democracia)a “igualdade” sendo q os porcos são mais iguais do q os outros. Não podemos dar o governo do brasil aos porcos. recomendo downtown abbey uma verdadeira lição de nobreza do espírito. do q faz o homem diferente dos outros animais.saúde e paz.




Gabriel - 

03/11/2013 às 7:26


E eu que achava que o toffoli é que era “vendido”……….




André - 

03/11/2013 às 7:21


Chega desses “progressistas” no poder. … Pela volta do ARENA já! Em defesa da família e da propriedade privada e contra o aborto, mesmo no caso de anencéfalos!!

◄ 
● 
● 
● 
● 
● 
+ Lidas
◄ 
● 
● 
● 
● 
● 
● 
● 
● 



Seções



Artigos em VEJA

Arquivo

OKSTQQSSD« Out 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 


Serviços

Assinaturas












Nome: Nasc.: E-mail: CEP: Apenas 9x R$ 47,00

Saber +
Serviços
Aponte erros


Editora AbrilCopyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados

Nenhum comentário:

Apoio




_

Immaculata mea

In sobole Evam ad Mariam Virginem Matrem elegit Deus Filium suum. Gratia plena, optimi est a primo instanti suae conceptionis, redemptionis, ab omni originalis culpae labe praeservata ab omni peccato personali toto vita manebat.

Cubra-me

'A Lógica da Criação'


Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim




“Se não fosse a Santa Comunhão, eu estaria caindo continuamente. A única coisa que me sustenta é a Santa Comunhão. Dela tiro forças, nela está o meu vigor. Tenho medo da vida, nos dias em que não recebo a Santa Comunhão. Tenho medo de mim mesma. Jesus, oculto na Hóstia, é tudo para mim. Do Sacrário tiro força, vigor, coragem e luz. Aí busco alívio nos momentos de aflição. Eu não saberia dar glória a Deus, se não tivesse a Eucaristia no meu coração.”



(Diário de Santa Faustina, n. 1037)

Ave-Maria

A Paixão de Cristo